Alguem pode me dizer algo do ROLAND W30 ?

Autor Mensagem
Murilo Andreo
Veterano
# jan/04


O teclado ROLAND W30 é bom???
alguem pode me falar algo sobre ele??

Fábio Salgado
Veterano
# jan/04
· votar


Olá amigo, um dos últimos samplers lançados pela Roland há mais de 10 anos, o Roland W30 é um teclado sem nenhum som. Sim, é isso mesmo. Ele possui um disquete de sistema operacional que deve ser carregado toda vez que o teclado for ligado, para depois poder carregar novos sons sampler em sua memória. Os problemas desse teclado são vários como : defeito no disquete ( não funciona o teclado ), defeito no drive ( não funciona o teclado ), poucos sons pois possui pouca memória, enfim é um teclado desaconselhado para os padrões de hoje, século XXI.
Um grande abraço!

Fábio Luiz Salgado
Consultor MusicALL
Colaborador Playmusic
fabiosalgado@terra.com.br
Santos - SP - Brasil

ScaTMaN
Veterano
# jan/04
· votar


Fábio salgado manja, o problema é que ele manda grande abraços demais hAUHUHAHAUH

Fábio Salgado
Veterano
# jan/04
· votar


Um grande abraço para você também.

jose junior
Veterano
# mar/05
· votar


cara tudo bem concordo com voce em se tratando dos novos teclados tipo triton, faton, karma, xp 80 etc e tal todos girando na casa acima dos 5.000.... pra quem tem dinheiro pra gastar é legal...agora pra realidade dos musicos brasileiros o w 30 é um teclado barato em que voce pode ter os melhores timbres de qualquere teclados ( inclusive estes citados )pois ele é sampler ( copía ) já pensou ? eu já tive um w 30 concordo que ele tem estes problemas, quando eu ia tocar eu levava 4 disk com 16 sons em cada um e fazia a noite toda com banda de baile. ( o legal deste forum não é só falar mal, mas também ver os pontos positivos de cada equipamento, pois pontos negativos todos os equipamentos tem espero ter ajudado.

Inácio Cavallieri
Veterano
# mai/05
· votar


jose junior
Olá José, que bom que vc gosta do w30 , acabei de comprar um e queria adquirir sons para ele. como eu faço? Vc ainda tem os seus disketes velhos??Aguardo resposta
inacio@cavallieri.com.br

Velhão
Veterano
# mai/05
· votar


A experiência que eu tenho em um W-30, é que um amigo meu tinha um e tive a oportunidade de experimentá-lo. O único problema que eu vi é que toda vez que voce o liga, tem que carregar os sons, pois ele zera, como as memórias RAM's. O tempo para carregar os sons nós marcamos 70 seg. Espero ter sido útil.

Roque Laecio dos san
Veterano
# jun/05
· votar


jose junior
e não há como salvar os sons?

MetalKey
Veterano
# jul/05
· votar


Preciso de comentários e críticas urgentes sobre um aspecto deste teclado. Valeria a pena compralo só para samplear bons timbres de pianos acústicos? É só para isto que eu quero! Um timbre de piano acústico de boa qualidade! Ex.: Piano do Fanton ou K2600. É impossível ter a mesma qualidade nele né?

sarpa
Veterano
# jul/05
· votar


MetalKey, não.

As amostras atuais chegam à ter até mais de 1Gb, agora é só pensar, o Roland W30 (assim como o TS12, que também é sampler) trabalham com disketes, ou seja, o tamanho dos arquivos (e qualidade, proporcionalmente) é bem limitado.

Se eu não me engano, o Roland W30 possui portas SCSI, se elas realmente tiverem 100% de funcionalidade usando um HD externo, aí sim talvez seja possível reproduzir algo com qualidade Kurzweil, etc, como você havia falado.

Mas pensando um pouco, se o W30 demora cerca de 70 seg (como o amigo Velhão mencionou) para carregar sons do diskete, que possui 1,44Mb, imagine para carregar uma amostra sampleada em 4 velocidades de toda a extensão de um piano, que chega à ter mais de 1024Mb o tempo que este equipamento demoraria.

Espero ter lhe ajudado,
Abraços,
Juninho Sarpa.
www.bandaapice.com.br
www.bandaapice.com.br/juninhosarpa/fotolog

MetalKey
Veterano
# jul/05
· votar


sarpa
Valew cara! Deu pra clarear bastante!

sarpa
Veterano
# jul/05
· votar


MetalKey, "estamos aí", pro que der e vier.

Na medida do possível, claro...

Abraços,
Juninho Sarpa.
www.bandaapice.com.br
www.bandaapice.com.br/juninhosarpa/fotolog

Ricardo Trevisa
Veterano
# ago/05
· votar


Olá, quero comprar um w-30, mas estou meio inseguro, me falaram q ele tem entrada para microfone, no qual poderíamos gravar os sons, isso eh verdade? mas cabe em um diskete, um piano gravado tecla por tecla? ele reproduz mid com banco de dados de synth ou sampler? como por exemplo eu gravar todos os instrumentos acústicos em sua memória e ele repruzir um diskete mid com esses timbres? obrigado pela ajuda, se alguém puder me ajudar, e qual o valor de mercado dele hj, e aonde eu poderia achar pra comprar.

emanuel macedo
Veterano
# ago/05
· votar


fabio salgado

um amigo aparaceu com este teclado e eu tentei salvar seus dado para o pc,
mais não deu certo. parece que o formato do disquete e diferente do pc ?

nisso
Veterano
# out/05
· votar


e sim o formato do diquete do w-30 e 720k dd e do pc e 1.44 hd e para o pc ler e salvar o disquete vc tem que colocar uma fita adesiva naquele buraquinho que tem no disquete do lado a onde tem aquela rodinha de aluminio furada que serve para rodar o disquete.

Renato gomes
Veterano
# out/05
· votar


Galera esse W30 é um teclado muito ultrapassado, dá pra conseguir coisa muito melhor com esse valor...
Sobre tocar os sons gravados, vc pode ter um HD de 200 Gigas ligado nele que não vai adiantar nada, pq pra tocar os sons vc tem que antes passar pra memória RAM interna dele, que é minúscula!! são 2 bancos de 384kb cada. é muito pouco!! isso dá cerca de 7 segundos de sons sampleados. dá pra samplear 1 nota de um piano e olhe lá!!

korgman
Veterano
# out/05
· votar


Caro Murilo,

ESPECIFICAÇÕES

O W30 possui 61 notas, 16 vozes de polifonia, seqüenciador com 16 pistas, oito saídas de áudio, 1 filtro LFO por voz (pitch mod), 1 filtro digital LPF por voz, dois envelopes por voz. E este aparelho lê apenas os disquetes da série S550, e se adquiri-lo seria muito interessante tentar encontra-los, se assim os conseguir "em bom estado".


PADRÃO DE SAMPLEAMENTO

Entretanto, conforme mencionou meu amigo Fabio Salgado, e concordo plenamente com ele, não é possível samplear nele amostras do teclados de hoje com uma qualidade aceitável, ou pelo menos honesta.

Isto porque ele grava seus padrões de áudio, a uma taxa de 15 – 30kHz com 12 Bits de resolução em mono, com isso ao gravar um som ou padrões de áudio o resultado gravado será infinitamente inferior ao instrumento que tentou capturar. Com esta taxa de amostragem aliada aos “12 Bits”, um sampleamento tem um resultado sujo e com ruídos.

Na época ele era o máximo, bom qualquer sampler há 20 anos atrás era o máximo, mas para os padrões atuais é muito fraco.

Afirmo isso porque realizei um trabalho a muitos e muitos anos atrás em um estúdio e utilizei esta máquina, e posso dizer que é possível comparar a qualidade de sampleamento deste equipamento à 1/2 de uma amostra de um arquivo WMA


MEMÓRIA SAMPLER

A memória para armazenamento de amostras é de 768 Kbytes Ram, o que dá a memória de um disquete 2DD (baixa densidade).

Só para constar TS12 possuía uma capacidade mínima de 4 e máxima de 8 Mbytes, com resolução de 33 a 44.1 kHz á 16 bits de resolução, o que é um universo em relação ao W30, entretanto o TS12 era um sampler player, e dependia do sampler ASR10 para alimenta-lo de amostras, por isso não pode entrar em comparação com este teclado, talvez o Ensoniq Mirage que era um sampler, que também não aconselho comprar.

O W30 com esta memória, propicia ao seu usuário aproximadamente 18 segundos de armazenamento de áudio em 15 kHz e 9 segundos em 33 kHz, isto significa que você deverá dividir ou distribuir 15 segundos, (na amostragem mais baixa) pelo numero de amostras do instrumento que deverá carregar, se criar um piano com 15 amostras , estas amostras deverão consumir apenas 1 segundo cada uma, isto para ter um timbre o mais próximo possível do original gravado, e não apenas 2 ou 3 amostras o que irá descaracterizar a referida cópía nas regiões acima de 1 tom e meio da nota onde a amostra foi gravada, sem deixar de mencionar o post de nosso amigo retato gomes que acewtadamente afirmou que com 1 segundo não dá para samplear adequadamente muitos instrumentos inclusive pianos.

Infelizmente não me recordo e nem me lembro se ele aceita expansão de RAM e quanto seria esta expansão???, se realmente isso pode ser feito.

MANUTENÇÃO VERSUS PEÇAS DE REPOSIÇÃO

O Fator mais importante quando se deseja adquirir um equipamento seminivo, é o custo benefício que este teclado poderá lhe proporcionar, é fácil encontrar este teclado sendo vendido por aproximadamente 1.700 reais, nos sites de venda de seminovos, como pude perceber.

Entretanto lembre-se que este teclado possui 20 anos de vida, e com certeza você jamais será um 2o dono, é muito importante saber se ele está funcionando adequadamente, se foi bem cuidado, se já foi aberto, e se em caso de defeitos, quanto será o custo de tal manutenção.

E na pior das opções, se ainda existem peças para ele tal como Main Board e processadores, neste ultimo caso a falta desta peça possibilitará a grande possibilidade de vc se “casar” com ele.

O que hoje em dia este é o verdadeiro pesadelo de um tecladista, ver seu dinheiro suado empregado em um equipamento que poderá de uma hora para outra, se tornar objeto de decoração dependurado em alguma parede.

Sugiro extrema atenção e cuidado neste tipo de avaliação, entre em contato com a assistência técnica da marca e verifique se ainda encontram-se a disposição as peças de reposição do mesmo.


MINHA OPINIÃO

Se você “não” necessita trabalhar com arquivos de áudio, e quer este teclado apenas para copiar amostras de teclados atuais, a sugestão de minha parte, embasada na marca que ministro suporte técnico, é adquirir um Korg X5d (sem sequencer) ou Korg N364 (workstation), com certeza os sons que estes teclados possuem, são infinitamente melhores que os sons que conseguirá capturar através W30, ou então outro equipamento de outra marca, mas adquirira um produto que agrade ao seu ouvido.

Dos dois produtos que citei informo que os preços destes teclados estarão com certeza muito próximos do preço que pretende gastar neste teclado, depois no futuro você poderá utiliza-los como moeda de troca para investir em um teclado com sampler, se assim o desejar.

Um teclado com sampler que possa trabalhar com amostras efetivas tal como o Korg Triton Le que pode ler arquivos de 44kHz a 48 kHz a 16 Bit de qualquer teclado Triton top de linha, ou mesmo arquivos WAV gravados em um computador, bastando para isso adquirir duas memórias EDO de 16 a 32 Mbytes cada, e de fácil instalação.

Mais adiante poderá adquirir a placa EXB-SMPL e transformar o Korg Triton le em um sampler de verdade, e com custo benefício baixo, e com timbres residentes de qualidade, para realizar blends e combinações magníficas.

POSTAR OU NÃO POSTAR

Pensei muito antes de postar neste tópico para você, o objetivo do meu post foi tentar ajuda-lo, informando às especificações que pediu, e passando um pouco do que aprendi com tecnologia samplers em todos estes anos, espero que não fique contrariado como que escrevi.

Além disso, somos todos livres para adquirirmos o que bem entendemos que será melhor para nós.

Valeu,

Áureo Galli – Suporte Sac Korg
http://www.geocities.com/aureo59/menat.htm

alexandrespa
Veterano
# out/05 · Editado por: alexandrespa
· votar


korgman
caramba! tem q estar muito interessado no W30 pra ler tudo.Mas na essencia vc tem razao.

Se você “não” necessita trabalhar com arquivos de áudio, e quer este teclado apenas para copiar amostras de teclados atuais, a sugestão de minha parte, embasada na marca que ministro suporte técnico, é adquirir um Korg X5d (sem sequencer) ou Korg N364 (workstation),
Ou um Roland Juno D, ou um Yamaha S03, ou um Alesis QS6, ou um Kurzweil SP-76(pra piano), ou um Roland EXR-30, ou um Roland XP-30, etc,etc e etc.

fernando tecladista
Veterano
# out/05
· votar


como foi comentado acima, este teclado está ultrapassado..... assim como outros da epoca:
M-1, o meu roland D-20, o d-50 dx7 e outros que fizeram nome
alguns ainda tem um valor comercial pelo seus timbres, que mesmo com a tecnologia de hoje nos teclados novos ainda falta aquela coisa inesplicavel que tem no teclado verdadeiro, como é o caso por exemplo do d-50 (synths gordos) e do dx7 - (piano garrafinha)
a falta de tecnologia da epoca fez surgir coisas interessantes

mas no caso de samplers são teclados que me passam a ideia que não tem alma, o que vale mais é a regra do quanto mais melhor (memoria, taxa amostragem...)
um w-30 hoje só é interessante pra que presenciou aquela epoca, viveu e respirou este teclado mas não teve como adquirir um desses e ficou na saudade, pq ter que toda vez que tocar ficar carregando disco de inicialização e pra cada timbre perder um tempão pra dar um load, hoje isso hoje é um tormento

como hoje ainda uso as vezes o meu d-20 só levo de vez em quando quando o lugar que vou tocar é legal, mas se pensar bem acaba ficando muita coisa pra carregar pro lugar já que utilizo alguns timbres analogicos dele, mas só pela presença deste teclado no palco parece que toco melhor

KBRD
Veterano
# out/05
· votar


Já tive um W-30.
Comprei bem no começo, pagei 2400 dolares!!! Fiquei com ele por uns 8 anos. Vendi por R$400.
Odiava ter que carregar o sistema operacional toda vez que ia tocar. Dava preguiçaa só de pensar.
Era muito limitado. Pra tocar ao vivo era muito ruim, pois tinha que ficar organizando os disquetes que cabiam poucos timbres. E pra trocar de disquete demorava mais de 1 minuto. No meio de um show isto é uma eternidade.
O que me desanimou logo de cara foi o fato do teclado não ter nenhum efeito, nem reverb nem chorus.
No fim estava utilizando ele somente como controlador, sequencer e para disparar alguns loops de bateria sampleadas.
Mas uma coisa ele tinha de bom. As Teclas!! De todos os teclados com teclas leves que já toquei, considero as teclas do W-30 as melhores.

fernando tecladista
Veterano
# out/05
· votar


KBRD


Mas uma coisa ele tinha de bom. As Teclas!!

esta epoca foi muit boa em termos de teclas gosto das do meu d-20 e fi muita gente falando bem do mecanismo do d-50

nisso
Veterano
# out/05
· votar


as teclas do m1 tambem gostei muito elas munca me deram problemas nem uma se quer nesses anos todos de uso. tambem elas nao usa borrachas como os teclados atuais e uma especie de chapinhas.

MetalKey
Veterano
# out/05
· votar


As teclas do meu Kawai K1II são muito boas!

furtado199
Veterano
# mar/08
· votar


e ai galera, tudo bem????
tenho um modulo jv1080 e controlo ele com um w30, queria saber se tem como controlar o volume e os timbres tbm pelo w30, tem como???????????????

rickyant
Veterano
# dez/11
· votar


me adicionaem rickyant@hotmail.com

rickyant
Veterano
# dez/11
· votar


Seguinte, é um teclado excelente, vou explicar o pq, ele conseguia e consegue. fazer son de qualidade, com uma memória ridícula, essa é graned questão, os teclados de hj tem memórias grandes, e muitos não fazem 1/3 do que ele fazia, esta é a graça vc ter algum bem eantigo e muito limitado e a mais tempo, sabendo otimizar conseguir ter son profissionais e de qualidade, e o preço de um hj é na base dos 800 reais, que teclado hj vc consegue sons acústicos com esse valor? nenhum! se vc procura qualidade gastando pouco, e um pocuo de paciencia pra aprenedr a mecher e otimizar o coitdadinho q xora pra carregar um arquivo, recomendo, tive um, no momento tenho um ts-10 e digo que em termos ele embora seja mais limitado consegue ter mais naturalidade que o ts, pois embora seja limitado em memória é muito grande em síntese, ou seja, consegue através da otimização dar qualidade em síntese e funcionalidade pra compensar a falta de memória, tenho interesse em comprar um novamente, mais po uma questão vintage que gosto de velharia, se alguém puder trocar informações sobre ele e outros teclados, favor me mandarem um email rickyant@hotmail.com abrçs

morais1010
Membro Novato
# mar/17
· votar


Pessoal boa tarde , meu nome é CLAYTON e sou novo no forun, estou a procura de ajuda.......comprei um roland w30, uso como controlador, e infelizmente o floppy disk deu pau, e resolvi trocar por um floppy disk emulador USB, tenho varios programas pra formatar o pendrive, na versão 720kb, porém após a formatação, ele formata meu pendrive em 100 unidades de disk com 713 kb, sendo assim , o system da incompatibilidade por ter 720kb e não caber dentro do disk USB, alguém aqui que entenda de sistem disk?...grato pela atenção.

Synth-Men
Veterano
# mar/17
· votar


Eu não conheço o programa.

Mas quando começou esse negocio de emulador USB, formatávamos no computador no próprio Windows e digitávamos os tamanhos e a quantidade de partições. Depois de uma continha básica.

Tipo 1G / 1,44M = quantidade de partições. Só converter tudo em Kbytes.

O pendrive de 1G, dava umas 65 alocações de 1,44. O visor do emulador só ia até 99. Até mesmo os teclados com formatação 720kb, formatávamos o disquete 1,44 como 720kb.

Mas, vê se ajuda aê: https://youtu.be/U3fhKL11lMY

morais1010
Membro Novato
# mar/17
· votar


Então, atualmente eu uso o floppy disk manager emulator,versão 3, pq a primeira e a segunda versão só rodava no windows XP, e eu uso o 7,ja vi varios videos que ensinam a criar pelo MS -DOS, mais com a configuração no disquete....mais vou dar uma olhada......valeu

mark1
Membro Novato
# 24/jul/18 14:50
· votar


morais1010 amigo, vc citou que usa o w-30 como controlador, eu tenho um s-50 que é da mesma época do w-30, quais cabos vc usa para ligar no computador ou notebook, e como vc configurou no teclado, porque eu estou apanhando com o meu roland s-50 e não consigo configurar, se vc tiver um tempinho me explica por favor, obrigado.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Alguem pode me dizer algo do ROLAND W30 ?