Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Tópico do Partido NOVO

      Autor Mensagem
      Viciado em Guarana
      Veterano
      # set/15
      · votar


      Os outros levantam bandeiras, eles tem militancia, eles fazem a parte deles, e nós temos que fazer o que? Ficar resmungando e não fazer o mesmo?

      http://forum.cifraclub.com.br/forum/11/305839/

      megiddo
      Membro
      # set/15 · Editado por: megiddo
      · votar


      Konrad
      Ninguém tá falando disso. Veja meu post na primeira página e a resposta que o Black Fire me deu pra entender o post do brunohardrocker.

      O negócio é ocupar espaço, porque partido nanico não tem que se preocupar com consistência teórica ou capacidade administrativa.

      Pode até não parecer, mas há mais na luta política do que o que cabe em um debate com o Ciro Gomes.

      Insufferable Bear
      Membro
      # set/15
      · votar


      vai ser divertido, talvez

      brunohardrocker
      Veterano
      # set/15
      · votar


      Uma critica construtiva ao Novo:

      por Leonardo Faccioni

      "Há no Novo (para quem andou por Marte ultimamente, saiba que "Novo" é um partido oficializado no dia de ontem, que se espera situar mais à direita, com pretensões liberais ou libertárias) um problema sério para o qual eu não havia atentado: seus estatutos impediriam a reeleição consecutiva para um mesmo cargo (e.g., que um bom deputado federal cumprisse mais de um mandato como deputado federal, sem intervalos). É uma estupidez clamorosa, e exemplo crítico das consequências nefastas que a importação irrefletida de um modelo de gestão empresarial para a política produz. Seguindo essa máxima, estaríamos a inviabilizar todo o sistema de lideranças naturais que consolidou, digamos, um parlamentarismo britânico, ou mesmo o modelo de governo do Brasil Império. Jamais haveria um Churchill se este não pudesse seguir uma, ipsis litteris, carreira parlamentar. Por sua vez, o ideal de uma "câmara alta" como os senados de antanho, elemento aristocrático fundamental à conservação das democracias, escoaria pelo ralo. Poucas coisas assegurariam maior fervor ao espírito revolucionário do que um sistema político em que nomes de referência ou parlamentares especializados, literalmente profissionalizados, jamais pudessem existir.
      É preciso cuidado para que o antiestaTismo não resulte em antiestaDismo, quer dizer, na eliminação da figura do estadista, que é justamente aquilo de que mais temos falta no regime contemporâneo.
      Se a ideia é forçar os agentes políticos a retomarem contato com o mundo real, há meios melhores. Por exemplo, é realmente necessário que o parlamento esteja em sessão o ano inteiro? Talvez (é uma hipótese) fosse aconselhável incentivar os parlamentares a manterem profissões regulares, ao menos em parte do período, como sucedia em épocas primevas. Mas impedir que parlamentares vocacionados atuem como parlamentares é um golpe tremendo na sociedade orgânica."

      https://www.facebook.com/leonardo.faccioni/posts/10153614105293844

      Konrad
      Veterano
      # set/15
      · votar


      brunohardrocker
      megiddo

      Colegas,

      Desculpem-me se pareci intransigente, não era a intenção.

      Konrad
      Veterano
      # set/15
      · votar


      brunohardrocker
      Uma critica construtiva ao Novo:

      Ia mencionar esse exato ponto.

      One More Red Nightmare
      Veterano
      # set/15
      · votar


      vai ser divertido, talvez

      talvez até produtivo.

      Konrad
      Veterano
      # set/15
      · votar


      Colegas,

      Peço desculpas se minha postagem pareceu agressiva ou meramente uma crítica vazia e implicante em relação ao tal Partido ou se pareceu desqualificá-los. Dada a reação de vocês, acredito que eu tenha me expressado de forma inexata. Deixem-me elaborar um pouco:

      Eu acredito sim que há mais na política do que debates com Ciro Gomes, e que a afirmação “O negócio é ocupar espaço, porque nanico não tem que se preocupar com consistência teórica ou capacidade administrativa.” prescinde de exatidão, sendo um raciocínio incompleto.

      Vamos às críticas:

      a - O Partido apresenta slogans amadores, que nenhum outro partido do nosso espectro político apresenta. O nível é muito baixo. A crítica não é ao uso de slogans em si – todos os partidos vão usá-los em maior ou menor grau, mas todos os partidos têm diretrizes claras positivadas e consultáveis, assim como planos de ação, propostas concretas e etc – mas basear-se somente em slogans não me parece um grande passo em direção à melhoria do quadro político.

      Um exemplo:

      Limitação ao “carreirismo político”: é vetado ao filiado eleito para cargo no Poder Legislativo que se candidate a mais de uma reeleição consecutiva para o mesmo cargo;

      Ora, como um partido que terá que fincar suas bases nas casas legislativas vai propor algo do tipo? A atuação do parlamentar tem que ter caráter contínuo, mesmo nos aspectos regimentais e na continuidade e luta pelas propostas, já que passar pelas comissões, formar coligações, gerar consenso leva tempo. O que me leva a questionar:

      aa- Não existe um certo risco de continuidade nisso? Até mesmo para a atuação do partido?
      bb- O que fazer se houver um rompimento em caso de não eleição de membro do partido para uma Câmara Municipal em que, digamos, só exista uma candidato com possibilidades reais de eleição (muito comum por ai)? Ele não se candidata para respeitar a tal diretriz e fica de fora do Governo? Partido sem atuação sobrevive?

      Os recursos do Estado serão sempre oriundos dos impostos pagos pelos indivíduos. Os serviços públicos ofertados nunca são gratuitos.

      Outra sentença que não passa de uma afirmação redundante.

      Qual a proposta para melhor controle de qualidade do gasto? O que o Partido propõe nesse aspecto? Como melhorar a estrutura do gasto? Como equalizar receitas e despesas? Como ajustar as visões do Partido ao que a própria CF prevê? Quais as propostas concretas?

      TODOS SÃO IGUAIS
      PERANTE A LEI
      O NOVO defende com vigor o princípio da igualdade. Respeitamos uma hierarquia das normas e de um sistema institucional no qual todo e qualquer indivíduo é submetido ao direito e às leis de forma isonômica, sem privilégios.


      O que exatamente querem dizer com isso? Não é lógico que qualquer Partido tenha essa premissa como básica? (aliás, qualquer coisa longe disso cai na ilegalidade)

      Qual é a proposta? Qual é o meio de ação? O que exatamente propõe em termos de legislação para combater a (subentendida) falta de isonomia? Qual o plano de ação?

      Acreditamos no valor fundamental das liberdades individuais, incluindo direitos e deveres.

      E quem não acredita? Quem está colocando essa afirmação em dúvida? O que essa afirmação diz?

      Claro que vocês não gostam das minhas críticas, e é claro que o caminho mais fácil é tentar desqualificar minha desconfiança sobre a viabilidade do Partido com argumentos do tipo “o mundo prático requer ações práticas” e semelhantes, e, claro, com o velho apelo (falso) à dicotomização entre “intelectuais” e “homens práticos”, mas não consigo comprar a ideia de que um Partido que não apresenta doutrina, ideologia e princípios solidamente baseados em práticas e que não tenha propostas claras e definidas sobre assuntos amplos, e de direto interesse na vida do partido e dos filiados possa se diferenciar de uma agremiação de boteco, em que todos têm grandes ideias para n assuntos, mas cuja implementação morre quando a cerveja acaba.

      Claro que o partido ainda é novo, e talvez não conte com quadros qualificados ou mesmo com filiados que tenham alguma ideia do que seja de fato a política, o que explica o caráter vazio e raso do (pouco) que foi proposto até agora, essa é uma explicação plausível. Porém, o que esperar de um Partido cujos adeptos iniciais mostram tão pouca inclinação à reflexão (orientada a aspectos práticos, a reflexão não existe no vácuo – essa é uma visão recalcada de quem não esse hábito) e compram ideias tão vazias embaladas em slogans?

      É um partido de slogans que vai resolver o problema?
      Me desculpem, vocês podem até achar que trata-se de intelectualismo, mas a questão é prática aqui: Partido que não pensa, que não cria identidade, que não tem “plataforma” não sobrevive, ou vai virar outra legenda de aluguel por ai.

      Se a proposta for slogan, contratem o Santana, que pelo menos sabe fazer isso muito bem.

      One More Red Nightmare
      Veterano
      # set/15
      · votar


      eu acho que o cerne do debate não deve ser sobre quem tem a melhor ideologia, ou quem faz mais barulho etc.

      O ponto é: Os caras tem dinheiro? Tem gente com muito dinheiro apoiando?

      Lembrem-se: First you get the money; then, you get de power, then you get the girls.

      brunohardrocker
      Veterano
      # set/15 · Editado por: brunohardrocker
      · votar


      Konrad

      Jamais entenderei como agressividade, todos aqui te conhecem.

      Sobre o assunto, eu só aguardo o dia em que se inaugurará aqui no Brasil um debate politico com um minimo de decência, e pra isso tem que ter bons representantes em todos os lados.

      Já troquei ideia com formadas em humanas que juram que entre os candidatos o Levy Fidelix e o Pastor eram os legitimos representantes da direita brasileira.

      Se elas estiverem corretas, seria algo triste. Se elas não estiverem corretas é porque precisamos sim de quem possa debater sem tomar uma surra da Luciana Genro.

      Outra coisa, tenho uns contatos de dentro da prefeitura e estamos conspirando candidaturas para vereador. Mas isso tá só no campo das ideias por enquanto.

      E toda critica ao partido é bem vinda. Se partir de liberal, melhor ainda.
      Já vi uma treta entre o pessoal do Liber com o Novo nas paginas do face. Nenhuma surpresa, porque um é liberal e o outro libertário. Isso é ótimo. Mas ninguém pode negar os degrais praticos que temos que subir pra se chegar em alguma coisa.

      Lerei seu post com mais tempo, estou correndo aqui enquanto digito.
      o/

      brunohardrocker
      Veterano
      # set/15
      · votar


      Sobre os slogans, creio que a internet é um meio muito ingrato à profundidade.

      Se quer expansão, tem que dar o alimento mastigado. No espaço só cabe slogan.

      Se quer profundidade terá que ter um contato mais próximo com os fundadores/ideologos do partido.

      E sei lá, grupo ideológico exige profundidade. Partido politico é slogan, é fachada, é a cor da camisa, é o peixe vendido na feira mesmo. Acho que não tem outro jeito. Eles estão lá para convencer o povo, não as universidades.

      brunohardrocker
      Veterano
      # out/15
      · votar




      sallqantay
      Veterano
      # out/15
      · votar


      Acho que essa peruca denigre a imagem do partido deveras

      Samá Samutte
      Membro Novato
      # out/15
      · votar


      Os caras são a favor da privatização, querem reduzir a atuação do Estado, apoiam neoliberalismo político, não tem uma posição sobre temas como aborto e legalização das drogas, enfim, só mais um que não agregará em nada, mais do mesmo.

      Olha que entrevista mais rasa, superficial do presidente. Às vezes parece que nem sabe do que está falando.
      http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/partido-novo-quer-privatizar -o-brasil-veja-entrevista

      Konrad
      Veterano
      # out/15
      · votar


      Fraquíssimo. Que surja como "opção" só mostra como o nível está baixo.

      brunohardrocker
      Veterano
      # out/15 · Editado por: brunohardrocker
      · votar


      Samá Samutte
      aborto

      Essa é a parte que me toca. Eles tem a mesma posição eufemista da esquerda brasileira: liberdade individual = mulher decidir sobre seu proprio corpo. Se ele disse na entrevista que "é discutivel", é a conhecidissima artimanha politica brasileira para tirar o corpo fora da polemica.
      Mas graças a Deus, temos a bancada evangélica para fazer o contrapeso. E pra segurar, o brasileiro tem que continuar povoando o congresso com eles e os demais conservadores. E cremos que para liberais classicos esse tema não tenha muita relevância.

      entrevista mais rasa

      Entrevistas são rasas.


      Konrad

      Embriões são fracos.

      Jonas Kahnwald
      Membro Novato
      # 14/fev/18 01:34
      · votar


      E aí, o que esses boxta apresentaram até agora?

      Nada de NOVO debaixo do sol?

      Juiz Federal
      Membro Novato
      # 14/fev/18 01:52
      · votar


      Você espera que o país mude pela política? O que é mais eficiente, um cantor falando para uma multidão de retardados ou uns políticos tentando algo no congresso?

      brunohardrocker
      Veterano
      # 14/fev/18 01:54
      · votar


      Jonas Kahnwald

      Ajudaram a propagar a versão vulgar do ideário liberal entre o populacho. Que é o que interessa.
      Se tiverem espaço nestas eleições, avançarão mais um pouco.

      Tu acha que o PSOL faz o que do outro lado?

      Snakepit
      Veterano
      # 14/fev/18 04:43
      · votar


      Tu acha que o PSOL faz o que do outro lado?

      Touche.

      Jonas Kahnwald
      Membro Novato
      # 14/fev/18 08:45 · Editado por: Jonas Kahnwald
      · votar


      brunohardrocker
      não sabia que se levelar com a esquerda burra dava algum troféu na PSN...

      Tu acha que o PSOL faz o que do outro lado?
      nesses ultimos dias praticaram a libertinagem na Vila Madalena enquanto aplaudiam o por do sol na Sunset Square...

      agora seu argumento, " e o outro lado, o que tá fazendo?" me parece muito raso...

      Black Fire
      Gato OT 2011
      # 14/fev/18 08:54
      · votar


      Continuam sem importância, sem representatividade, sem influência e sem eleitorado. Na verdade, ninguém mais nem lembra desse partido. Nem os tiozão gordo de meia-idade, que eram o grosso do partido, ligam pra ele.

      Pelo menos as camisetas laranjas poderão ser utilizadas como uniforme no Gulag Canavieiro.

      brunohardrocker
      Veterano
      # 14/fev/18 09:17
      · votar


      Black Fire

      A sua falta de fé me enoja.

      Jonas Kahnwald
      Membro Novato
      # 14/fev/18 09:30 · Editado por: Jonas Kahnwald
      · votar


      brunohardrocker
      Black Fire

      A sua falta de fé me enoja.


      eu não me surpreendo
      ele não tem fé nem no livre arbítrio, um dos maiores presentes de Deus, vai ter fé na política?

      aliás, pelo menos isso ele tá fazendo certo, parabens Black!

      Black Fire
      Gato OT 2011
      # 14/fev/18 09:47
      · votar


      brunohardrocker
      A sua falta de fé me enoja.


      Não é questão de fé, é questão de análise.

      Jonas Kahnwald
      livre arbítrio, um dos maiores presentes de Deus

      Só esqueceram de combinar com Ele.

      Black Fire
      Gato OT 2011
      # 14/fev/18 10:20
      · votar


      E ainda tem a piada pronta de lançarem o Flávio Rocha a presidência da República.
      Flávio Rocha é o self-made man dono da Riachuelo que aos 36 anos ainda recebia mesada do pai http://www1.folha.uol.com.br/fsp/1994/6/11/brasil/28.html .

      Juiz Federal
      Membro Novato
      # 14/fev/18 10:41
      · votar


      Mesada do pai como valor desqualificador.

      Se eu ganhasse mesada de 20 ou 30 mil, eu não trabalharia.

      Black Fire
      Gato OT 2011
      # 14/fev/18 10:47
      · votar


      Juiz Federal

      Se eu ganhasse mesada de 20 ou 30 mil, eu não trabalharia.


      Nem eu. Também não me acharia apto a sair pregando como o capitalismo é lindo para meus funcionários que ganham 1000 reais por mês em condições de merda. Preferiria gastar meu dinheiro de playboy em coisas de playboy.

      Jonas Kahnwald
      Membro Novato
      # 14/fev/18 10:48 · Editado por: Jonas Kahnwald
      · votar


      é melhor receber mesada do pai que mensalão/petrolão do padrinho político?

      Black Fire
      Gato OT 2011
      # 14/fev/18 10:50
      · votar


      Jonas Kahnwald

      é melhor receber mesada do pai que mensalão/petrolão do padrinho político?


      Não vejo dignidade em nenhum dos casos.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Tópico do Partido NOVO

      305.240 tópicos 7.886.907 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital