silvG8 tocando Chopin Op 9 No 2

    Autor Mensagem
    silvG8
    Veterano
    # mai/14 · Editado por: silvG8


    Finalmente, depois de trocentos anos de FCC, coloco um vídeo interpretando uma música no piano. Infelizmente não tenho nenhum sistema especial de captação pra poder fazer alguma coisa com grande qualidade, mas com o que pude fazer, achei até que ficou razoável (diria que infinitamente melhor do que imaginei!).

    Em relação à música, depois de alguns bons anos sem toca-la, re-estudei apenas alguns pedaços e li outros. Toquei a música umas 20 vezes e depois gravei. A gravação fez perder um pouco da dinâmica que se tem ao vivo, mas dá pra levar. No final, deu pra enjoar legal de tocar isso..... hehehehhehehh!

    O interessante é notar como realmente é difícil dar vida à peça. Embora mecanicamente simples, colocar os detalhes é complicado. De certa forma, obedeci na maior parte do tempo a dinâmica imposta na partitura e apenas em alguns pedaços alterei ao meu bel prazer. Alguns pedaços com desacelerações não são erros e fazem parte da performance (principalmente o primeiro rit. que surge na primeira transição).

    A partitura está fixada na segunda parte, pois não consegui me lembrar do pedaço final e não queria ficar treinando nada especificamente várias vezes.

    O que a música tem de complicado:
    - O stretto final em oitavas e ff
    - As duas passagens ligeiramente aceleradas (na resolução do tema principal)
    - Manter a ritmicidade sem se tornar mecânico

    Alguns ritenutos, strettos e smorzando depois, gravei a performance abaixo:


    Aguardo os comentários... :D
    Ouçam sem fone que disfarça o ruído de fundo!! Heheh!

    Buhbor
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    silvG8

    Grande, parceiro. Era justamente isso que eu queria ver.

    Eu gosto de vídeos gravados assim, com som do ambiente, e o seu em um Piano Ac. de verdade ficou muito bom. Meus parabéns.

    Já falei aqui que você é um cara muito talentoso e repito: você é realmente um cara muito talentoso!

    A execução está muito boa. Eu tento tocar ela com um pouco mais de apelo... mais sofrida... se é que me entende. Só achei que você foi um pouco modesto nesse ponto, mas demonstrou uma excelente técnica.
    Eu nunca estudei piano erudito como você, estudei teoria da música por livros e aprendi muita coisa sobre o assunto vendo e ouvindo, então não é um cara com uma formação de piano erudito falando ;) (leve isso em consideração)

    Quando meu Electro chegar vou estudar essa música de novo e postar aqui também pra trocarmos idéias.

    Mas você deveria ser obrigado a postar pelo menos um vídeo por semana pra a gente apreciar.... eheheh... ta bom, um a cada 15 dias pra te dar um descanso.

    Posso add você no face?

    Abraço, meu brother

    JoaoAgs1
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    silvG8

    Parabéns pelo vídeo, finalmente pudemos apreciá-lo tocando!

    O que eu mais gostei da sua execução foi a alegria que conseguiu colocar na música, apesar de eu também gostar da forma mais melancólica de tocar.

    Deu a impressão que você estava fazendo estacato na clave de fá, é assim mesmo?

    Deixo aqui meu incentivo para que você continue a nos brindar com seu talento.

    Abraço!

    Artref
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Legal, SilvG8!

    Vamos lotar esse local de música, piano, performances, discussões de técnica, musicalidade, interpretação e etc. Vamos enriquecer e variar do "qual teclado é melhor". Seu vídeo colabora com isso.

    Performance interessante a sua, me deu algumas idéias. Eu por exemplo tocava ele bem mais lento, com um outro caráter. Me abriu portas, gostei.

    Cara, não sei se é o ângulo, mas tenho a impressão que seu banco está baixo, não está?

    Casper
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Caro silvG8:

    Parabéns. Um sopro de música no deserto do FCC.

    silvG8
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Buhbor
    Muito obrigado pelo elogio cara. Fico feliz que pense realmente isso de mim!

    Quanto ao vídeo, realmente ficou melhor do que eu imaginava. Tive que equalizador um pouco pra diminuir um pouco dos agudos captados pela câmera, mas ficou legal.

    Essa musica pra mim não tem um ar de sofrimento. Acho que é uma coisa mais de cada um. O que ela me passa é um certo mix de alegria e nostalgia simultaneamente, como se fosse saudade de um ente querido ou algo do gênero. Essa é a minha forma de interpreta-la...

    Vou tentar colocar um vídeo aqui, nem que seja de vez em quando... talvez pra mudar um pouco o rumo que esse forum esta tomando, onde só se fala de instrumentos e muito pouco sobre musica, técnica, etc.

    JoaoAgs1
    Opa, obrigado pelo comentário! Fico feliz que tenha gostado!!

    Não sei direito o que voce disse sobre stacatto. Tem algo a ver com o áudio? Se for, pode ser porque tive que tentar reduzir ao máximo o ruído de fundo.

    Se for em relação ao visual ou a forma como toquei, existe uma particularidade de alguns românticos no que condiz ao legato e uso dos pedais. Um legato em obras de Chopin, muitas vezes está ligado não somente a manter pressionada/ligada uma nota à outra, e sim sobre a intenção musical e uso dos pedais. Se comecar a pesquisar, vai ver que Chopin fazia um uso bem singular dos pedais... além disso, varias obras apresentam legato na partitura de notas impossíveis de serem tocadas como o legato do barroco.

    Bom, isso foi como aprendi. Um outro detalhe... para fazer legato em obras de Chopin, você não precisa ligar todo o acorde, e sim, apenas uma das notas.

    Artref
    Sim! Achei que ninguém perceberia, mas meu banco esta ligeiramente baixo. A verdade é que preciso apertar algumas coisas para aumentar um pouco. Fui até onde deu sem me sentir inseguro... o pianinho tem 20 anos já e o banco esta precisando de uns ajustes. Hehehehehh!

    Como falei acima, gosto de passar alegria com essa musica, mesmo que associada às partes mais tensas da musica. Entendo as pessoas a tocarem mais dramática e etc. mas não é como me sinto em relação a esta musica. Fico feliz que tenha sido uma coisa diferente pra você ouvir! Não copiei isso de lugar algum, mas já ouvi as duas formas de interpretação por vários pianistas diferentes, e acho que as duas são validas. Na verdade, esse é um dos poucos noturnos que me passam uma certa alegria.

    Vamos trazer mais discussões sobre musica pra cá! Acho que seria bem legal isso... inclusive discussões sobre técnica no piano, ajuda com partes, etc. Tem tanta coisa legal para discutir aqui e muitas vezes ficamos no mesmo lenga lenga de qual o melhor instrumento.

    Casper
    Um pequeno passo rumo a um FCC mais musical. Obrigado pelo comentário amigo Casper!!

    JoaoAgs1
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    silvG8

    Tá certo.

    Valeu!

    makumbator
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    silvG8

    Adorei a forma que você interpretou os rubatos na peça, principalmente alguns mais discretos, que aparecem naquelas frases mais movidas na mão direita (e acho o rubato bem colocado extremamente importante nesse repertório).

    Essa musica pra mim não tem um ar de sofrimento. Acho que é uma coisa mais de cada um. O que ela me passa é um certo mix de alegria e nostalgia simultaneamente, como se fosse saudade de um ente querido ou algo do gênero. Essa é a minha forma de interpreta-la...

    Curioso! pra mim ela passa algo muito semelhante. Essa peça me parece uma representação da saudade nostálgica (e até feliz) de casa, da casa da infância, etc... (algo parecido com que os alemãos chamam de "Heimweh"). É nostálgica, com uma pontinha de tristeza por ter passado aquele tempo, mas ao mesmo tempo feliz por o revisitar na mente.

    O único ponto negativo é que a afinação do piano já está clamando por uma regulagem! Hshsah! Não está bisonha (muito longe disso), mas já começa a incomodar em algumas teclas. Mas isso é normal, e não tira o brilho da interpretação.

    Parabéns!

    silvG8
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    makumbator
    Obrigado cara! Fico feliz que tenha gostado dos rubatos, acho que é onde tocar Chopin complica... não somente ele, mas todos os românticos.

    Interessante ver que você compartilha meu sentimento em relação à música... é exatamente isso que você falou mesmo, não saberia descrever melhor!

    O piano está realmente desajustado de uma forma geral. As teclas não estão absurdamente desafinadas, mas estão desiguais e isso aumenta bastante a impressão de que está desafinado. Faz mais de 1 ano que não o afino, por estar cheio de coisas pra fazer e só voltar a encostar a mão no piano agora... vamos ver quando vou torrar 300 contos pra afinar o bicho.



    Obrigado a todos mais uma vez pelo comentário!

    silvG8
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Pra cima!!

    silvG8
    Veterano
    # jun/14
    · votar


    UP!

    Blueman
    Membro
    # jun/14
    · votar


    silvG8
    Parabéns pela iniciativa e pela performance. Essa peça é complicada ainda mais por ser tão conhecida.
    Dá pra perceber que você a interpreta com um ar mais alegre. Eu prefiro o ar mais nostálgico, mas não tem o certo nem errado nesse aspecto.
    Apesar de você estar com o livro aberto, me dá a impressão que você acabou memorizando toda a peça, é isso mesmo?

    mg64
    Veterano
    # jun/14
    · votar


    silvG8

    Obirgado, por nos brindar com tão bela interpretação. Música de primeira qualidade.

    silvG8
    Veterano
    # jun/14
    · votar


    Blueman
    Obrigado pelo elogio. E realmente a vejo como toquei: alegre! Hehehehehehh!!
    Não, eu não decorei toda a musica. A melodia principal e etc. sim, mas a parte final principalmente, teve que ser lida quase completamente. Tirei a musica (novamente) em apenas 1 dia.... não tinha como lembrar tudo!

    mg64
    Obrigado pelas palavras. Fico feliz que tenha gostado!!

    JeffersonX
    Veterano
    # jun/14
    · votar


    silvG8
    Parabéns pela interpretação! Continue assim! Um dia chego lá :-)

    silvG8
    Veterano
    # jun/14
    · votar


    JeffersonX
    Obrigado! Fico feliz que tenha ouvido/visto e comentado. :D

    JoaoAgs1
    Veterano
    # jun/14
    · votar


    silvG8

    Sílvio, você já tocou Sonho de Amor Nº 1,2 e 3?

    silvG8
    Veterano
    # jun/14
    · votar


    JoaoAgs1
    Só de curiosidade, é Igor (nome). Quanto aos Liebestraum, nunca toquei, mas acho que é uma boa idéia começar algum deles. Tocar Liszt sempre exige muito estudo... até o que parece simples não é. ;)

    E você, está estudando o que?

    JoaoAgs1
    Veterano
    # jun/14
    · votar


    silvG8

    Os Liebestraum de Liszt me lembram muito poesias de amor, tamanho é o sentimento que o gênio conseguiu passar por elas.

    Minha professora sugeriu Liebestraum Nº3. Estou estudando e por enquanto tá indo dentro do aceitável, espero dar conta de tudo rsrs.

    JoaoAgs1
    Veterano
    # jun/14
    · votar


    silvG8

    Os Liebestraum de Liszt me lembram muito poesias de amor, tamanho é o sentimento que o gênio conseguiu passar por elas.

    Minha professora sugeriu Liebestraum Nº3. Estou estudando e por enquanto tá indo dentro do aceitável, espero dar conta de tudo rsrs.

    TG Aoshi
    Veterano
    # jun/14
    · votar


    silvG8
    Só avisando que vou comentar em breve, quero escutar melhor, numa hora que eu consiga prestar mais atenção =p

    Mas adianto que (acho) entendi o que o JoaoAgs1 quis dizer com stacatto na mão esquerda.

    silvG8
    Veterano
    # jun/14
    · votar


    TG Aoshi
    Eitcha! Agora terei um pianista erudito pra avaliar a parada!! Legal...

    Eu até imagino o que seja a crítica do stacatto, mas tenho certeza que não está assim. Pelo menos foi como me passaram sobre como ligar notas em músicas do período romântico.

    Esperando pelo comentário!!

    JoaoAgs1
    Legal cara... eu honestamente, não indicaria esse pra você ainda. Você vai ver que algumas coisas dessa música são complicadas de fazer, sendo uma delas tocar em uma mesma mão a melodia e o arpejo (mais adiante na música). As transições também são complicadas pra quem está começando, assim como o uso dos pedais. Boa sorte com os estudos!!

    Peça interessante pra te ajudar com a desarticulação entre mão esquerda e direita: Noturno Op 9 No 1 Chopin. Fraseado muito legal na mão direita, música bonita e vai te acrescentar muito... além de ser mais tocável que o Liebestraum neste momento pra você.

    JoaoAgs1
    Veterano
    # jun/14
    · votar


    silvG8

    Pois é, eu particularmente estou gostando muito de aprender essa música, que, apesar de ser uma das composições mais fáceis do Liszt pra mim beira o impossível.

    Acabei de ler o comentário do Artref no meu vídeo do Noturno sobre ir avançando lentamente no nível de dificuldade das peças. Concordo com ele, mas só estou aprendendo Liebestraum Nº3 porque minha professora me incentivou mesmo, se ela achasse que eu não daria conta certamente eu nem chegaria perto da obra.

    Peça interessante pra te ajudar com a desarticulação entre mão esquerda e direita: Noturno Op 9 No 1 Chopin. Fraseado muito legal na mão direita, música bonita e vai te acrescentar muito... além de ser mais tocável que o Liebestraum neste momento pra você.

    Já tentei tocar essa música, apanhava muito na última cadência, não sabia se olhava pra mão esquerda ou pra direita naquela parte, sem contar a polirritmia.

    No momento quero sair um pouco de Chopin também, ver outros autores.

    TG Aoshi
    Veterano
    # jun/14
    · votar


    silvG8
    Eitcha! Agora terei um pianista erudito pra avaliar a parada!! Legal...

    Sério, qué isso! A exemplo de você e o Artref, tem mais gente por aqui que é muito mais gabaritada. Sou autodidata em grande parte, e além disso não me sinto confortável, nem digno de tanta consideração (sem falsa modéstia, REALLY).

    Mas enfim, antes de tudo, parabéns pela gravação e pela tentativa de promover o lado mais artístico do mundo das teclas! Tô um pouco por fora dessa encrenca ao postar vídeos/interpretações próprias (luzes, alguém?). No geral ficou legal sua interpretação!

    hehehe! Um pouco off-topic, mas como também comentou o makumbator, uma das primeiras coisas que notei foi o piano um pouco desafinado. Muito longe de afetar sua interpretação! (O piano aqui em casa está mais desafinado... =/)

    Nesse noturno, na mão esquerda, acho natural uma maior atenção a linha melódica do baixo e que os acordes tenham um papel secundário. A voz principal, mais destacada, exige um cantabile excelente e uma grande delicadeza de toque.

    Bom, não sei o quanto o auto-ajuste da câmera influenciou nas dinâmicas, mas senti que seu toque/pegada e timbre poderiam ser um pouco mais delicados, especialmente na mão esquerda.

    Ainda na mão esquerda, no geral achei que enfatizou bem o baixo, mas faltou uma ligeira definição na linha melódica. Gosto muito da maneira que o baixo canta, como uma voz secundária, em muitas composições de Chopin.

    Outra coisa é que achei que o segundo acorde de cada grupo de colcheias (na mão esquerda) ficou muito acentuado. Sobre o "stacatto", você meio que "joga" a mão e acaba acentuando o acorde. Foram apenas alguns momentos que fez isso de maneira notável, mas no geral acho que contribuiu bastante pra mão esquerda soar mais alto do que deveria.

    Na mão direita, não tenho muito o que falar (foi muito bem!), só achei mesmo é que faltou delicadeza no toque.

    De resto, não sei se estou viajando muito – nem o quanto de besteira vou dizer daqui em diante =p –, mas me pareceu que em alguns começos de frases você usou assincronia das mãos, bem ao estilo da escola romântica (muito bom!). E sobre o rubato, talvez seja até chatice minha, mas achei que você acabou exagerando demais, não na quantidade (afinal, tem que usar rubato mesmo!), mas na maneira que usou; fez muitas desacelerações bruscas demais, quando deveria ter sido mais fluido. Não sei explicar isso direito (nem foi tanto seu caso), mas ao meu ver isso tende a um sentimentalismo um tanto quanto exacerbado, que acaba correndo o risco de soar falso. Além disso acaba prejudicando a concepção da obra como um todo.

    [/eu-sendo-chato]

    No geral, mandou bem! Tirando o que comentei sobre a mão esquerda, foi bem equilibrado na interpretação além de ter mandado muito bem nos ornamentos e aquelas frases mais rápidas na voz principal. Também nem senti que você teve dificuldades nas partes que julgou mais complicadas.

    De novo parabéns, moço! =]

    TG Aoshi
    Veterano
    # jun/14
    · votar


    Virge Maria, escrevi demais

    silvG8
    Veterano
    # jun/14
    · votar


    TG Aoshi
    Opa, obrigado pelo comentário com tantas observações. Vou responder à medida do possível o que vier na cabeça... :)

    Quanto ao lance do Artref, tinha me esquecido que ele tinha comentado... heheheheh! Na verdade ele até percebeu uma coisa que você não falou: meu banco está ligeiramente baixo (o mesmo estava meio frouxo e não quis arriscar - já consertei!).

    Desafinado, sim. O makumbator já tinha falado e realmente, faz um bom tempo que não afino o bicho. Vou me mudar em não muito tempo e achei desperdício afinar antes - afinal, é caro.

    Antes de comentar qualquer coisa sobre a mão esquerda, preciso dizer que muito do prejuízo referente ao som é por conta da câmera. Infelizmente não tenho outro sistema de captação de áudio e foi tudo direto da câmera. O problema é que meu piano é alto pra caramba, chega a ser exagerado, e a câmera não capta muito dos graves e tende a agudizar tudo. Esse foi um grande problema, porque dependendo da distância da câmera em relação ao piano, o som distorcia. Tive que testar diferentes posições e no final ficou mais distante e com zoom pra sanar o problema.

    Quanto ao piano, é um Fritz com um som mais puxado pro piano popular. Os baixos inclusive possuem 2 cordas (todos eles). É um piano de certa forma especial e fala muito alto, mas tem uma sonoridade muito brilhante demais pro meu gosto. Gostaria que fosse mais aveludado...

    Sim, parece estar pouco suave, mas na verdade tudo foi tocado leve. Infelizmente o som captado pela máquina não faz jus ao que foi tocado. De certa forma, o que falou sobre a definição da linha melódica é verdade... falhei em alguns momentos e revendo, teria feito diferente.

    Sobre os rubatos... eu sempre exagero um pouco e é uma coisa que tenho que tomar cuidado constantemente. Existem partes que eram mandamentos da partitura e na maior parte da música uso rubatos o tempo todo. Acho que fica menos quadrado. Mesmo assim, se pudesse me dizer onde achou a desaceleração muito brusca, etc. me diga. É algo pra ficar atento até em outras peças.

    Quanto às dificuldades, eu diria que essa peça pra mim não tem nada tecnicamente desafiador. Mesmo assim, diria que é um dos noturnos mais difícil de ser executado pelo simples fato de ser muito conhecido e de exigir um nível de controle muito grande por parte do pianista pra humanizar a peça.

    Obrigado pelo comentário mais uma vez!! Um tanto quanto construtivo! :D

    Abraço

    Artref
    Veterano
    # jun/14
    · votar


    Pô, deu vontade de estudar a peça. rsrsrs

    silvG8
    Veterano
    # jun/14
    · votar


    Artref
    Comecei algumas coisas hoje a noite... Op 9 no 1 e um estudo de Scriabin que manterei em segredo por enquanto. Pretendo gravar mais coisas... não vou deixar esta P desse forum so com assuntos banais e sobre instrumentos. Tem que ser sobre música também!

    Estuda mesmo! :) \o/

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a silvG8 tocando Chopin Op 9 No 2