Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      mesa boogie DC 3

      Autor Mensagem
      marcelogatinho
      Veterano
      # ago/06
      · votar


      Michel Top

      fala ai dos valores destas caixas e quais falantes elas usam?!

      Schenker
      Veterano
      # ago/06
      · votar


      fala ai dos valores destas caixas e quais falantes elas usam?!

      parece que são falantes fabricados por eles mesmos . . .

      sacanagem, nas caixas de baixo tem todas as especificações, quando entrei no de guitarra, só tem a foto . . .

      marcelogatinho
      Veterano
      # ago/06
      · votar


      Schenker

      sabe, a fabrica fica na cidade vizinha aki, e nunca tinha ouvido falar!

      Schenker
      Veterano
      # ago/06
      · votar


      sabe, a fabrica fica na cidade vizinha aki, e nunca tinha ouvido fal

      putz, é mesmo?!?!?!?! pô, dá para vc ir lá no final de semana então . . . testar e depois falar pra galera se realmente temos uma boa alternativa. (..)

      Michel Top
      Veterano
      # ago/06
      · votar


      Schenker
      ahhh, eh uma Fender USA reissue 1960, que hj está dourada. hehe. abraços!!!

      Michel Top
      Veterano
      # ago/06
      · votar


      marcelogatinho
      Falantes ESTsystem mesmo, por isso que sao tao bons hehe. Valores ficam em torno de 1300 a 4x12 e 700 a 2x12, mas nao se engane, eh mtoooooo superior as meteoro. Abraços!!!!

      marcelogatinho
      vc mora no RS? qual cidade???

      Schenker
      Eu sou da mesma cidade da fábrica, tive uma 2x12, ja testei e usei as 4x12, sao mto boas mesmo, qualidade nota 10. abraços

      Michel Top
      www.micheltop.rg9.net

      Schenker
      Veterano
      # ago/06 · Editado por: Schenker
      · votar


      Michel Top


      ah, agora sim, tava começando a achar que o "verdinho" era bom demais . . . hehehehehehehe.

      hummm, esta 2x12 me interessou . . . vc tem idéia qual é o peso dela +ou-?? para ver o frete para o Rio?? vc sabe se eles fazem somente traseira fechada?? ou fazem algo custom tb??

      qual é a wattagem dela??? 8ohms ou 4ohms??

      forte abraço!!!

      Michel Top
      Veterano
      # ago/06
      · votar


      Schenker
      fazem algo custom sim. A minha era traseira totalmente fechada pra proporcionar mais graves. Quanto ao peso, ela eh relativamente leve, pesando menos que qualquer amp 2x12. estvendas@hotmail.com falar com NIL. abraços!!!!

      Michel Top
      www.micheltop.rg9.net

      marcelogatinho
      Veterano
      # ago/06
      · votar


      vc mora no RS? qual cidade???

      Bento Gonçalves!
      ve ai tu q é parceiro dos caras as especificaçoes dos falantes, só pra modo de conhecimento do povo aki!
      a madeira da caixa tbm seria intereçante saber! mdf, compensado naval, ou madeira mesmo. Pois se ela é muito leve pode ser q os caras estao usando mdf, ai é foda!

      Schenker
      Veterano
      # ago/06
      · votar


      Michel Top

      vlw Michel, vou mandar um mail para eles . . . cool.
      tks!!!!

      abs!!

      Michel Top
      Veterano
      # ago/06
      · votar


      marcelogatinho
      Tenho quase certeza de ser MFD de 1ª, mas teria q ver com o pessoal.... mas lhe garanto uma coisa, ja testei quase tudo de amps, caixas e potencias de marca, e achei essa caixa ESTsystem praticamente a nivel de uma Mesa boogie, simplesmente mto boa... entao nao vai pela teoria.... pq na pratica a teoria sempre vei por agua a baixo. Experiencia propria. Ja tive dezenas de amps valvulados, marshall JCM900, fender Hot Rod Deluxe e Deville, entre outros, mas o melhor amp pro meu som q eu testei até hj eh meu Hughes e Kettner transitorizado, q nao troco por nenhum amp. Se souber de quem tem uns 3 ataxx 40 antigos sem celestion, eu estou querendo. abraços!!!

      Michel Top
      www.micheltop.rg9.net

      marcelogatinho
      Veterano
      # ago/06
      · votar


      Tenho quase certeza de ser MFD de 1ª
      entao nao vai pela teoria.... pq na pratica a teoria sempre vei por agua a baixo. Experiencia propria.

      pois é aki na serra é facil achar mdf devido a ter muitas fabricas moveleiras! ta 18 reais o metro quadrado se naum me engano.
      eu tenho a frente de minha caixa 2x12 em mdf, o resto é madeira mesmo,
      posso dizer q quando vc toca uma nota elas respondem de maneira bem diferente, a frente ( mdf ) fica paradinha só absorvendo as vibraçoes, enquanto o resto da caixa vibra bastante, mesmo em baixo volume!
      acho q uma caixa inteira em mdf tende a ser xoxa.
      mas o pessoal usa bastante mdf por ele ser barato e facil de cortar e tbm naum trabalhar, ao contrario da madeira, q temas caracteristicas opostas!
      mas ta valendo estas caixas parecem ser legais e estao com preço rrazoavel.

      Schenker
      Veterano
      # ago/06
      · votar


      Se souber de quem tem uns 3 ataxx 40 antigos sem celestion, eu estou querendo. abraços!!!

      até quanto vc paga???

      Michel Top
      Veterano
      # ago/06
      · votar


      Schenker
      Sendo inteiros e os antigos com acabamento em camursa, sem celestion, que eh o modelo que eu uso, pago até 800 reais usado, que eh o valor do amp, nao vale mais doque isso. So que tenho ainda q verificar meus valores para ver se tenho disponivel nesse exato momento, mas se souber de algum so me da um toque, ai vejo as possibilidades, pois quero usar 2 em stereo ao vivo, um segurar so para dar aula e outro para ensaios. Abraços!!!!

      Michel Top
      www.micheltop.rg9.net

      Schenker
      Veterano
      # ago/06
      · votar


      Michel Top


      beleza, vou ver se consigo algo e te falo . . .

      anota meu mail.

      souzaglauco@hotmail.com

      abs!!!

      Michel Top
      Veterano
      # ago/06
      · votar


      Schenker
      Sem pressa. nao to com mta grana agora, to pagando uns pedais a mais q comprei esse mes.... abraços amigo!!!

      Michel Top
      www.micheltop.rg9.net

      danielpirani
      Veterano
      # set/06
      · votar


      Cara esse ampli é du KKK...toquei nele varias vezes no Nimbus e o ampli fala mto, fora o timbre...até q um brother comprou ele, vale a pela.
      Infelizmente estou vendendo meu DC-2 por motivos de força maior, se interessar manda um e-mail p danielpirani@gmail.com...o ampli tá zerado, sou único dono, tenho nota fiscal e manual e troquei todas as válvulas recentemente. Abraço

      gustata
      Membro Novato
      # nov/15
      · votar


      schenher, vc ainda tem as suas regulagens do DC-3? Peguei um há pouco e estou testando... belo ampli à propósito...

      gustata
      Membro Novato
      # nov/15
      · votar


      Schenker, vc ainda tem as suas regulagens do DC-3? Peguei um há pouco e estou testando... belo ampli à propósito...

      Schenker
      Veterano
      # nov/15
      · votar


      gustata


      Vou procurar, mas acho que não . . .este ampli já foi (aliás, pela segunda vez, comprei ele de novo e vendi para fundear um mk IV).

      mas, que me lembre, é meio nessa praia:

      Clean:
      Gain: 4 (hb) , 5 (sc)
      Treble: 5-7
      Mids: 0-2 (lembre-se que o knob de mids nesse canal só funciona como mid até o 5, dai em diante ele vira um botão adicional de ganho)
      Bass: 1-4
      Presence: 5
      Volume: 5

      Lead:
      Gain: 7-9
      Treble: 5-7
      Bass: 0 - 3
      Presence: 0-3 (este é fundamental para som de solo. acima do 5 a lá marshall, abaixo de 5 som mais smooth.

      Master Volume: 2-5

      Reverb: à gosto (eu usava no clean por volta do 3-4 e no lead 0-2)

      Essas já são um bom ponto de partida. claro que todo o resto vai depender de guita, caixa, falantes, etc.

      Schenker
      Veterano
      # nov/15
      · votar


      O EQ variava dependendo da função que eu usasse ele, se quisesse usar como boost para solos eu fazia uma "cara de triste", assim ele adicionava mais ganhos e eu conseguia me escutar na mnix.

      Caso não se use muito para solos eu regulava meio que na famosa curva em "V" (não muito acentuado. dessa maneira eu tinha dois sons distintos para base, por que se vc acentuar muito a curva em "V" o som geral fica meio desbalanceado.

      Felipe Stathopoulos
      Membro Novato
      # 06/ago/18 12:11
      · votar


      Dae galera, tô desenterrando o tópico, mas acho que vale a pena.

      Comprei meu primeiro amp valvulado há menos de uma semana. Depois de muito pesquisar (quase 1 ano de pesquisa) decidi pelo DC-3 Combo nem tanto por uma questão de grana (paguei cerca de 4k), mas sim de timbre e versatilidade.

      Ocorre o seguinte: ele tem a potência que posso ter em casa, porém que me permite ensaiar com um batera ogro (35 wattts), é um combo, não muito grande ou pesado - o que me dá mobilidade -, permite que eu ligue outras caixas ou em mesa, tem loop, tem saída de gravação em linha, tem saída headphone (excelente, por sinal) e, acima de tudo tem o timbre clássico pesado e matador de um MB.

      Quanto ao timbre, é Mesa Boogie, sem sombra de dúvida. Eu colocaria o timbre dele entre um Single Rectifier e um Mark III, mas com uma pitadinha "vintage" (talvez por causa do falante, Celestion G12 Vintage 30) que deixa ele com uma leve memória "british", o que se acentua bastante no canal lead.

      A distorção (lead) dele é diferente dos Mark (mais pesada), e muito diferente dos Rectifier (mais "molhada", menos "seca"), mas é igualmente legal. Toneladas de ganho. Mas ainda não consegui achar um pedal que empurre ela legal, na vibe moderna (mais pro Nu Metal/Stoner) que procuro.

      O canal clean cruncha gostoso pra caramba, mas apenas em volumes mais elevados (acima do 5). O equalizador gráfico é sensacional, e faz uma diferença brutal no som em ambos os canais. O canal clean também é extremamente amigável com pedais. Tô usando um Boss ML-2 Metal Core para distorção high gain, um pedal reconhecidamente "difícil", com ganho e volume 11hs, e tá sensacional.

      Gostei também do reverb "tube". É um reverb presente, mas que não enche o saco de tão forte. Sutil, por assim dizer, mas mais que suficiente pro meu som.

      O controle de presence também funciona melhor quanto mais alto é o volume. Em baixos volumes ele quase não faz diferença.

      O loop funciona bem pra caramba, tô com um Ibanez AD-9 e um CS-9 ligados nele. Seguindo o manual, deixei os volumes dos pedais no talo e controlo pelo volume do loop (50%). Ficou top.

      A única coisa que me surpreendeu de forma um pouco negativa é que ele é um amp difícil de timbrar. Os controles paramétricos funcionam de um jeito diferente, é o treble que manda na parada toda, e o mid e bass apenas vão atrás do primeiro. Ainda não consegui achar os "hot spots" de ambos os canais. É um amp bem "tricky" nesse sentido, muito diferente de tudo que eu já tinha visto e testado, quer SS, quer valvulado.

      O amp chegou pra mim de terceira mão, com tudo funcionando e num excelente estado de conservação. Calculo que as válvulas devem estar com uns 5 anos, mas são originais MB e estão, aparentemente, funcionando a contento. O dono anterior tocou pouco com ele. Quando sobrar grana (???) vou trocar tudo.

      Enfim, por enquanto minhas impressões são essas. Tendo novidades posto aqui. Mas a princípio estou amando esse amp.

      Quem tiver dicas de timbragem dele, e de pedais que ficam legais, agradeço.

      Felipe Stathopoulos
      Membro Novato
      # 10/ago/18 11:57 · Editado por: Felipe Stathopoulos
      · votar


      Só atualizando:

      Ontem toquei em estúdio e pela primeira vez consegui abrir os volumes do meu DC-3, e descobri uma coisa MUITO interessante, que (ao menos eu, em minha ignorância) não sabia. Foi o seguinte:

      Não estava conseguindo timbrar o amp nem a pau. Li três vezes o manual em inglês, e não entendia o porque dele estar com um som chocho no canal lead, uma distorção "esfarelada" fraca, sendo batido pelo Metal Core ligado no canal clean. E o porque do tão falado Ibanez TS-9 não estar prestando pra nada quanto a empurrar a distorção do amp.

      Aí, seguindo a dica de um colega, resolvi colocar o Output Level no TALO (próximo do 10), e fui abaixando no master volume de cada canal, e voilá! Achei aquela distorção maravilhosa que eu sabia que o amp tinha, mas que não conseguia atingir!

      Ou seja: na realidade o Output Level funciona como um atenuador de potência das válvulas do power! O segredo da distorção desse amp está no power, não no pré!

      Assim, o segredo pra achar o som espetacular dele é zerar os Master Volumes dos canais, deixar o Output Level no máximo, e ir adicionando volume nos Master Volumes até onde puder/aguentar. Apenas DEPOIS disso feito é que se deve começar a timbrar os canais, primeiro timbrando o equalizador paramétrico, depois o gráfico, e por fim adicionar, eventualmente, um pedal com ganho mínimo do mínimo, apenas pra "arredondar" a distorção. Com o TS-9 com um pentelhésimo de ganho ficou uma distorção simplesmente maravilhosa!

      Claro que vai ficar um volume consideravelmente alto. Maaaaaas... não é um amp pra tocar em apartamento, de qualquer maneira...

      Enfim, prossigo nos testes, mas já achei o caminho das pedras pra conseguir o "Santo Graal" das distorções.

      Edit: ah, outra coisa que descobri, e que me convenceu que o Output Level funciona na realidade como um atenuador de potência: quando se toca com ele com o Output Level baixo o amp esquenta pra caramba, parece um forno! Já quando se solta o volume do bixo ele esfria! Ou seja: o negócio desse amp, inclusive por questão de durabilidade é sentar a bota no Output Level mesmo!

      Ramsay
      Veterano
      # 11/ago/18 00:29 · Editado por: Ramsay
      · votar


      Felipe Stathopoulos
      O Output Level do Mesa Boogie DC-3 é a saída do pré-amplificador que posteriormente é ligado na etapa de potência.
      Então, é natural que para se obter a melhor distorção se sature as válvulas do pré-amplificador primeiro e se controle o volume através do Master Volume depois.
      Sendo que o Master Volume não é um atenuador de potência, mas sim um mero controle de volume do amp e nada mais que isso.

      boblau
      Veterano
      # 11/ago/18 10:24
      · votar


      Felipe Stathopoulos

      cara, este teu ampli é sensacional... Tira som de quase qualquer coisa.

      Toquei um tempinho com um destes há muito tempo atrás e ele era realmente versátil.

      O output level dele realmente não é um atenuador de potência. Os atenuadores funcionam depois da saída do power, entre o power e os alto falantes. No caso do DC3, o output level atua na entrada do power. Quando vc abre ele 100%, vc está controlando todo o volume através dos 2 prés pelo o que a Mesa chama de Master volume, Na realidade é o Master de cada canal individual, antes da saída "send" do loop. Se vc operar com o Master muito baixo e o output level muito baixo também (abaixo de 2), vc estará com tensões tão baixas, que o som fica ruim mesmo, sei lá, parece uma lata. Mas não precisa colocar também o output no máximo, tipo meio dia o som já abriu muito.

      Para tocar mais baixinho, os únicos jeitos são baixar no gain, ou colocar algo no loop regulando volume, ou com um atenuador na saída dos falantes. Realmente os controles de Master e Output precisam estar pelo menos acima de 2-3 para timbrar neste ampli.

      Felipe Stathopoulos
      Membro Novato
      # 13/ago/18 11:59
      · votar


      Beleza galera, obrigado pelas colocações, talvez eu tenha me expressado mal mesmo.

      Testei de novo o ampli ao lado de um cabeçote DC-5 (som igualzinho, só que com mais potência), inclusive ligando ele numa caixa 4X12 da MB, e realmente vi que a questão não é o Output Level ser um atenuador de potência. Mas que o timbre fica melhor em volumes mais altos, fica mesmo.

      Por outro lado descobri que ele está com algum problema que leva a deixar um barulho estranho no final da nota, quando abafada na distorção high gain. Vou ter que mandar pro estaleiro...

      Abçs

      Felipe Stathopoulos
      Membro Novato
      # 15/set/18 19:18 · Editado por: Felipe Stathopoulos
      · votar


      Fala galera, eu de novo.

      Seguinte, descobri um problema no meu amp, que na verdade nem sei se é um problema ou uma característica dele mesmo, e queria uma opinião de vcs: quando ligo o equalizador gráfico o grave dele "estoura", especialmente no canal sujo, o que faz com que eu não consiga passar do 5 no controle grave do eq gráfico. E quanto mais baixo os controles de volume, mais aparece o problema, que "some" em volumes altos.

      Ocorre que levei no técnico mais famoso aqui da minha cidade, o cara abriu, mediu tudo, conferiu tudo, e disse que não tinha nada de errado com o amp, que estava tudo certinho: trafos, válvulas pots, transistores, capacitores, ligação, falante, enfim, tudo ok.

      Alguém já teve algum problema assim? Tem alguma sugestão?

      Outra: preciso de uma dica de atenuador de potência (5X acho q é mais q suficiente) bom/barato pra ele (35 watts, 8 ohms). Ocorre que com uma das minhas bandas toco muito baixo (o batera pega leve rsrs) e não tá dando pra desenvolver o timbre, tô me sentindo andando numa rua de terra toda esburacada com uma Ferrari hehehe.

      Agradeço quem puder ajudar.

      PS: tirando estes incômodos estou simplesmente xonado no amp. É uma Ferrari mesmo, e na maioria do tempo só toco nele com um TS-9 na frente, e já era.

      Felipe Stathopoulos
      Membro Novato
      # há 14 horas
      · votar


      Up, alguém?

      Cri, cri, cri... :)

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a mesa boogie DC 3

      306.083 tópicos 7.902.084 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital