Tópico da Publicidade Infantil (Ou Tv Globinho X Fátima Bernardes)

Autor Mensagem
Pleonasmo
Membro Novato
# 03/jan/19 12:51
· votar


Lelo Mig
Me assusta um pouco, na geração atual, independente de algum viés político, religioso ou filosófico, a detenção da verdade absoluta, de achar que o que acredita ou pensa é o correto e que todo pensamento diferente é equivocado.

As grandes mentes intergaláticas tem pontos de vista mágicos com sua sabedoria inquestionável e se sentem capazes de saber com exatidão o que é certo, o que é errado e habitam o OT.

Simonhead
Veterano
# 03/jan/19 12:58
· votar


john s mill
hoje em dia criançada ia cagar pra tv globinho com dbz, pokemon ou whatever

Meu moleque tem 14 anos de idade e tem mó raiva da Globo por escalar a Fátima Bernardes para o horário da TV Globinho nos dias de semana para ficar restrito apenas aos sábados até ser encerrado. : (

brunohardrocker
Veterano
# 03/jan/19 13:40
· votar


-Dan
Como previsto, quotou o erro de português. hahaha nandomourização do debate.

Cara, eu nunca fiz isso. E não foi desta vez também.

brunohardrocker
Veterano
# 03/jan/19 13:42
· votar


Lelo Mig

Tranquilo manolo, eu compreendo.
Tem gente que não.

Abraço.

-Dan
Veterano
# 03/jan/19 13:52
· votar


Lelo Mig

Sempre bom ler suas postagens, bem lúcidas. Dá pra perceber que você não tá pregando uma verdade absoluta ou categorizando a sociedade de tal forma porque sim, e que não vai iniciar uma corrente no whats a partir disso pra tentar curvar a realidade à sua verdade. Você contou seu caso e foi interessante para ilustrar a discussão. o/

entamoeba
Membro Novato
# 03/jan/19 14:41
· votar


Ciência faz a descoberta X.

- E agora? Temos que lidar com X.

- Que nada, basta ignorar X e deixar tudo como era.

brunohardrocker
Veterano
# 03/jan/19 20:58
· votar


Grupos de pressão derrubaram a publicidade infantil na TV com base na ciência

lol

entamoeba
Membro Novato
# 03/jan/19 21:10
· votar


brunohardrocker

Você chutou o balde, né? Nem se esforça mais. Tá agindo feito retardado em todos os posts. Dá dó.

sallqantay
Veterano
# 04/jan/19 09:53 · Editado por: sallqantay
· votar


Ciência faz a descoberta X.

exija mais evidências empíricas, conteste as existentes e aponte brechas formais nas teorias. Não retroceda um milímetro, meta o loko like a Trump

...50 anos depois...

no leito de morte diga que errou

HAHAHAHAHA

entamoeba
Membro Novato
# 04/jan/19 11:57
· votar


brunohardrocker
Grupos de pressão

Estudos demonstraram os malefícios do cigarro. Com o tempo, o conhecimento foi difundido e passou a fazer parte do debate público. Grupos de conscientização contribuíram para que o problema viesse à tona e se tornasse pauta de políticas públicas, então, leis de desestímulo ao consumo foram sendo aprovadas pouco a pouco, com efeitos práticos a longo prazo.

Você lembra do tempo em que as pessoas fumavam no elevador, no avião, nos escritórios, nas salas de aula? Não faz tanto tempo assim. O que você pensa das medidas que foram tomadas?

Contudo, o caso do cigarro é mais fácil de ser assimilado, porque a maioria das pessoas não questiona o que os médicos dizem.

Veja o caso da punição física infantil, por exemplo. Os efeitos nocivos da punição são bem documentados há mais de 50 anos. Diferente do caso do cigarro, não haviam interesses de uma indústria multimilionária no caminho. Contudo, faz menos de 30 anos que a crítica à punição chegou efetivamente ao debate público, e só foi gerar uma lei em 2014 - com o auxílio da Xuxa.

Há um caminho a percorrer, que muitas vezes começa na ciência, passa pelo convencimento de grupos de formadores de opinião e termina na aprovação de leis ou na criação de mecanismos de regulação ou estímulo/desestímulo.

Reduzir esse processo a "grupos de pressão", no intuito de deslegitimar os esforços é, no mínimo, desonesto.

brunohardrocker
Veterano
# 04/jan/19 13:52
· votar


entamoeba

Cigarro é um erro. Inalar fumaça de qualquer espécie que não seja algum tipo de vapor medicinal é um erro humano. Quanto às campanhas de conscientização, está tudo bem. Não há nada de errado em uma parte conscientizar e a outra decidir se vai ser conscientizada ou não.
Aí a discussão chega nas pesadas tributações, proibição de propagandas e tudo mais para desestimular o uso do produto. Tá, não há o que fazer, o ser humano precisa disso e o resultado final é positivo, não importando os meios.

A punição física infantil ainda é bem discutível. No meu ponto de vista nenhum tipo de punição violenta a uma criança ensina algo. O que ensina mesmo é o diálogo, o exemplo. Mas não podemos chegar ao ponto de repreender quando, numa situação emergencial (quando não há tempo para o diálogo), os pais tenham que recorrer a um puxão, um tapa ou um dedo indicador em riste com umas palavras duras.

Agora não sei onde essas qüestões se equiparam à publicidade infantil. Na minha observação no dia a dia, se existiam efeitos nocivos quando ela estava liberada, hoje existem outros efeitos nocivos com a ausência dela, que é a aceleração da chegada na fase adulta pelas crianças, ausência de atividades recreativas mais físicas e menos virtuais. E, vejo que o papel de educar as crianças contra o consumismo desenfreado seria dos pais, e por que não, de campanhas de conscientização.

Eu queria viver no mundo ideal da simples conscientização, mas parece que não tenho como fugir das regulamentações.

Lelo Mig
Membro
# 04/jan/19 13:58 · Editado por: Lelo Mig
· votar


brunohardrocker

Cara, os "grupo de pressão" existem. São formados principalmente por quem detém o monopólio da produção e do capital, ou seja, as grandes empresas. Coisa que já vi você defender por aqui em suas posições político/econômicas.

Usando o exemplo do tabaco, que nosso amigo entamoeba citou, porque a Indústria do Cigarro foi tão massacrada nas últimas décadas e a do álcool esta ilesa, inclusive com propaganda na televisão?

O cigarro faz mal, isso é incontestável. Mas faz mal 90% para quem o usa. O tabaco não tira o sujeito de sua capacidade intelectual, ninguém rouba ou mata por causa de cigarro e etc.

Fora o álcool, que outra droga submete um cidadão a dormir na rua todo cagado e mijado? Talvez o Crack?

Mas, por conta da "força da indústria e a cultura de bebidas alcoólicas" a birita passa ilesa.

Citei isso, somado a colocação do entamoeba para dizer que os grupos de pressão existem e precisam ser combatidos. Não precisa ser esquerdista para se negar a ficar de quatro para tudo que a economia queira enfiar em você. Não preciso ser de esquerda para não aceitar alguns lobbyes ou monopólios.

É preciso combater estes "grupos de pressão"... e parar de aceitar tudo que é despejado porque os "caras geram emprego", "pagam impostos" e outras falácias do liberalismo.

Até final do século 19, casas de ópio eram legais, cocaína vendia na farmácia.

A ciência é instrumento fundamental para enfraquecer estes grupos de pressão.

brunohardrocker
Veterano
# 04/jan/19 16:28
· votar


Lelo Mig
Cara, os "grupo de pressão" existem. São formados principalmente por quem detém o monopólio da produção e do capital, ou seja, as grandes empresas. Coisa que já vi você defender por aqui em suas posições político/econômicas.

Quando empresas tem lobby, sim passam a serem grupos de pressão. Se você me viu defendendo lobby aqui, deve ter me confundido com outro. Ou melhor, nem o usuário mais mal intencionado que eu já vi por aqui chegou a defender isso.
Você deve ter me visto defendendo a livre concorrência, não foi?

E sobre o álcool, não levantamos uma dicotomia entre o alcool e o tabaco. Nem estou partindo da premissa que se faz mal deve ser proibido. Eu me manifestei a favor de campanhas de conscientização justamente por isso. Tento fugir das proibições e regulamentações no que diz respeito ao indivíduo. O que você acha disso?

Voltemos à publicidade infantil.

Black Fire
Gato OT 2011
# 04/jan/19 16:43
· votar


livre concorrência
lol

brunohardrocker
Veterano
# 04/jan/19 16:45
· votar


Entrei para ver o hate do bf

entamoeba
Membro Novato
# 04/jan/19 16:56
· votar


brunohardrocker
A punição física infantil ainda é bem discutível.

Do ponto de vista científico, está bem esclarecido.


numa situação emergencial

Não é isso que está em discussão.


Agora não sei onde essas qüestões se equiparam à publicidade infantil.

As mazelas do tabaco, da punição física e da exposição à publicidade são bem documentadas. Esses dados dão origens à políticas públicas. Qual a dificuldade de entender isso?

brunohardrocker
Veterano
# 04/jan/19 18:28
· votar


https://http2.mlstatic.com/balaio-bambu-grande-para-cesto-de-roupa-D_N Q_NP_671015-MLB25128360252_102016-F.jpg

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Tópico da Publicidade Infantil (Ou Tv Globinho X Fátima Bernardes)