Dúvida: Instrumentos Transpositores

    Autor Mensagem
    Hawklord
    Veterano
    # jan/14


    Eu adquiri o Harmonia do Schoenberg e comecei a estudar composição e harmonia mais seriamente, então me deparei com isso: Instrumentos Transpositores.

    Como eu escrevo música, e não toco nenhum desses instrumentos, minha dúvida é na hora de escrever e não ler: Ainda não ficou claro pra mim se eu preciso transpor ou não.
    E outra coisa,na hora de fazer um MIDI, por exemplo, para que um clarinete em Lá ou Sib soe certo eu preciso transpor as notas pra fazer o arquivo MIDI?

    gbmeioponto
    Veterano
    # jan/14
    · votar


    Olá!

    Posso te ajudar em metade da pergunta.

    Pra fazer uma linha em MIDI, você vai precisar transpor sim.
    O que poderia fazer essa transposição automaticamente seria o plug-in de instrumento virtual que irá ler a linha MIDI. Porém, não são todos os plugins que fazem isso, então é melhor transpor para não depender disso depois.

    Agora, quanto a partitura, eu ACHO que não precisa transpor. O próprio instrumentista sabe qual nota corresponde a transposição. Mas quanto a isso posso estar enganado, é melhor esperar alguém com mais conhecimento na área, ou dar uma googleada para se certificar.

    Abraços!

    mjbg
    Membro Novato
    # jan/14 · Editado por: mjbg
    · votar


    pra fazer o midi não presisa transpor..

    você transpõe somente se alguém for ler a partitura.. e isso hoje em dia é a última coisa que você geralmente faz.. você escreve normal depois de pronto você manda o software transpor automaticamente..

    no midi você já tá dando a altura exata da nota

    *só tome cuidado se você tiver usando algum livro de referência para saber a extensão do instrumento.. alguns livros podem grafar somente a extensão já transposta.. então preste atenção ao que tá escrito

    Die Kunst der Fuge
    Veterano
    # jan/14 · Editado por: Die Kunst der Fuge
    · votar


    Hawklord

    Você deve escrever a nota já transposta.

    Um exemplo simples pra ilustrar é o Clarinete Bb, para o qual você deve escrever as notas um tom acima do que quer que elas soem.

    Exemplo: Se você quiser que ele toque um Bb, você deve escrever uma nota C.
    Se você quiser que ele toque um C, deve escrever uma nota D.

    A transposição também deve se aplicar à armadura de clave. No exemplo do clarinete em Bb, você deve escrever a armadura de clave um tom acima do tom real.

    Exemplo: Se uma composição está no tom de C maior (sem acidentes), você deve escrever a armadura de clave em D maior (2 sustenidos).

    E por aí vai.

    E outra coisa,na hora de fazer um MIDI, por exemplo, para que um clarinete em Lá ou Sib soe certo eu preciso transpor as notas pra fazer o arquivo MIDI?


    Aí depende de onde você escreve.

    Se for no papel, a prática comum é que você escreva a nota já transposta.

    Se for direto no Piano Roll, você não precisa transpor, basta escrever a nota que você quer que soe.

    Em alguns softwares de notação você não precisa transpor também, como no Guitar Pro, por exemplo.

    Em outros softwares mais completos como o Sibelius, você pode optar por escrever transpondo ou não, e depois de escrever pode apertar um botão que ele vai alternar entre transposto e não transposto.

    Gutovysk
    Veterano
    # jan/14
    · votar


    "Se for no papel, a prática comum é que você escreva a nota já transposta."

    Acredito que o mais importante não é só onde você escreve, mas para QUEM você escreve. Por exemplo, se você vai escrever para você, ou até mesmo outros compositores, pode ser que não haja necessidade de transpor. Mas se for para um instrumentista ler, então é preferível colocar a transposição que ele está acostumado, que tem mais haver com a afinação do instrumento.

    Uma coisa é a altura da nota (qual é a nota que deve tocar - frequência), e outra é como será escrita na partitura. Lembrando que no MIDI fica a nota correta, a não ser que haja no controle do MIDI o valor a ser transposto. Porém, os softwares de escrita musical já podem ter tais funcionalidades incorporadas nele, como já foi dito anteriormente.

    Parabéns por ler o livro de Schoemberg. É sem dúvida o melhor de todos!!! Mas eu que já li e reli ele todo, não estou me lembrando de onde ele usa Instrumentos Transpositores com relação a harmonia...

    Carlos Correia
    http://tecnicasdecomposicao.blogspot.com

    Hawklord
    Veterano
    # jan/14
    · votar


    Ok. Então, se eu for escrever só a harmonia e a melodia,etc, eu não preciso transpor.
    Mas na hora de separar as partes para os instrumentos individualmente eu preciso levar a transposição em consideração. Certo?

    Gutovysk
    não estou me lembrando de onde ele usa Instrumentos Transpositores com relação a harmonia...
    Essa dúvida em relação aos Instrumentos Transpositores veio de outro livro, que eu estava consultando para saber os registros dos instrumentos e etc.

    makumbator
    Veterano
    # jan/14
    · votar


    Hawklord
    Ok. Então, se eu for escrever só a harmonia e a melodia,etc, eu não preciso transpor.
    Mas na hora de separar as partes para os instrumentos individualmente eu preciso levar a transposição em consideração. Certo?


    Se você pretende deixar a parte correta para alguém com o referido instrumento ler acho interessante levar a transposição em consideração.

    Acho uma boa prática saber as transposições, extensão total e tessitura mais usada/comum de vários instrumentos. Na verdade qualquer software bom de notação permite que se escreva direto tanto vendo o instrumento em dó quanto vendo na transposição correta dele.

    Hawklord
    Veterano
    # jan/14
    · votar


    Pessoal,valeu pelas dicas. Ajudaram bastante.

    Aproveitando o tópico pra não precisar abrir, conhecem algum software de composição bom pra recomendar? Se tiver um freeware ou com uma versão free pelo menos seria melhor ainda.

    fernando tecladista
    Veterano
    # jan/14
    · votar


    só pra comentar, talvez até meio repetitivo

    midi em si não se transpoe, instrumentos virtuais trabalham com Dó soando Dó, Ré soando Ré....

    vai transpor só se for escrever e já ter a partitura transposta para o instrumento real, mais ai você precisa "destranspor" em algum lugar do software pra ouvir no mesmo tom que é pra soar, por exemplo acho que isso no encore é ná opção staff sheet
    mas nesse caso é um programa de edição de partitura, pra criar um playback então você não mexe nada
    ----------------------------------------------------------------------
    quanto a escrever em sí
    você precisa transpor para que o cara toque no lugar que você imaginou

    em um instrumento transpositor por exemplo um SAX em Bb
    quer dizer que se o cara do sax tocar um dó vai soar Sib, um Mi vai soar Ré...
    se esse mesmo cara pegar um sax em Mib a mesma posição de dedos para fazer o Dó vai soar Mib se ele fazer um Ré vai soar FA....

    então no sax em Bb se você quer ouvir um "dó" você precisa escrever "ré" na partitura

    -----------------------------------------
    fora isso algo importante é saber a tessitura (extensão de notas que o instrumento toca e além disso como ele executa isso
    as vezes algo que é simples de tocar no teu instrumento é algo complexo em outro instrumento, um exemplo simples
    o Mi menor "cebolão" (que dá pra aprender na primeira aula de violão) são 6 notas
    Mizão, Si, Mi, sol, si, mi, (do grave para o agudo)

    isso no teclado ou piano não soa legal e é a maior aranha de mão nas teclas
    no piano funcionaria mais simples um Mi (ou dois) na mão esquerda e a triade na direita mi, sol, si

    Jabijirous
    Veterano
    # jan/14
    · votar


    O que você toca em midi não influência em nada. Se você quiser pegar o midi e passar pro papel, aí tem que escrever transposto.

    Imagine a transposição de um instrumento como um capotraste do violão ou o transposer do teclado. Vamos supor que você queira tocar uma música em Eb. Para o violão é só você colocar o capotraste na primeira casa e tocar como se fosse Ré maior, para o teclado é só colocar 1/2 tom acima e tocar pensando em ré. Com instrumento transpositores é basicamente a mesma coisa, é mais por questão de digitação.

    Die Kunst der Fuge
    Veterano
    # jan/14
    · votar


    Hawklord
    Aproveitando o tópico pra não precisar abrir, conhecem algum software de composição bom pra recomendar?

    "Software de composição" você quer dizer algum pra escrever as partituras?

    Eu cheguei a usar um que era gratuito, o MuseScore

    http://musescore.org/pt-br

    Mas ele tinha uns problemas, um dos mais graves era que se tu mudasse a armadura de clave ele não mudava automaticamente nas pautas dos outros instrumentos, ou seja, tu tinha que mudar tudo manualmente. Se tu só estiver escrevendo pra um piano ainda vai, mas se já estiver escrevendo pra uma orquestra de cordas já enche o saco. Não sei se já consertaram este problema.

    Se puder ser pago, eu (e um monte de gente) me amarro no Sibelius.

    http://www.sibelius.com/home/index_flash.html

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Dúvida: Instrumentos Transpositores