Sobre ética no mercado de trabalho e concorrência direta com o empregador.

Autor Mensagem
Mary Lennox
Pitéu OT 2012
# mai/17


Olá, boa noite.

Bom, o caso é o seguinte. Eu me formei em arquitetura e urbanismo, porem sigo trabalhando no escritório de arquitetura que trabalhava antes. Porem, minha intensão é ter um escritório meu, só queria abrir ele enquanto ainda trabalho no outro escritório pra ter uma seguranca e enquanto isso ir coletando clientes.
O porem é que eu sempre achei antiético por um lado, mas por outro eu penso que paguei minha faculdade e o diploma é meu eu faço como bem entender meu trabalho a partir Daq, ate porque nem se manifestaram em me contratar como arquiteta depois que me formei.

Gostaria de saber qual a opinião de vcs sobre isso, se é cisma da minha cabeça etc.

Desde já agradeço a quem responder, e boa noite.
Ass eu

Snakepit
Veterano
# mai/17 · Editado por: Snakepit
· votar


Todo mundo ao abrir negócio próprio trabalhou em outros lugares e criou contatos importantes.

O que não pode fazer é roubar a lista de contatos da empresa ficar ligando, agindo ativamente para roubar os clientes. Isso não apenas é antiético como não é visto com bons olhos inclusive pelos próprios clientes!

Além do mais, não é bom começar algo arranjando inimigo, como o teu ex-chefe, pois ele vai ficar sabendo disso. Saia numa boa, explique que a tua intenção é seguir os teus sonhos, mas que tem grande respeito por ele e que um dia espera poder trabalhar junto novamente. Ele vai entender e você vai sair numa boa, não existe nada errado nisso e não é antiético.

Uma coisa que eu aprendi na vida de empresário é nunca fechar uma porta. Nunca se sabe quando pode precisar dela novamente. Mesmo que no fundo queira mandar o chefe tomar naquele lugar, não faça e saia pela porta da frente.

Agora não se iluda achando que apenas por conhecer os clientes eles vão ir contigo por conta própria. Abrir seu próprio escritório é um caminho longo e difícil, trabalhar pros outros é o mais fácil, mas trabalhar por conta é mais gratificante!

Boa sorte!

sallqantay
Veterano
# mai/17 · Editado por: sallqantay
· votar


Mary Lennox
eu faço como bem entender meu trabalho

só nego de pica bem grossa pode fazer uma afirmação dessas, recém formado tem que engolir muita merda. Na real mesmo depois de 30 anos de carreira tem nego que nao consegue fazer afirmação como essa

porque nem se manifestaram em me contratar como arquiteta

esse é outro problema. Tem que pressionar como funcionário, arraqnjar outra proposta de emprego para colocar na parede, e não fazer uma ameaça do tipo "vou roubar seus clientes".

ir coletando clientes

sim, mas eles vão ter que ir atrás de você. Como colocou o Snakepit:

agir ativamente para roubar os clientes da antiga empresa não apenas é antietico como não é visto com bons olhos

sallqantay
Veterano
# mai/17
· votar


Sobre ética no mercado

404

One More Red Nightmare
Veterano
# mai/17
· votar


Eu me formei
intensão

sallqantay
Veterano
# mai/17
· votar


One More Red Nightmare

quem lida com peão de obra tem que mandar a gramática para a PQP

Mary Lennox
Pitéu OT 2012
# mai/17
· votar


Snakepit

Obrigada pela resposta e por manifestar sua opinião aqui.

Na verdade, minha vontade não é sair agora, quero continuar trabalhando enquanto meu ganho por fora nao pareie com meu salário. Mas minha intesao definitivamente não é roubar os clientes, e tals. Quero seguir outra área e seria um público um pouco diferente.


sallqantay
Olá, obrigada pela resposta.

só nego de pica bem grossa pode fazer uma afirmação dessas, recém formado tem que engolir muita merda. Na real mesmo depois de 30 anos de carreira tem nego que nao consegue fazer afirmação como essa

O que eu diz dizer foi que eu me formei num curso em que eu posso ser profissional liberal, paguei a faculdade e agora estou meio "presa" sem poder fazer uso desse diploma.

não fazer uma ameaça do tipo "vou roubar seus clientes".


Nao quero os clientes deles, é outra linha e seria outro tipo de mercado.

Mary Lennox
Pitéu OT 2012
# mai/17
· votar


One More Red Nightmare

Desculpe se não me fiz entendida. Eu me formei em ARQUITETURA E URBANISMO, não em letras.

st.efferding
Membro
# mai/17
· votar


Quero seguir outra área e seria um público um pouco diferente.

Qual área? Qual público?

One More Red Nightmare
Veterano
# mai/17
· votar


Se tem curso superior deve saber escrever corretamente. Até quem faz Ed. Física.

Mary Lennox
Pitéu OT 2012
# mai/17 · Editado por: Mary Lennox
· votar


st.efferding

Um público com um poder aquisitivo um pouco menor.

One More Red Nightmare

Querido, Tem quase 10 anos que eu saí do ensino médio e nunca mais estudei português. Eu troquei UMA letra. Se vc não ta aqui pra ajudar, por favor, se retire. No mais, enfia a sua gramática no CU que eu nao to com paciencia pra esse seu pedantismo nao

sandroguiraldo
Veterano
# mai/17
· votar


Mary Lennox
No mais, enfia a sua gramática no CU que eu nao to com paciencia pra esse seu pedantismo nao
Eita...

Tenho uma amiga que está na mesma situação... formou-se há 1 ano e está no mesmo escritório. O marido dela é engenheiro e está desempregado, mas estão pegando alguns projetos.
No caso dela, quando é algum cliente que foge do perfil do escritório que ela trabalha, a própria chefe indica para ela fazer o projeto "por fora"...
Será que não existe a possibilidade de você pegar uns "freela" do seu próprio escritório hoje? Como se eles terceirizassem pra você algumas coisas...

Mary Lennox
Pitéu OT 2012
# mai/17
· votar


sandroguiraldo

Bom dia, Obrigada pela resposta.

Isso é uma boa ideia também. Deixar claro pra eles minha vontade é até melhor do que parecer que estou fazendo as coisas por baixo dos panos, né. Gostei dessa ideia!

brunohardrocker
Veterano
# mai/17
· votar


Mary Lennox

Olar!

Na minha visão, acho que montar o escritório ao mesmo tempo em que você está empregada não vai rolar. Até porque o seu patrão pode não aprovar isso e te demitir. Mesmo que o publico seja diferente.
Ex: Uma amiga arquiteta se especializou em restauraçao. No entanto, ela pega projetos de construção mesmo assim. Quem é do ramo sabe disso.

Acho que seria prudente, pra você, continuar adquirindo experiência e conhecimento de mercado (de clientes, por que não?) até o momento em que você estiver segura para abrir o proprio negócio.

sandroguiraldo
Veterano
# mai/17
· votar


Mary Lennox
brunohardrocker
é claro, tudo depende da relação que ela tem com o atual empregador...

CindyFerrari
Veterano
# mai/17
· votar


Mary Lennox
se tu quer ter negócio próprio, estude sobre como administrar um.. tem muito material bom na internet.. estude marketing, pesquise fornecedores, converse com seus colegas de curso sobre sobre o mercado - não necessariamente fale sobre os seus planos

com clientes, você pode construir um relacionamento bacana, pra quando vc sair da empresa, vc chegar pros caras e dizer "olha, to fazendo por conta própria agora, se conhecer alguém que precisa de um serviço..." aí você vai começando, pegando serviços menores e fazendo o seu nome

vc também pode tentar pegar uns freelas enquanto está aí, mesmo que seja em outra área... sei lá, se sua empresa trabalha com imóveis, pega umas vitrines de loja ou móveis planejados, não sei, só jogando ideias..

ate porque nem se manifestaram em me contratar como arquiteta depois que me formei.
e nem vão, enquanto não precisarem.. se acham que vc dá conta do serviço e não precisam de outro arquiteto, não tem porque te promover.. quem tem besta não compra cavalo e curso superior não quer dizer muita coisa hoje em dia

MENDIGO_PAISANA
Membro Novato
# mai/17
· votar


Mary Lennox
Desculpe se não me fiz entendida. Eu me formei em ARQUITETURA E URBANISMO, não em letras.


Até porque quem faz LETRAS não precisa saber soma e subtração.

sandroguiraldo
Veterano
# mai/17
· votar


curso superior não quer dizer muita coisa hoje em dia
Principalmente nessas universidades atochadas de comunistas e esquerdopatas

Fidel Castro
Veterano
# mai/17 · Editado por: Fidel Castro
· votar


Mary Lennox

A copine estagiava no Kogan, depois que se formou passou a fazer imagem 3D para escritório grande para ganhar bulk financeiro e de reconhecimento. Se ela tivesse aceitado a proposta de efetivar no Logan, ela ganharia bastante experiência mas pouco dinheiro e depois ainda poderia tomar no forevis se abrisse escritório embaixo do nariz do Marcio, seja juridicamente ou de criar um inimigo treta. Acho melhor você sair mesmo antes de abrir, pega algum sócio com bastantes contatos e corram atras de vender!

Agora está para montar um escritório com a sócia dela.

O negócio é que é um mercado de panela e bem 8 a 80. Pra deslanchar precisa ter a cara de pau do Bjarke Ingels de pegar um projeto grande de cara seja via contatos ou no pitch.

Boa sorte, arquitetura é maravilhoso, adoraria fazer se não fosse integral (não tenho mais tempo hj para curso integral)

Fidel Castro
Veterano
# mai/17
· votar


sandroguiraldo

Porra não fode, arquitetura é integral de 5 anos. Se nego peida em engenharia, se mataria em arquitetura.

Essa visão de que a universidade tá cheio de esquerdopata e por isso é tudo ruim é coisa de quem nunca pisou numa universidade de ponta. O caminho para evitar esses "esquerdopatas" é só não abrir a porta do CA

brunohardrocker
Veterano
# mai/17
· votar


O caminho para evitar esses "esquerdopatas" é largar calculo 1 no primeiro semestre.

Fidel Castro
Veterano
# mai/17
· votar


CindyFerrari

Esse role Senai não faz muita diferença em arquitetura.

Os maiores escritórios são uns caras que fazem uns croquis vagabundos, repassa para uma legião de funcionário enquanto xinga a mãe deles na frente do cliente, bebe vinho no expediente e depois fecha venda de 1kk no vernissage no Jardins

Insufferable Bear
Membro
# mai/17
· votar


Essa visão de que a universidade tá cheio de esquerdopata e por isso é tudo ruim é coisa de quem confunde causalidade com correlação.

Viciado em Guarana
Veterano
# mai/17
· votar


Tem que meter o loco!
Onde se ganha o pão não se faz amigos.

sandroguiraldo
Veterano
# mai/17
· votar


Parece que pisei em alguns calos... logo eu, que mal tenho ensino médio.

makumbator
Veterano
# mai/17
· votar


sandroguiraldo
Parece que pisei em alguns calos... logo eu, que mal tenho ensino médio.

Não se apoquente. Lembre-se que o camarada Lula é semi analfabeto e veja até onde ele chegou!

sandroguiraldo
Veterano
# mai/17
· votar


makumbator
E eu tenho 5 dedos em cada mão!!!

Pleonasmo
Membro Novato
# mai/17
· votar


Mary Lennox

O negócio é que é um mercado de panela.

Concordo com o Fidel Castro.

O esquema é ter QI (Quem Indica), fazer um portfólio para ir coletando a clientela, deixar a porta aberta como disse o Snakepit.
Ser aparentemente muito sociável com todo mundo, porque realmente você vai precisar de muitos contatos, todos os que você conseguir, esse lance não tem espaço para introvertidos e não perder a cabeça com o cliente se ele corrigir seu português.

Algo que ajudou alguns arquitetos que conheço foi fazer uns portfólios de freelancer mesmo, alguns trabalhos foram bem baratos e bem feitos, deram um resultado excelente para eles.

Você até poderia fazer uns freelances enquanto tá no escritório, só para ter a experiência de como vai ser e depois sai do escritório quando estiver mais concretizada.

Negotiberio
Veterano
# mai/17
· votar


Sou advogado e minha namorada é arquiteta. Só digo uma coisa: depender do Judiciário/Executivo é uma merda.

sallqantay
Veterano
# mai/17
· votar


Um público com um poder aquisitivo um pouco menor.

pobre é uma desgraça

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Sobre ética no mercado de trabalho e concorrência direta com o empregador.