Confissões de ex-PM revelam a rotina de crimes na corporação.

    Autor Mensagem
    Die Kunst der Fuge
    Veterano
    # nov/13


    Condenado em 2009, ele expõe delitos que vão de extorsão a assassinato

    RIO - Entre 2005 e 2009, o então soldado Rodrigo Nogueira, de 32 anos, usou a farda e as armas cedidas pela PM para extorquir dinheiro, torturar traficantes, negociar e vender a liberdade de perigosos assaltantes, julgar e condenar à morte criminosos e suspeitos de crimes, participar de ações da milícia e matar a sangue-frio, sem piedade. É esse o enredo que ele conta em “Como nascem os monstros — A história de um ex-soldado da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro” (Editora Topbooks), lançado mês passado.
    Rodrigo foi preso em novembro de 2009, condenado por tentativa de homicídio e extorsão. Pela primeira vez, um ex-PM confessa publicamente ter cometido tamanhas atrocidades. No livro, ele criou um personagem, o soldado Rafael, o protagonista, que narra a história em primeira pessoa.
    Apesar de ter confessado vários crimes, o ex-PM nega ter praticado justamente os delitos que o levaram a uma condenação total de 30 anos e oito meses de prisão. Uma vendedora ambulante o acusou de ter tentado extorquir dinheiro dela e de ter lhe dado um tiro no rosto, além de estuprá-la. “Ela foi submetida a exame de corpo de delito, que comprovou que não sofreu agressão sexual”, diz Rodrigo, em entrevista por carta.

    Sequestro de chefão do tráfico é outro crime cometido por policial

    O livro, de 606 páginas, foi escrito em nove meses. Na narrativa, o soldado Rafael começa a metamorfose de ser humano para monstro depois de cometer o primeiro assassinato a sangue-frio. A vítima foi um ladrão que tinha sido atropelado. O policial o mata e simula ter havido tiroteio.

    Rodrigo relata no livro como vendeu um fuzil AK-47 apreendido após confronto com traficantes do Morro do Borel, na Tijuca. O comprador foi um chefe de milícia. Apesar de afirmar ter recusado convite para integrar aquela quadrilha, o ex-policial conta também como participou da ação de milicianos numa favela contra um grupo de traficantes, cujo chefe foi degolado.

    “O PM só vale o mal que pode causar”, escreve o soldado Rafael, que começou a carreira extorquindo o produto do roubo praticado por pivetes e gangues de bicicleta e chegou a participar do sequestro de um dos chefões do tráfico no Rio, que chamou de Rufinol e tem tudo para ser Rogério Rios Mosqueira, o Roupinol. Era um dos maiores fornecedores de drogas do Rio e dominou o Complexo de São Carlos, no Estácio.

    Propinas à luz do dia

    Quando não conseguiam sequestrar um chefão, policiais cobravam propinas do tráfico, pagas semanalmente, diretamente aos agentes fardados e em carros da polícia, em plena luz do dia. Numa das histórias, Rafael conta que sua equipe invadiu uma favela, dominou o local onde era feita a embalagem da droga e torturou dois traficantes desarmados. Eles foram executados depois que se percebeu que não tinham informações que levassem aos chefes da quadrilha.

    Na entrevista, o ex-PM Rodrigo confessa que raramente os policiais que liberam bandidos ou vendem armas a traficantes avaliam o mal que estão causando à sociedade: “O policial que comete esse tipo de crime não pensa nisso. Só o que importa é o lucro”. O PM Rafael, por exemplo, diz no livro que uma vez negociou a liberdade de um ladrão que fora flagrado, na porta de um banco, esperando para assaltar um cliente. Os alvos de extorsão podem ser também, como mostra o texto, usuários de drogas abordados logo após deixarem uma boca de fumo. Num dos casos, os PMs corruptos arrecadaram R$ 10 mil e US$ 2.500 após flagrarem um empresário norueguês com papelotes de cocaína.

    “Alguém precisava dar real entendimento ao que acontece dentro dos quartéis da PMERJ, quais são os fatores que transformam homens comuns, pais de família, em assassinos alucinados”, diz Rodrigo.

    Fonte

    Como diz o o polêmico filósofo Teruel:

    "Calma, deve ser só uma minoria de 100% de corruptos manchando a imagem da corporação."

    Dissertem e criem paralelos com os estados que vocês moram.

    sallqantay
    Veterano
    # nov/13
    · votar


    um estado patrimonialista tem a polícia para fazer jus à sua própria imagem

    guizimm
    Veterano
    # nov/13
    · votar


    tenso...

    Simonhead
    Veterano
    # nov/13
    · votar


    tenso...

    Põe tenso nisso ai.

    leo2505
    Veterano
    # nov/13
    · votar


    O pior de tudo é saber que tem uma parcela muito grande da população que defende que isso é mentira, aí vem as teorias de que foi plantado pelo PT ou é um golpe "comulnista" bla bla bla.
    O fim da militarização da polícia seria um bom passo inicial, visto que só conheço coxinha conservador de extrema direita vestindo a farda...

    amador_ssa
    Veterano
    # nov/13
    · votar


    Não duvido que parte dessas estórias tenham acontecido, ou mesmo de forma meio diferente, pois se trata de uma estória, baseada ou não em fatos reais, contada por alguém, do modo que esse alguém quis, que pode ter sido parcial, imparcial ou misturado.

    O fato é que a banda podre da laranja sempre existirá em todas as categorias, independente da desculpa de salários baixos, que é outra história, pois vemos políticos que ganham mais de 20 mil, condenados...

    Tenho a impressão que, pelo menos aqui na Bahia, esses fatos não são tão frequentes, ou se por acaso o são, são bem discretos, a impressão aqui é que a PM não alivia bandido e vice-versa, rivalidade é forte, mas como nenhuma saca esta livre de ter uma laranja bixada...vai saber...

    .leo2505

    Esse papo de desmilitarização das polícias não tenho opinião formada. Se com um código militar rigoroso, existem os PMscorruptos, imagine se afrouxar a corda... E outra, dificilmente o Governo desmilitarizará a PM, pois estes agem sob o comando Estadual, mesmo sem concordar com a missão obedecem e constitucionalmente são impedidos de fazer greve, o que é uma carta na manga do Estado

    makumbator
    Veterano
    # nov/13 · Editado por: makumbator
    · votar


    amador_ssa
    E outra, dificilmente o Governo desmilitarizará a PM, pois estes agem sob o comando Estadual

    Ué, basta a polícia integrada também ser de alçada estadual, como aliás já é a polícia civil. Quanto a isso não vejo problema, pois os governadores continuariam a ter os mesmos poderes.

    Independente da questão de corrupção, falta de rigor, etc...para mim a integração poderia ao menos reduzir a aparente falta de compartilhamento de informações e banco de dados das duas instituições. Pelo menos no nível de cada estado isso seria (em tese) reduzido. Claro que a falta de compartilhamento entre os estados (que até onde sei, é um problema sério no Brasil) continuaria...

    Tenho a impressão que, pelo menos aqui na Bahia, esses fatos não são tão frequentes, ou se por acaso o são, são bem discretos, a impressão aqui é que a PM não alivia bandido e vice-versa,

    Aí já não sei, mas me lembro de em uma pesquisa do datafolha a PM da Bahia apareceu como a segunda mais corrupta (em termos de exigência de propinas à população) do nordeste (e a quinta do país). Dentro desse cenário, acho difícil que também não sejam muito corruptos também na relação com os criminosos (achacando, protegendo uns e perseguindo a concorrência, etc...)

    Black Fire
    Gato OT 2011
    # nov/13
    · votar


    leo2505
    O fim da militarização da polícia seria um bom passo inicial,

    Por que? Como funciona uma polícia desmilitarizada? Existem estudos a respeito? Experiência internacional?

    sallqantay
    Veterano
    # nov/13
    · votar


    Black Fire

    tipo assim, não estamos em estado de sítio, logo a polícia militar é desnecessária

    "direito 101 for dummies, BF edition"

    Black Fire
    Gato OT 2011
    # nov/13
    · votar


    sallqantay
    Sei não, isso aí tá com cara de chavão genérico. Quando não tem solução pra um problema é só adotar um: desmilitarização da polícia, legalização da maconha, pena de morte, controle de natalidade.

    Mas vou esperar uma resposta pra tirar alguma conclusão.

    Julia Hardy
    Veterano
    # nov/13 · Editado por: Julia Hardy
    · votar


    O fim da militarização da polícia seria um bom passo inicial, visto que só conheço coxinha conservador de extrema direita vestindo a farda...

    Só conheço universitário barbudo, maconheiro e comuna que acredita nessa baboseira. Extrema direita.hahahaha

    amador_ssa
    Veterano
    # nov/13
    · votar


    makumbator

    Cara, vc esqueceu de pegar minha frase completa. Só a parte que vc citou faz sentido sua explanação, mas veja minha frase completa:

    E outra, dificilmente o Governo desmilitarizará a PM, pois estes agem sob o comando Estadual, mesmo sem concordar com a missão obedecem e constitucionalmente são impedidos de fazer greve

    Quando eu disse que a PM age sob o comando do Estado, eu não falei simplesmente que a PM está hierarquicamente subordinada ao Governador como a Policia Civil. Eu falei que a PM age sob o COMANDO, COMANDO DO GOVERNADOR, QUE AGE POR IMPULSOS POLÍTICOS. Um servidor público civil pode questionar uma ordem que não concorde. Se um MILITAR fizer isso ele ta fud... pois o militar existe para cumprir ordens segamente, partindo do princípio que seus superiores sempre lhe darão as ordens que melhor se aplique, o que nem sempre acontece, pois quem manda nos oficiais superiores são os políticos que estão na função de Chefe do Executivo. Preciso falar que as decisões dos políticos são sempre as melhores? Isenta-se disso os crimes acobertados pelos autos de resistência.

    Vc também esqueceu que eu falei que o militar é legalmente impedido de fazer greve. Vc acha que o Governo vai dar essa liberdade aos militares que, quando fazem greve o bixo pega? Quando a Policia Civil faz greve quase ninguem sente. Só quem vai prestar uma queixa, ou quer que tire um corpo dum local, pois a maioria não se importa com a elucidação dos crimes, mas quando a PM faz greve, a criminalidade aumenta, pois eles estão ali para inibir o crime. A PM é um cão de guarda, obediente e amordaçado, treinado para obedecer e não pra pensar estrategicamente, pois quem pensam são os políticos.

    amador_ssa
    Veterano
    # nov/13
    · votar


    sallqantay

    tipo assim, não estamos em estado de sítio, logo a polícia militar é desnecessária

    Seguindo essa linha de raciocínio, então quando estivermos em estado de sítio, formaremos 30 mil PM's para cada Estado, em 3 min. como miojo, e eles resolverão. Ou melhor, chamemos os reservistas das Forças Armadas, de preferência aqueles que são marginais. Quem serviu sabe que tem um monte de recruta marginal.

    _Excelion
    Veterano
    # nov/13
    · votar


    polícia militar não faz sentido num estado onde a população não é controlada pelo estado de forma coercitiva, coisa que o brazil diz ser.


    desmilitarizem logo esses porcos

    _Excelion
    Veterano
    # nov/13
    · votar


    Black Fire

    Por que? Como funciona uma polícia desmilitarizada? Existem estudos a respeito? Experiência internacional?

    Na maioria dos países ocidentais, a Polícia Militar age apenas como polícia das Forças Armadas, e quando sobre civis, apenas em caso de crime contra o Estado.

    amador_ssa
    Veterano
    # nov/13
    · votar


    Quem acha que a desmilitarização vai influenciar o trato dos PM's com o suspeito ou infrator está enganado. Acontecem maus tratos em penitenciárias e delegacias, protagonizados por civis.

    A desmilitarização daria uma liberdade no regime pros milicos, que poderão fazer greve,poderão falar o que pensam sem medo de serem presos, vai beneficiar o PM, apenas. A melhoria do desenvolvimento de suas atividades não tem muita relação com militarização, diria que a militarização refletiria no máximo 10% no desempenho de suas atividades, eles seriam mais "humanos", mas independente da formação a tensão do serviço no campo de batalha os tornariam bichos de qualquer forma, pois o campo de batalha não perdoa os homens de bom coração.

    Quem não reage cai. As vezes ate quem reage cai, fazendo com que eles agam antes. E seria pior, pois aumentaria o índice de policiais que se corromperiam para não ir pra cima, e aqueles que não iriam cumprir a Lei sem receber nada, pra evitar a fadiga. Atualmente, devido a violência exarcebada, o Brasil necessita de uma Policia Militar sim, infelizmente tendo que penar com os corruptos e assassinos, mas se ta ruim com eles pior sem eles, pode crer

    makumbator
    Veterano
    # nov/13
    · votar


    amador_ssa
    Vc também esqueceu que eu falei que o militar é legalmente impedido de fazer greve. Vc acha que o Governo vai dar essa liberdade aos militares que, quando fazem greve o bixo pega? Quando a Policia Civil faz greve quase ninguem sente.

    Mas isso no fundo pode ser bom. O fato de poderem fazer greves, e estas se refletirem em caos social pode ser um elemento positivo na sociedade (apesar do trauma inicial). Para mim é o tipo de situação que ao ser agravada demonstra claramente os problemas e força o restante da sociedade a olhar aquele problema. No fim acho mais positivo que manter tudo forçosamente escamoteado.

    sallqantay
    Veterano
    # nov/13
    · votar


    O fato de poderem fazer greves, e estas se refletirem em caos social pode ser um elemento positivo na sociedade (apesar do trauma inicial).

    santo deus

    _Excelion
    Veterano
    # nov/13 · Editado por: _Excelion
    · votar


    sallqantay

    queremos tirar a monarquia do poder, mas ah, incitar esses pobres coitados é um exagero, não podemos incitar o caos social. prepara o napô

    No fim acho mais positivo que manter tudo forçosamente escamoteado.

    de fato, há de encarar os problemas, não maquiá-los e/ou segurá-los

    sallqantay
    Veterano
    # nov/13
    · votar


    _Excelion

    quem paga a conta pela desordem é sempre o pobre, eles são inteligentes e sabem disso, por isso são conservadores

    brunohardrocker
    Veterano
    # nov/13
    · votar


    Julia Hardy

    s2

    makumbator
    Veterano
    # nov/13
    · votar


    sallqantay

    Hshsha! Não temas! Ou melhor temas, mas não muito!

    _Excelion
    Veterano
    # nov/13
    · votar


    sallqantay

    se a reforma for profunda, troca quem se fode (sonhador)


    mas mesmo sendo pragmático, todo mundo paga a conta, só muda a intensidade do rolê. e de qualquer forma, e não só faz-se necessário, acredito no caos social como inevitável.

    mas digo isso de uma perspectiva muito mais econômica do que qualquer coisa

    amador_ssa
    Veterano
    # nov/13
    · votar


    makumbator

    Eu não estou dizendo que é ruim a PM poder fazer greve, caso fosse desmilitarizada, talvez pareceu isso no último post, mas seria muita igenuidade acreditar que o Governo abriria mão deste controle exarcebado sobre os PM's, só pq isso no fundo pode ser bom. O fato de poderem fazer greves, e estas se refletirem em caos social pode ser um elemento positivo na sociedade (apesar do trauma inicial). , tudo pelo bem da sociedade

    Ah, se tiver a fonte da pesquisa que fala da corrupção da PM da Bahia eu agradeço. Conheço o vergonhoso título da Bahia posuir a Cidade mais violenta do Brasil, Simões Flho, pertinho da capitar, e parece que vai pro tetra. Ta bom que muitos são desovados lá, mas não justifica

    makumbator
    Veterano
    # nov/13 · Editado por: makumbator
    · votar


    amador_ssa
    Ah, se tiver a fonte da pesquisa que fala da corrupção da PM da Bahia eu agradeço.

    É pesquisa do datafolha. Mais de uma inclusive. Não lembro o ano exato, mas a última delas que me lembro de cabeça é bem recente (coisa de um ou dois anos). Na verdade era uma pesquisa envolvendo todos os estados da federação. Nas duas as polícias militares do RJ e SP ficavam bem a frente das outras em matéria de corrupção.Me lembro de cabeça que em uma das pesquisas a da Bahia era a quinta, e a segunda (ou primeira, não tenho certeza) do nordeste.

    Imagino que seja possível encontrar os dados dessas pesquisas por aí.

    Governo abriria mão deste controle exarcebado sobre os PM's, só pq isso no fundo pode ser bom.

    Mas eu não disse que o governo abriria mão do poder por ser (em tese) bom para a sociedade. Na verdade nem disse que o governo abriria mão do poder por vontade própria, independente do motivo. Eu estava mais é divagando sobre as consequências de uma greve na PM (ou na organização que a sucedesse).

      Você não pode enviar mensagens, pois este tópico está fechado.
       

      Tópicos relacionados a Confissões de ex-PM revelam a rotina de crimes na corporação.