Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Ok, mais um que montou o Talk Box

      Autor Mensagem
      erico.ascencao
      Veterano
      # set/09 · Editado por: erico.ascencao


      Seguindo a série de tópicos Ok, mais um que montou..., segue um relatório sobre meu protótipo de talk box feito na tarde de hoje.

      1. Introdução
      Pra começar, vou tentar dar uma noção geral sobre o que é o talk box, pois muita gente acha este efeito muito misterioso. O talk box é um efeito de modulação, assim como o chorus, o flanger, o phaser, o uni-vibe, etc. Os efeitos de modulação são caracterizados pela adição de um outro sinal ao sinal original da guitarra, sendo que este segundo sinal interage com o sinal original de forma a modificá-lo. No caso do talk box, o sinal adicionado não é gerado por um circuito eletrônico, e sim pela movimentação da boca do guitarrista. Vamos detalhar a construção do talk box, e assim você entenderá mais facilmente como ele funciona.

      A modulação feita pelo talk box é feita com a boca, ou seja, o som da guitarra entra na boca e o guitarrista "molda" o som mexendo a boca, os lábios e a língua. É possível, com muito treino, "fazer a guitarra falar", mas é importante lembrar que o som vem da guitarra, e não das cordas vocais do guitarrista. Para que o som da guitarra venha para a boca, é usada uma mangueira, que é ligada a um amplificador. Para que haja um grande aproveitamento da potência sonora emitida pelo amplificador, o seu falante tem que ser o mais isolado possível (em termos de som), para que não escape som para fora da mangueira. Por isso, no lugar dos falantes tradicionais, são usados drivers de corneta - aqueles usados em som automotivo.

      Bom, com as informações acima, pode-se concluir que o talk box é um simples amplificador com um driver de corneta substituindo o falante. O sinal da guitarra entra pelo input do amplificador, passa pelas sessões pré e power do amplificador e vai para o drive. A mangueira que está encaixada no driver conduz o som da guitarra até a boca do guitarrista, que faz os devidos movimentos com a boca para gerar a modulação.

      Porém, vale ressaltar que o som que vem da mangueira é de baixa intensidade para apresentações ao vivo. Portanto, é necessário usar um microfone, posicionado ao lado da mangueira, para captar o som que sai da boca do guitarrista. Este microfone pode ser plugado num PA, e assim você terá o som do talk box amplificado no nível de volume da guitarra.

      Para aplicações ao vivo, é necessário um chaveamento entre o amplificador do talk box e o amplificador de guitarra comum. Para iso, pode-se utilizar um AB box.

      Para maiores detalhes da ligação, veja a sessão sobre a montagem.

      2. Material Necessário
      Vou fazer aqui uma lista de materiais necessários para fazer o mesmo projeto que eu fiz. Vou também listar o custo médio de cada um dos itens e fazer alguns comentários.

      - 1 amplificador de guitarra de 15 ou 20W com falantes de 8 ohms: R$400
      A escolha do amplificador é bem subjetiva. Eu fui na loja e testei três amplificadores de pequeno porte: Meteoro Atomic Drive 20 (20W), Meteoro Nitrous Drive (15W) e Onerr Block TU (acho que era de 20W). Eu gostei mais do Meteoro Nitrous, e saiu por R$270. Depois de ter montado o talk box, tenho dúvidas se um amplificador melhorzinho (um Crate ou Fender, do mesmo porte) faria a diferença - de fato, os três que eu testei eram medonhos, mas um protótipo não merecia gastos superiores a R$350, na minha opinião. O importante é pegar um que tenha falantes de 8 ohms, o que em 99% dos casos significa que a saída do circuito de amplificação tem 8 ohms de impedância. Isso é importantíssimo para que a impedância do driver case com a impedância do amplificador. Caso o amplificador tenha saída de impedância 4 ohms, você perderá metade da potência; e caso tenha 16 ohms, você queimará o amplificador e/ou o driver.

      - 1 driver de corneta para som automotivo: R$95
      Eu optei pelo Selenium D250-X por ser da Selenium e por ser o mesmo driver utilizado num vídeo do Youtube que ensina fazer um projeto bem semelhante ao que eu fiz. Há um outro modelo da Selenium, o D200 (ou algo assim, é um pretinho) que tem especificações muito próximas, também pode servir. Este item não merece economias, creio que boa parcela da qualidade do talk box vem dele.

      - 1 capacitor de 22uF (22 micro Faradays) para som automotivo de baixa potência: R$1,50
      É indispensável. Deve ser ligado em série, para evitar que frequências graves (abaixo de 500Hz) danifiquem o driver. Lembre de avisar o vendedor que é para usar com driver de corneta, o cara deverá saber que existe diferença para um capacitor "comum".

      - 2,5m de mangueira: R$10
      Aí vai do seu gosto, afinal é você que vai colocar a mangueira na boca, e não eu. Eu sugiro uma de 1/2", mais do que isso fica muito incômodo e induz questionamentos sobre sua sexualidade.

      - 1 AB box: R$80
      Eu peguei um da Snake, que funciona sem fonte (mas os LEDs indicativos não funcionam sem fonte). Caso você queria "ligar e desligar" o talk box, é muito importante ter um AB box para tal.

      - Acoplamento driver-mangueira: R$15
      Aqui mora a grande "arte" de fazer um talk box. Não existe uma peça que rosqueie perfeitamente na rosca do driver, portanto é necessária uma gambiarra. Eu achei, numa loja de material para construção, uma peça da Tigre chamada adaptador soldável com anel para caixa d'água. Basta encaixar outra peça, a bucha de redução soldável curta (veja o mesmo link anterior), no buraco da primeira e você terá um buraco para encaixar a mangueira. O negócio é procurar a peça já com o driver na mão, para ver o que encaixa no maldito driver.

      - Acessórios e ferramentas: R$5
      Ferro de solda, cordão de solda, alicate, cabinhos, fita isolante (para gambiarras), termorretrátil (canundinho de borracha usado para isolamento), veda rosca (para auxiliar na vedação), etc.
      _______________________________________________________________________________________________
      TOTAL: R$601,50

      3. Montagem
      Em primeiro lugar, retire o auto falante do amplificador (vale lembrar que é bem vindo um amplificador que tenha a traseira aberta). Para ilustrar a montagem do driver no amplificador, segue um esquema bem simples. Veja que a ligação é super fácil. Quanto ao capacitor, como ele é ligado em série, não é necessário se preocupar com a polaridade.

      Tendo em mãos o acoplamento que você escolheu, se vire para encaixá-lo no driver, e em seguida encaixe a mangueira no acoplamento. O segredo desta parte é vedar bem as peças do acoplamento para que o som não "vaze". Use e abuse do veda rosca e da fita isolante nesta tarefa.

      Veja aqui o esquema completo de ligação para usar o talk box em apresentações ao vivo.

      4. Comentários
      Meu primeiro medo na montagem do talk box era dar merda na ligação - apesar de ser muito simples, sempre pode dar algo errado - mas eu não tive problemas. Creio que este é o efeito mais fácil de se fazer, qualquer um que pegar um ferro de solda já poderá fazer este "pedal".

      [editado]
      Antes eu havia comentado que estava decepcionado com o som, principalmente devido à projeção sonora do talk box sem microfonar. Eis que me dei conta que a chave de voltagem do amplificador do talk box estava no 220V. Troquei para 110V e tchan: o volume veio com tudo. Antes eu estava socando o drive e o volume no talo, agora deixo os dois em 12:00 e o som é do caralho, limpo e muito forte. Ainda não testei junto com o amplificador da guitarra porque não tenho cabos pra ligar com o AB box, mas creio que o volume é passível de ser usado pra tocar em casa, acompanhando uma música relativamente alta.
      [editado/]

      Brincando mais um pouco com o brinquedinho, comecei a fazer algumas descobertas úteis. A primeira delas foi que a mangueira deve entrar na boca (hum...), sem frescura (ui!). A segunda delas foi o jeito de posicionar a boca: a boca deve ser posicionada quase engolindo o microfone, pois isso ajuda bastante na captação do som que vem da mangueira. A terceira é que o globo do microfone atrapalha bastante, pois ele distancia a mangueira do centro do microfone, além de dificultar o posicionamento da boca.
      [puta que pariu, que parágrafo gay...]

      Quanto à timbragem, esquece. Os controles do próprio ampzinho do talk box já eram ruins, colocando o driver então, forget it. O driver aceita bem diferentes tipos de captador, e os patches que eu tinha programados na X3L soaram diferentes. Mas o som tende a sujar um pouquinho, inevitavelmente (digamos que ele muda de um super clean para um Tube Screamer leve). Os graves vão pro saco (lembra do capacitor? ele corta de 500 HZ pra baixo...), ficam só os médios e agudos mesmo.

      Trocando em miúdos, gastar nem R$600 num talk box relativamente potente é uma barbada. Um Rocktron Banshee está uns R$900, R$1000. O Talk Box da Dunlop, nem se fala. E se você fizer um AB box handmade, o preço despenca mais um pouco.

      5. Sugetões de Melhoria
      Como eu disse no início, este projeto foi na verdade um protótipo. Minha intençao inicial era construir este protótipo para depois desenvolver melhorias. Eis algumas:

      - Alimentação: a alimentação de 110V é um inconveniente, pois acaba gerando um aumento excessivo do circuito em comparação aos circuitos de pedais. E este circuito trombolhudo fica difícil de ser transplantado para uma latinha (no caso, seria uma latona).

      - Acoplamento driver-mangueira: este é maior desafio, pois depende da sorte ou da criatividade do handmaker na hora de achar ou improvisar uma peça para esta função.

      - Circuito "genérico": seria legal fazer um circuito de amplificação só com o power, pois deste modo o som não é "recolorido" pelo amplificador do talk box.

      Bom, ta aí. Dúvidas e sugestões, mandem aí!

      PS1.: Está editado, incluindo a mangueira na lista de materiais. Amanhã eu testo microfonando e relato os resultados.

      PS2.: Copyright Mauriciobahia topics. All rights reserved.

      PS3.: Está muito caro, mas deve ser muito foda. [piada roubada on/].

      Bruno_GF
      Veterano
      # set/09
      · votar


      erico.ascencao

      Putz! Q legal q vc conseguiu montar o seu cara. E aí, já pegou as manhas dele já? Eu to apanhando bastante ainda hahaha...

      Ah! Que mangueira vc usou? Qual diâmetro?

      E sobre o timbre, realmente vai pro saco. Mas é o preço a se pagar (além de não imaginar um timbre decente sendo "falado").

      Abraços e boa diversão aí!

      JC_Junior
      Veterano
      # set/09
      · votar


      a saída do circuito de amplificação tem 8 ohms de impedância. .... Caso o amplificador tenha saída de impedância 4 ohms, você perderá metade da potência; e caso tenha 16 ohms, você queimará o amplificador e/ou o driver.


      Não seria 16 ohms perde metade da potência e 4 queima o amplificador? Até onde eu sei impedâncias menores que a especificada queimam o amplificador.



      E parabéns pelo projeto! Bons sons pra você!

      erico.ascencao
      Veterano
      # set/09
      · votar


      Bruno Faria
      Achei uma mangueira de vinil, deve ser de 1/2". Mais do que isso fica gay demais - já basta as caras de orgasmo com uma mangueira na boca...

      JC_Junior
      Com isso, podemos chegar à conclusão de que a medida que diminuímos a impedância, automaticamente o amplificador aumenta sua potência.
      Por outro lado existe um limite, que é exatamente o ponto em que se pode ocasionar a queima de um amplificador. Isso ocorre porquê ao diminuirmos a impedância fazemos com que o amplificador forneça o máximo de potência, resultando em altos valores de corrente na saída do amplificador.
      Para utilizarmos corretamente o equipamento a dica é conferir sempre a impedância mínima de saída do amplificador (bridge e estéreo) e a impedância de cada alto-falante, evitando assim futuros problemas.


      Fonte: Bravox

      Se eu usasse u amplificador com falante de 4 ohms, eu trocaria o falante de 4 ohms pelo driver de 8 ohms. Assim, a potência cai pela metade.

      MauricioBahia
      Moderador
      # set/09
      · votar


      Show!

      Ally_Slash
      Veterano
      # set/09
      · votar


      erico.ascencao
      Parabéns cara!Belo tópico!

      erico.ascencao
      Veterano
      # set/09 · Editado por: erico.ascencao
      · votar


      Putz, estou feliz igual uma criança! Até 20 minutos atrás este projeto estava com cara de que tinha dado 50% certo, e que eu teria que alterar algumas (ou muitas) coisas para torná-lo usável na prática.

      Desde a compra do amplificador eu estava com a pulga atrás da orelha (vocês não fazem idéia de quão medonhos eram os amplis que eu testei, inclusive o que eu comprei...). Depois de montado o protótipo, o volume estava muito baixo. Pensei que o microfone estava ruim, que a ligação do microfone estava errada... e na verdade o problema era a porra da chave seletora de voltagem!! [Chaves] Que burro, dá zero pra mim!!! [Chaves/]

      JC_Junior
      Veterano
      # set/09
      · votar


      erico.ascencao


      Ah ta. Você estava falando sobre a saída do amplificador, e não da impedância do falante, não prestei atenção.

      valeu ae! o/

      Henrique S.
      Veterano
      # set/09
      · votar


      erico.ascencao

      uma pergunta meio idiota, mas só pra ver se eu entendi a mecanica da coisa (nunca procurei como funciona um talk box)

      mas pelo seu esquema o falante é realmente necessario, ou só serviria como retorno do som?

      pq se eu entendi o som "final" (leia modulado) vem do microfone ligado aos P.A.

      se o falante fosse dispensavel, daria ate pra fazer uma unidade completa com um pequeno amplificador de uns 15w com o drive de corneta e tudo mais na mesma caixa (como um pedal grandao..)

      abs

      erico.ascencao
      Veterano
      # set/09
      · votar


      Fiz uns testes hoje com um microfone plugado num "PA". Na verdade, usei os recursos para microfone da minha POD X3 Live, e liguei a saída dela num amp de baixo (um Staner BX200) que eu uso como "PA" para violão (e agora, para o microfone).

      Os testes confirmaram o que eu havia constatado ontem, depois da descoberta da chave de voltagem: o som natural é muito forte. Estou sem cabos para testar o sistema completo (com AB box e tudo), mas tenho quase certeza de que o som do talk box sem microfonação já dá pra competir com o som da guitarra num volume razoável.

      O problema é que só eu escutaria este som forte num ensaio, ou seja, microfonar é necessário. E eu não consegui um som microfonado legal. Aponto três motivos para esta minha dificuldade:
      - microfone Leson ruim
      - ligação pela entrada errada na pedaleira (estou usando a entrada auxiliar P10 ao invés da entrada XLR)
      - não sou um bom parâmetro para analisar o volume do "PA", pois estou muito próximo da mangueira e acabo escutando praticamente só ela

      Quanto à tocabilidade de um talk box, não é um bagulho fácil não. Precisa de bastante treino para falar frases simples como o "That's all right" do Peter Frampton em Do You Feel Like I Do. Outro problema é a respiração: frequentemente me flagei respirando no microfone, o que é ridículo. O problema da respiração deve ser tratado assim como é tratado pelos vocalistas, ou seja, deve ser estudado qual é o momento certo para respirar.

      Henrique S.
      mas pelo seu esquema o falante é realmente necessario, ou só serviria como retorno do som?

      A qual falante você está se referindo? Não entendi direito a pergunta...

      Henrique S.
      Veterano
      # set/09
      · votar


      erico.ascencao

      do meteoro

      erico.ascencao
      Veterano
      # set/09
      · votar


      Henrique S.
      Ah, o falante do Meteoro é trocado pelo driver de corneta. Eu tiro o falante e no lugar coloco o driver com o capacitor em série.

      rafamoraes
      Veterano
      # set/09
      · votar


      erico.ascencao

      Então pelo q eu entendi, o som final q a gente ouve vem da mangueira e vai pra dentro da boca, depois rebate lá dentro e sai da boca, indo pro ambiente e fazendo com q quem esteja ao lado ouça, correto? Assim, deve sair num volume próximo ao da voz humana mesmo, o q faz com q necessite de microfone num PA pra aumentar o volume, assim como a voz cantada de um vocalista?

      Abraço

      erico.ascencao
      Veterano
      # set/09
      · votar


      rafamoraes
      Isso. O som que sai da boca é mais alto que o volume natural de uma conversa, por exemplo, mas mesmo assim é necessária uma microfonação para que pessoas que estejam mais longe possam escutar.

      erico.ascencao
      Veterano
      # set/09
      · votar


      Achei um site sobre o The Framptone, o talk box do Peter Frampton: http://www.frampton.com/theframp.html.

      Diogo_AS
      Veterano
      # set/09
      · votar


      erico.ascencao belo tópico, merece parabéns. Fala em Talk Box lembro Bon Jovi heuheu.

      rafamoraes
      Veterano
      # set/09
      · votar


      erico.ascencao

      Acho um efeito muito massa, mas creio q seja complicado pra um guitarrista q não tem uma equipe assistente usa-lo em shows e tal, pois é muita coisa pra carregar e montar, etc. De qualquer forma parabéns pela iniciativa!

      Abraço

      erico.ascencao
      Veterano
      # set/09
      · votar


      rafamoraes
      Bem, até dá pra compactar este efeito. Andei pensando em tirar o circuito do amplificador e fazer um "cabeçote" pra deixar junto com o amplificador da guitarra, e ligaria este "cabeçote" ao "pedal", sendo que o "pedal" teria apenas o footswitch e o driver de corneta com a mangueira.

      O que mais estorva é a mangueira. Você tem que ter de 2 a 2,5 m de mangueira, e ela não enrola muito fácil porque não é muito molenga.

      Por enquanto estou guardando tudo dentro do gabinete do amplificador, e guardo o amplificador na caixa de papelão. Pra fazer shows por aí, é um trambolhinho a mais.

      E quanto ao microfone, aí vai da casa de show ou do estúdio.

      MaicolBrevia
      Veterano
      # set/09
      · votar


      erico.ascencao


      Poxa, excelente tópico, o melhor que já vi sobre talkbox.

      Está muito bem explicado e detalhado, e como foi dito, é um handmade facil de fazer, qualquer um consegue, é só se esforçar, dar uma pesquisada a fundo sobre como funciona, entender um pouco de capacitor, solda com estanho, gambiarras(hehehe), eu mesmo fiz esse mesmo projeto que vc fez a partir do video que tem no youtube, só que fiz com uma chave DPDT para mim não perder meu cubo tb, ai tenho o talkbox ou o meu falante do ampli pressionando a DPDT e alternando entre os dois, ai fiz um A/b Box pra fechar com chave de ouro, mas é isso.


      Parabens e obrigado pelo tópico.

      Abraço.

      erico.ascencao
      Veterano
      # set/09
      · votar


      Ah, mais um adendo ao projeto: não é necessário ficar neurótico com a vedação do acoplamento mangueira-driver. O som é tão forte que uma vedação meia-boca já serve.

      bicinh
      Veterano
      # jan/10 · Editado por: bicinh
      · votar


      erico.ascencao
      desculpe por dar uma desenterradinha básica, mas vamos lá.
      você acha, que se dar um jeito de colocar o driver, junto com o alto falante ( com uma chave pra selecionar entre os dois, um "footswitch" ) daria certo ?
      tenho um ampzinho aqui da voxstorm e to pensando fazer isso, já que o driver é baratinho.

      EDIT: to querendo deixar o alto falante, porque uso esse ampzinho pra fazer ensaio, ja que meu baterista mora em outra cidade, e nao tem como levar o grande.

      MaicolBrevia
      Veterano
      # jan/10
      · votar


      você acha, que se dar um jeito de colocar o driver, junto com o alto falante ( com uma chave pra selecionar entre os dois, um "footswitch" ) daria certo ?

      não sou o erico.ascencao, mas posso lhe ajudar em algo.

      cara, vc tem que cuidar com a impedancia do seu ampli, se é 4 ou 8ohms, sabendo isso, vc compra o drive com a impedancia correta e monta seu talkbox. é facil, qualquer coisa, pergunte, sempre vai ter alguem que vai te ajudar aqui.

      eu fiz um do jeito que vc quer fazer e ficou legal, não estraguei meu cubo, e posso usar o talkbox quando eu quiser alternando na chave.

      MauricioBahia
      Moderador
      # jan/10
      · votar


      Belo tópico!

      MaicolBrevia
      Veterano
      # jan/10
      · votar


      você acha, que se dar um jeito de colocar o driver, junto com o alto falante ( com uma chave pra selecionar entre os dois, um "footswitch" ) daria certo ?

      não sou o erico.ascencao, mas posso lhe ajudar em algo.

      cara, vc tem que cuidar com a impedancia do seu ampli, se é 4 ou 8ohms, sabendo isso, vc compra o drive com a impedancia correta e monta seu talkbox. é facil, qualquer coisa, pergunte, sempre vai ter alguem que vai te ajudar aqui.

      eu fiz um do jeito que vc quer fazer e ficou legal, não estraguei meu cubo, e posso usar o talkbox quando eu quiser alternando na chave.

      erico.ascencao
      Veterano
      # jan/10
      · votar


      bicinh
      você acha, que se dar um jeito de colocar o driver, junto com o alto falante ( com uma chave pra selecionar entre os dois, um "footswitch" ) daria certo?
      Dá sim. O projeto no qual me baseei é feito exatamente deste modo:



      Como o MaicolBrevia disse, você tem que tomar cuidado com a impedância do driver e da saída do amplificador. Compre um driver de corneta que tenha impedância igual à impedância de saída do amplificador (ou seja, impedância igual à impedância dos falantes usados no amplificador). Dê uma olhada no item 2 do texto, que fala sobre o amplificador a ser usado. Lá tem a explicação deste lance da impedância.

      bicinh
      Veterano
      # jan/10
      · votar


      erico.ascencao
      MaicolBrevia
      po galera, vi o video e talz, axo que vou fazer desse jeito mesmo
      mas tipo, tem nenhum jeito de eu colocar um jack no painel e usar um footswitch de guitarra não ?
      fica mta gambiarra com esse interruptor :S

      MaicolBrevia
      Veterano
      # jan/10
      · votar


      bicinh

      fica mta gambiarra com esse interruptor :S

      não do jeito que eu fiz, eu deixei o interruptor dentro do ampli, parafusei na madeira dele, ai é so eu alternar entre o falante e o TB.

      no meu caso, eu tenho 2 ampli, o do TB fica dedicado somente para o TB, ai alterno com um AB box pra onde vai o sinal.

      tb achei muita gambiarra....hehehehe

      erico.ascencao
      Veterano
      # jan/10
      · votar


      bicinh
      Até pensei em fazer algo do tipo... é possível, parando pra pensar por um tempinho dá pra fazer.

      Ramsay
      Veterano
      # jan/10
      · votar


      Erico.ascencao, parabéns, pelo excelente tópico!!
      MaicolBrevia, vc é um gênio!! Quem pensaria numa solução tão inteligente como usar o próprio formato do driver e ao invés de encaixar a corneta, encaixar uma mangueira para modular o som!!!

      Como não encontrei o D250X (400 a 9000 Hz) comprei mesmo o D200 (500 a 7000 Hz), ou seja, ambos estão dentro da faixa sonora útil de utilização de uma guitarra!!

      Então, eu tenho algumas dúvidas e algumas ponderações a fazer que são as seguintes:
      O Heil Dunlop (180 dólares) e o Rocktron Banshee (170 dólares) práticamente estão na mesma faixa de preço!!

      O Banshee, tem um amplificador interno, que faz com que não se precise de um outro amplificador pro talkbox, mas, ocorre que nos vídeos, tanto do Youtube, quanto no próprio site do fabricante, o que se nota é que o Banshee responde muito bem aos graves (tipo fazer a guitarra falar com voz gutural), mas nos médios e agudos, o som da guitarra falada, deixa muito a desejar!!

      Quanto ao Heil da Dunlop, pelos vídeos que ví no Youtube, parece ter um som mais balanceado entre os graves, médios e agudos, mas nada que chegue perto do "Framptone" que custa em torno de 500 dólares.
      Mas, o que eu não entendo do Dunlop, é que apesar dele não ter amplificador interno, ele tem, além da conexão de entrada, uma outra conexão de saída, que não entendo direito aonde ela é ligada e qual é a função dela!!

      Agora, as minhas dúvidas:
      É óbvio que o som do talkbox vai sair só na mangueira, certo?? Mas este som que sai não fica muito estrindente aos ouvidos??
      E outra dúvida: você colocando a mangueira na boca, não vai abafar o som??

      Notei que o MaicolBrevia usou um joelho e um redutor para usar uma mangueira bem mais fina, enquanto que o erico.ascencao usou um conector da Tigre e utiliza uma mangueira mais grossa, o que, teóricamente, melhora o som do talkbox!!

      Então, parabenizo e agradeço aos dois, pela idéia e pelo tópico e fico no aguardo de respostas!!

      MaicolBrevia
      Veterano
      # jan/10
      · votar


      É óbvio que o som do talkbox vai sair só na mangueira, certo?? Mas este som que sai não fica muito estrindente aos ouvidos??

      Não cara, de preferencia vc vai usar ele com distorção, mas assim, quanto ao som ficar estridente é dificil de acontecer, ainda mais que é só equalizar ao seu gosto.

      E outra dúvida: você colocando a mangueira na boca, não vai abafar o som??

      Uma coisa que não pode acontecer, é vc trancar a ponta da mangueira, ai o som que estava saindo simplesmente para de sair, isso vc vai notar logo de cara quando começar a treinar com o talkbox, caso eu entendi errado sua pergunta, se for por causa do volume baixo que vc está falando, Sim, vai sair baixo o volume, para isso vc tem que ligar a mangueira ao lado de um microfone para sair no PA(caixas que ficam para a platéia, ou os fãs.hehehhe).

      Notei que o MaicolBrevia usou um joelho e um redutor para usar uma mangueira bem mais fina, enquanto que o erico.ascencao usou um conector da Tigre e utiliza uma mangueira mais grossa, o que, teóricamente, melhora o som do talkbox!!

      Eu usei uma mangueira de 1/2", o erico.ascencao tb, acho que se passar de 1/2" já fica ruim de usar o TB. acho que 1/2" é ideal. para acoplar a mangueira, eu trabalho em almoxarifado de manutenção, ai falei com o torneiro mecanico, a rosca do driver D200(que é o mesmo que vc vai usar e o que eu usei tb) é de 1.3/8", é dificil de encontrar conexoes com essa rosca, ai entreguei pra ele uma bucha pequena de teflon, em 10 minutos o cara fez rosca na bucha e me entregou, deu certinho no driver, ai o outro lado, ele fez encaixe de 1/2, ai fui encaixando as peças. hehhehe

      Obrigado pelos elogios, só estou retribuindo, pq alguem com certeza me ajudou para que eu conseguisse fazer o TB.

      Haaa, detalhe...

      MaicolBrevia, vc é um gênio!! Quem pensaria numa solução tão inteligente como usar o próprio formato do driver e ao invés de encaixar a corneta, encaixar uma mangueira para modular o som!!!

      pelo contrario, o TB tem que ser com a mangueira, ela já foi inventado assim. hehehehehe, genio é o cara que inventou o TB.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Ok, mais um que montou o Talk Box

      305.957 tópicos 7.899.843 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital