Analisando letras: Raul Seixas

Autor Mensagem
Musicólatra
Veterano
# ago/09


Uma das melhores letras do Raul Seixas e tb uma das mais bem elaboradas.

Metrô Linha 743

Ele ia andando pela rua meio apressado
Ele sabia que tava sendo vigiado
Cheguei para ele e disse: Ei amigo, você pode me ceder um cigarro?
Ele disse: Eu dou, mas vá fumar lá do outro lado
Dois homens fumando juntos pode ser muito arriscado!
Disse: O prato mais caro do melhor banquete é
O que se come cabeça de gente que pensa
E os canibais de cabeça descobrem aqueles que pensam
Porque quem pensa, pensa melhor parado.
Desculpe minha pressa, fingindo atrasado
Trabalho em cartório mas sou escritor,
Perdi minha pena nem sei qual foi o mês
Metrô linha 743

O homem apressado me deixou e saiu voando
Aí eu me encostei num poste e fiquei fumando
Três outros chegaram com pistolas na mão,
Um gritou: Mão na cabeça malandro, se não quiser levar chumbo quente nos cornos
Eu disse: Claro, pois não, mas o que é que eu fiz?
Se é documento eu tenho aqui...
Outro disse: Não interessa, pouco importa, fique aí
Eu quero é saber o que você estava pensando
Eu avalio o preço me baseando no nível mental
Que você anda por aí usando
E aí eu lhe digo o preço que sua cabeça agora está custando
Minha cabeça caída, solta no chão
Eu vi meu corpo sem ela pela primeira e última vez
Metrô linha 743

Jogaram minha cabeça oca no lixo da cozinha
E eu era agora um cérebro, um cérebro vivo à vinagrete
Meu cérebro logo pensou: que seja, mas nunca fui tiete
Fui posto à mesa com mais dois
E eram três pratos raros, e foi o maitre que pôs
Senti horror ao ser comido com desejo por um senhor alinhado
Meu último pedaço, antes de ser engolido ainda pensou grilado:
Quem será este desgraçado dono desta zorra toda?
Já tá tudo armado, o jogo dos caçadores canibais
Mas o negócio aqui tá muito bandeira
Dá bandeira demais meu Deus
Cuidado brother, cuidado sábio senhor
É um conselho sério pra vocês
Eu morri e nem sei mesmo qual foi aquele mês
Ah! Metrô linha 743


Alguém se arrisca a analisar?

Guiller_the_Drummer
Veterano
# ago/09
· votar


Musicólatra

ele tava é fumando o cigarrinho do demonio...

RAUL MALUCO BELEZA!!!!

kiki
Moderador
# ago/09
· votar


Metrô Linha 743
743 pra mim parece linha de onibus, nao de metrô...

alguem tem a data da composição?

Dois homens fumando juntos pode ser muito arriscado!
isso pra mim parece coisa da repressão da ditadura.

Disse: O prato mais caro do melhor banquete é
O que se come cabeça de gente que pensa

Ele ia andando pela rua meio apressado
Ele sabia que tava sendo vigiado

aqui fica ainda mais evidente.

Minha cabeça caída, solta no chão
Eu vi meu corpo sem ela pela primeira e última vez

aí começou a piração...

Musicólatra
Veterano
# ago/09 · Editado por: Musicólatra
· votar


Minha cabeça caída, solta no chão
Eu vi meu corpo sem ela pela primeira e última vez
aí começou a piração...


Tipo, eu penso assim: Mataram ele, só que ele continou vivo na cabeça de outras pessoas. Eu entendo essa letra mais ou menos assim.

Essa música é de 1984.

kiki
Moderador
# ago/09
· votar


pode ser...

mas lendo com mais calma agora, parece que não.

Senti horror ao ser comido com desejo por um senhor alinhado
o cerebro dele foi comido por um senhor alinhado

Mas o negócio aqui tá muito bandeira
Dá bandeira demais meu Deus
Cuidado brother, cuidado sábio senhor
É um conselho sério pra vocês

ele tá apontando alguma coisa...

Essa música é de 1984.
isso já era fim da ditadura... ate por que se ele falasse isso tudo no auge teria se dado mal.

sei la

L.A.M_Hard_Rock
Veterano
# ago/09
· votar


Tem uma música dele, que fala sobre uma viagem, num avião e talz, acho que é "Plunct Plact Zum". A viagem se trata da vida pós-morte. Tipo, o pessoal que "vai para o céu", e ele conformado com o inferno. Eu acho isso.

Guiller_the_Drummer
Veterano
# ago/09
· votar


To falando...
Imagina o quanto ele tava louco quando fez essa musica...
Raul era retardado.. acho que nunca estava sobrio, mesmo quando nao tinha bebido nem fumado...hehehehehe

Musicólatra
Veterano
# ago/09
· votar


isso já era fim da ditadura... ate por que se ele falasse isso tudo no auge teria se dado mal.

Sim, a letra dela faz referência à ditadura.

L4nd0
Veterano
# ago/09
· votar


Tente!
E não diga
Que a vitória está perdida
Se é de batalhas
Que se vive a vida
Tente outra vez!...

LeandroP
Moderador
# ago/09
· votar


Guiller_the_Drummer

Raul não era um retardado, era um cara que tinha uma visão completamente diferente da grande massa de preguiçosos mentais, que preferiam (e até hoje preferem) seguir uma linha de pensamento padronizada e metódica.

Pessoas assim sofrem, e encontram no álcool um alívio.

"Quem dera eu fosse burro. Seria menos triste".

E nem este "cigarrinho" ele fumava. Experimentou e não gostou.

leo gunner
Veterano
# ago/09 · Editado por: leo gunner
· votar


Disse: O prato mais caro do melhor banquete é
O que se come cabeça de gente que pensa
E os canibais de cabeça descobrem aqueles que pensam



ele faiz mesmo uma referencia a ditadura... mas axo algumas musicas dele nao tem nexo algum ... mas eu gosto do raul

Guiller_the_Drummer
Veterano
# ago/09
· votar


LeandroPanucci

certo cara... curto raul absurdo tambem cara..
o cara realmente era um genio.. um cara avançado de seu epoca.. falo que ele é retardado por causa das letras viajeras dele, mas nenhuma critica nao cara....
o cigarrinho fumava sim.. mas e dai? quem naquele epoca nao fumava...
RAUL É UM GENIO CARA... maluco beleza...hehehe

ABRAÇOSS!!

Musicólatra
Veterano
# ago/09
· votar


Pois é, muita gente diz que o Raul "viajava na maionese".

De fato, ele viajava mesmo mas não que ele fosse burro ou algo do tipo, Pelo contrário, Raul eraum cara muito culto, que lia muito, as pessoas cultas tendem a "viajar na batatinha". Entenderam, né?

A obra do Raul é extremamente fechada, de difícil compreensão, muito embora ele tenha se dirigido o tempo todo ao grande público, o chamado "Povão".

Por isso eu acho que Raul foi um gênio, porque ele conseguiu escrever de um jeito simples mas por detrás tinha todo um significado grande, sério e complexo. E dessa forma ele atingiu todas as classes dizendo o que pensava.

Viva Raul!

ju_flor
Veterano
# ago/09
· votar


essa letra é muito 'louca'
tô viajando nela aqui, não a conhecia.

me parece que faz alguma referência sim à ditadura, ou a qualquer tipo de repressão que já tenha acontecido.

Cheguei para ele e disse: Ei amigo, você pode me ceder um cigarro?
Ele disse: Eu dou, mas vá fumar lá do outro lado
Dois homens fumando juntos pode ser muito arriscado!
Disse: O prato mais caro do melhor banquete é
O que se come cabeça de gente que pensa


Pessoas juntas, grupos, geralmente pensam melhor, juntam idéias boas e tentam coloca-las em ação. Em momentos de repressão o que menos se deseja são motins.

Outro disse: Não interessa, pouco importa, fique aí
Eu quero é saber o que você estava pensando
Eu avalio o preço me baseando no nível mental
Que você anda por aí usando
E aí eu lhe digo o preço que sua cabeça agora está custando


a importância do pensamento, e no caso, a pena por 'maquinar' idéias.

Prof. Grosélio
Veterano
# ago/09
· votar


Musicólatra

Se voce for analizar as músicas do Raul Seixas, voce vai pirar o cabeção.

Drifter
Veterano
# ago/09
· votar


Musicólatra

As letras de Raul Seixas são bem interessantes.
Você já ouviu "A Pedra do Gênesis", ou então "O Trem das 7", ou "Sapato 36"?

São letras para se analisar, pois nem tudo é um simples "Sapato", ou um "Trem" comum. Tem coisas que significam muito por trás destas letras.

LeandroP
Moderador
# ago/09 · Editado por: LeandroP
· votar


Sapato 36 eu entendo como o governo que não te deixa caminhar. Ele "te dá" um sapato, mas que te aperta.

As letras do Raul tinham muitos lances meio obscuros, porque era difícil dizer as coisas abertamentes.

Ele fala de um tal "dicionário da censura", onde algumas palavras eram proibidas, como: povo, universidade e inclusive a palavra aranha (por sua causa, vide rock das aranhas).

Guiller_the_Drummer

Pode apostar que ele não fumava maconha. Ele não gostava de fumar. A brisa dele era outra.

Johnny Favorite
Veterano
# ago/09
· votar


LeandroPanucci
Pode apostar que ele não fumava maconha. Ele não gostava de fumar. A brisa dele era outra.


Nem uns ácidos? Duvido!

Johnny Favorite
Veterano
# ago/09
· votar


Nossa, a letra dessa música é foda demais, dá pra tirar um monte de interpretações dela!

Johnny Favorite
Veterano
# ago/09
· votar


Ele ia andando pela rua meio apressado
Ele sabia que tava sendo vigiado
Cheguei para ele e disse: Ei amigo, você pode me ceder um cigarro?
Ele disse: Eu dou, mas vá fumar lá do outro lado
Dois homens fumando juntos pode ser muito arriscado!
Disse: O prato mais caro do melhor banquete é
O que se come cabeça de gente que pensa
E os canibais de cabeça descobrem aqueles que pensam
Porque quem pensa, pensa melhor parado.
Desculpe minha pressa, fingindo atrasado
Trabalho em cartório mas sou escritor,
Perdi minha pena nem sei qual foi o mês
Metrô linha 743


desse trecho descobre-se que os caçadores de cabeça buscam aqueles que usam o ócio e o tempo para pensar ao perder tempo trabalhando (no caso o escritor que parou de pensar no que escrever para trabalhar sua escrita num cartório).

O homem apressado me deixou e saiu voando
Aí eu me encostei num poste e fiquei fumando
Três outros chegaram com pistolas na mão,
Um gritou: Mão na cabeça malandro, se não quiser levar chumbo quente nos cornos
Eu disse: Claro, pois não, mas o que é que eu fiz?
Se é documento eu tenho aqui...
Outro disse: Não interessa, pouco importa, fique aí
Eu quero é saber o que você estava pensando
Eu avalio o preço me baseando no nível mental
Que você anda por aí usando
E aí eu lhe digo o preço que sua cabeça agora está custando
Minha cabeça caída, solta no chão
Eu vi meu corpo sem ela pela primeira e última vez
Metrô linha 743


Aqui dá pra ver que os caçadores de cabeça (talves a ditadura) usavam da repressão armada e não interessa se vc estava com a documentação em dia, se andava na linha ou não, interessava se suas idéias tinham valor. Dois homens fumando ao invés de um (quem fuma maconha sabe dos diferentes pontos de vista quando se está ou não chapado) representa bem a idéia sendo passada coletivamente.

Jogaram minha cabeça oca no lixo da cozinha
E eu era agora um cérebro, um cérebro vivo à vinagrete
Meu cérebro logo pensou: que seja, mas nunca fui tiete
Fui posto à mesa com mais dois
E eram três pratos raros, e foi o maitre que pôs
Senti horror ao ser comido com desejo por um senhor alinhado
Meu último pedaço, antes de ser engolido ainda pensou grilado:
Quem será este desgraçado dono desta zorra toda?
Já tá tudo armado, o jogo dos caçadores canibais
Mas o negócio aqui tá muito bandeira
Dá bandeira demais meu Deus
Cuidado brother, cuidado sábio senhor
É um conselho sério pra vocês
Eu morri e nem sei mesmo qual foi aquele mês
Ah! Metrô linha 743


No final ele é caçado, suas idéias são fagocitadas e ele morre, da mesma forma como o escritor que perde a pena e a linha das idéias e pensamentos. Quando um sistema repressivo censura ou mesmo quando um sistema pseudo liberto empurra guela a baixo linhas de pensamento bobo (como rede globos da vida, religiões babacas, o capitalismo brutal, etc..) é isso que acontece, vc é canibalizado!

LeandroP
Moderador
# ago/09 · Editado por: LeandroP
· votar


Naquela época, se você era pego depois de um certo horário, sem a carteira profissional ou com ela sem registro, era vagabundo! Detido por vadiagem.



LeandroP
Moderador
# ago/09
· votar


Johnny Favorite
Nem uns ácidos? Duvido!

É o tipo de coisa que não vale a pena ficar levantando, porque infelizmente muita gente vê o Raul somente por este lado. Mas a receita dele não incluia um baseado.

Musicólatra
Veterano
# ago/09 · Editado por: Musicólatra
· votar


[/b]Drifter[/b]

Conheço sim, sou um grande fã do Raul, tenho praticamente tudo que se refere a ele.

E a letra de "Sapato 36" fala da ditadura mesmo. O pai seria o presidente e o sapato, o regime militar.

Agora prestem atenção porque até agora ninguém reparou nisso:

Ele ia andando pela rua meio apressado
Ele sabia que tava sendo vigiado
Cheguei para ele e disse: Ei amigo, você pode me ceder um cigarro?
Ele disse: Eu dou, mas vá fumar lá do outro lado
Dois homens fumando juntos pode ser muito arriscado!
Disse: O prato mais caro do melhor banquete é
O que se come cabeça de gente que pensa
E os canibais de cabeça descobrem aqueles que pensam
Porque quem pensa, pensa melhor parado.


Ele abordou um homem na rua, o homem disse que pensa melhor quem pensa parado. O homem foi embora...

O homem apressado me deixou e saiu voando

Então quem pensa melhor nessa história é o Raul porque foi ele quem ficou parado.


Essa letra é realmente foda!


Gente, o Raul chegou a experimentar maconha mas ele não gostava. O negócio dele era álcool e cocaína de vez em quando.

Paul Young
Veterano
# ago/09
· votar


Musicólatra
O homem apressado me deixou e saiu voando

Então quem pensa melhor nessa história é o Raul porque foi ele quem ficou parado.


Na verdade o cara tava disfarçando, por isso ele saiu "voando" e se safou enquanto o Raul não. =)

Musicólatra
Veterano
# ago/09
· votar


É verdade. Pensando bem, a letra possibilita várias interpretações como bem disse o Jhonny Favorite.

Hard_Guitar
Veterano
# ago/09
· votar


LeandroPanucci
Pessoas assim sofrem, e encontram no álcool um alívio.

Pois é... a inteligência é paradoxalmente uma virtude amaldiçoada. (Credo, que frase "cult"...)
Por isso grandes mentes morreram de overdose.

Paul Young
Veterano
# ago/09
· votar


Hard_Guitar
Pois é... a inteligência é paradoxalmente uma virtude amaldiçoada. (Credo, que frase "cult"...)

Por isso que eu digo: A alegria do inteligente é poder se fingir de burro.

Johnny Favorite
Veterano
# ago/09
· votar


LeandroPanucci
É o tipo de coisa que não vale a pena ficar levantando, porque infelizmente muita gente vê o Raul somente por este lado. Mas a receita dele não incluia um baseado.

tá ai uma verdade!

LeandroP
Moderador
# ago/09 · Editado por: LeandroP
· votar


Musicólatra

Ele dizia que a maconha deixava ele lerdo, não curtia. Gostava mesmo é de uma branquinha e de um branquinho. Combinação letal!

Musicólatra
Veterano
# ago/09
· votar


Pois é. Mesmo assim, ele cheirava só de vez em quando.

O problema do Raul era álcool...muito álcool. Ele lutou até o último minuto para tentar vencer o alcoolismo mas não conseguiu.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Analisando letras: Raul Seixas