Porque as músicas perdem o encanto com o tempo?

Autor Mensagem
Chuck Bluesbreaker
Veterano
# fev/08
· votar


Ricnach

legal, qual desses livros vc recomenda pra quem quer começar a entender sobre percepçao musical??

Atomic
Veterano
# fev/08
· votar


Porque as músicas vão perdendo o encanto com o tempo? Isso tem alguma explicação científica? Isso vai da qualidade das músicas ou depende do quanto vc escuta?

simples, pq vc fica tempo demais ouvindo so as mesmas musicas.. tenta variar mais que resolve isso

dani rock n roll
Veterano
# fev/08
· votar


ja aconteceu isso comigo mtas vezes =P

diego gr
Veterano
# fev/08
· votar


Atomic
pq vc fica tempo demais ouvindo so as mesmas musicas.. tenta variar mais que resolve isso
esse que é o problema, a pessoa só fica satisfeita quando escuta a tal música nova

ah se tivesse uma pílula de esquecimento temporário pra sentir de novo como da primeira vez que eu escutei Summer Song ou The Unforgiven

Sgt. Eddie
Veterano
# fev/08
· votar


izzystradlin
Desde quando GnR foi uma boa banda?

Luisa Albano
Você enjoa porque são bandas ruins. Por exemplo, eu era fanzaço de Strokes, e enjoei total. Agora eu sou fanzaço de Beatles, desde o começo do ano passado, e nunca vou enjoar, por que? Porque Beatles é música de verdade. Também sou fanzaço de Beach Boys, na fase Pet Sounds, e nunca vou enjoar, sabe por que? Porque Pet Sounds é o melhor álbum já lançado!

Tudo depende da qualidade das músicas.

Echo Delta
Veterano
# fev/08
· votar


Luisa Albano

Acho q as explicações do Haku, do Penta_Blues e do Ricnach já mataram a charada... por hora... mas se ficar só com essas (excelentes) opiniões, tb elas vão perder o encanto com o tempo.

Boa sorte nas próximas aquisições de CDs.

Luisa Albano
Veterano
# fev/08
· votar


todos

blz

e os artistas que vivem tocando suas próprias músicas? como eles fazem pra não enjoar das próprias músicas? eles não escutam a si mesmos?

já li uma declaração da Amy Lee de que ela não agüenta mais My Immortal...

castanho
Veterano
# fev/08
· votar


Eu escuto legião desde os 14 anos,
já são 4 anos que ouço (mas é claro que não ouço SÓ legião...)
e nenhuma delas ainda perderam o encanto...

makumbator
Veterano
# fev/08
· votar


Luisa Albano


os artistas que vivem tocando suas próprias músicas? como eles fazem pra não enjoar das próprias músicas? eles não escutam a si mesmos?

Muitos sofrem com isso, pois com certeza eles são os que mais tocam e ouvem a própria música continuamente. O Blackmore também já relatou em entrevistas diversas que há muitos anos não suporta mais tocar e ouvir a Smoke on the water, mas que tem que tocar SEMPRE porque é exigência dos fâs...

-GUS-
Veterano
# fev/08 · Editado por: -GUS-
· votar


pq todas as bandas q vc citou sao horriveis!!!

de bandas boas com certeza vc nao vai enjoar...

Edit: outra hora eu respondo direito!!!

Ricnach
Veterano
# fev/08
· votar


Chuck Bluesbreaker[b][/b]

Cara, o mais básico, e mesmo, o mais antigo, é o de Santo Agostinho, que eu saiba, esta é a mais antiga reflexão sobre o modo como percebemos musica. O legal é que Sto. Agostinho cantava no coral, era musico, e também filósofo, mas ele dedica poucas linhas ao assunto. No livro XI de sua obra "CONFISSÕES" ele começa a falar sobre o tempo até chegar em um exemplo do tempo musical. Este é apenas o começo, quem coninua esta história é Edmund Husserl, no texto "Lições para uma Fenomenologia da Consciência Interna do Tempo". Se vc não está acostumado a ler filosofia talves vc demore um pouco para se acostumar com a linguagem, um dicionário de filosofia pode ajudar.

Do outro lado da questão vc pode ler "Do Belo Musical" de Eduard Hanslick, livro pequeno mas conciso, vale a pena entender ele.

Fiz mestrado em musica e meu assunto é exatamente sobre a percepção musical, se lhe interessar tem a minha dissertação, que, desculpe a propaganda, é a unica introdução a este assunto que eu conheço. Ela se chama "Fundamentos para uma análise musical fenomenológica" Ela se encontra na biblioteca da escola de musica da UFMG, e me parece que agora tem uma cópia na UFES...

Existem muitos textos e livros que abordam esta questão em partes, mas especificamente e reunindo todas as questoes sobre a percepção musical é mais dificil. Existem alguns livros intitulados filosofia da musica que são muito superficiais. É isto, temos que correr atraz!!

thmenezes_RJ
Veterano
# fev/08
· votar


Luisa Albano

Uma vez eu vi um documentário que dava um explicação científica pra isso. O cerébro humano tem a tendência de tentar prever a próxima nota musical de uma harmonia... ele gosta de controlar tudo. Por isso, as músicas populares são sempre parecidas, não tem muitas dissonâncias e o povo gosta...

Por outro lado, ele não gosta de coisas novas. Por isso, as vezes ouvimos uma música que não gostamos, mas depois de ouvir 4 ou 5 vezes, o cerébro começa a fazer a previsão da próxima nota, e aí descobrimos que a música é boa, muitas vezes melhor do que as que gostamos de primeira.

Por oooooutro lado rsrsrs, o cerébro depois de um tempo, se satura dessa atividade... quando a previsão começa a ficar óbvia demais, ele perde o interesse na atividade, e se concentra em outras coisas... por exemplo, quando vc está ouvindo uma música que vc adora, no início, vc se emociona, se concentra na música, sente as notas... depois, vc já está ouvindo, mas ao mesmo tempo, está pensando nas contas pra pagar, trabalhos pra entregar... é o cérebro já não apresentando o interesse necessário em decifrar aquela melodia. E por isso tb depois de um tempo vemos compositores fazendo coisas bem diferentes, mesmo que muitas vezes com qualidade inferior, é uma necessidade física deles fazer coisas diferentes.

É claro que o corpo humano é uma coisa individual, então esses efeitos variam de pessoa pra pessoa, mas explica a questão do encanto das músicas...

diego gr
Veterano
# fev/08
· votar


Por outro lado, ele não gosta de coisas novas. Por isso, as vezes ouvimos uma música que não gostamos, mas depois de ouvir 4 ou 5 vezes, o cerébro começa a fazer a previsão da próxima nota, e aí descobrimos que a música é boa, muitas vezes melhor do que as que gostamos de primeira.
pensei que era só eu que fazia isso, escutar uma musica ruim ate começar a gostar XD

Ricnach
Veterano
# fev/08
· votar


O esforço cognitivo de percepção musical não se baseia na espectativa da próxima nota, pois se fosse assim, basta tocar coisas aleatórias para que nosso cérebro ficasse super estimulado, mas isto não quer dizer que a musica é boa. Sobre o tempo e a escuta temos. 1- expectativa 2- presença 3-passado. A escuta musical é a escuta destas 3 instancias, a menos significativa é a expectativa, pois ela não produz significado musical, ela cria a tensão musical necessária para que nos prendamos à musica, nos deixa parados escutando repetidas vezes se for preciso. A presença da nota, do som, é o momento de significação, neste momento o entendimento da nota vai ao pouco para o passado e fica em nossa memória, mas não numa memória distante, ela fica colada ao ouvido, desta nota que já é passado que surge a expectativa da próxima, e agora a nova nota presente não pode ser significada "por si", ela será relacionada com todas as notas que já foram tocadas, cada nova nota reinterpreta tudo o que já estava guardado na memoria. Neste sentido a expectativa da proxima nota não gera nada de musica, é apenas parte de um dos movimentos mentais que gerarão o sentido musical, mas o ato principal é o de Relacionar estas notas, do pasado e do presente. Não há problema nenhum em se escutar uma musica varias vezes, fazemos isto exatamente para conseguirmos relacioná-la completamente, quando gostamos muito de uma musica é porque ela desafia nossa mente. (Mente é mais apropiado do que cérebro, cérebro designa as funções biológicas e quimicas de um órgão do corpo humano, Mente significa as operações lógicas que este órgão processa, ou seja suas propriedades sensiveis e de conhecimento em geral).

J03L
Veterano
# fev/08
· votar


enquanto melhores são as musicas, mais vezes a pessoa as ouve e, quanto mais uma pessoa as ouve mais encanto perdem, ou seja, quanto melhores são as musica/bandas, mais encanto perdem, apesar de que nunca deixam de sem espectaculares...

eusebio
Veterano
# fev/08
· votar


Luisa Albano

Faça como a maioria de nós, Soulseek ou eMule!!!

Ricnach
Veterano
# fev/08
· votar


Eu escuto Petrushka, de Stravinsky, a aproximadamente 5 anos. Escuto até hoje com entusiasmo e continuo arrepiando nos mesmos momentos.... escuto também outras gravacãoes, com outras orquestras, mas tenho uma versão regida pelo proprio compositor, e é ela que estou sempre escutando. Não se perde encanto, simplesmente não, mas as vezes eu quero escutar outras coisas também, mas isto não impede que eu continue escutando. Tudo aquilo que estanca acontece quando pulamos uma etapa de escuta, ou quando não estamos escutando bem... escutar é um aprendizado e escutar novamente e de novo e mais uma vez e mais, e daqui um ano de novo... é o melhor treino. Só não há sentido em ficar escutando aquilo que já superamos, que não nos deafia.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Porque as músicas perdem o encanto com o tempo?