O Terrível Estado Estatal Estatizante, a terrível cultura brasileira e o ensino.

Autor Mensagem
El_Cabong
Veterano
# ago/10 · Editado por: El_Cabong
· votar


Eu sou contra a privatização numa visão ampla porque:

Quando as empresas, bancos, etc. estão dando lucro, o lucro é só deles, vai tudo para o bolso dos grandes empresários, que são geralmente estrangeiros ao país, e levam $$$ pra fora do mesmo.

Quando as coisas estão dando errado, prejuízos, bancos quebrando aí o estado é que tem que socorrer eles. A Lei do capitalismo selvagem, cada um por si, quem tem mais que sobreviva a crise, nesta hora não vale. O estado é que tem que dar um jeito.
Enfim. Filé mignon passa longe do estado e dos programas sociais, agora o osso duro de roer é todo com o estado.

Animal Mother
Veterano
# ago/10
· votar


O estado socorre seus amiguinhos e a culpa é do capitalismo.

El_Cabong
Veterano
# ago/10 · Editado por: El_Cabong
· votar


Animal Mother
O Estado socorre bancos porque a sociedade o pressiona pra isso, pois a população tem depósitos, aplicações e conta corrente naquele banco, que veio e se instalou naquele país.
Nesse sistema, se o Estado não socorre, ele estabelece o caos.

Será possível que o Estado irá socorrer uma empresa só em nome da amizade. Uma empresa que está no buraco, cheia de dívidas, e não tem nem como dar pelo menos um Dim Dim pro Estado, só amizade.

SayArtur
Veterano
# ago/10
· votar


makumbator

Disse tudo!

A privatização da educação está longe de ser a solução para o ensino no Brasil... O tripé da educação de qualidade (ensino, pesquisa e extensão) é simplesmente ignorado na grande maioria das instituições particulares...

Se o Estado é ineficiente na administração das verbas, o setor privado é muito bom quando o assunto é dinheiro no bolso deles... A preocupação com o desenvolvimento do País e a melhoria na qualidade de ensino passam longe dos interesses dos grandes empresários...

Sem dúvida, corrigir os erros históricos da administração da verba pública no Brasil é um dos nossos maiores desafios enquanto nação... Entretanto, é muito mais fácil do que convencer as empresas a abrir mão do lucro...

Animal Mother
Veterano
# ago/10
· votar


Socorrer tais empresas só apodrece a economia. Premia-se o mau investimento e quem paga é quem investiu certo e o contribuinte como um todo. E sim, os primeiros da fila pra receber tal ajuda são sempre os chegados do rei. Comprar um parlamentar é muito mais barato que sair do buraco por meios próprios.

O Estado socorre bancos porque a sociedade o pressiona pra isso


Sim, a sociedade pressiona para as coisas mais babacas. Vide eleição do PT/PMDB.

Animal Mother
Veterano
# ago/10
· votar


SayArtur

A solução de vocês é rezar para os políticos serem honestos, os burocratas geniais e o funcionários públicos eficientes.

Muito mais fácil.

DarkMakerX
Veterano
# ago/10
· votar


Black Fire
quando seria mais barato e mais eficiente que ele subsidiasse o ensino por meio de bolsas em escolas privadas

É o que acontece comigo. Tenho bolsa do ProUni de 50%, mas estou para perder porque comecei a trabalhar e minha renda está no limite da renda familiar.

Lúthien Tasardur
Veterano
# ago/10
· votar


Eu não gastei tudo isso ae não o0

SayArtur
Veterano
# ago/10
· votar


Animal Mother

Se trocar o "rezar" por "trabalhar", de fato é muito mais fácil...

DarkMakerX

Discordo do subsídio estatal para instituições privadas... O ProUni deve ser, na minha opinião, uma medida temporária... É melhor injetar verba no ensino básico público, para que a qualidade aumente, e na universidade pública, para que ela seja ampliada e garanta mais vagas para a população...

El_Cabong
Veterano
# ago/10
· votar


Animal Mother
Comprar um parlamentar é muito mais barato que sair do buraco por meios próprios.

Realmente.
As vezes sai mais barato que pagar as dívidas !! He He.

Animal Mother
Veterano
# ago/10
· votar


SayArtur

Se trocar o "rezar" por "trabalhar", de fato é muito mais fácil...


Trabalhar pra que os políticos sejam mais honestos?

SayArtur
Veterano
# ago/10
· votar


Animal Mother

Yáp!

jimmy vandrake
Veterano
# ago/10
· votar


Putz, acho complicada esta questão. O estado faz sua parte, pagar a conta, a responsabilidade sobre a qualidade é dos profissionais envolvidos. Não seria problema de atuação profissional e gestão dos que são " pagos " para gerir qualidade de ensino ?

Black Fire
Gato OT 2011
# ago/10
· votar


makumbator
Quais são as instituições que não produzem pesquisa e que tem alunos com diplomas que nem conhecem a própria profissão? Com certeza não são instituições que cobram mensalidades médias de 1230 reais, como o caso das universidades públicas.
Quando eu falo em "privatizá-las"(porque eu não defendo realmente a privatização, defendo que elas sejam desligadas do estado e tenham controle comunitário), não falo em transformá-las em uniesquinas com mensalidades de 400 reais, mas simplesmente transferir os 1230 reais mensais diretamente para o estudante, pra que ele decida onde quer estudar.
É muito cômodo dizer que universidade particular não produz pesquisa tendo como parâmetro de comparação universidades particulares que tem um custo/aluno que não passa de uma fração do custo/aluno de uma universidade pública. As únicas universidades que deveriam entrar nesta comparação são as particulares que custam próximo de uma universidade pública, que são, por exemplo, a PUC e a Makenzie, comparar com universidades baratas simplesmente não faz qualquer sentido.

Black Fire
Gato OT 2011
# ago/10
· votar


O tripé da educação de qualidade (ensino, pesquisa e extensão) é simplesmente ignorado na grande maioria das instituições particulares...

Nossa cara, a falta de visão e a dogmática impressionam. Nenhuma instituição particular com custo médio de 1230 reais tem qualquer deficiência de ensino, pesquisa ou extensão, além do mais, se o ensino fosse subsidiado caberia ao aluno escolher por qualidade em primeiro lugar e não por preço da mensalidade, esse sim o fator que faz a educação ter falta de qualidade pra ser mais barata.

J. S. Coltrane
Veterano
# ago/10
· votar


Black Fire

muito engraçado o título, mas eu acho que é bem ingênua a postura segundo a qual a privatização vai resolver algo. Estado e capital são duas faces da mesma bosta: a modernidade falida.

makumbator
Veterano
# ago/10 · Editado por: makumbator
· votar


Black Fire

Mas as uniesquinas é que são o grosso das particulares, a FGV, Mackenzie e PUC e afins são a exceção extrema. Veja quais são as maiores redes de particulares do país, e verá que são justamente os escolões de terceiro grau. Essa excelência toda que vc lembra, passa longe dessas instituições, que são meros comerciantes acadêmicos.

As únicas universidades que deveriam entrar nesta comparação são as particulares que custam próximo de uma universidade pública, que são, por exemplo, a PUC e a Makenzie, comparar com universidades baratas simplesmente não faz qualquer sentido.

Faz sentido quando são as particulares meia boca que representam majoritariamente o setor, pois tem mais alunos, maior faturamento total(pois são um "exército" de escolas) e maior presença no país(além de grande poder político, através de "seus" deputados, vereadores e senadores) . As boas particulares são "uma gota no oceano" desse setor. Elas não dão conta da necessidade educacional do país, pois estão em menor número.

Caso as públicas(boas e ruins) sumissem da noite para o dia, é esse tipo de ensino de quinta categoria que seria ainda mais espalhado pelo Brasil, com semi analfabetos se formando em todos os cursos.

A verdade é que ninguém estuda nessas faculdades vagabundas por que quer, mas por necessidade(questão financeira, horário de estudo compatível com trabalho, ou falta de capacidade escolar para passar e cursar uma pública). Os alunos em sua maiora sabem que serão discriminados no mercado de trabalho, mas não podem fazer muito para mudar isso.

Uma tática dos bons alunos dessas instituições medíocres(que não puderam fazer pública por necessidade de trabalho ou outra contingência da vida, mas são bons alunos e inteligentes), é fazer especialização e mestrado em universidade pública, e passar a dizer que teve sua formação nela(escondendo que a graduação é na particular).

Acho que esse tipo de coisa diz muito sobre a qualidade do ensino superior privado. É importante dizer que essas instituições medíocres são extremamente eficientes em sua proposta real: o enriquecimento e aumento de poder político dos proprietários. Nisso eles são muito bons. Elas não são ruins academicamente por inexperiência, falta de verba, ou por "enganos" quaisquer. São ruins por ser essa a proposta. Faturar é o que importa.

Esse capitalismo selvagem é que seria ainda mais difundido no mundo acadêmico.

Entre as deficiências sérias das públicas em vários pontos(no que concordo totalmente contigo) e o descalabro total do modelo das particulares, fico com as primeiras, que ao menos conseguem manter melhor nível escolar, de pesquisa extensão e produção de conhecimento. Mesmo que para isso tenham um custo financeiro maior para a sociedade.

Animal Mother
Veterano
# ago/10 · Editado por: Animal Mother
· votar


makumbator

Pela segunda vez, o cenário só é assim por causa da concorrência desleal das públicas. Caso elas acabassem, surgiriam muito mais particulares de ótimo nível para atender aos alunos melhor preparados.

Harvard, Yale, Columbia, Cornell, Duke... todas privadas. alguma é fábrica de diplomas?

makumbator
Veterano
# ago/10 · Editado por: makumbator
· votar


Animal Mother

Pela segunda vez, o cenário só é assim por causa da concorrência desleal das públicas. Caso elas acabassem, surgiriam muito mais particulares de ótimo nível para atender aos alunos melhor preparados.


Duvido. Te pergunto, quantas empresas aéreas o governo tem? Pois bem, as privadas do setor são uma bosta.

O mesmo vale para um sem número de setores: TV por assinatura, transportes públicos(que são empresas privadas usando concessão do estado), telecomunicações em geral, assistências técnicas das mais diversas marcas. Acho que isso tudo não é reflexo da concorrência "desleal" com o público, mas advindo de nossa cultura nacional.


Claro que se as públicas sumissem, realmente apareceriam algumas outras "FGV" pelo Brasil, mas ainda acho que além do número dessas boas novas escolas criadas ser pequeno, as ruins teriam aumento ainda mais expressivo.

As particulares não investem em locais mais afastados, com menor poder aquisitivo. A solução de vcs iria deixar o Brasil ainda mais desigual, com regiões de excelência, e outras totalmente esquecidas(ou atendidas apenas por escolões de terceiro grau).

Notem que nem os EUA, território sagrado da livre iniciativa, eliminaram as públicas. Pois sabem que em certos locais e condições apenas o estado investe. E para espanto geral, ainda há algumas boas faculdades públicas nos EUA em determinados cursos(principalmente de origem estadual).

J. S. Coltrane
Veterano
# ago/10
· votar


E viva o deus mercado que vai nos redimir \o/

SayArtur
Veterano
# ago/10 · Editado por: SayArtur
· votar


Black Fire

Nenhuma instituição particular com custo médio de 1230 reais tem qualquer deficiência de ensino, pesquisa ou extensão

Rapaz, vc está desinformado... Basta perguntar a professores que dão aula em universidades privadas consideradas boas e nas federais... Mesmo investindo no tripé, as particulares perdem nesse quesito. Pelo menos aqui em Goiás...

Estudo na PUC e já tive a oportunidade de conversar com professores que dão aula nela e na UFG. É consenso que a federal investe mais e tem uma maior preocupação com a produção de conhecimento... TODOS os mestres e doutores na área de comunicação social do Estado dão aula na UFG... Na PUC eu não me lembro o número exato, mas não são tantos assim...

Como o makumbator disse, são nas Faculdades de beira de esquina que se concentram a maioria dos estudantes universitários do país... Em 2005, cerca de 90% das matrículas em universidades estavam nas privadas. E, levando em consideração que as boas particulares são raras, percebe-se o tamanho do problema...

A salvação do ensino superior está na ampliação das Instituições federais, e não na privatização... As particulares que são opções de qualidade não estão na maiora dos estados...

makumbator
Veterano
# ago/10
· votar


SayArtur
Na PUC eu não me lembro o número exato, mas não são tantos assim...

Pois é, como citei antes, a PUC não é mais o que foi no passado, e mantém parte de sua aura muito devido à tradição do nome. Apesar de ela ainda estar muito a frente dessas faculdades particulares de quinta categoria, e realmente não pode ser colocada no mesmo balaio das instituições picaretas que assolam o país.

jimmy vandrake
Veterano
# ago/10
· votar


Ao meu ver é função do estado fornecer educação como retorno dos impostos pagos. E é obrigação dos profissionais de ensino promover qualidade de ensino em todos os níveis.
Não tem que privatizar a educação, assim como a saúde.
O estado está fazendo sua parte, pagando o ensino público e tem procurado medir a qualidade através do enem.
Acho que num país deste tamanho as coisas não vão acontecer do dia para a noite.
Sempre tive a opinião que raríssimas faculdades superam a qualidade de ensino das Universidades Federais. Qualquer professor de unidades federais possui vasta formação para que possa desempenhar seu papel nestas instituições, bem ao contrario das milhares de Uniesquina que formam pessimamente advogados que sequer sabem escrever uma redação sendo em sua maioria reprovados nos exames da OAB. Imaginem médicos e dentistas.
Do meu ponto de vista temos um problema sever de falta de envolvimento e profissionalismo da parte de muitos que atuam no setor de educação, tanto pública quanto privada.
Faz tempo que muitas das instituições de ensino privadas se tornaram empresas que visam lucro, e não formação profissional.

Cavaleiro
Veterano
# ago/10
· votar


Black Fire

Isso deve-se em grande parte as licitações e má gestão. Normalmente o material comprado é inutilizado em pouco tempo pois não possui qualidade e os administradores são professores e não profissionais.

SayArtur
Veterano
# ago/10
· votar


makumbator

De fato. A qualidade da PUC caiu bastante ultimamente... Na minha opinião o mercado das particulares está forçando ela a abrir mão de alguns ítens que antes eram o diferencial... Com preços atrativos, as piores estão puxando uma fatia maior de estudantes que não conseguiram passar nas públicas e têm dificuldades para se manter na PUC...

Claro que ainda é muito superior às faculdades de fundo de quintal... Mas o quadro é alarmante...

The Root Of All Evil
Veterano
# ago/10
· votar


makumbator me desconvenceu.

Black Fire
Gato OT 2011
# ago/10
· votar



makumbator me desconvenceu.


Desconvenceu com argumentos estapafúrdios.

Mas as uniesquinas é que são o grosso das particulares, a FGV, Mackenzie e PUC e afins são a exceção extrema. Veja quais são as maiores redes de particulares do país, e verá que são justamente os escolões de terceiro grau. Essa excelência toda que vc lembra, passa longe dessas instituições, que são meros comerciantes acadêmicos.

As únicas universidades que deveriam entrar nesta comparação são as particulares que custam próximo de uma universidade pública, que são, por exemplo, a PUC e a Makenzie, comparar com universidades baratas simplesmente não faz qualquer sentido.

Faz sentido quando são as particulares meia boca que representam majoritariamente o setor, pois tem mais alunos, maior faturamento total(pois são um "exército" de escolas) e maior presença no país(além de grande poder político, através de "seus" deputados, vereadores e senadores) . As boas particulares são "uma gota no oceano" desse setor. Elas não dão conta da necessidade educacional do país, pois estão em menor número.

Caso as públicas(boas e ruins) sumissem da noite para o dia, é esse tipo de ensino de quinta categoria que seria ainda mais espalhado pelo Brasil, com semi analfabetos se formando em todos os cursos.

A verdade é que ninguém estuda nessas faculdades vagabundas por que quer, mas por necessidade(questão financeira, horário de estudo compatível com trabalho, ou falta de capacidade escolar para passar e cursar uma pública). Os alunos em sua maiora sabem que serão discriminados no mercado de trabalho, mas não podem fazer muito para mudar isso.

Uma tática dos bons alunos dessas instituições medíocres(que não puderam fazer pública por necessidade de trabalho ou outra contingência da vida, mas são bons alunos e inteligentes), é fazer especialização e mestrado em universidade pública, e passar a dizer que teve sua formação nela(escondendo que a graduação é na particular).

Acho que esse tipo de coisa diz muito sobre a qualidade do ensino superior privado. É importante dizer que essas instituições medíocres são extremamente eficientes em sua proposta real: o enriquecimento e aumento de poder político dos proprietários. Nisso eles são muito bons. Elas não são ruins academicamente por inexperiência, falta de verba, ou por "enganos" quaisquer. São ruins por ser essa a proposta. Faturar é o que importa.

Esse capitalismo selvagem é que seria ainda mais difundido no mundo acadêmico.

Entre as deficiências sérias das públicas em vários pontos(no que concordo totalmente contigo) e o descalabro total do modelo das particulares, fico com as primeiras, que ao menos conseguem manter melhor nível escolar, de pesquisa extensão e produção de conhecimento. Mesmo que para isso tenham um custo financeiro maior para a sociedade.


Você não entendeu absolutamente nada da questão da privatização, e substituição do ensino estatal por bolsas fornecidas pelo estado.
O cenário que você pinta só aconteceria se ao invés de substituir o ensino público por bolsas, mantendo o gasto médio de 1230 reais por aluno, o governo diminuísse drasticamente o gasto por aluno e isso não faz qualquer sentido. Se a sugestão fosse uma diminuição do custo/aluno não seria necessária qualquer privatização, bastaria diminuir a qualidade do ensino.
Mantendo esse custo/aluno o governo poderia bancar bolsas unicamente em instituições de excelência e ainda sobraria muito dinheiro.

Excelion
Veterano
# ago/10
· votar


Ia postar aqui, mas vocês digitam demais, desanimei de ler o tópico...


Por isso prefiro o Mesa Quadrada...

makumbator
Veterano
# ago/10 · Editado por: makumbator
· votar


Excelion

hsahsah!

Black Fire

Desconvenceu com argumentos estapafúrdios.

Estapafúrdio nada... o sistema de bolsas já existe(há décadas aliás). E inclusive, as tão "eficientes e corretas" faculdades particulares já burlam o sistema embolsando dinheiro do governo e dos alunos. Procure pelo caso nos jornais, o esquema foi amplamente divulgado há poucas semanas, é coisa grande, da pesada!.

O cenário que você pinta só aconteceria se ao invés de substituir o ensino público por bolsas, mantendo o gasto médio de 1230 reais por aluno, o governo diminuísse drasticamente o gasto por aluno e isso não faz qualquer sentido.

Mas é o cenário atual. Se for para manter o mesmo gasto(ou parecido), prefiro deixar que o governo continue a fazê-lo, pois as boas faculdades públicas são melhores que as particulares, principalmente(mas não somente) na questão de pesquisa e geração de conhecimento.

Quem vc acha que iria pegar essa "boca" que seria criada? Os mesmos gaiaitos de sempre, que dominam o ensino porcaria das faculdades particulares. Eles ficariam ainda mais ricos e poderosos. São verdadeiros "Coronéis" modernos(muitos deles são deputados estaduais e federais, do chamado baixo clero do legislativo). Acho que o ensino cairia assustadoramente, e a pesquisa brasileira(que já é pequena no mundo), entraria em colapso.

Não se engane! As particulares não se transformarão em FGVs ao longo do país! Converse com professores universitários e pesquisadores que já estiveram nos dois lados, e terá uma visão diferente. Na teoria é muito lindo, mas a chance de não funcionar é grande, devido nossa cultura.

Por exemplo, meu pai foi por mais de 30 anos pesquisador da Embrapa(órgão federal), ele entrou no primeiro concurso, em 1976(e antes era professor substituto da UNB).
Essa empresa do governo foi responsável por boa parte do boom agrícola que temos hoje(exportador e tudo mais). As práticas modernas e tecnologia que se usa em pecuária e agricultura no país foi fomentada e desenvolvida pelo governo.

Não foram as empresas privadas! Quem começou lá atrás, com pesquisa, programa de treinamento de agricultores(para os grandes e os de subsistência) foi a Embrapa, e décadas depois o resultado é visível. Mas hoje as empresas do agronegócio é que levam a fama...

Nem tudo do governo é ruim, nem todos os funcionários públicos são vagabundos(na Embrapa por exemplo, meu pai nunca conheceu um encostado, só tem nego que deu o sangue), e olha que ele trabalhou em várias unidades, em Brasília, no Maranhão, Bahia e aqui em Minas, além de um belo projeto de transferência de tecnologia agrícola em Angola.

Por exemplo, vc acha que uma empresa privada de agronegócio faria um projeto em Angola pós guerra civil para fomentar a agricultura de subsistência com pequenos produtores? É ruim hein!!!! Isso não dá lucro...

Discípulo do fogo preto
Membro Novato
# 08/out/19 18:46
· votar


Black Fire ancap

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a O Terrível Estado Estatal Estatizante, a terrível cultura brasileira e o ensino.