Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Gibson põe à venda o imóvel da sua famosa fábrica em Memphis/TN

      Autor Mensagem
      Hammer
      Veterano
      # 09/mai/18 20:16
      · votar


      MMI
      Tem como retirar o recado la pra mim?

      Sobre a guitarra do Yaron vc ja testou alguma? Tenho curiosidade pra saber se são aquilo que a gente vê do Pete Thorn. Sabe me dizer o preço?
      Grato.

      NeoRamza
      Veterano
      # 10/mai/18 08:46
      · votar


      Hammer
      Não sou o MMI, e nunca toquei numa Gil Yaron, mas aqui vai meu pitaco:

      O que impressiona nas Les Pauls do Gil Yaron são os detalhes da construção. Tudo é feito nos mínimos detalhes para ficar tudo milimetricamente idêntico a uma 1959 original. O cara preocupa com detalhes absurdos como o tipo do parafuso, a cor e material das partes de plástico, o tipo de material dos inlays e por aí vai. Pelo menos é isso que ele diz, esse é o marketing dele. Agora se soa igual uma burst original é outra história.

      Eu não confio muito em videos, teria que tocar e comparar, mas vendo videos do Pete não me parece muito acurado. Sempre tive a impressão de que a saída dos captadores é baixa demais. Talvez para dar aquela impressão maior de um som seco, mais acústico, mas fica estranho pelo menos pra mim, não é o som que ouço nos álbuns clássicos. Não que isso seja ruim, mas não é igual. Porém, fazendo um mea culpa, nunca vi ninguém colocando uma Gil Yaron pra brigar com uma burst, muito menos pessoalmente, então não levo essas impressões a ferro e fogo.

      Posso estar errado, mas acredito que quando o MMI fala sobre a "melhor Les Paul" ele tá falando em termos de som, timbre, e não se é esteticamente idêntica a uma burst (o que parece ser a maior preocupação do Yaron). Já outros luthiers não se preocupam com esses detalhes estéticos, e até mesmo fazem um shape de "Les Paul" diferente, próprio. Mas em contrapartida esses luthiers se preocupam com o som de maneira obsessiva para soar como uma burst de verdade nos mínimos detalhes. A obsessão desses caras é no som, e inclusive alguns botam lado a lado com bursts pra ver se soa igual.

      Quanto ao preço, até um tempo atrás custava 10mil dólares, mas pode ter subido. No Reverb tem uma usada a venda por U$ 8500,00. Só pra constar, o Yaron é israelense mas mora nos EUA já há alguns anos.

      MMJr
      Veterano
      # 10/mai/18 09:13
      · votar


      Como software piratas podem ter levado fabricante de guitarras a falencia:

      https://tecnologia.uol.com.br/noticias/redacao/2018/05/09/as-guitarras -estao-em-baixa-e-isso-pode-ser-culpa-da-pirataria-de-software.htm


      >>>...

      Delson
      Veterano
      # 10/mai/18 10:09
      · votar


      MMJr
      Aprendizado moleza

      Luiz e Nave ressaltam, no entanto, que a curva de aprendizado é um fator tão importante quanto o financeiro na preferência por começar a trabalhar com música no computador. Enquanto o domínio da guitarra ou outro instrumento analógico demanda anos de prática e certo treinamento formal, algumas semanas de tutoriais são o suficiente para ter resultado nos softwares de produção.


      Cantei essa pedra noutro comentário. CURVA DE APRENDIZADO.

      No mais, o conceito de "fazer música" se tornou amplo, abrangendo até esse negócio de tuts tuts de computador. Mas eu continuo dizendo que FAZER MÚSICA é diferente de TOCAR UM INSTRUMENTO.

      Lelo Mig
      Membro
      # 10/mai/18 13:34
      · votar


      MMJr
      Delson

      O que esta matéria ressalta já foi, de certa forma, abordado aqui no FCC, neste tópico, no da Guitar Center e num outro que fala da "morte da guitarra".

      A guitarra não é mais o símbolo que foi durante quase 4 décadas. Não tem mais apelo algum a nova geração, a maioria das músicas de sucesso desta ultima década nem guitarra tem.

      A guitarra hoje e apenas mais um instrumento como um Trumpete, um Gaita de Foles, um Violoncelo.

      A Gibson vai continuar existindo, mas, nunca mais vai vender como antes.

      Os tempos são outros... Aceitemos...

      MMI
      Veterano
      # 10/mai/18 16:48
      · votar


      Hammer
      NeoRamza

      Essas guitarras do Yaron, sinceramente... Para mim é uma boa Les Paul, como outras tantas, alavancada a mito por redes sociais. Teve uma alavancagem marketeira num fórum gringo, caiu nas mãos de uns caras e uns colecionadores investiram para aumentar o preço. Mas já conversei com gente séria a respeito... Conversa fiada o lance de construção nos mínimos detalhes. É sim uma guitarra bem feita, mas longe de ser uma reprodução perfeita. A internet cria mitos, aparece um fulano que diz que a 59 usava um parafuso superior esquerdo na moldura do captador do braço fora do padrão, isso ele reproduziu e só ele tem, por isso cada parafuso custa 2 mil dólares e a sua LP nunca vai soar bem por falta desse parafuso... Ok o cara falar isso, mas daí a acreditar e assinar embaixo... Alguns especialistas já me falaram, ali tem vários furos de projeto, não é aquilo. É sim uma boa LP, talvez melhor que a Gibson costuma fazer, como tantas outras. Na mão do Pete Thorn, bota um berimbau que o vesguinho vai fazer soar bem. kkkkkk

      NeoRamza

      Na verdade eu não me atrevi a definir o que seria uma "melhor Les Paul". Para mim pode ser uma coisa, para você outra, para o pessoal ainda outra. "Melhor' pode ser acabamento, madeira, traste de inox, captação, som...

      EduJazz
      Veterano
      # 10/mai/18 17:21
      · votar


      MMI
      NeoRamza
      Hammer

      A impressão que eu tenho (sem tocar, óbvio) é que é uma Les Paul nem melhor nem pior que uma Dunamiz, uma boa Gibson CS, uma Scala... nem mais nem menos. Mas hype é hype né?

      MMI
      Veterano
      # 10/mai/18 18:54
      · votar


      EduJazz

      Eu aqui fazendo força para não dar nomes... Mas já que você falou... hahahahahaha

      (tem uma história de uma Dunamiz ao lado de uma Yaron...)

      NeoRamza
      Veterano
      # 10/mai/18 23:01
      · votar


      MMI
      (tem uma história de uma Dunamiz ao lado de uma Yaron...)

      E não dá pra contar essa história aqui não? kkkk

      00H2
      Veterano
      # 11/mai/18 15:48
      · votar


      Lelo Mig
      A guitarra hoje e apenas mais um instrumento como um Trumpete, um Gaita de Foles, um Violoncelo.

      Eu entendi o que vc disse, e tem razão, mas não precisa exagerar, a guitarra não chegou a esse patamar(pelo menos não ainda).

      Lelo Mig
      Membro
      # 11/mai/18 17:49
      · votar


      00H2

      "a guitarra não chegou a esse patamar(pelo menos não ainda)."

      Sim...não chegou... Usei de "força de expressão".

      HortaRates
      Membro
      # 11/mai/18 18:05
      · votar


      Lelo Mig
      00H2
      Eu acho que não vai chegar pelo menos num futuro próximo. Acho que vai se tornar um instrumento que ainda é bastante utilizado, assim como a bateria, o violão e o baixo, mas nunca mais vai ter o status de "estrela" como já teve um dia.
      Acho que a quantidade de pessoas que vão crescer sonhando serem grandes guitarristas vai diminuir bastante, mas o instrumento em si não morre tão cedo.

      Hammer
      Veterano
      # 16/mai/18 00:47
      · votar


      NeoRamza
      MMI
      EduJazz

      Obrigado pelos comentarios!

      (tem uma história de uma Dunamiz ao lado de uma Yaron...)
      E não dá pra contar essa história aqui não? kkkk
      (2)

      Iversonfr
      Veterano
      # 23/mai/18 22:57
      · votar


      https://www.guitarworld.com/.amp/news/guitar-industry-is-growing-study -finds

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Gibson põe à venda o imóvel da sua famosa fábrica em Memphis/TN

      305.249 tópicos 7.886.997 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital