Não consigo entender as Cifras do CifraClub. Como tocar as Cifras no Teclado?

Autor Mensagem
LeoMusic
Membro Novato
# jul/15 · Editado por: LeoMusic


Sou Trompetista há 2 anos, toco em uma orquestra e para isso aprendi a ler Partituras... Também toco um pouco de teclado, porém lendo as partituras da Orquestra... Até aí, nada de ruim.
Mas o problema acontece, quando vou tocar usando Cifras, sei ler, porém não entendo as cifras do Cifra Club e não consigo tocar elas no teclado... O que devo tocar com a mão esquerda e com a mão direita?

Exemplo para explicação:
Eu Corro Para Ti

Tom: F
Intro 2x: F C/E Dm Bb

Como saberei quando passar de um acorde para o outro? O que toco com a mão esquerda? O que toco com a mão direita? Na introdução são tocadas notas umas após as outras ou três de uma vez só? Qual a duração das notas?

Desculpa qualquer coisa, é que sou novato, acabei de fazer o cadastro no site! ;)

sandroguiraldo
Veterano
# jul/15
· votar


LeoMusic

Fala mano. Algumas considerações:

1 - Instrumentistas de sopro, lendo partituras, estão tocando melodias, ou seja, uma sequência de notas, intercaladas. Quando você toca um violão ou um teclado, precisa fazer harmonias (pode tocar melodias também), ou seja, você vai formar ACORDES com os graus das escalas.

2 - Não sou tecladista, mas... o acorde da mão esquerda deve ser o mesmo da mão direita... eu acho...
Ou seja, se está fazendo um acorde de C maior por exemplo, que são as notas C, E e G tocadas juntas ou arpejadas, fará a mesma coisa na outra mão, porém numa oitava diferente. Conheço tecladistas que na mão esquerda só fazem a nota principal, no nosso caso, seria um C.

3 - Quanto a hora de mudar as notas, você terá que ouvir a música e tentar perceber a mudança dos acordes, com um pouco de prática vai conseguir, aconselho primeiramente prestar atenção nos baixos.

4 - Na cifra, normalmente tem um desenho ensinando a montar o acorde. Veja como monta ele e monte-o com as duas mãos, em duas oitavas diferentes. Perceba bem o som da nota, aprenda a próxima, depois tente mudar de uma pra outra.

Boa sorte...

Estudante eterno
Membro Novato
# jul/15
· votar


LeoMusic

Se você manja de partitura, recomendo usar as partituras para piano. Em algumas você também encontrará a digitação correta.

O que devo tocar com a mão esquerda e com a mão direita?


Normalmente você faz os baixos na mão esquerda e as notas restantes do acorde na mão direita, mas isso pode variar.

Para saber a duração das notas ouça a música ( na falta de uma partitura)

Porque não começa com uma vídeo aula do youtube?

Abraços

Lelo Mig
Membro
# jul/15 · Editado por: Lelo Mig
· votar


LeoMusic

"Sou Trompetista há 2 anos, toco em uma orquestra e para isso aprendi a ler Partituras..."

Esta acostumado a ler apenas melodia né?
Porém, para quem lê partitura, entender e ler a formação dos acordes não será nenhum bicho de 7 cabeças. Você pega rápido.

"o problema acontece, quando vou tocar usando Cifras, sei ler, porém não entendo as cifras"

Porque cifras não foram feitas para quem lê partituras, cifras foram criadas para os "cabeção", que nem eu.

"O que devo tocar com a mão esquerda e com a mão direita?"

Melhor falar com um tecladista, arranjar algum material específico de harmonia em teclado, assistir umas vídeo aulas no YouToba e etc.

fernando tecladista
Veterano
# jul/15
· votar


Por mais que se tente ajudar, não vai ser em um tópico que voce vai conseguir aprender,
Mas eu procutarias alguns videos pra ajudar


pianoid
Veterano
# jul/15
· votar


essas cifras só prestam se você já ouviu a música

se não ouviu, elas não trazem nenhuma indicação sobre o ritmo, andamento, melodia, etc. só há uma indicação geral dos acordes por verso...

LeoMusic
Membro Novato
# jul/15 · Editado por: LeoMusic
· votar


Obrigado a todos que ajudaram....Várias dúvidas foram respondidas...
Mas Ainda tenho uma dúvida.. Em relação as cifras do site, o que devo tocar com a mão direita e esquerda? As três notas do acorde são tocadas juntas ou uma após a outra?

makumbator
Veterano
# jul/15
· votar


LeoMusic
Em relação as cifras do site, o que devo tocar com a mão direita e esquerda? Ou toco a mesma coisa?

Não existe regra fixa. Cabe a você montar o acorde de acordo com a música, condução de vozes, intenção do arranjo, etc...

Pode ser baixo só na esquerda e o restante na outra mão, pode ser o acorde distribuído de infinitas maneiras pelas duas mãos, pode ser em oitavas diferentes, ou acordes colocados na mesma oitava, pode dobrar ou suprimir certas notas, arpejar, etc... as possibilidades são inúmeras.

Ismah
Veterano
# jul/15
· votar


LeoMusic

As três notas do acorde são tocadas juntas ou uma após a outra?

Podem ser 4, 5 (aqui em diante geralmente se tem notas tiradas)...

Mas sempre juntas, isso que é um acorde: um grupo de notas executadas juntas.

Tecfrente
Membro Novato
# jul/15 · Editado por: Tecfrente
· votar


Lá no cifraclub tem uma apostila legalzinha para quem está começando. Veja:

http://www.cifraclub.com.br/aprenda/tutoriais/9-teclado/gsk-como-tocar -teclado-p1.html

Uma maneira simples de tocar as cifras é:

Mão esquerda: dedo mindinho na tônica + dedo indicador na 5ª + polegar na tônica de novo (esta tônica é uma oitava acima, é claro).
Aqui na mão esquerda faça o "baixo caminhante", ou seja, vai arpejando e tocando uma nota de cada vez dessas três notas.

Mão direita: Faz o acorde normal e vai batendo todas as notas ou arpejando, de acordo como você sentir com o ritmo da música.

Pratique o conceito de "inversões de acordes" para que você escolha acordes que não deixem as duas mãos muito afastadas.

De início, acho que é isso.

Importante: Muita pesquisa na internet, vídeos, livros, apostilas, etc ...

No início treine mais a parte motora mesma e de teoria estude mais "formação de acordes" e saiba todas as tríades maiores e menores. Depois aprenda as com 7ª. Isso vai ser suficiente para você tocar uma quantidade enorme de músicas lá no cifraclub.

Daí, escalas e campos harmônicos você estuda depois. Vai ser um momento em que você começará a entender como as coisas se encaixam e de onde tudo proveio.

Ismah
Veterano
# jul/15
· votar


Tecfrente

WalkingBass é bem legal, mas nem sempre fica bom, é uma característica forte e marcante do boogie woogie e guarânia/chamamé.

Tecfrente
Membro Novato
# jul/15 · Editado por: Tecfrente
· votar


Ismah e outros membros do forum

Tecfrente

WalkingBass é bem legal, mas nem sempre fica bom, é uma característica forte e marcante do boogie woogie e guarânia/chamamé.


Eu toquei bastante assim, mas chega uma hora que enjoa. Para o rapaz que está começando é apenas um dos vários padrões que ele pode tocar, até ele pegar mais traquejo com o instrumento.

Hoje em dia, eu treino para conseguir a independência das mãos e não ficar dependendo desses padrõezinhos da mão esquerda, então estudo muito escalas e acordes dos campos harmônicos maior e menor natural.

Quanto ao treino que faço, procuro dedilhar de tudo o que é jeito (mão esquerda e mão direita) em uma determinada tonalidade (por isso o estudo das escalas).

Quanto aos acordes ...

Treino, em todas as inversões, as tríades e as tétrades (7ªs) e acordes com e 9ª.

Quanto as outras dissonâncias (6ª, 11ª, 13ª, sus2, sus4 ...), acho que não vale muito a pena treinar isso com todos os acordes e em todas as inversões, não acham ? Pois eles não são tão frequentes assim em músicas populares. Nesses acordes em específico, acho que é importante apenas saber formá-los, pois pode ser pedido em determinada cifra, daí você saberá como tocá-lo. Eu já sei formar qualquer tipo de acorde (mesmo os dissonantes).

Mas acho que não vale a pena eu colocá-los, no momento, nesses meus treinos de "harmonizações práticas", pois para que eu vou querer ganhar velocidade em acordes pouco frequentes ? É melhor ganhar velocidade (inclusive sabendo fazer as inversões) nas tríades, tétrades (7ªs) e acordes com e 9ª. Depois de ficar "craque" em harmonizar qualquer tonalidade maior e menor natural com esses acordes, daí sim vale a pena ir incluindo os acordes dissonantes mais raros.

O que acham dessa maneira como estou praticando diariamente ?

Acredito que sabendo fazer bem tudo isso que falei dá pra tirar qualquer música de ouvido, praticando também as progressões, é lógico ?

É claro que isso não é do dia para a noite, mas estou apenas perguntando a todos que tocam bem piano e sabem fazer essas harmonizações em qualquer tonalidade se essa minha forma de estudo está correta ?

Não quero criar vícios de dedilhado, então no momento não estou praticando músicas pelo Synthesia (ou partituras). Mas já estou separando várias músicas aqui para tocar depois que estiver num nível satisfatório em saber fazer bem as "harmonizações práticas" que falei, pois assim vou "entender musicalmente" o que estou tocando e os dedos irão tender a ir para os locais corretos, pois eu estarei bem prático com as escalas.

Estou predisposto a opiniões de todos os colegas.

Ismah
Veterano
# jul/15 · Editado por: Ismah
· votar


Tecfrente
acho que não vale muito a pena treinar isso com todos os acordes e em todas as inversões, não acham ?

Cara isso depende do teu estilo... O meu é piano, órgão e fim... Synth talvez...



O que acham dessa maneira como estou praticando diariamente ?

Acho que isso é vc quem tem de dizer. É completamente novidade pra mim, tua forma de estudar - o que não faz dela necessariamente ineficaz.

Tecfrente
Membro Novato
# jul/15 · Editado por: Tecfrente
· votar


Ismah

Obrigado, Ismah. Valeu pela contribuição.

Cara isso depende do teu estilo... O meu é piano, órgão e fim... Synth talvez...

Eu toco o teclado como se eu estivesse com um piano na minha frente, pois não utilizo de nenhum dos recursos eletrônicos existentes nele, como criação de harmonia, aqueles ritmos, instrumentos, etc ... Minha única atividade no teclado é o desenvolvimento da técnica mesmo. Depois disso, posso até brincar com esses recursos, apenas por entretenimento.

Tecfrente
Membro Novato
# jul/15 · Editado por: Tecfrente
· votar


Ismah

O que você quis dizer com esse vídeo em relação ao meu post ? Fui de curiosidade ver uma cifragem dessa música e ela é bem simples:

http://www.cifraclub.com.br/alemao-ronaldo/me-leva-pra-casa/

Você, por acaso, quis dizer que não praticar 11ª, 13ª e outros dissonantes mais raros pode até ser um método bom parar tocar músicas com harmonia simples assim ?

Eu não estou excluindo o estudo de dissonantes raros em minhas práticas diárias, mas acho que não vale a pena no momento eu me dedicar a isso. Mais pra frente eu treinarei acordes raros. Harmonizar com tudo o que é acorde (inclusive dissonantes e todas as inversões possíveis) é coisa de alguns gêneros de jazz. Apesar de gostar também de Jazz, isso é uma coisa para outro momento.

pianoid
Veterano
# jul/15
· votar


Tecfrente
Hoje em dia, eu treino para conseguir a independência das mãos e não ficar dependendo desses padrõezinhos da mão esquerda, então estudo muito escalas e acordes dos campos harmônicos maior e menor natural.

padrõezinhos kkkk

tenta tocar Bach. tem padrãozinho de mão esquerda, não. as duas tocam melodia ao mesmo tempo... kkkk

maioria da música clássica não tem essa coisa de padrãozinho de mão esquerda. até pode usar algumas figuras de acompanhamento famosas como alberti bass, mas tem tanta variação harmônica que não da pra chamar de padrão...

Tecfrente
Membro Novato
# jul/15 · Editado por: Tecfrente
· votar


pianoid

Não estou vendo coerência alguma com o que eu disse e o que você comentou sobre o que eu disse.

1º) Estamos tentando ajudar o LeoMusic (autor do tópico) a tocar teclado "através de cifras".

2º) Ele disse querer tocar teclado por cifras e em nenhum momento disse que sua pretensão é tocar unicamente música clássica.

3º) Quando usei o termo "padrõezinhos" estava me referindo aos padrões existentes atualmente para quem quer aprender a tocar teclado "usando cifras". Alguns exemplos: tônica no baixo, baixo oitavado, baixo oitavado com 5ª, tônica + 5ª + 9ª, etc ... Qualquer pessoa que começa aprender a tocar teclado "por cifras" aprende um desses "padrõezinhos" na mão esquerda, ou não ?

4º) É o óbvio ululante dizer que em músicas clássicas não se usam "padrõezinhos". Em meu comentário estou me opondo exatamente aos "padrõezinhos". Veja novamente com mais atenção:

Hoje em dia, eu treino para conseguir a independência das mãos e não ficar dependendo desses padrõezinhos da mão esquerda, então estudo muito escalas e acordes dos campos harmônicos maior e menor natural.

5º) O autor do post disse querer aprender a tocar teclado "através de cifras" e você interpretou, não sei por quê, "padrõezinhos" a qualquer forma de tocar com a mão esquerda e, a partir dessa sua semântica equivocada, quis dar um exemplo de caso de performance com a mão esquerda que não se refere a "padrõezinhos" devido à complexidade, daí se referiu à música clássica e Bach. Em nenhum momento, repito, o autor do post disse querer tocar música clássica. Ele até pode querer tocar música clássica ao teclado depois, mas o objetivo de seu tópico foi aprender a tocar teclado através de cifras. Só isso!

6º) Como o autor do post se referiu a tocar teclado "por cifras", então eu me referi também a "padrõezinhos" às várias formas de tocar com a mão esquerda por cifras que tentam ensinar por aí.

7º) Quando eu disse "eu treino para conseguir a independência das mãos e não ficar dependendo desses padrõezinhos da mão esquerda" foi porque eu quero tocar também satisfatoriamente música clássica e não apenas músicas populares.

8ª) Eu fico imaginando você como professor de teclado ou piano ...

(Aluno LeoMusic) Professor, nunca toquei teclado por cifras. O que me sugere fazer com a mão esquerda ?

("Professsor" Pianoid) Caro aluno, há tantas coisas a fazer que não posso te passar quaisquer padrõezinhos. Você vai ter que pegar uma cifra e tocar como os grandes compositores clássicos, dedilha daqui, dedilha dali, faz uns arpejos, sobe e desce umas escalas, etc ...

(Aluno LeoMusic) Mas eu preciso primeiramente pegar um traquejo com o instrumento e quero aprender a tocar por cifras e não necessariamente música clássica. Eu sei que música clássica eu devo explorar de formas mais variadas o dedilhado na mão esquerda. Gostaria de alguns padrões para tocar aquelas cifras populares de acordes bem repetitivos. No momento não seria interessante para mim começar a aprender alguns padrõezinhos para esses tipos específicos de cifras ?

("Professsor" Pianoid) Não caro aluno. Desde já toque essas cifras de maneira virtuosa. Esqueça esse negócio de padrõezinhos na mão esquerda. Desde o início você já vai tocar até funk no teclado como os grandes mestres da música erudita tocariam hoje ao piano se estivessem vivos, ou seja, você deverá criar tonalidade em atonalidades, dar harmonia onde ela esteja pouco presente, dar melodia, onde ela esteja meio que tímida, dar moral à música onde há a libertinagem. Meu grande aluno, comece já, mesmo você sem saber o que fazer com a mão esquerda, a fazer essa grande obra e nada de "padrõezinhos". Comece já um processo virtuoso na mão esquerda. Vamos! Toque! Pede pra sair!

(Aluno LeoMusic) Mas eu quero um padrão pelo menos nesse início de aprendizagem.

("Professsor" Pianoid) Não! Vai logo! Toque essas cifras virtuosamente com a mão esquerda! Pede pra sair! Vamos!

pianoid
Veterano
# jul/15
· votar


putz

prefiro ler uma partitura que esse wall

abs

Ismah
Veterano
# jul/15
· votar


Tecfrente

O que você quis dizer com esse vídeo em relação ao meu post ?

Em relação a teu post nada.

Fui de curiosidade ver uma cifragem dessa música e ela é bem simples

Verdade. Mas aí que se abre o espaço para os instrumentos DA HARMONIA, terem liberdade... Uma mais simples ainda, que dá espaço pra brincar muito...

http://www.cifraclub.com.br/the-rolling-stones/satisfaction/

É difícil achar um vídeo do Alemão Ronaldo, onde o teclado tenha destaque...

Do tecladista que toca ao vivo com o Alemão Ronaldo achei um vídeo mais ou menos...

https://www.facebook.com/eliane.mileski/videos/vob.100002130258787/905 805996166817/?type=2&theater

Tecfrente
Membro Novato
# jul/15
· votar


Ismah

Quanto a música Satisfaction dos Rolling Stones, na época que comecei a querer aprender a tocar teclado, eu comprei uma coleçãozinha de 5 revistas de banca de jornal mesmo e em uma das edições há essa música.

Eu sempre procurei estudar no teclado pensando nele como instrumento solo, como se eu estivesse com ele tocando e cantando ao mesmo tempo (ou havendo um vocalista) e nenhum outro instrumento mais ao meu redor.

Hoje em dia, estou também pegando o gosto de tocar teclado apenas fazendo o acompanhamento harmônico de outro instrumento (ex: o violão como principal e teclado acompanhando).

Comecei a perceber isso depois de tentar tocar alguns estilos tendo o teclado como instrumento solo. Ficava bem inadequado! Ex: certas músicas de samba ou rock. Por outro lado, pode ocorrer o contrário. Ex: Grupos de samba ou rock (Exemplo no rock: Tears for Fears e outros grupos new wave dos anos 80 (A-HA, Duran Duran, The Cure, etc ...) os sintetizadores tinham uma importância fundamental. No caso do samba ou pagode, o teclado ganha importância na vertente de músicas poéticas (não importa a época, se a música for poética ou romântica, cabe muito bem um teclado).

Synth-Men
Veterano
# jul/15
· votar


LeoMusic

Meu caro, a única coisa que lhe falta mesmo é a pratica.

Como ninguém inicia uma prática, já sabendo, então isto levará um determinado tempo. Quanto mais você praticar, menos tempo levará para aprender (no seu caso se adaptar).


Obrigado a todos que ajudaram....Várias dúvidas foram respondidas...
Mas Ainda tenho uma dúvida.. Em relação as cifras do site, o que devo tocar com a mão direita e esquerda? As três notas do acorde são tocadas juntas ou uma após a outra?




Por enquanto vai no basicão mesmo.


Por exemplo. Se aparecer uma cifra tipo Em

Não mão esquerda vai de 1ª, 5ª e 8ª (baixos - E-G-E) e na direita faz o acorde normal (E-G-B)

Esta formação 1ª, 5ª e 8ª, na mão esquerda serve tanto para acordes maiores e menores.

pianoid
Veterano
# jul/15 · Editado por: pianoid
· votar


Tecfrente
Comecei a perceber isso depois de tentar tocar alguns estilos tendo o teclado como instrumento solo. Ficava bem inadequado! Ex: certas músicas de samba ou rock.

jamais

piano no século XIX era conhecido como a "orquestra da casa", uma alcunha que logo seria tomada pelo rádio. Se um virtuose de violão consegue substituir uma banda inteira, não há porque um virtuose de teclado não consiga fazer o mesmo. Liszt transcreveu as sinfonias pra orquestra de Beethoven para o piano e esse manolo aqui:



fez umas transcrições legais de alguns rocks clássicos pra piano solo

Tecfrente
Membro Novato
# jul/15 · Editado por: Tecfrente
· votar


pianoid

Não estou limitando o "poder" de o teclado tocar músicas. Estou apenas dizendo que certas músicas ficam bem melhores com certos timbres de instrumentos.

Ex: Certos sambas com grandes solos no cavaquinho.

Você acha que um grande solista de cavaquinho, por exemplo, poderia ser substituído permanentemente pelo Scott e seu piano ... Entendeu ?

É a mesma coisa de o Jimi Hendrix ficar doente e não poder se apresentar a um show, mas dizer que há um pianista que sabe fazer exatamente tudo o que ele faz na guitarra e toca, inclusive, com fidedignidade suas músicas. O que a galera vai achar disso ?

O que o Scott D. Davis faz é louvável e eu gostei muito da maneira como as músicas foram tocadas por ele. Mas vai falar para os fãs dessas músicas que ele substituirá o guitarrista original da banda tal ... ou o baixista, etc ...

Ismah
Veterano
# jul/15
· votar


Tecfrente

Deveria enverendar pela salsa. O piano é forte... Do rock, tem um cara que passou batido na história, mas desbancou Elvis...



Ismah
Veterano
# jul/15
· votar


Esse vídeo é mais "amplo"



Tecfrente
Membro Novato
# jul/15 · Editado por: Tecfrente
· votar


Ismah

Que musicalidade do Jerry Lewis, hem ? Nitidamente o cara era "fora da curva".

Quanto ao Tom Jones ... tinha um vocal muito bom.

Tenho um DVD só de flashbacks e há um vídeo dele cantando Endless Love com Dionne Warwick. Para quem curte flashback ou estuda canto, é bom ver ... Para quem toca piano é bom perceber como a música é toda levada pelo piano.



Synth-Men
Veterano
# jul/15
· votar


Galera boa tarde!

Estou corrigindo os dizeres abaixo:


Por exemplo. Se aparecer uma cifra tipo Em

Não mão esquerda vai de 1ª, 5ª e 8ª (baixos - E-G-E) e na direita faz o acorde normal (E-G-B)

Esta formação 1ª, 5ª e 8ª, na mão esquerda serve tanto para acordes maiores e menores.



O correto é E-B-E 1ª; 5ª e 8ª e não E-G-B


Abraços!

pianoid
Veterano
# jul/15
· votar


Jerry Lewis era um comediante porreta. Já Jerry Lee Lewis nasceu em uma época em que piano ainda era relevante no pop, estava enraizado no jazz. Depois dele, rock usou basicamente só órgão pra criar uma textura harmônica de fundo... em "música" de hoje, o mais engraçado que ouvi foi uma do Snoopy Dogg (eu sou da época em que ele era só o cão bacana do Charlie Brown, outro que ainda não era banda) na trilha sonora do game GTAV (só assim pra eu submeter meus ouvidos a lixo): na hora do refrão "on a fucking piano", um piano faz um trinado maroto rs isso é que é decadência...

makumbator
Veterano
# jul/15
· votar


pianoid
Jerry Lewis era um comediante porreta

Ainda é! Não mate o velhinho antes da hora! hahah!

:)

Ismah
Veterano
# jul/15
· votar


Já Jerry Lee Lewis nasceu em uma época em que piano ainda era relevante no pop, estava enraizado no jazz.

Sob um olhar branco! REZA A LENDA, que ele fugia de casa, para ver os NEGROS tocarem blues, aprendendo lá a tocar piano no estilo conhecido.

Depois dele, rock usou basicamente só órgão pra criar uma textura harmônica de fundo...

Verdade, se fez bem pouco. Mas era uma tendência na época... Todos que gravaram algo rock naquele tempo, usaram piano. Acho que depois que o órgão, com seu gospel style entrou na parada.

Você não pode enviar mensagens, pois este tópico está fechado.
 

Tópicos relacionados a Não consigo entender as Cifras do CifraClub. Como tocar as Cifras no Teclado?