Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Mestrado e Doutorado - A Pedido (no singular mesmo)

      Autor Mensagem
      King of Terror
      Veterano
      # fev/09 · Editado por: King of Terror
      · votar


      Tópico muito bacana! :)
      Bom para esclarecer as dúvidas de muita gente ou deixar ainda mais indeciso! hehe

      O que eu vejo muito, na minha faculdade pelo menos, é os professores tirarem muita grana por fora dando consultoria / assessoria para empresas e profissionais. Oficialmente, todos sabem que não é permitido, mas como não há vínculo algum, então todos fazem.

      Creio que hj em dia o mestrado está bastante valorizado também para o mercado de trabalho. Há empresas aqui no país que contratam pessoas nesse perfil não para áreas em pesquisa específicamente, mas para áreas de projeto / responsabilidades mais elevadas.
      Além disso, muitas empresas de tecnologia constituem BOA parte dos seus funcionários com um patamar acadêmico maior. Como algumas em Manaus, onde TODOS os funcionários envolvidos no projeto / produção tem mestrado como graduação miníma.
      E sem falar nas específicas de computação, IBM, Intel, Google, etc., onde os profissionais devem ter o perfil de investigador / pesquisador.

      Meu prof. mesmo já foi chamado para fazer parte de uma equipe assim no começo da carreira dele, mas, apesar do alto salário, ele preferiu ir para o acadêmico mesmo. Entretanto, ele continua dando consultorias / treinamento na área de projetos e principalmente em programação. Cada treinamento chega a receber R$8mil. o_O

      A Petrobrás é outro exemplo, um concursado com mestrado / doutorado já encaixa direto na área de projetos.
      Além disso, vendo pelo corpo administrativos de grandes corporações aqui na cidade como Johnson, Panasonic, Embraer, boa parte dos cargos gerenciais / diretoria são ocupados por profissionais com pelo menos mestrado, incluindo engenharia.

      O que me parece é que, apesar de não serem designado às áreas que deveriam estar (pesquisa), muitas empresas têm um certo anseio por profissionais com esse perfil.
      Aí também fica a critério da pessoa, se vai valer a pena investir numa área que em princípio é acadêmica/científica para deixar isso de lado em uma corporação.

      Bog
      Veterano
      # fev/09 · Editado por: Bog
      · votar


      King of Terror

      Bom, esse negócio do "por fora" aí eu já não posso falar, porque sou um que faz tudo do jeito "certinho". Sei que professores que realmente TRABALHAM com pesquisa costumam viver melhor que aqueles que terminam o doutorado e ficam só dando aulas, mas aí é por conta de projetos, parcerias e participações em eventos.

      A Petrobrás é uma das (boas) exceções que eu conheço no Brasil. Mas ela já sai do perfil de empresa normal, que faz software corporativo, e é um tipo de empresa que faz pesquisa aplicada. Aqui no Japão, quase qualquer empresa com um certo porte tem uma boa parte de pesquisa aplicada. Conheci gente que estudou comigo e foi para Toshiba, NEC, e até Nintendo! A Panasonic, bom essa fez até reunião para convidar o pessoal do lab! Eu mesmo estou trabalhando com pesquisa aplicada, na Japan Railways. Infelizmente, no Brasil não existem tantas empresas assim - mas obviamente existem algumas! Impossível imaginar a Vale do Rio Doce, Embraer, e afins sem o seu quinhão de doutores em coisas para lá de específicas.

      As multinacionais realmente parecem ter um pouco mais de "aceitação" para essas coisas. Um colega meu da época de faculdade está no centro de pesquisa da Nokia. Não preciso nem falar que o Google, mesmo no Brasil, também valoriza essas coisas.

      Quando eu falo que "as empresas" valorizam mais certificações e experiência, na verdade estou falando das empresas 'normais' aquelas nas quais a grande parte dos formandos vai parar. Em certos lugares, mestrado e doutorado são úteis, ou mesmo fundamentais (mestrado principalmente, como eu disse, pode ser um diferencial e dar poder de barganha). Se o cara quer mirar "alto", com certeza vale a pena - hoje mesmo fiquei sabendo que um amigo foi aceito para fazer um estágio de 6 meses no Google, em Zurich, e estar no doutorado era um dos requisitos!

      Eu não seria louco de dizer que qualificação acadêmica é perda de tempo - afinal de contas, EU segui por esse caminho! Mas também não acho interessante o cara pensar "vou fazer doutorado para ganhar mais". Normalmente, o cara que faz doutorado já sabe que quer seguir um caminho um pouco diferente daquele que a maior parte das pessoas seguem. Está longe de ser o melhor jeito de se ganhar dinheiro "seguro", principalmente no começo da carreira.

      erico.ascencao
      Veterano
      # fev/09
      · votar


      Bog
      Me ajudou a decidir: Eu não farei mestrado nem doutorado.

      Zuzza
      Veterano
      # fev/09 · Editado por: Zuzza
      · votar


      Bog
      Opa, com certeza! Acho que você tem algumas coisas típicas de pesquisadores: tem curiosidade, aceita ver o mundo como ele é e não como gostaria que fosse (passo fundamental para quem quer mudar algo!), e consegue discutir trocando argumentos e não farpas.
      É, valeu!!! \o/

      O que eu mais gosto de trabalhar com pesquisa é poder ir fundo na raíz de algum problema, lidando sempre com coisas novas e desconhecidas.
      O que eu mais gosto é poder fuçar, xeretar, experimentar, provar algo, fazer coisas novas, ter que estudar pra ter bons argumentos... =)

      1. A imensa maioria das pesquisas não tem efeitos práticos no "mundo real".
      2. Cada artigo submetido é uma chuva de pedradas. Uma hora a gente sempre desanima. NUNCA o que você faz tá bom, e ainda tem que aguentar aqueles que nem entenderam o trabalho criticando coisas nada a ver. Pior ainda é quando o cara ENTENDEU o trabalho e prova para você que você gastou 2 anos fazendo besteira. :/
      Hehehehehe... Pior que é verdade. Sou nova na área, mas isso já aconteceu comigo, e não foi uma vez só... Mas, eu não desisto não... Pelo menos não tão cedo. \o/
      Além do quê, tem as grandes vantagens... A gente estuda pra caramba, come mal e dorme pouco, mas acaba conhecendo os fodões do negócio... E quem é visto, é lembrado. ;-)
      =*

      Bog
      Veterano
      # fev/09
      · votar


      Zuzza
      É, valeu!!! \o/

      Hahha, não era exatamente um elogio (ou uma ofensa), mas tudo bem. :)

      Sou nova na área, mas isso já aconteceu comigo, e não foi uma vez só...

      E se preparé, vai ser para sempre!!!

      A propósito, uma ótima dica para quem pensa em seguir nessa vida:

      www.phdcomics.com

      É simplesmente genial! Especialmente porque é o tipo de tirinha "sad but true". Exemplos:

      http://www.phdcomics.com/comics/archive.php?comicid=581
      http://www.phdcomics.com/comics/archive.php?comicid=1012
      http://www.phdcomics.com/comics/archive.php?comicid=1079
      http://www.phdcomics.com/comics/archive.php?comicid=1086
      http://www.phdcomics.com/comics/archive.php?comicid=1082
      http://www.phdcomics.com/comics/archive.php?comicid=1093

      Zuzza
      Veterano
      # fev/09 · Editado por: Zuzza
      · votar


      Bog
      Hahha, não era exatamente um elogio (ou uma ofensa), mas tudo bem. :)
      Me senti elogiada, sim. São boas qualidades, eu acho... hehehehe

      É simplesmente genial! Especialmente porque é o tipo de tirinha "sad but true".
      Muito bom... E realmente, é isso que acontece.
      No meu último projeto, o final foi aquele: ''Conclui-se que o uso de XXXXXXXXX no XXXXXXXXXX não influencia no tratamento XXXXX''. hehehhe
      Dói na alma ficar um ano fazendo o negócio pra, no final, não prestar pra nada. =/
      Mas tá bom... Um dia a coisa funfa, né? Um dia tem que dar certo. \o/

      Bog
      Veterano
      # fev/09
      · votar


      Um up pós-carnavalesco, para os foliões que estão cansados de tanta folga e agora pensam em dar um rumo para suas vidas. =P

      adnz
      Veterano
      # fev/09
      · votar


      Rumarei (um rumo darei) a (à) minha vida! Começando dia 3/10/09. :[

      King of Terror
      Veterano
      # fev/09
      · votar


      Espero dar um grande upgrade no meu currículo nesse ano. Ainda na graduação. :)

      Já tenho metas extracurriculares. No final do ano, abramos um tópico pra fazer os balanços. rs

      Bog
      Veterano
      # fev/09
      · votar


      adnz
      King of Terror

      Tão pensando em fazer o que? :)

      BurnTKD
      Veterano
      # fev/09
      · votar


      Eu li Meteoro Dourado.
      Tá...

      fui

      PGilbert
      Veterano
      # fev/09
      · votar


      Bog
      Por isso, o mestrado acadêmico, e princialmente o doutorado, são para um tipo específico de pessoa: aqueles que querem trabalhar com pesquisa. O foco deixa de ser "produzir a toque de caixa uma solução que deixe o cliente feliz", e passa a ser "investigar a fundo a raíz de uma questão". Onde pesquisadores trabalham?


      Penso exatamente desta forma. Já quis entrar num mestrado ou num doutorado, mas o fato é que pesquisas não me atraem... Não sei se faria isso para ter status no meu currículo ou para realmente acrescentar algo de bom no mundo.

      A única conclusão que tiro disto é que mestrado e doutorado são para pessoas que querem e gostam de pesquisar.

      Para o mundo corporativo duvido que isso faça alguma diferença. Acho mais útil ter mais de uma pós-graduação latu-sensu.

      Agora tem esse lance de Mestrado Profissional. Nunca vi, mas parece muito interessante pelo fato de focar em "o que acontece no mundo atualmente".

      Bog
      Veterano
      # fev/09
      · votar


      PGilbert
      Agora tem esse lance de Mestrado Profissional. Nunca vi, mas parece muito interessante pelo fato de focar em "o que acontece no mundo atualmente".

      Se for um BOM curso, a coisa mais importante MESMO é conseguir estabelecer contatos. Isso vale em qualquer conferência, congresso, curso ou seja lá o que for. O coffe-break é parte integrante do evento, sempre!

      PGilbert
      Veterano
      # fev/09
      · votar


      Bog
      Se for um BOM curso, a coisa mais importante MESMO é conseguir estabelecer contatos. Isso vale em qualquer conferência, congresso, curso ou seja lá o que for. O coffe-break é parte integrante do evento, sempre!

      Isso é fato. Coffee-Break fazemos até com os clientes.. é a hora de ter uma conversa mais informal... e conseguir respostas, saca.

      maggie
      Veterana
      # fev/09
      · votar


      PGilbert
      Para o mundo corporativo duvido que isso faça alguma diferença. Acho mais útil ter mais de uma pós-graduação latu-sensu.

      Agora tem esse lance de Mestrado Profissional. Nunca vi, mas parece muito interessante pelo fato de focar em "o que acontece no mundo atualmente".


      Tô pensando num desses, mas é difícil entrar sem ter pistolão.

      adnz
      Veterano
      # fev/09
      · votar


      Bog
      Primeiro semestre de CiC começa dia 3... =P
      Já fiz 1 ano de Matemática - Bacharelado.

      Bog
      Veterano
      # fev/09 · Editado por: Bog
      · votar


      adnz

      Heheh, bom, pelo menos a parte mais chata do começo do curso você vai tirar de letra.

      Eu odiava cálculo e afins. Estudava só para passar nas provas, e fiz questão de esquecer logo depois.

      10 anos depois, cá estou eu, às voltas com o determinante da matriz hessiana, onde cada elemento da matriz é uma derivada parcial de segunda ordem. Só que eu não faço a menor idéia do que diabos isso quer dizer, hahahahah! =S Pior que eu não consigo entender como, e muito menos POR QUE funciona, não importa o quanto eu tente entender esse troço. :(

      Fica o aviso para quem for seguir o caminho da pesquisa em áreas como computação ou engenharia: sim, você provavelmente VAI dar de cara com essas coisas estranhas de cálculo.

      adnz
      Veterano
      # fev/09
      · votar


      Bog
      aeuhaeuhaeuhaeuhuaeh

      Pelo menos cálculo não é tão inútil assim... !

      King of Terror
      Veterano
      # fev/09 · Editado por: King of Terror
      · votar


      Bog
      Tão pensando em fazer o que? :)

      Nesse ano, começo a minha pesquisa na área de DSP aplicado à biomedicina, quero dar um gás nisso e ver se me interesso em algo relacionado para uma pós. Aproveitando meu estágio que já é em eng. biomédica.

      Além disso, vou correr atrás de algumas outras áreas, vou dar uma estudade legal em Perl, Python, PHP e BD para pegar um estágio no exterior (felizmente ou infelizmente, a grande maioria das vagas pede isso como requisito, além de C++, Java e Eng. de SW, claro).

      Também estou me arriscando em matérias como "multimídia" para ver como é.

      Só quero ver é dar conta de tudo isso! rs
      Estou na fase de experimentar, enquanto tenho a oportunidade, para ter certeza do que seguirei depois. :)
      (dispenso piadas prontas)

      Edit: ps: O horário dos posts estão errado ou estou em fuso diferente?

      NoAlarms
      Veterano
      # fev/09
      · votar


      Bog
      Legal mesmo, cara. Coincidentemente eu estava procurando exatamente sobre esse assunto na internet dias atrás. Obrigado!

      Kensei
      Veterano
      # fev/09 · Editado por: Kensei
      · votar


      Toda as pessoas que eu conheço e que fizeram o tal lato sensu acharam péssimos, acabou sendo apenas mais um item no CV. Não acrescentou quase nada no conhecimento da pessoa. Não sei, mas o caráter mercadológico da coisa me parece ser o mote dessa "modalidade".

      Claro que a forma em que se deu o curso de graduação pode mudar bastante esse cenário...

      Bog
      Veterano
      # fev/09
      · votar


      adnz

      É, mas você vai ouvir muitos dos teus colegas reclamando dessas matérias "inúteis", você vai ver.

      Aí quando eles começarem a reclamar demais, você pode lembrar eles de que o sistema de visão do Aibo, o cachorrinho robô da Sony, é feito usando um espaço escalar que aproxima o laplaciano do gaussiano (que é uma forma de calcular o tal do determinante da matriz hessiana) com subtrações entre imagens em uma pirâmide gaussiana. Assim como eu, eles não vão entender lhufas, mas pelo menos você mostra que INÚTIL cálculo não é!

      King of Terror

      Programar DSPs é legal, eu trabalhei com isso uma época no Brasil. :) É desafiador, o mundo do baixíssimo nível, onde você tem que fazer um sistema multi-tarefas num ambiente sem OS, fazendo alocação de memória na mão, programando em C SEM as bibliotecas-padrão e assembler!

      Foi a 2a coisa mais legal com a qual eu já trabalhei (a 1a é a atual). :)

      Quanto a estágio no exterior, vai fundo cara! Nossa, esta semana fiquei sabendo de um amigo - que estudou comigo - que conseguiu aprovação para fazer um estágio no Google em Zurich! =O Teve que fazer um bando de entrevistas. Eu não passaria da 2a, hahahah.

      adnz
      Veterano
      # fev/09
      · votar


      Bog
      Pô, brigado. Vou decorar isso aí e depois falar pra eles, pra mostrar a utilidade. Também vou falar pra algum professor pra ver se eu impressiono e consigo alguma coisa... ahahahah

      Bog
      Veterano
      # fev/09 · Editado por: Bog
      · votar


      adnz

      Hahah, mas acho que se você chegou a aprender algo em 1 ano de matemática, deve ser o suficiente para entender a mágica por trás do algoritmo. Eu, como sou computeiro mas não entendo de matemática, consigo sacar perfeitamente COMO o troço funciona, mas o PORQUÊ de funcionar é um mistério insondável - o que quer dizer que eu posso usar, mas não inventar um novo.

      É um algoritmo muito usado em visão computacional. Sugestivamente, tem o nome de DoG, e apesar de ser usado no Aibo, não tem relação com o dito cujo!

      Dá uma olhada na equaçãozinha do DoG:

      http://en.wikipedia.org/wiki/Difference_of_Gaussians

      Tudo para tentar aproximar essa monstruosidade aqui:

      http://en.wikipedia.org/wiki/Hessian_matrix

      Malditas aulas de Cálculo II!

      Bizet
      Veterano
      # fev/09
      · votar


      Minhas aulas começam Segunda \o\

      PGilbert
      Veterano
      # fev/09
      · votar


      maggie
      Tô pensando num desses, mas é difícil entrar sem ter pistolão.

      Se o Mestrado Profissional for da forma que eu entendi, compensa. Mas como ainda não procurei saber sobre isso, fico com a opção de fazer mais uma pós-gradução... Meu planos são de ter mais 2 pós-graduções.

      Bog
      Veterano
      # fev/09
      · votar


      Bizet

      Computação, né? Vá se preparando para não entender muita coisa, hahahah.

      Eu cheguei na faculdade passando por média no colégio sempre naquele esquema: uma olhadinha antes da prova e um 7 no boletim. No vestibular, só estudei no último mês, e passei raspando, mas passei.

      Aí na faculdade fui querer fazer a mesma coisa... e levei um 3.5 em Geometria Analítica. Foi quando eu notei que usar a intuição e a embromação de professores não ia mais funcionar. =S

      adnz
      Veterano
      # fev/09
      · votar


      Bog
      Eu ainda não entendo cálculo com a visão matemática, simplesmente entendo pela visão algorítmica (ou seja, sei como fazer). Eu teria esse ano duas cadeiras, Análise Matemática I e II onde eu poderia estudar profundamente como funcionam os mecanismos de cálculo através de provas matemáticas. Porém, não as farei mais. Mas agora o que tu falou me deu até vontade de fazê-las... hauhea

      Honestamente, olhando essas equações e as matrizes = nada... @_@ Preciso dar uma revisada no livro de Cálculo II!

      Bog
      Veterano
      # fev/09
      · votar


      adnz

      Honestamente, olhando essas equações e as matrizes = nada... @_@ Preciso dar uma revisada no livro de Cálculo II!

      Hahahahah é... mas na verdade, esse tipo de coisa é meio incomum. A maior parte das pessoas nunca vai ver um bicho desses no trabalho.

      Assim como doutorado, cálculo também serve muito mais para quem vai mexer com pesquisa - básica ou aplicada, mas pesquisa. Mas quem não gostaria de mexer com isso trabalhando numa Sony ou Nintendo da vida? Já pensou chegar e dizer: "o mecanismo do cálculo de aceleração do Wiimote? Eu que fiz!" =O

      Bizet
      Veterano
      # fev/09
      · votar


      Bog

      Computação, né? Vá se preparando para não entender muita coisa, hahahah.

      Eu cheguei na faculdade passando por média no colégio sempre naquele esquema: uma olhadinha antes da prova e um 7 no boletim. No vestibular, só estudei no último mês, e passei raspando, mas passei.

      Aí na faculdade fui querer fazer a mesma coisa... e levei um 3.5 em Geometria Analítica. Foi quando eu notei que usar a intuição e a embromação de professores não ia mais funcionar. =S


      uahuahuahauha

      Eu vou tentar não cair nessa :P

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Mestrado e Doutorado - A Pedido (no singular mesmo)

      306.414 tópicos 7.907.363 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital