Dicas para Faculdade de música

    Autor Mensagem
    yjonathan
    Membro Novato
    # 23/jan/21 17:21


    Boa tarde pessoal, em alguns dias irei realizar um teste para tentar adentrar numa escola de música no andamento de composição e arranjo só que tenho umas dúvidas e espero que vocês me ajudem

    Eu terei que realizar um teste de habilidade teórica e prática só que não possuo tanto repertório na parte prática do instrumento , E gostaria de saber se executando uma peça simples e de curta duração se seria interessante, jJá que possuo conhecimento apenas na parte teórica e não possuo um grande repertório na parte pratica.

    Espero que tenham entendido, agradeço pela resposta desde já

    edsm100
    Membro Novato
    # 23/jan/21 18:42 · Editado por: edsm100
    · votar


    yjonathan

    Escola de musica: quis dizer conservatório, nao? Não é faculdade, não? E nem disse o instrumento a tocar, fica dificil.

    Conservatório é a coisa mais aleatória que já ví, não há regras, por exemplo, uns pequenos mandam apenas voce mostrar o que sabe fazer, partindo de voce a escolha, simples ou complexa. Já uns grandes e famosos, te repassam antes um "menu" pra escolha de um ou duas peças para apresentar, geralmente de grandes compositores clássicos. Conservatórios internacionais, como o de Paris, exige exames rígidos, além de determinarem explicitamente a peça que voce terá que tocar, eles escolhendo e determinando, ate trechos difíceis de uma ou outra, além de carta de indicações/recomendação de famosos. Como voce nao diz o nivel ou qualidade dessa "escola", fica dificil dizer algo, nessas infinidades de escolas ou conservatórios, cada uma ao seu gosto ou prazer e algumas sem exigir nada, se inscreve e nada mais (já ví ate "conservatórios" mandar um estagiário ou aluno de musica avaliar outro iniciante, um circo musical!)

    fernando tecladista
    Veterano
    # 23/jan/21 20:03 · Editado por: fernando tecladista
    · votar


    Dicas para Faculdade de música

    se for faculdade mesmo de verdade como por exemplo uma unicamp eles tem lá o edital (é isso que chama?) manual do canidato...de todas as provas, as áreas, o que se pede, o que cai na prova o que se toca...
    cursos de artes tem a prova de aptidão, é diferente para cada instrumento, diferente para área de música, então um curso de regência tem provas diferentes de um curso de instrumento, que é diferente do de música popular...

    além da prova de matérias normais (física, biologia, matemática, português, literatura....) essas são iguais pra todo mundo,
    você pode ser o novo Lincoln Olivetti, mas se não for bem de conjugar verbo, reprova

    isso é faculdade de música...

    fora isso hoje tem as EAD, maioria é na área de licenciatura, algumas são mais rígidas e tem área com foco no instrumento e arranjo, outras é somente o foco em licenciatura, onde se você sabe tocar flauta doce, violão para uma classe de 40 alunos

    todas é o básico: ler o manual do candidato para saber o que será pedido
    ==============================================

    irei realizar um teste para tentar adentrar numa escola de música no andamento de composição e arranjo

    se for uma escola de música, com curso livre, é diferente, talvez seja uma entrevista onde a pessoa analise que você conhece para te falar se você se enquadra no perfil necessário do curso

    gostaria de saber se executando uma peça simples e de curta duração se seria interessante
    vou chutar se é um curso de arranjo, a pessoa peça para você mudar alguma coisa na música que você apresentar (ou te dar um tema em partitura para analisar) :

    - consegue escrever uma segunda voz nessa música?
    - gerar um improviso com algum modo grego?
    - está em tom Maior, consegue fazer em tom menor?
    - essa harmonia, consegue criar um outro caminho de acorde?

    yjonathan
    Membro Novato
    # 24/jan/21 06:56
    · votar


    Desculpe pessoal acabei omitindo informações, a instituição de ensino seria UFRJ e Villa-lobos( uma das duas) com foco na composição e arranjo. Aliás eu tenho um dominio básico no piano , Então e por isso que estou meio receoso para realizar a prova prática.

    Schelb
    Veterano
    # 24/jan/21 09:54
    · votar


    Cara, faculdade de música é muito diferente do que a maioria das pessoas pensa, já começando pela prova de admissão. Nela, o candidato já tem que ter noções consideradas avançadas pra maioria das pessoas. Pense como se você já tivesse que ter terminado o ensino médio de música, com suas várias disciplinas (como percepção, leitura, prática, análise harmônica, história etc) e muito bem, para entrar na faculdade. Ou seja, não é como se a pessoa fizesse alguns anos de aula e fosse conseguir fazer a prova, a não ser que essas aulas fossem realmente focadas no vestibular de música, te preparando em todas as áreas que são cobradas lá. Então da uma olhada no edital da faculdade pra saber e pensa bem se o que você quer é mesmo fazer uma faculdade, porque não é bem o que a maioria das pessoas imaginam ... já vi tópicos aqui falando disso e tem vários vídeos no youtube sobre o assunto. Outra coisa, é que pode ser que mesmo que não esteja totalmente preparado valha a pena fazer a prova pra saber como funciona e poder se preparar melhor caso seja realmente seu desejo.

    edsm100
    Membro Novato
    # 24/jan/21 13:49
    · votar


    yjonathan
    Então é ENEM que fará, pois a aptidão é por último. Passou no Enem? Na aptidão, é conhecimento minimo, prática de piano, apenas para descartarem aqueles que nada tem de habilidade com os dedos, não pra ficarem os melhores, expert, e sim eliminarem gente que toca com um dedo só.

    Mas como disse Schelb, facu NADA tem a ver com a vida cultural, artística e apenas técnica, pois não terá um dia sequer de aula prática, tudo teórico (algumas facu ate tem sala de concerto mas é raro e pouco utilizada). Explico: quem faz facu é pra ser docentes, PROFESSOR, ou técnico de musica em alguma empresa, como sonoplasta, compositor de filmes, novelas, mexer na técnica de som de filmes (vai que ganhe um Oscar de masterização e efeitos de som de um filme..rsrsrs). Fabricas de teclados também tem esses profissionais, estúdios então nem se fala, gravadoras, etc, ou seja tudo que precise de TECNICA, e não um pianista, flautista, etc, pra tocar. Facu não serve pra isso. Conheci gente que fez a facu, abandonou no 1o ano após ver tanto livro e teoria e foi pro conservatório. Fica ao teu critério do que quer. Canudo na mão é ótimo, mas não te dá mais aptidão nas mãos, nunca, esqueça, se isso é o que quer. Lá é só lousa na parede e mais nada, com algumas e raras exceções (consulte a alunos de lá como é dentro e o curso). boa sorte.

    yjonathan
    Membro Novato
    # 24/jan/21 14:57
    · votar


    Eu sempre curti a parte teórica da música estou a ler o livro harmonia de schoenberg w estou curtindo muito , queria me aprofundar mais no assunto desta vez com professor me auxiliando já que eu lia o livro de schoenberg por livre e espontânea vontade. Agradeço pelas respostas pessoal me ajudaram muito a me decidir realmente o que eu quero.

    warto
    Membro Novato
    # 24/jan/21 15:40 · Editado por: warto
    · votar


    yjonathan,

    Alguns colegas estão misturando as coisas. Existem 2 tipos de habilitação em faculdades de música: Licenciatura e Bacharelado.
    Licenciatura é para lecionar, é um curso superior que te habilita dar aulas em qualquer escola de música e escola comum (ensino fundamental / médio, o qual o MEC exige licenciatura para lecionar em escolas).
    Bacharelado, te dará uma formação de música para você ser um profissional da música que não é professor. Mas nada impede você de fazer Licenciatura e não dar aula.
    Faculdade de música NÃO TE ENSINA A TOCAR. Te dará um conhecimento ACADÊMICO, que não tem em Conservatórios ou Escolas de Música com mais aprofundamento. Como disciplinas sobre história da musicas, entre outros.
    Existem vários tipos de faculdades de musica. Algumas te pedem apenas um vestibular simples (maioria das particulares EAD) e você já entra.
    As faculdades mais antigas e reconhecidas na música, como as Federais (como UFRJ), e Estaduais (como Unicamp) terão além do vestibular difícil (ou Enem), provas de aptidão que podem variar desde tocar 3 peças, ou transcrever em partitura notas tocadas que você ouvirá de algum professor tocando ou até mesmo parte teórica.
    Então consulte o Manual do Candidato do vestibular da Faculdade que você deseja ingressar e estude baseado nele.
    E além de Faculdades de Música com cursos para Instrumentos, Regência, existem Cursos Superiores que focam na parte de produção música como alguns países existem cursos de Engenharia de Som (algo do tipo, mas não sei se tem no Brasil ainda).
    Então procure bem o que você precisa ou deseja. As vezes um curso livre ou profissionalizante pode ser mais prático e rápido pra você.
    Mas se seu desejo é uma faculdade pública de música, estude bastante e se prepare.
    O fernando tecladista falou coisas muito interessantes e valiosas. Da uma lida com carinho no post dele.

    Boa sorte nos estudos.

    edsm100
    Membro Novato
    # 24/jan/21 19:17 · Editado por: edsm100
    · votar


    É piada, gente que nem sabe ler o que se escreveu acima:

    "Explico: quem faz facu é pra ser docentes, PROFESSOR, OU técnico de musica". Falta de estudo dá nisso, ainda sem conhecer as disciplinas/matérias da parte técnica, triste!

    E vem aqui criticar os outros, pois entao ai vai critica de verdade: bacharelado = técnica, pra quem nada sabe. Técnico = prático, do que for no seu ramo. ex: apesar de existir curso de técnico em construção (nao confundir com tecnólogo), informática ou elétrica, engenheiro é um técnico, Técnico Master, mas técnico, assim como técnico ou operador de Direito, contabilidade, etc, e todos sendo bacharéis, assim como muitos músicos bacharéis. Mas pra quem nao conhece...tem que se explicar no "be-a-ba"...... (um exemplo: uma ponte trinca com risco de cair e o prefeito diz "chame um técnico". Aí se chama um pedreiro ou um engenheiro? Tem que chamar o bacharel em construções, oras! Bacharel é o especializado no seu campo, o seu técnico, que possui a técnica da sua área, técnica no assunto....e tem alguns que nada sabem a respeito...)

    Ken Himura
    Veterano
    # 25/jan/21 13:44 · Editado por: Ken Himura
    · votar


    edsm100
    Passou no Enem? Na aptidão, é conhecimento minimo, prática de piano, apenas para descartarem aqueles que nada tem de habilidade com os dedos, não pra ficarem os melhores, expert, e sim eliminarem gente que toca com um dedo só.

    Errado. Isso pode até ser verdade em faculdades menos concorridas ou querendo expandir o departamento, mas em nenhuma faculdade pública no Rio de Janeiro vai acontecer. A prova prática pra qualquer bacharelado é puxada (dependendo do curso, beira o impossível sem muitos anos de estudo sério específico) e eles não tem compromisso nenhum em completar o número de vagas - preferem ter vaga ociosa a passar alguém meia boca. Além do mais, a média mínima pra passar nas 3 provas (teoria, percepção e prática) é 6 (já foi 7) tanto na UFRJ e na Unirio. Tirou abaixo, é eliminado. Pra mestrado e doutorado ainda é 7.

    Licenciatura realmente tem uma prova de entrada mais fácil (menos exigente é o termo correto), porém já tiveram anos com 15~20 candidatos por vaga, o que acaba subindo a nota de corte.

    facu NADA tem a ver com a vida cultural, artística e apenas técnica, pois não terá um dia sequer de aula prática, tudo teórico (algumas facu ate tem sala de concerto mas é raro e pouco utilizada). Explico: quem faz facu é pra ser docentes, PROFESSOR, ou técnico de musica em alguma empresa, como sonoplasta, compositor de filmes, novelas, mexer na técnica de som de filmes (vai que ganhe um Oscar de masterização e efeitos de som de um filme..rsrsrs)

    (...)


    Falou muito e falou muita merda.

    Novamente, isso pode acontecer em faculdades com departamentos de música menores, com poucos cursos e alunos. Mas não é verdade em nenhum dos principais pólos de música do país. Na UFRJ (onde estou atualmente no programa de pós graduação e a que o OP quer entrar) você tem bacharelado de todos os instrumentos de orquestra, canto, piano, órgão de tubos, regência (coral, banda ou orquestra) e composição. Nenhum curso desses aí forma professor, nem técnico de música/áudio. Fora que toda semana tem pelo menos 1 concerto (antes da pandemia) na sala de concerto ou na sala de câmara da faculdade, muitas vezes com alunos performando ou tendo performances de composições de alunos. Licenciatura em música que tem como foco principal formar professores de música para a escola regular (Ensino Fundamental e Médio).

    Ken Himura
    Veterano
    # 25/jan/21 14:09
    · votar


    yjonathan
    Desculpe pessoal acabei omitindo informações, a instituição de ensino seria UFRJ e Villa-lobos( uma das duas) com foco na composição e arranjo. Aliás eu tenho um dominio básico no piano , Então e por isso que estou meio receoso para realizar a prova prática.
    Estude mais um tempo antes de fazer a prova da UFRJ; não vale à pena se estressar a toa com isso. Prova de habilidade específica de música é dividida em 3 partes: teoria musical, percepção e prática. Teoria é o currículo do livro do Oswaldo Lacerda (ou outros desse tipo, como o Bohumil). Percepção é ditado de uma melodia (eles tocam uma gravação e você escreve a partitura) e solfejos (provavelmente um rítmico e um melódico, mas podem colocar métrico também). A prova prática para o curso de composição é dividida em duas: instrumento e composição. Instrumento é alguma peça obrigatória no piano + alguma outra(s) peça(s) no instrumento de escolha do candidato. Podem pedir escalas/arpejos e leitura de progressões harmônicas em forma de coral. A prática de composição é uma prova com algumas questões: harmonização de algum trecho dado, análise de um excerto (nada muito pesado) e composição, propriamente dita: eles te dão alguns compassos escritos e pedem pra você continuar a música por alguma quantidade de compassos, seguindo a estética e o estilo do que já está escrito. Não é difícil, mas não é trivial.

    Fazer a Villa-Lobos é uma opção válida antes de entrar na faculdade, inclusive estão abertas as inscrições para o curso técnico, tem "arranjo e composição" como curso próprio. Edital: http://www.villa-lobos.rj.gov.br/curso-tecnico-edital-2021/

    Se mesmo assim estiver ainda difícil pra fazer a prova, estude o que pede o edital desse ano e tente no próximo. E, principalmente, estude percepção todo dia. Solfejo é uma habilidade importante para compositores.

    edsm100
    Membro Novato
    # 25/jan/21 17:31
    · votar


    [POST EDITADO PELA MODERAÇÃO]

    2. Respondendo tópicos

    2.1. Respeito é fundamental! Não é tolerado qualquer tipo de agressão neste fórum, seja com usuários, artistas, marcas, etc;

    2.3. Cuidado com os palavrões. Modere seu linguajar;

    Usuário em questão desrespeitou as regras do fórum acima citadas.

    https://forum.cifraclub.com.br/index.php?action=regras

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Dicas para Faculdade de música