Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Interface Onboard: até quando podemos desprezá-la?

      Autor Mensagem
      MauricioBahia
      Moderador
      # jun/10 · Editado por: MauricioBahia


      Li num post de um user dizendo que placas onboard mascaram frequências e pois isso atrapalham timbrar. Então me vem a pergunta: isso não dependeria da onboard?

      Estou lendo as epecificações da minha Realtek ALC888S, embutida na placa mãe Intel DG35EC. Pelas especificações da minha onboard ela atende perfeitamente bem para gravações digitais de qualidade:

      - High-performance DACs with 97dB SNR (A-Weighting), ADCs with 90dB SNR (A-Weighting)
      - Ten DAC channels support 16/20/24-bit PCM format for 7.1 sound playback, plus 2 channels of independent stereo sound output (multiple streaming) through the front panel output
      - Two stereo ADCs support 16/20-bit PCM format, one for stereo microphone, one for legacy mixer recording
      - All DACs supports 44.1k/48k/96k/192kHz sample rate
      - All ADCs support 44.1k/48k/96k sample rate

      - Two independent 16/20/24-bit S/PDIF-OUT converters support 44.1k/48k/88.2k/96k/192kHz sample rate, one for nominal digital audio, the other one for digital audio output to a HDMI transmitter
      - One 16/20/24-bit S/PDIF-IN converter supports 44.1k/48k/96k/192kHz sample rate


      Portanto, até onde entendo, não vejo razão para culpá-la com relação a timbres já que a conversão A/D está de acordo e até superiores (96k/192kHz) à interfaces dedicadas que vejo por aí.

      Enfim, acho que é interessante ponderar antes de gastar uma grana com uma interface externa achando será a salvação do timbre.

      É bom deixar claro que não estou falando de pré-amps e impedância, apenas de conversão A/D em relação ao timbre.

      Senhores, a discussão está aberta. ;-)

      ps. lembrando que o foco do assunto é TIMBRE!

      makumbator
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      MauricioBahia

      Mas e a qualidade dos conversores? Isso também não conta? Não que várias offboards tenham conversores maravilhosos, mas a tendência das onboards é pecarem um pouco nessa parte. As taxas são uma coisa, a clareza sonora e qualidade das conversões por sua vez já é outra coisa(e que não pode ser quantificada em valores absolutos).

      A onboard da placa Asus do meu desktop também é até legalzinha, mas tem mais ruído de fundo em gravação que uma creative simples instalada no mesmo PC. Observei que com a Creative consigo latência um pouco menor usando o asio4all do que com a onboard no msmo esquema. Mas o timbre conseguido nas duas é parecido(a não ser pelo ruído de fundo a mais na onboard).

      MauricioBahia
      Moderador
      # jun/10 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      makumbator: Mas e a qualidade dos conversores?

      Boa pergunta, como saber a qualidade?

      Abs

      ps. lembrando que estou falando de timbre! ;-)

      Edson Caetano
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      Excluindo os extras de uma placa Off-board, pre-amplis, conexoes, midi, phatom, etc, etc... tambem tenho visto muita placa On querendo ser alguma coisa, como estas Realtek

      Tenho uma que promete 7.1, um monte de coisas, e já cansei de brincar com diversos programas com ela, para escutar o material, para dar uma pre mixada, uma pré produção, mas gravar mesmo nunca senti que ela aguenta o tranco e sempre sai com Ruido

      O que acredito, eu como leigo em funcionamento de hardware, seria uma diferença direta entre On e OFF, afetar a velocidade de comunicação em tempo real, a tal da danada Latencia, que a OFF dedicada executaria com mais primor

      Um assunto interessante, antes de massacrar as on-board não é mesmo

      ps. porem não adianta o cara achar agora que seu notebook de 999,00 reais vai ter uma placa de som decente e achar que tem um home studio de bolso hehe

      makumbator
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      makumbator
      Boa pergunta, como saber a qualidade?

      Abs

      ps. lembrando que estou falando de timbre! ;-)


      Exato, eu também me referi ao timbre obtido. Tirando questões de ruído e latência(que não diz respeito apenas ao conversor, mas também a ele), a percepção é bem subjetiva mesmo.

      Del-Rei
      Veterano
      # jun/10 · Editado por: Del-Rei
      · votar


      Bom, na verdade não tenho muito a me queixar da minha placa onboard.
      Não tem como criar uma regra generalizando todas as onboards como ruins.

      Confesso que não cheguei ao timbre que desejo, às vezes escuto sons no Youtube e existe uma diferença considerável entre eles e o que eu consigo.

      Eu diria que meu timbre me satisfaz uns 75%.
      Não é nada mal.
      Plugo direto na entrada de linha.

      Atualmente o que mais me incomoda é a falta de um foot.

      Falou!!!



      Um aceno de longe!!!


      EDIT:

      E cabe lembrar que timbres são gostos pessoais.

      ogner
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      Acho tb que um ponto a ser levado em consideração é que usando placa externa a conversão é feita na placa, e lógico, externamente, deixando mais recursos pra maquina usar no próprio DAW e plugins que venham a ser adicionados....Eu sei, eu sei, o assunto é timbre..hehehe..
      A principio concordo com o Makumba, o ponto é a qualidade dos conversores, e não tão somente os valores absolutos.

      shoyoninja
      Veterano
      # jun/10 · Editado por: shoyoninja
      · votar


      MauricioBahia
      Fala ae!

      Então, o problema é um pouco mais complicado nas placas onboard. Sample rate não quer dizer grande coisa, e esses S/N rates são, geralmente, ou exageiros sem sentido, ou são medidos em condições que não existem fora de laboratório.

      A qualidade dos conversores realmente não é grande coisa mas, independentemente do uso ou não de um pré para resolver o problema da impedância da guitarra, existe um circuito de pré-amplificação antes do circuito conversor, para proteção e para permitir que diferentes tipos de dispositivos sejam conectados no computador.

      Esse circuito, geralmente, não é lá essas coisas com relação à linearidade de resposta. E pode causar diferenças na EQ.

      Dá para verificar +/- isso fazendo um loopback na placa (ligue o Line Out no Line In, desligue a monitoração pra não dar microfonia). Você reproduz algo e grava na própria placa, verificando depois diferenças entre o original e o gravado, de preferência um Pink Noise ou uma senóide com frequência crescente.

      Esse teste não tem grande precisão e vai mostrar a SOMA dos desvios do amplificador de saída e de entrada da placa.

      Já vi em algum site o resultado de um teste desses e havia algumas placas, principalmente de notebooks, com uns desvios bastante "marcantes" na eq.

      Agora, focando na questão TIMBRE para guitarra, e não linearidade pura e simplesmente:

      Um desvio na EQ, se não for muito grotesco, pode ser compensado com o uso de um eq no programa que você vai usar para timbrar. Isso é MUITO diferente dos problemas que ocorrem se você ligar a guitarra sem um buffer(pré/DI/qqr coisa) antes do line in da placa.

      E outra coisa, desvios de EQ nessas placas costumam ocorrer de 10K pra cima. Pra guitarra, essa faixa de frequências é mais do que suficiente para ter todo o brilho do mundo :P.

      Resumindo, uma placa on-board com um DI pode ser usada sim. E eu duvido muito, mas muito mesmo, que as diferenças de EQ ou a qualidade dos conversores (APENAS) limitem alguém a ponto de não conseguir algo aceitável para estudo e gravações caseiras.


      Abraços!

      Edit: Aliás, eu acho que tem bastante gravação aqui no fórum onde a guitarra é ligada direto no line ou no mic sem DI e o cara arruma o timbre na raça com os plugins. E fica bom!

      trashit hc
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      MauricioBahia

      Estou lendo as epecificações da minha Realtek ALC888S, embutida na placa mãe Intel DG35EC. Pelas especificações da minha onboard ela atende perfeitamente bem para gravações digitais de qualidade:
      a sua é superior a realtek ac 97??

      Enfim, acho que é interessante ponderar antes de gastar uma grana com uma interface externa achando será a salvação do timbre.
      eu sou um que bato nessa tecla direto!!! hehe porque??
      porque todos os videos, todas as gravações daqui, gravações de bandas que usaram VST, que ficaram boas!! tinha uma interface, ou (pré AMP, olha ele de novo!! hehe) no caminho da gravação!!!


      vejam os exemplos:

      videos
      guitar rig 4
      amplitube 3


      gravações de bandas

      essa aqui todo mundo que ouviu no tópico que criei, achou perfeito!! mais ninguém sabia que era VST. será que vão mudar de opinião???

      guitar rig 3

      aqui tem toda arquivos do 4shared do Arnozan, com várias gravações.
      ele certa vez postou aqui umas gravações com o guitar rig 3, que espantou todo mundo aqui!! tamanha a qualidade!!

      timbres vintages com onboard, sai fácil!! porque são mais ardidos, sujos!!

      mais timbres hi gain modern, eu vejo todo mundo com dificuldades pra conseguir com placa onboard. eu!!! porque precisa da clareza, definição, hamônicos pares como dizem, pra obter aquele timbre de valvulados.

      eu só vi o Arnozan, que é membro daqui, mais não frequenta faz muito tempo!! e o ogner em uma gravação do titãs. que conseguiu um resultado nessa praia massa!! mais ele tem uma fast track pro. olha ela ai de novo!! hehe

      eu não entendo nada do assunto!! mais baseado nos videos que vi, nas gravações que ouvi com VST, eu só vi chegar perto dos valvulados (hi gain modern), com interfaces no processo.

      agora timbres vintages legais, eu já vi um monte de gente conseguir com onboard aqui.

      MauricioBahia
      Moderador
      # jun/10
      · votar


      shoyoninja

      Valeu cara. Eu abri o tópico pq tem lido algumas coisas do tipo: "Compre uma placa decente pq o som da onboard é ruim" ou "se fosse uma interface externa o timbre ficaria muito melhor". Na minha visão, isso sugere que TODA onboard é desprezível ou não satisfaz em termos de sonoridade. Aí o "moleque", pesquisando na Internet, lendo isso, pede grana pro pai e gasta achando que seu problema todo é a onboard.

      Se der, vou postar aqui umas gravações em linha na onboard, com minha interface externa e outros periféricos pra ver se as pessoas notam diferença. ;-)

      Abs

      ogner
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      trashit hc

      Eu falei que o timbre da guitarra estava estranho no solinho e ainda te perguntei se nao era pegadinha, algo nao cheirava bem no reino do FCC.....Enfim...Mas isso nao muda minha opibião sobre a master e mix estao, perfeitas sim...Mas a guitarra eu desconfiei, hehehe!!

      MauricioBahia
      Moderador
      # jun/10 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      trashit hc: a sua é superior a realtek ac 97??

      Me parece que sim, mas não estou certo.

      essa aqui todo mundo que ouviu no tópico que criei, achou perfeito!! mais ninguém sabia que era VST. será que vão mudar de opinião???

      uhahua. Eu acho que o nosso cérebro cria muita coisa. Sugere muita coisa...

      shoyoninja

      Não sei se essa informação adianta pra elucidar algo em termos de qualidade de conversão, mas aqui está a Datasheet da minha onboard, caso seja de seu interesse ou de outros users: http://www.4shared.com/document/64fWA_1X/ALC888S_DataSheet_12.html

      Abs!!!

      trashit hc
      Veterano
      # jun/10 · Editado por: trashit hc
      · votar


      ogner

      Eu falei que o timbre da guitarra estava estranho no solinho e ainda te perguntei se nao era pegadinha, algo nao cheirava bem no reino do FCC.....Enfim...Mas isso nao muda minha opibião sobre a master e mix estao, perfeitas sim...Mas a guitarra eu desconfiei, hehehe!!
      hehehe deixa quieto por enquanto!! outros ouviram!!

      MauricioBahia

      Não sei se essa informação adianta pra elucidar algo em termos de qualidade de conversão, mas aqui está a Datasheet da minha onboard, caso seja de seu interesse ou de outros users: http://www.4shared.com/document/64fWA_1X/ALC888S_DataSheet_12.html
      eu nem entendo do assunto!! mais é só comparar os preços das 2.
      a minha é ruim mesmo!!


      quando falo de interface, ou pré AMP, porque vou tentar gravar uma demo decente, e vocal sem phantom power não rola!! hehe

      mais pra tocar, gravar umas coisinhas, onboard serve e muito!!!

      mais eu quero pagar pra ver se uma interface vale mesmo!!

      abç.

      Bog
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      MauricioBahia

      Meu 1 cent: o shoyoninja disse tudo.

      Eu não tenho acompanhado o estado das placas onboard atuais, mas sei que as que eu tentei usar (a mais recente, num notebook de 2005) apresentavam perdas na faixa dos mega-agudos, aquela região afetada pelo "presence". Mas o maior problema não era isso: era o ruído, a latência, e os estalos aleatórios. Na época, eu tentei resolver isso de tudo quanto é jeito, mas não achei solução. Com uma interface externa, tudo se resolveu.

      Esse negócio das especificações pode ser um pouco enganador. A primeira coisa que me vem à mente são os celulares com câmera, que prometem - e entregam - resoluções boas, acima dos 5Mpixels. Isso é mais ou menos equivalente à taxa de amostragem do som. Mas a qualidade da imagem não é determinada apenas pela resolução, e também pelo nível de ruído (é, imagem também tem isso), qualidade das lentes, e etc.

      T-Rodman
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      era o ruído, a latência, e os estalos aleatórios - isso que me faz desistir de qualquer placa onboard, em tese.
      Porque o mesmo codec da realtek utilizado nos PCs, funciona bem melhor em um macbook - daí já vem a pedra em cima dos drivers genéricos + incompatibilidades do ASIO4ALL. Só que mesmo no macbook tem limite: consome muito mais processamento, daí em certos casos começamos a falar novamente sobre latência e estalos aleatórios.

      Tecnicamente falando, esse esquema de loop back é utilizado em bons reviews de placas de som para jogo e até profissionais. Em reviews desse gênero você consegue ler explicações mais técnicas do que casuísticas ou pragmáticas.
      A pena é que review desse tipo era feito aos montes quando se compensava em comparar placas onboard podres com placas 7.1 com codecs melhores. Hoje em dia, como qualquer placa com codec genérico consegue o 7.1 em decodificação - o mercado encolheu para com as placas de som, restando ou as onboard, ou algum nicho específico para gamers e as interfaces de audio profissionais (e as que imitam as profissionais, mas não passam de interfaces genéricas).

      Eu sabia mais disso na época em que queria uma Turtle Beach Santa Cruz ou até fazia mods para uma Creative 5.1 SB0100 virar uma Audigy, mas com o tempo, descontinuidade e desinteresse, o mercado fez o que acontece hoje. Dificilmente se encontra review mais novo de placas de som, a não ser uma ou outra dedicada a jogos e audio, tipo M-Audio Revolution 7.1 (que usa o codec Via Vinyl Audio, tem em algumas outras marcas, é com certeza melhor do que as onboard, mas vai encontrar uma no mercado hoje)...

      amplexos

      T.

      MauricioBahia
      Moderador
      # jun/10 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      T-Rodman

      Se tiver saco, vou gravar algum som produzido direto com minha onboard, minha offboard (Zoom H4), pedais que casam impedância (Modfactor em bypass) e (quem sabe os mesmos) como pré-amps. Nem eu sei o resultado mas teoricamente posso, de antemão, duvidar que alguém seja capaz de avaliar a diferença no timbre. Vamos ver! :-)

      Abs

      Brucy Bertholi
      Veterano
      # jun/10 · Editado por: Brucy Bertholi
      · votar


      Placa Onboard:

      http://www.4shared.com/audio/wHxn_UPU/brubertholi_gravina.html

      Fast Track II:


      http://www.4shared.com/audio/ehvtWXUz/fasttrackgravacaofcc.html

      http://www.4shared.com/audio/S1msoi--/fast_track_high_gain_amplitube.h tml


      tem diferença SIM!
      Quando eu usava a placa on board eu tinha q entupir de noise gate, comia timbre pra caramba e só o guitar rig funcionava, o resto ficava tudo abelhudo e digitalzão.Mas mesmo assim, eu sabia q não era hora ainda de comprar uma placa...
      Chegou uma hora que eu fiquei limitado, que não dava mais pra tirar um som legal com a placa onboard.A qualidade é inferior, pois com a FTII eu consigo um som mais brilhoso, na cara, sem ruido e latencia, um som muito mais fiel a guitarra (se comprar ligar numa placa on e em um amp com o som clean)

      Fora isso, era impossivel gravar vocal com a placa on, hoje eu ja consigo, pois a fast track tem bons prés alem de possuir o phantom power(utilizo um C1, da Behringer).


      Nessas gravações ai, onde eu tinha placa on board, eu precisei de 4 pistas de guitarra, sendo 2 do guitar rig 3(1 de cada lado) e 2 do amplitube(com som mais fechado, pq se fosse mais aberto só ia escutar ruido, tb uma pra cada lado) pois só enxendo de plugin q daria pra conseguir um resultado legal.

      Na segunda gravação, onde eu uso a fast track, eu só usei 2 faixas pra fazer o efeito stereo, mas mesmo se tivesse gravado apenas 1 teria ficado legal.

      Eu tenho mais gravações aqui de quando eu usava a on e agora com a fast track, vo separar e depois eu posto aqui.

      Abraços

      trashit hc
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      Brucy Bertholi

      fala brother!!

      eu ia justamente falar de vc!!!

      porque eu disse que não tinha visto ninguém tirar um timbre (hi gain do meu gosto com placa onboard).

      eu ia citar justamente vc!! como o cara que tira os melhores timbres hi gain aqui do FCC.

      mais vc já falou tudo o que eu penso!!

      a galera experiente fala muito em teoria, mais na prática não vejo ninguém provar!!
      falei, e repito de novo, eu vi!! e ouvi!! gravações excelentes com interfaces vagabundas!! como a fast track usb ( Brucy Bertholi não se ofenda!! hehe
      e com placa onboard eu vejo gente se matando pra tirar um hi gain, mais não consegue, fica feio, digital, sujo!! suas palavras descreve o que quero dizer: com a FTII eu consigo um som mais brilhoso, na cara, sem ruido e latencia, um som muito mais fiel a guitarra (se comprar ligar numa placa on e em um amp com o som clean)


      MauricioBahia

      Se tiver saco, vou gravar algum som produzido direto com minha onboard, minha offboard (Zoom H4), pedais que casam impedância (Modfactor em bypass) e (quem sabe os mesmos) como pré-amps. Nem eu sei o resultado mas teoricamente posso, de antemão, duvidar que alguém seja capaz de avaliar a diferença no timbre. Vamos ver! :-)
      o Bahia tá falando isso, mais ele tem uma placa onboard boa, um PC parrudo creio eu... e pedais bons!!
      ai não vale!!!


      o Frankie ta tentando a dias tirar um timbnre hi gain com onboard realtek ac 97, e conseguiu um resultado legal... porque incluiu o pedal GDI behringer. e mesmo assim não tá tão bom como suas gravações só plugando a guitarra na interface!!!


      eu queria ver alguém tirar um timbre decente, com uma placa realtek 97 ac, da pior que tem, dessas que vem em qualquer PC de 15x no boleto, sem DI, sem nada, só plugando a guitarra!!!

      abç.

      MauricioBahia
      Moderador
      # jun/10 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      Brucy Bertholi

      Sobre funcionalidades, eu nem discuto pois interfaces próprias pra gravação tem um monte de recursos integrados, como pre-amps, casamento de impedância...

      A questão que eu estou expondo aqui é timbre. Eu ainda acho que dá pra chegar perto ou mesmo idêntico usando, por exemplo um pedal Boss, tipo um SD-1 em bypass pra casar impedância. Ele ainda pode servir de pra-amp! Como disse, creio que nem todas as Onboards são condenáveis e, portanto, funcionam para gravações. Tem alguns macetes pra isso. Pretendo fazer um teste gravando EXATAMENTE a mesma coisa, com o mesmo plugin/patch, tudo idêntico. Ou seja, vou gravar o som "cru" da guitarra e v passar pro micro via onboard e offboard. :-) Vamos ver no que dá!

      Quando eu usava a placa on board eu tinha q entupir de noise gate, comia timbre pra caramba e só o guitar rig funcionava, o resto ficava tudo abelhudo e digitalzão

      Estranho mesmo...

      Flw!

      Brucy Bertholi
      Veterano
      # jun/10 · Editado por: Brucy Bertholi
      · votar


      MauricioBahia

      Mas ai que tá! Já tentei fazer isso também e não rola, é melhor usar a distorção do programa mesmo, sabe pq?
      Pq o ruido fica exaregado cara, pois querendo ou não o pedal vai dar um ganho, entendeu?
      Pra mim, ruido é mais que um criterio para se ter uma interface off, pois na equalização se você jogar frequencias mais altas com uma placa on board, o ruido vai vir na cola e ai vai sempre ficar aquele ar de amadorismo, mas dá sim pra chegar em resultados bons.

      trashit hc


      Opa velho, muito obrigado pelos elogios. =)

      Então cara, sobre a placa, eu não acho a fast track II vagabunda, já vi gente reclamando da anterior a ela, que existia vazamento nas pistas, alem de ela possuir menos recursos (como o phantom power) e talves um pré piorzinho.


      eu queria ver alguém tirar um timbre decente, com uma placa realtek 97 ac, da pior que tem, dessas que vem em qualquer PC de 15x no boleto, sem DI, sem nada, só plugando a guitarra!!!


      No meu post anterior, onde eu me refiro a placa on board, eu gravei sem usar nada, direto na placa e com essas mesmas especificações, num PC Positivo com uma realtek furreba hehehe


      Não é só a placa que faz milagre, o bom é você ter um ótimo pré amp, ai sim a placa vai interferir muito menos.
      O bom de placas é que ela ja vem com um pré amp imbutido, sendo assim ela já da uma melhorada no som, destacando frequencias e nisso resultando uma qualidade final melhor.

      Brucy Bertholi
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      Só pra deixar claro o que eu penso:

      Hoje em dia eu vejo que realmente o que eu precisava era de uma placa offboard.

      Com uma placa onboard DÁ SIM pra tirar um som decente!

      Não adianta comprar uma placa de audio achando que a mesma irá fazer milagre, não rola!

      Eu só investi em uma placa, pois eu me senti limitado, antes disso eu prometi pra mim mesmo que eu iria conseguir tirar o máximo da minha placa onboard e só investiria 1 centavo se quer se eu realmente sentisse a necessidade.

      Tanto foi que eu fiquei mais ou menos uns dois anos gravando a onboard, fazia testes de timbres, ficava o dia inteiro fuçando até conseguir um resultado melhor.

      Acho que seja isso que o MauricioBahia esteja tentando passar com esse tópico, e eu estou de acordo, só discordo na parte onde ele diz que da pra tirar o mesmo som identico, isso não dá.De resto, só invista em uma placa se você realmente tiver certeza que é isso que ta faltando pra você, se você não conseguir timbrar com uma placa onboard, não vai mudar muito se você pegar uma puta duma placa foda.

      É a mesma coisa de amplificador, tem gente que tira um som foda com um Staner e outras q usam marshall mas tem um timbre bem pior, é quase a mesma proporção.


      Abraços!

      MauricioBahia
      Moderador
      # jun/10 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      Brucy Bertholi

      Sei da questão do ruído e atrapalha muito. Eu tinha um pouco na minha onboard antiga. Lembro que ouvia o barulhinho do hd! hehe Nessa eu não tenho esse ruído. Uma coisa que lembro é que no line in o som é mais limpo do que na entrada mic. Aliás, eu desligo o monitor e a televisão SEMPRE. Eles são fontes de ruído aqui.

      O objetivo do tópico é mostrar que antes de partir pra uma offboard é bom verificar se o user já tentou de tudo com sua onboard e evitar que gastem sua grana suada nisso, quando poderia investir numa outra coisa mais importante.

      Por aí! :-)

      Abs e obrigado!

      Brucy Bertholi
      Veterano
      # jun/10 · Editado por: Brucy Bertholi
      · votar


      MauricioBahia

      Exatamente cara, to totalmente de acordo com você.Penso da mesma maneira =)

      Aqui o monitor é LCD então não dá interferencia, mas a tv sim...ai complica hahaha

      Obrigado você cara, e to esperando a tua gravação comparando, acho bacana a ideia...quem sabe eu tento fazer o mesmo, usando os mesmos plugins.


      Edit: Sobre a entrada line ser mais silenciosa, é pq a entrada MIC sempre tem um ganho a mais nas placas on board, justamente pra suprir o baixo volume dos microfones mais safados.
      Pelo que eu lembro, tem até como você adicionar um ganho extra na entrada MIC, só que com isso os ruidos vem junto tb, eu sempre usei a azulzinha e com o volume de entrada no minimo, pois ai reduzia bastante o ruido.
      Abração!

      trashit hc
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      Brucy Bertholi

      Então cara, sobre a placa, eu não acho a fast track II vagabunda,
      tô de sacanagem!! hehehe

      Não é só a placa que faz milagre, o bom é você ter um ótimo pré amp, ai sim a placa vai interferir muito menos.
      O bom de placas é que ela ja vem com um pré amp imbutido, sendo assim ela já da uma melhorada no som, destacando frequencias e nisso resultando uma qualidade final melhor.

      pois é... mais no meu caso, eu quero gravar um demo decente!!, e gravar vocais!!! vc acha que eu consigo gravar uma demo decente com uma placa onboard?? sem DI, e sem pré AMP pro vocal???

      Tanto foi que eu fiquei mais ou menos uns dois anos gravando a onboard, fazia testes de timbres, ficava o dia inteiro fuçando até conseguir um resultado melhor.
      eu já vai fazer 3 anos que tô nessa.

      Acho que seja isso que o MauricioBahia esteja tentando passar com esse tópico, e eu estou de acordo, só discordo na parte onde ele diz que da pra tirar o mesmo som identico, isso não dá.
      eu também concordo plenamente com esse seu pensamento!!
      eu concordo com quase tudo que foi discutido aqui!! só acho que uma interface é melhor que uma onboard fureca, porque tem onboard boas, que batem de frente com essas interfaces mais limitadas.
      só que eu vi vários videos, e sons gravados com interfaces, que pra mim estavam excelentes!! e com onboard, até agora eu vi muito poucas gravações que me agradaram!! (em se tratando de timbres hi gain!)


      abç.

      MauricioBahia
      Moderador
      # jun/10 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      trashit hc

      Vc liga sua guitarra no "line in" ou na entrada "mic". Vc tem algum pedal sem TBP?

      Sua placa é AC97?

      Vc tá ligando como?

      Abs

      trashit hc
      Veterano
      # jun/10 · Editado por: trashit hc
      · votar


      MauricioBahia

      Vc liga sua guitarra no "line in" ou na entrada "mic"
      line in!

      Vc tem algum pedal sem TBP?
      não sei! o único pedal que tenho, é o Dr.boogie da ESI.

      Sua placa é AC97?

      sim!

      Vc tá ligando como?
      guitarra> Dr.boogie> line in.

      porque se eu plugar a guitarra sozinha no line in, e usar os VSt's, fica pior ainda!! o Dr.boogie da uma amenizada.

      abç.

      MauricioBahia
      Moderador
      # jun/10
      · votar


      trashit hc

      Falam muito bem desse Dr. Boogie! Show. Acabei de ler seu review. Se for True Bypass, não serve pra casar impedância hein.

      Pois é, tava aqui brincando com o preset do Frankie, fazendo testes direto na LineIn com Asio4All, mas o resultado é que fica um chiado chato e controlar o volume é complicado pq se aumentar começa a dar microfonia. Eita!

      Amanhã vou tentar plugando com um SD-1 pro tal casamento de impedância.

      Abs

      trashit hc
      Veterano
      # jun/10 · Editado por: trashit hc
      · votar


      MauricioBahia

      Falam muito bem desse Dr. Boogie! Show. Acabei de ler seu review.
      :)
      ele é um ótimo pedal!!! a única coisa que eu quero é tirar, é o granulado da distorção, o grrrrrrrrrr tipo fuzz, e de AMP SS,
      não quero fazer milagre não!! se bem das limitações de uma gravação amadora!!
      eu já vi muitas pessoas tirando um timbre com VST's, muito parecido com valvula.
      eu quero chegar perto da maciez dos valvulados, aquela definição, aquele som bom que só os valvulados tem.
      peso eu já tenho na medida!!

      não sei se é a caracteristica do Dr.boogie ser granulado... o Enjolras me falou que ele é mais granulado que o prodrive.
      mais a distorção do mesa boogie rectifiers, é bastante definida! e dizem que o Dr.boogie simula uns 75% do original... mais ele é só um pedal né!?? o AMP rectifier é outro mundo!


      Se for True Bypass, não serve pra casar impedância hein.
      eu vou mandar um email pro Enjolras, ou perguntar pro ogaitnas, ele entende muito!!! e tem um feito por ele mesmo! acho que ele sabe se é, ou não.

      Pois é, tava aqui brincando com o preset do Frankie, fazendo testes direto na LineIn com Asio4All, mas o resultado é que fica um chiado chato e controlar o volume é complicado pq se aumentar começa a dar microfonia. Eita!
      eu que o diga!!! ontem tava testando uns impulses, o amplitube 3, é um chiado infernal!! e sem contar os atrasos.
      não sei se o Dr.boogie ajuda nesse chiado.... já que ele é um pedal hi gain... mais chia de todo jeito mesmo!!!


      Amanhã vou tentar plugando com um SD-1 pro tal casamento de impedância.

      blz!

      abç.

      trashit hc
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      MauricioBahia

      e outra velho, uma guitarra shelter de R$ 600,00, com captadores de fábrica, não vai me ajudar mesmo tirar um bom timbre.
      mais eu já comprei uma par de captadores da Malagoli. tá aqui! só falta instalar.
      cabos ruins, e uma fonte vaga. tudo interfere de alguma maneira.

      abç.

      Brucy Bertholi
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      trashit hc

      cara, eu recomendo uma interface e mais um mic condensador.

      Ja tentei gravar vocal com microfone direto na placa on e justamente por causa do ruido acabou ferrando tudo...

      Talvez dê sim pra você gravar com uma placa onboard, mas terá que ter um bom pré amp no minimo pra que ele passe um bom sinal pra placa.

      Eu to finalizando uma banda que eu to gravando uma demo, e assim que tiver o som mixado (só falta mixar ) eu posto aqui, a qualidade que eu consegui com o C1 e a fasttrack II foi MTO bom MESMO!

      Abraço!

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Interface Onboard: até quando podemos desprezá-la?

      304.156 tópicos 7.868.501 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital