Roubaram meu celular no ônibus. RJ virou terra sem lei. Há anos.

Autor Mensagem
CindyFerrari
Veterano
# set/15
· votar


Já fui assaltada 4 vezes, nas 3 primeiras levaram meu celular, na última, a bolsa.

Aqui [Fortaleza] tem linhas que são assaltadas constantemente, mas nunca fui premiada. Na época que tava ~na mídia~, eu ficava com muito medo porque voltava da aula à noite, tipo umas 22h.

Fiz BO em todas as vezes que fui assaltada, mas em duas eu tive que fazer três tentativas porque tava acontecendo greve ou flagrante de outro crime.

Na terceira vez, a polícia pegou os caras pq uma pessoas que viram o assalto denunciaram, aí eu fui pra delegacia fazer o reconhecimento. Eles foram presos, julgados e condenados.. Tudo durou uns 8 meses. Recebi intimação e tudo..

Enfim, Del-Rei, eu sei o que vc tá passando agora e é muito foda isso tudo =/

erico.ascencao
Veterano
# set/15
· votar


Wade

Você tem razão nas suas colocações, até o ponto em que você culpa a vítima pelo roubo. Todos nós temos direito sim de andar com um celular de 3k no bolso dentro do busão. É aquela história do "não mereço ser estuprada" que foi difundida tempos atrás - adaptando a este tópico, "não mereço ter meu celular roubado".

Wade
Membro Novato
# set/15
· votar


erico.ascencao
Claro que tem. Todo o direito do mundo. Assim como o direito de ter seus impostos completamente reinvestidos em melhorias para a sua qualidade de vida sem nenhum tipo de desvio. Como tem o direito pleno de educação pública de qualidade para você ou para seus filhos. O direito de atendimento médico público de primeira. Ah, tantos direitos...

Sabe qual é o problema? O problema é que o zé chinelo que entrou no ônibus com uma 32 está cag4ando e andando pros seus direitos.

Aí você vai até quem deveria se importar e adivinha? Eles também não se importam.

Acorda, cara. Não é uma xerox da Sagrada Constituição embaixo do braço como Bíblia que vai impedir seu iPhone 6 de ir embora em um arrastão no ônibus.

Se fé nos direitos civis fosse crédito pra comprar celular... mas não é.

erico.ascencao
Veterano
# set/15
· votar


Wade

OK, mas não se pode colocar uma carga de culpa na vítima. A vítima sempre será a vítima. Ou você não ficaria revoltado ao ir na delegacia fazer um BO deste tipo de ocorrência e o delegado falar pra você: "Mas você fica andando com iPhone no busão, dá nisso..."? Se aconteceu, isso serve de aprendizado para você tomar cuidados extras, mas isso não pode tirar a sua liberdade de andar com o iPhone no bolso. A partir do momento em que você deixa de usar o seu iPhone por causa de criminalidade, aí chegou a hora de sair do país e procurar algum lugar mais seguro pra se viver.

john s mill
Membro
# set/15
· votar


eu acho que assalto vai ser minha causa de morte num futuro

sallqantay
Veterano
# set/15
· votar


erico.ascencao
deixa de usar o seu iPhone por causa de criminalidade

é só fazer seguro. Qual o grande drama nisso?

landlord
Veterano
# set/15
· votar


Recentemente, os telejornais tem corroborado com minha hipótese de que o problema do RJ são os cariocas.
Claro em todo lugar tem assalto, mas os de lá me parecem personificados pela mistica do carioca malandro.

Wade
Membro Novato
# set/15 · Editado por: Wade
· votar


erico.ascencao

Você tem o direito de não ter sua casa invadida. Mas certamente fecha a porta com chave, não fecha?

Entraria de peito aberto em uma favela durante tiroteio pra exercer seu direito de ir e vir garantido pela constituição?

Não é questão de culpa. A culpa é da educação/segurança pública falha desse país. Mas se você sabe que vai se queimar, você não coloca a mão no fogo.

erico.ascencao
Veterano
# set/15
· votar


Wade
Você tem o direito de não ter sua casa invadida. Mas certamente fecha a porta com chave, não fecha?
Entraria de peito aberto em uma favela durante tiroteio pra exercer seu direito de ir e vir garantido pela constituição?


Obviamente que não. Mas não saio por aí falando que é um puta trouxa o cara que não tem seguro da casa e a teve roubada ou que foi morto de peito aberto no morro. Com você mesmo disse: "A culpa é da educação/segurança pública falha desse país."

sallqantay
Veterano
# set/15
· votar


puta trouxa o cara

ok, no mínimo é ingênuo

Del-Rei
Veterano
# set/15 · Editado por: Del-Rei
· votar


Eu até iria responder a mais alguns comentários aqui, mas desisti.

Fico impressionado com a quantidade de camaradas malandros e espertos aqui no tópico. Percebi que o fato de uma pessoa ser assaltada é consequência de muita ingenuidade e "panguisse", afinal, não existe a possibilidade de uma pessoa ser assaltada no RJ se não for "panguão", trouxa e ingênuo. Merece ser assaltado mesmo.
Obrigado por me abrirem os olhos.

Um aceno de longe!!!

Wade
Membro Novato
# set/15
· votar


Percebi que o fato de uma pessoa ser assaltada é consequência de muita ingenuidade

Na maioria esmagadora dos casos, é mesmo.

Merece ser assaltado mesmo.

Não merece. Mas vai.

nhoque on forevis door
Membro Novato
# set/15
· votar


com certeza.

sallqantay
Veterano
# set/15
· votar


Ser vítima dá mais status social do que assumir responsabilidades.

nhoque on forevis door
Membro Novato
# set/15
· votar


roubaram o meu celular ontem. um android. acho que o rio é mesmo uma terra sem lei, já que sou fluminense da baixada. pow que isso cara nem buda pra ajudar nem a pau só convertendo as mina mesmo pra um iphone.

FELIZ NATAL
Veterano
# set/15
· votar


Hahahaha

mto troxa memo

Shredder_De_Cavaquinho
Veterano
# set/15
· votar


Sem lei? a lei é a da bala, parceiro. pode fazer o que quiser, só não pode ser pego.

brunohardrocker
Veterano
# set/15
· votar


RJ virou terra sem lei

RS virou terra do churrasco

PA virou terra do Calipso


AC não virou terra

Ken Himura
Veterano
# set/15 · Editado por: Ken Himura
· votar


Realmente, de uns meses pra cá, a coisa piorou muito. Muito mesmo. A insegurança é geral e a escalada da violência está em pleno curso.

Não duvido rola uma chacina ou um pequeno genocídio daqui umas semanas. A tolerância de muita gente tá tendendo ao zero. Era hora de implantarem uma política de tolerância zero ao crime, seja qual for, com punição automática já fixada - padrão que implantaram em NY quando os indicadores dispararam.

Sem isso, vai morrer ainda muita gente, seja inocente ou bandido, e por coisas bobas. Hoje mesmo, pra exemplificar, a polícia fez uma operação na Providência, alvejou um cara de 17 anos que era do tráfico e que segundo testemunhas se rendeu e, ao invés de levarem o malandro detido pro hospital, resolveram forjar um tiroteio e executaram-no depois. Porra, a polícia às vezes consegue estar mais errada que os caras que ela mata. Conclusão desse ato aí: o morro desceu, fez um auê na Central do Brasil, quebraram ônibus e toda essa merda de sempre. Por causa de um traficante de 17 anos morto. Isso só vai reforçar o discurso "a polícia fez certo" e subir uns degraus na escalada da violência urbana que está em curso.

Porra, é uma espiral de merda que dá até desânimo.

Edit:
Minha opinião sobre este caso da Providência é que a polícia agiu muito errado e, sim, devem exonerar esses agentes e punir com prisão porque porra, isso não é papel de policial.

Agora, um filho da puta de 17 anos com uma pistola na mão que pretende empreender força letal contra um agente do Estado não tem a minha piedade não. Fez bem em ser morto, apesar da barbárie do ato. O que me consola neste caso é que ele morreria cedo ou tarde em confronto, como sempre acontece (por n motivos, o principal é completa falta de perícia com armas de fogo e estratégia de combate desses caras). A morte de um traficante não pode gerar "protestos" como os que aconteceram hoje, mas a mídia e esses esquerdistas de ONG adoram passar a mão na cabeça de bandido. Tomar no cu.

Del-Rei
Veterano
# set/15
· votar


Ken Himura
Piorou bastante de um tempo pra cá.

Depois da Copa, as coisas parecem ter degringolado ainda mais. E quando chegarem as Olimpíadas, as coisas vão sair muito bem, vai ter até exército nas ruas. Depois, a guerra vai voltar pior ainda.

Em Niterói foi assustador o crescimento da violência, desde as implementações das UPPs na cidade do Rio. Aconteceu o óbvio: Ao implementar as UPPs, os bandidos apenas migraram do Rio pras localidades próximas, e nestas localidades a violência decolou. Ao invés de prender ou dar um fim na bandidagem, o governo apenas exotou os caras e transferiu o problema de lugar.

E pra mim, o mais bizarro disso tudo é que a cidade do Rio é uma cidade bem cara pra se viver. Paga-se caro pra ter uma vida de perrengues.

A polícia é bizarramente despreparada de desaparelhada. E creio que seja de interesse dos governantes continuar assim. Paga mal, não dá treinamento, as leis atam as mãos da polícia... Enfim, é uma palhaçada.

Hoje mesmo, passei em frente à Assembléia Legislativa do RJ. Os deputados tem regalias pra cacete. Veja só: Até a porra do 3º Suplente da Mesa Diretora tem um carro oficial à disposição.

Terceiro Suplente... Tá de sacanagem... O reserva do reserva do reserva do reserva tem carro oficial pago pelo nosso dinheiro. Se esse cara tem carro oficial, imagine o restante.
Vai tomar no cu mesmo. É uma putaria.

Um aceno de longe!!!

makumbator
Veterano
# set/15 · Editado por: makumbator
· votar


Del-Rei

Hoje mesmo, passei em frente à Assembléia Legislativa do RJ. Os deputados tem regalias pra cacete. Veja só: Até a porra do 3º Suplente da Mesa Diretora tem um carro oficial à disposição.


Sem querer defender membros do legislativo, mas os integrantes e suplentes de mesa diretora de parlamento na verdade são mais influentes que um deputado baixo clero qualquer (e ele não é um reserva do parlamento, ele é reserva da mesa diretora, que é uma instância administrativa da casa, que tem presidente, vice-presidente, secretários, etc...). O Eduardo Cunha, por exemplo, é justamente o presidente da mesa diretora da câmara dos deputados federais. O que o torna o líder na condução dos trabalhos na casa.

E todos eles (incluindo os deputados do baixo clero) na maioria dos estados tem carro oficial à disposição. A diferença é que o efetivos (e os suplentes) da mesa diretora tem uma placa diferente e uma vaga melhor no estacionamento. No fundo não seria um carro a mais, e sim o status que mudou em comparação a um deputado "normal".

pianoid
Veterano
# set/15
· votar


pora, dublador de bruxo inglês fazendo bico de polícia é morto em troca de tiros no complexo do alemão! a bruxa tá solta no RJ!

Del-Rei
Veterano
# set/15
· votar


makumbator
Cara, com todo respeito à sua perfeita explicação, e muito esclarecedora, ainda continuo convicto de que esses caras, nenhum deles, merece carro oficial bancado com dinheiro da galera que mal tem transporte público decente e seguro. No nosso contexto social e econômico, isso soa como um escárnio na nossa cara.

Nossa situação está indo pro buraco com esses nossos representantes.

Veja uns projetos de leis que achei na internet, são RIDÍCULOS, todos de 2015:

1) Autor: Silvio Costa (PSC/PE) - Projeto: Emplacamento de bicicletas, com pagamento de licenciamento. Tipo um IPVA pra bicicletas. Vai se fuder.

2) Autor: Heráclito Fortes (PSB/PI) - Projeto: Quer que os ventos sejam patrimônio da União, para o Estado receber royalties a partir da geração de energia eólica. Tá de sacanagem. É muita maconha, só pode...

3) Autor: Goulart (PSD/SP) - Projeto: Liberar rojões e outros fogos de artifício para membros de torcidas organizadas (mas não torcedores comuns). Oi...??? Os de torcida organizada são os mais violentos!!

Na boa... Esses caras insultam a população.

Um aceno de longe!!!

makumbator
Veterano
# set/15 · Editado por: makumbator
· votar


Del-Rei
Cara, com todo respeito à sua perfeita explicação, e muito esclarecedora, ainda continuo convicto de que esses caras, nenhum deles, merece carro oficial bancado com dinheiro da galera que mal tem transporte público decente e seguro. No nosso contexto social e econômico, isso soa como um escárnio na nossa cara.


Eu entendo, e em grande parte concordo. Só resolvi escrever pois considerei que sua colocação sugeria que um suplente de mesa diretora era um funcionário comum concursado ou indicado, (ao contrário de um representante eleito). Isso tornaria um carro oficial uma extravagância ainda maior (fazendo uma analogia, ficou parecendo que era um carro oficial de um assessor subalterno qualquer).

Outro detalhe importante é ter em mente que nas casas legislativas em que todos os deputados tem carro oficial (e acho que quase todas tem) seria meramente uma questão de placa diferente (e não outro carro). Achei pertinente apontar isso. Só pra ser justo mesmo. Nesses casos o gasto realmente não seria maior.

No fundo o que me incomoda mais nem são os carros oficiais (aceito parte deles como razoável em certos casos), e sim o oceano de cargos de segundo e terceiro escalão que cada nível de poder pode dispor no Brasil.

Del-Rei
Veterano
# set/15
· votar


makumbator
No fundo o que me incomoda mais nem são os carros oficiais (aceito parte deles como razoável em certos casos), e sim o oceano de cargos de segundo e terceiro escalão que cada nível de poder pode dispor no Brasil.

Eu trabalho num tribunal e vejo, diariamente, coisas das mais bizarras naturezas. Os desembargadores se acham (e são tratados como) deuses. Há duas gestões atrás, o presidente disponibilizou carros oficiais para vários de seus apadrinhados, cujos cargos ocupados variavam de diretor-geral do tribunal a secretários. Isso não pode ser admitido. E os servidores do quadro (concursados) que ocupavam os mesmos cargos não tinham direito a nenhuma regalia. E nem acho que deveriam ter, só que ficou nítida a diferença de tratamento entre ocupantes de um mesmo cargo.

Quando um presidente assume o cargo por lá, leva uma penca de apadrinhados pra (na maioria das vezes) chefiar os setores. E o mais revoltante, é passar a receber ordens de alguém que não sabe nada do trabalho, não conhece nada do tribunal, e só está ali pra mamar nas tetas do governo, sem qualquer comprometimento.

Um deles resolveu diminuir uma gratificação de alguns servidores, pra sobrar mais dinheiro e poder criar mais cargos em comissão pros seus apadrinhados, além das dezenas já disponíveis.

Houve momentos em que o prédio apenas tinha 1 elevador funcionando, e o bonitão reservava, só pra ele, durante todo o período!! E quem trabalhava no 13º andar, que subisse de escada. Acredite se quiser.

E a lista de escrotidão não pára. Nitidamente usam a administração pública pra fazer seus tráficos de influência pessoal. Revoltante.

Um aceno de longe!!!

makumbator
Veterano
# set/15 · Editado por: makumbator
· votar


Del-Rei
Os desembargadores se acham (e são tratados como) deuses

Tem aquela piada: "Juízes acham que são deuses, desembargadores tem certeza"

Lembro que de vez em quando aparece na impressa casos de deputados ou vereadores que colocam vários assessores inúteis em seus gabinetes e ainda por cima cobram dos caras um percentual do pagamento deles (ou seja, eu te contrato e tiro uma parte de seu salário só pra mim).


Nitidamente usam a administração pública pra fazer seus tráficos de influência pessoal. Revoltante.

E quem está em posição de poder e não faz o mesmo é visto como otário e até egoísta (por não distribuir mamatas aos amigo).

Del-Rei
Veterano
# set/15
· votar


makumbator
Outro detalhe importante é ter em mente que nas casas legislativas em que todos os deputados tem carro oficial (e acho que quase todas tem) seria meramente uma questão de placa diferente (e não outro carro).

Sim, é.
Alguns, apesar de ter carro e motorista à disposição, não utilizam placas especiais.

Malandro foi o Haddad, que acabou com as placas especiais... E agora pode triplicar a frota de carros oficiais que ninguém vai saber.

Um aceno de longe!!!

Del-Rei
Veterano
# set/15
· votar


makumbator
Lembro que de vez em quando aparece na impressa casos de deputados ou vereadores que colocam vários assessores inúteis em seus gabinetes e ainda por cima cobram dos caras um percentual do pagamento deles (ou seja, eu te contrato e tiro uma parte de seu salário só pra mim).

Eles perdem a noção. Esse ano, um juiz, que ocupava o cargo de corregedor do tribunal nomeou uma "estagiária" dele pra ocupar um cargo em comissão e ganhar uma boa grana. E a menina foi participante do Casa Bonita. Mas a coisa ficou tão feia, que no dia seguinte à nomeação, o caso estava nas capas de jornais. Ele se afastou logo em seguida do tribunal.

E é o corregedor que julga os processos disciplinares e sindicâncias sobre má conduta dos servidores no tribunal. Agora imagine: Qual a moral que esse juiz tem pra julgar conduta de servidores?? Piada.

Um aceno de longe!!!

Ken Himura
Veterano
# out/15
· votar


Del-Rei
O Judiciário é a maior caixa-preta de sacanagens desse país. A gente sempre pensa que é o Legislativo, mas no Judiciário tudo ocorre na calada da noite e o corporativismo é mais forte que em círculos militares. É foda.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Roubaram meu celular no ônibus. RJ virou terra sem lei. Há anos.