Bar do Bardo: Música modal, antiga, instrumentos esquecidos, etc

Autor Mensagem
Ismah
Veterano
# mai/14 · Editado por: Ismah


Sinto falta de um lugar pra falar das belas bizarrices que ando escutando, o Makumba deve ter visto já... Sou baita fã da música nativa européia, mais exatamente a hispânica e bretã...

Um pouco de música hispânica "medievalesca"... Alaúde (?), harpa e "violalinos" de trastes trastes...



E claro, canto... Corálico, gregoriano, renascentista...



Só eu que curto essa parada folk? E até acho legal misturar isso com heavy metal, mas uma música pura assim é calma, alegre, e ainda assim dançante...

makumbator
Veterano
# mai/14
· votar


Ismah

Acho bem legal! Sempre assisto essas paradas no festival de música antiga anual que tem aqui. Inclusive já vi ao vivo o grupo do Jordi Savall (o do primeiro vídeo).

Por incrível que pareça, já fiz até workshop de dança barroca (que tem profunda relação com a música da época) em uma edição desse festival, e foi bem interessante. E olha que eu odeio dançar...

Ismah
Veterano
# mai/14
· votar


makumbator

Entendi errado ou vc licionou dança?

makumbator
Veterano
# mai/14
· votar


Ismah
Entendi errado ou vc licionou dança?

Hsahsah! Entendeu errado! Eu participei do workshop como aluno e não como professor! hsahsah! Sem chance de alguém com dois pés esquerdos como eu ensinar qualquer coisa relativa à dança!

Participei para entender melhor como funciona a dança barroca, justamente para me ajudar a tocar música desse período, pois boa parte do repertório é baseado em movimentos dança (como os movimentos da suíte barroca).

JJJ
Veterano
# mai/14
· votar


makumbator, o mais novo "pé de valsa" do fórum! o/

makumbator
Veterano
# mai/14
· votar


JJJ

pé de valsa não, que no barroco ainda não existia isso. Melhor me chamar de pé de minueto!

Hsahsah!

mvrasseli
Veterano
# mai/14
· votar


Acho interessante, mas um pouco maçante também ouvir essas interpretações de música antiga que vão mais pra o tradicional. Prefiro os compositores mais consagrados como Weiss, Piccini, etc... antes da "revolução musical" propiciada por Bach na musical ocidental acho que não teve muita gente que realmente consiga prender minha atenção. Opinião própria.

mvrasseli
Veterano
# mai/14
· votar


Quem tem um trabalho muito bom de música antiga( renascentista e barroca) aqui no Brasil é o Paulo Martelli:



Die Kunst der Fuge
Veterano
# mai/14
· votar


makumbator
Melhor me chamar de pé de minueto!

Que fofinho =]

Ismah
Veterano
# mai/14
· votar


makumbator

Pegunto: é equívoco meu, ou vias de fato, a valsa surge como símbolo da dança de salão com o J. S. Strauss?

MMI
Veterano
# mai/14
· votar


Die Kunst der Fuge

Que fofinho =]

(2)

Makumba se revelando... ;)

brunolegionario
Veterano
# mai/14 · Editado por: brunolegionario
· votar


Abaixo.

brunolegionario
Veterano
# mai/14
· votar




Ismah
Veterano
# mai/14
· votar


brunolegionario

Demorou pra aparecer essa aqui kkkk

Slá não considero as músicas do Blind Guardian, como música antiga... Une acústico com alguns toques corálicos bem modernos... O mais antigo ali é alguns riff em escalas exóticas... (modo grego aparentemente)

brunolegionario
Veterano
# mai/14
· votar


Ismah

Eu sei, so comentei por causa do "Bardo" mesmo,rsrsrs

Ismah
Veterano
# mai/14
· votar


Acho que o maior expoente atual de composição semelhante ao medieval, é umas tendências New Age como o Gregorian...

makumbator
Veterano
# mai/14 · Editado por: makumbator
· votar


Ismah
Pegunto: é equívoco meu, ou vias de fato, a valsa surge como símbolo da dança de salão com o J. S. Strauss?

Apesar da família Strauss ser o ápice da Valsa vienense, ela foi criada um pouco antes. Carl Maria Von Weber é por vezes tido como o "pai" da valsa vienense moderna (séc XIX), com uma peça chamada de "convite á dança". Ela tem o formato que depois se consagrou com os Strauss: uma introdução formal seguida por várias danças interligadas, e no fim uma coda reprisando alguns dos temas já tocados.

O primeiro compositor de "primeira linha" a compor uma valsa propriamente dita foi Schubert. E Hummel começou a compor valsas estilizadas ao piano.

As variações Diabelli, do Beethoven, também são tecnicamente classificadas como uma das primeiras peças em estilo de valsa.

A valsa é vista como um desenvolvimento da allemande e ländler (duas danças alemãs, muitos populares no finalzinho do séc XVIII).

Todos

Só para subverter a ordem, aqui uma música "moderna" tocada com cravo (Abertura Havana, de José Raúl Bernardo):

É uma peça para cravo, cordas, flauta e corne inglês

https://www.youtube.com/watch?v=WZKnM_SBXFg


Ismah
Veterano
# mai/14
· votar


Estou certo em pensar que o cravo é o mesmo que o clavicórdio? E que o que o difere do piano, é as cordas pinçadas invés de marteladas?

makumbator
Veterano
# mai/14 · Editado por: makumbator
· votar


Ismah
Estou certo em pensar que o cravo é o mesmo que o clavicórdio?

Não. Clavicórdio é diferente. No clavicórdio a corda é percutida (por uma lâmina de metal), e não pinçada por palhetas (como no cravo).

Ismah
Veterano
# mai/14
· votar


Como exatamente?

makumbator
Veterano
# mai/14
· votar


Ismah
Como exatamente?

Como exatamente o que?

Ismah
Veterano
# mai/14
· votar


Como exatamente
a corda é percutida (por uma lâmina de metal)

makumbator
Veterano
# mai/14 · Editado por: makumbator
· votar


Ismah

Como exatamente
a corda é percutida (por uma lâmina de metal)


A pessoa aperta a tecla e o sistema movimenta um suporte com a lâmina, que então bate na corda.

No cravo a pessoa aperta a tecla e o sistema movimenta um suporte com uma palheta, que pinça a corda (e o registro de alaúde do cravo tem um abafador, para ter um timbre doce e leve de um alaúde).

Aqui o sistema do cravo de perto (com as palhetas, que hoje são feitas de plástico):
http://youtu.be/71x4MSlpGUk?t=1m16s

Aqui mostrando o abafador (de couro) para registro de alaúde (e depois tocando com o registro):
http://youtu.be/71x4MSlpGUk?t=4m16s

Aqui mostrando os vários registros e manuais:
http://youtu.be/71x4MSlpGUk?t=6m4s

Aqui um vídeo (mostrando, comentando e tocando) que demonstra a linha do tempo com clavicórdio, cravo, fortepiano e piano moderno (que na verdade se chama pianoforte):

parte 1
http://www.youtube.com/watch?v=4uCCw_hmILA

parte 2:
http://www.youtube.com/watch?v=a9IaE2i-DmA

gpeddino
Veterano
# mai/14
· votar


Uma obra interessante que segue essa linha é a ópera "Dr. Dee", de 2011, baseada na vida de John Dee, conselheiro e cientista da corte da rainha Elizabeth I da Inglaterra. A trilha foi composta por Damon Albarn (Blur, Gorillaz) e envolve instrumentos típicos da época, como a viola da gamba, a charamela e o harmônio.

Uma das músicas:


Ismah
Veterano
# mai/14
· votar


makumbator

E há diferenças entre o pianoforte, e o grandpiano???

Die Kunst der Fuge
Veterano
# ago/14 · Editado por: Die Kunst der Fuge
· votar


makumbator
já fiz até workshop de dança barroca

Cê aprendeu a dançar a Giga? Acho uma das danças barrocas mais legais.

edit: acho legais as músicas, pois não conheço a dança.

makumbator
Veterano
# ago/14
· votar


Die Kunst der Fuge
Cê aprendeu a dançar a Giga? Acho uma das danças barrocas mais legais.

Aprender, aprender não né...hashsahas! Mas tinha todas essas danças de suíte no curso: giga, minueto (da maneira barroca, e não da forma posterior clássica), sarabanda, allemande, courante, gavota, etc...

Foi legal.

Die Kunst der Fuge
Veterano
# ago/14
· votar


makumbator

Bacana!
Como era o curso em matéria prática? Cê chegou a tentar dançar pelo menos? Pisou nuns pés?

makumbator
Veterano
# ago/14 · Editado por: makumbator
· votar


Die Kunst der Fuge

Sim, pisei em alguns pés! Dancei é claro, mas o que mais me atraia eram as demonstrações da professora (que tinha conhecimento de música, então interligava tudo). A métrica e acentos dos diferentes estilos barrocos estão intimamente ligadas aos movimentos das danças. Inclusive as famosas hemíolas (comuns na música barroca) vem de certos passos de dança.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Hem%C3%ADola

No curso a professora explicava o "background" de cada dança em relação á música e a época, dançava pra gente e depois nos orientava para que a gente reproduzisse o que ela demonstrou.

Obviamente tinha aparelho de som com gravações pra servir de base. E também tinha alguns vídeos.

Die Kunst der Fuge
Veterano
# ago/14
· votar


makumbator

Muito legal mesmo! Cê levava mais jeito pra alguma dança em especial?
E a propósito, tinha muitas mulheres bonitas participando do workshop?

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Bar do Bardo: Música modal, antiga, instrumentos esquecidos, etc