Lista de problemas crônicos,vícios de fabricação e erros nos projetos de nossos teclados.

    Autor Mensagem
    Berg Varela
    Veterano
    # ago/13 · Editado por: Berg Varela


    Eis a minha contribuição.

    Yamaha S700,S900 : Display queima com facilidade.
    ROLAND G-800 : Backlight do Display queima ou diminui a intensidade.
    ROLAND G-70 :Placa-mãe com defeito em diversos exemplares(testemunha ocular).
    KORG KRONOS : Defeito no Keybed nas versões 73 e 88.
    ROLAND XP-80 : Display apagando e o backlight ficando fraco e a cola embaixo das teclas para colar o peso derretem.
    ROLAND JV-80 : Se desliga e liga com variações de energia.
    ROLAND JUNO-G e JUNO-STAGE: Teclado as vezes liga com o pitch bend desafinado.
    KORG TR: queima da placa-mãe de vários usuários daqui do forum.

    Rick Pac
    Veterano
    # ago/13 · Editado por: Rick Pac
    · votar


    Ô Varela , donde tirou isso , filho?

    ROLAND XP-80 - Display queima com facilidade e cola derrete ???

    Tive 4 (quatro) XP-80. Heavy user, tipo ligado em estúdio 16 horas diárias e fim de semana viagem de van,avião, ônibus; Nunca nenhum piscou o display,
    O problema da cola foi resolvido nas versões mais modernas . O meu XP com versão de ROM 1.07 ( o 2º) já não acontecia ( se não me falha a memória).

    ROLAND JV 80 . Trabalhei anos a fio nos piores lugares de energia e nunca aconteceu nada disto.

    Casper
    Veterano
    # ago/13 · Editado por: Casper
    · votar


    Vou falar dos defeitos mais graves dos equipamentos que eu uso:

    Moog Minitaur: Quando vc salva um programa via software
    ele fica salvo deslocado. Por exemplo, salva no 3, ele na verdade
    vai para o 4. Se ele recebe uma determinada sequência muito intensa
    de CC's, trava em uma nota, só para recebendo um CC "all notes off".
    Mas isso é muito raro.

    Nord Drum: A implementação MIDI é praticamente nula. Não dá para
    mudar os parâmetros de, por exemplo, filtro, por MIDI.

    Waldorf Rocket: Quando liga o equipamento com o arpejador ligado,
    ele se comporta bizarramente, solta notas fora do arpejo. Mas é só
    mudar a chave e voltar para arpejo de novo, tudo volta ao normal.

    DSI Mopho: Se vc girar a mudança de programa no encoder muito
    rapidamente (muito mesmo), aparece um programa fantasma
    de nome ?>?>?>?>?>?>?>? e som de ruído branco. Isso
    é raríssimo, mas acontece.

    Roland PMA-5:
    A parte dos efeitos nunca se lembra se o reverb
    de tal música é room ou hall, e isso para todos efeitos. Ele se
    lembra da última mudança, em outra música, e copia os parâmetros.

    BOSS BR-600: Ele não fixa o tipo de kit de bateria em uma música,
    sempre volta para standard, não importa o que vc fizer.

    Edson Caetano
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    Kronos: em sua primeira versão, teclados RH3 podiam ter falhas em algumas teclas... atualmente corrigido (mas atenção ainda existem modelos desta época sendo vendidos como novos em alguns lugares, exija o novo keyboard)

    andematos79
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    nos Yamaha´s PSR S-700 e S-900 , o problema mais crítico era nos auto -falantes que começavam a roncar se o volumes estivesse acima da metade !!! Coisa horrivel pra quem utilizava os mesmos , certa vez mandei um pra autorizada trocaram os auto-falantes e um mês depois deu o mesmo problema !!! Erro de projeto na certa !!!

    Berg Varela
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    Rick Pac

    Dê graças a Deus os seus 4 nunca ter quebrado,estou falando de problemas crônicos,em mais de um que já vi com o mesmo problema.

    Aqui onde eu moro tem uma loja que tem vários XP-80,XP-50,XP-60 e tem alguns com a cola derretendo debaixo das teclas.
    Pode ser que ai no sudeste,seja menos visível esse tipo de problema,mas aqui no Nordeste onde a temperatura é mais alta,aconteceu no teclado da banda,onde o mesmo ficava guardado embaixo no bagageiro do ônibus com uma temperatura ambiente bastante alta.
    Derretia a cola que as vezes pregava as teclas.

    Sobre o visor,realmente na época eu não via relatos que o visor havia queimado,mas agora ,vejo vários amigos meus com visor apagando e alguns com visores queimado,mas admito que seja a idade do produto.

    O problema da cola foi resolvido nas versões mais modernas

    Apesar da empresa ter resolvido o problema posteriormente,não deixa de ser um vicio de fabricação ou erro de projeto,caso do KORG KRONOS com seus primeiros KEYBED RH3.

    ROLAND JV 80 . Trabalhei anos a fio nos piores lugares de energia e nunca aconteceu nada disto.

    Acontecia tanto no JV-90,como JV-80,era só tocar em algum interior onde a energia fosse baixa que na passagem do som,quando o baterista tocasse no pedal o teclado dava um restart,quando era noite quando a energia dava uma normalizada os teclados não apresentava mais o problema,mas de vez em quando dava.

    Claro que esses problemas não vão aparecer em todos os teclados.

    Alê Sasa
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    Korg M3:

    Pads: travando. No meu caso, resolvi inicialmente através da assistência técnica. Após 2 anos começou a travar novamente um deles. O problema solucionei de vez, de acordo com orientação que recebi: lubrificar ao redor dos pads com uma fina camada de silicone. Nunca mais tive problemas além de retornarem muito mais rápido após o acionamento.

    Knob tempo: material externo é coberto em borracha branca (única peça dele que é assim). Com o suor e luz ele amarela com o tempo, mesmo limpando, pois ele é poroso. Solução: quando ficar com aspecto muito feio. Retirá-lo puxando-o cuidadosamente no sentido pra cima, e deixar mergulhado em solução com O2. (Vanish ou água oxigenada). Volta a ficar branquinho novamente. Fiz isso 2x em 5 anos.

    Botões: por causa do suor e acidez das mãos, vários usuários tiveram problemas com a impressão dos botões ( estavam apagando, impossibilitando a identificação dos mesmos ). Por precaução envelopei todos eles com película 3M ( transparente para carros).

    Teclas RH3: Vi no fórum americano que algumas começaram a aparecer um ruído mecânico bem no final do curso, embora não interfira na expressividade do tecladista e na saídas de áudio, incomoda o barulho do acionamento por ser diferente quando comparamos com as demais. O meu apareceu em 2 teclas e ainda não descobri a origem... Qualquer dias desses eu mesmo vou desmontar para ajustar esse ruído (parece um plástico encostando um no outro sem um feltro ou isolante de borracha). Nada a me desesperar...


    Agora vem o piór:
    Tela TouchScreen: Composta pelo LCD + a película que lê o posicionamento do toque ( painel digitalizador) que fica colada sobre o LCD ( adesivada pelas bordas do mesmo). O problema está nessa película. Ela é composta com várias camadas transparentes que devem sempre estar isoladas uma das outras para somente estar em contato através da pressão do toque.
    O que está acontecendo é que, por algum motivo, as mesmas estão entrando em contato direto e inutilizando o touchscreen em algumas partes da tela ou até mesmo toda tela.
    Não adianta calibrar que não vai resolver...
    Comigo ainda não aconteceu. Mas se compararmos com a linha Trinity ( que nunca ouvi falar sobre uma ocorrência dessas),isso é desesperador, uma vez que você perderá as principais funcionalidades do teclado ou todo ele.
    Por precaução estou utilizando uma caneta stylos para tal função. E rezando para que a parts-and-parts disponibilize em estoque para eu encomendar somente o painel digitalizador. Com certeza o Kronos e Krome estão com uma tela bem melhor ( capacitivas ) do que a do M3 ( resistivas ).

    Abcs

    TrinityMaster
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    Esse problema do M3 da tela é simplesmente o pior que já vi,
    Um teclado novo, com tecnologia nova apresentando um erro cronico desse onde a Tela é o coração do teclado,.Vc simplesmente não consegue fazer nada, eu tive um M3, passei por isso, um amigo pegou agora e também está passando pelo mesmo problema. Nos foruns gringos esse problema é relatado com uma frequencia absurda. Ponto negativo para a Korg... ainda bem que não vi relatos desse tipo de problema no meu Kronos... : )

    O Trinity eu tive problemas com o Joystick e com o K2600 de uma das teclas não sair som, mas acho que foram casos isolados. O Trinity foi até compreensível pq o bicho era um tanque de guerra que ia pra cima e pra baixo sem case e no porta malas do carro...rsrsrs.

    mark_valey
    Veterano
    # ago/13 · Editado por: mark_valey
    · votar


    Ô Varela , donde tirou isso , filho?

    ROLAND XP-80 - Display queima com facilidade e cola derrete ???



    Como vc disse, depende de quando a pessoa comprou o teclado. Tenho um colega que comprou um 2 anos antes de mim e a cor da cola dos pesos debaixo das teclas era rosa. O teclado dele apresentou esse problema mas ao levar na assistência técnica, a troca das teclas foi gratuita.

    No meu caso a cola era de cor preta e nunca tive problemas. O que percebi tanto no meu teclado quanto no dele é que os botões numéricos ao lado do display começaram a falhar depois de um tempo sendo necessário ir com "jeitinho" na hora de apertar para eles funcionarem.

    Também tive um problema mais grave com meu XP que o técnico disse ser recorrente: Houve o vazamento de alguns capacitores que ocasionaram um curto-circuito em um componentes da placa mãe. Infelizmente não consegui achar peças de reposição e hoje meu XP funciona como controlador.

    Alê Sasa
    Veterano
    # ago/13 · Editado por: Alê Sasa
    · votar


    Resolvi acabar com minha angústia e acabei de comprar a tela sensitiva ( digitalizadora) nos USA.

    Preço US 21,72 peça + US 40,00 do FEDEX fora os impostos que vou descobrir quando chegarem as peças. Pela minha experiência acredito que meu desembolso total em Reais, saia quatro vezes mais, a soma acima.

    A marca é da Fujtsu e é diferente do original que vem do M3. É mais transparente (menos fosco) e parece ser mais resistente segundo o usuário Mikelees da Korg USA. Ele mesmo comprou, instalou e aprovou a peça.

    Nº de ref. do Modelo da Fujtsu:
    N010-0554-T009

    Abraços.

    Berg Varela
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    ROLAND G-70 e E-80

    Os 4 Botões das variações quebram o click,por ser um dos botões com mais uso,junto do START/STOP,deferiam vir mais reforçado.

    SOLUÇÃO:Comprar click genéricos R$3,00(quebra mais rápido) ou originais R$10,00 cada e trocar na placa,SÓ FACA SE TIVER NOÇÃO DE SOLDA E ELETRÔNICA.

    Poeira se infiltra debaixo da borracha isolando o contato,fazendo a tecla,as fezes tocar mais alto ou não tocar de jeito nenhum.

    SOLUÇÃO:Abrir o teclado até ter acesso as borrachas e limpar o contato da borracha e também o da placa.SÓ FAÇA SE SOUBER O QUE ESTAR FAZENDO.

    ThyagoAmaral
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    Juno-G: Apaga o display e a Roland fez algumas trocas com o proprietário pagando apenas a mai de obra na assistência.

    Alê Sasa
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    Senhores, acabaram de chegar as telas.
    Isso mesmo. Comprei duas.

    Total de impostos: R$ 132,44 ( recolhido diretamente pelo Fedex no ato da entrega) = US$ 54,82

    Total displays: 2 x 21,72 dólares = US$ 43,44
    Total frete: US$ 40,00

    Desembolso total em US$ = 138,26
    Desembolso total em reais: R$ 334,00, isto é, 164 reais por tela.

    Impressões e análise iniciais:
    Já adianto aos usuários do Korg M3 que a tela de toque da Marca Fujitsu é muito superior em qualidade que o original.
    Condição de operação normal: até 150 g de força máxima utilizando o dedo

    Ao contrário da tela do M3, a superfície é totalmente plana e " rígida" ( ao pegar parece um vidro levando em consideração peso, transparência e resistência à torção ) sem reflexos assimétricos de luz na superfície.

    Apesar de não ainda apresentar falhas no meu Korg, percebi, através do toque e reflexo, que a parte central da minha tela está mais afundada que nas bordas. Além do película da camada externa ser extremamente mole, o que não acontece com o modelo da Fujitsu.
    De maneira alusiva, é como se uma tivesse uma bolha de ar ou líquido entre as películas de plástico e comparasse com uma outra que fosse um vidro inteiriço; lembrando que ambas são modelos com tecnologia resisitiva.

    Especificações Fujitsu Séries 554:
    http://www.fujitsu.com/downloads/MICRO/fcai/touchpanels/4_wire_standar d_ds_rohs.pdf

    Para instalar eu já estudei a respeito ,inclusive para troca dos pads, o que não foi necessário; e como tenho facilidade com eletrônica, não estou tão preocupado.. ( é claro, tomando todos os cuidados principalmente com energia eletrostática no qual utilizo uma pulseira para esse fim).

    Fiz esse dispêndio pois não penso em trocá-lo e, de maneira geral, o M3 tem me oferecido muito mais satisfação por não conseguir utilizar todo o potencial e recursos que me oferece, além de que, cada vez que o utilizo, descubro mais uma coisa nova que não havia explorado.
    Meu DX 7 mkt II está conectado a ele via áudio input, pois utilizo os efeitos internos para processar os timbres do meu Yamaha. Deu outra vida ao meu velho companheiro de estrada ( que nunca apresentou um problema desde 1997 ). Só tive que trocar a bateria interna uma vez... ( é outro que só me desfaço quando não tiver mais aqui..rs..)

    Berg Varela
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    ROLAND GW-8 :

    Problemas de desafinação quando liga em 1 semitom.

    O teclado trava em alguns styles,sem padrão,hora trava em ,hora trava em outro.

    ROLAND E-50/60:

    Bug no Style intermitente.
    As vezes o ACC 1((acompanhamento) toca mais alto que os outros ACC,precisando resetar o teclado para voltar ao normal.

    O Guimesmo
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    Outro dia toquei em um N364 que estava parado já havia um tempo. Fui brincar um pouco com uns leads e o pitch ficou desafinado. Acredito que seja problema de falta de manutenção/uso, mas vou prestar mais atenção na proxima vez que usar teclado antigo encostado.

    silvG8
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    Moog Little Phatty: Não envia o arpeggio através de USB-MIDI. Apresenta ainda um problema relacionado à corrente de energia... quando não conectado a um sistema adequado com aterramento, os parâmetros controlados por voltagem mudam continuamente ("dancing lights" nos fóruns internacionais) - não aconteceu com o meu. O encoder de seleção dos menus estraga com uma certa facilidade (relatos também de fóruns).

    V-Synth GT: Também não envia arpeggio via USB-MIDI. Não é possível samplear nada ouvindo através do USB-Audio (não transmite o áudio enquanto fazendo isso)... só se consegue através das saídas normais e de fone. Não tem outro bug... por incrível que pareça.

    Alê Sasa
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    DX 7 II: MIDI, naquela época, estava em fase de implantação e padronização, por esse motivo a velocity de transmissão ( MIDI OUT) máxima chega a 100, mas recebe ( MIDI IN ) até 127. ( o DX mkt I recebia/enviava até 100 ),
    Consequência prática: pianos elétricos do DX comandados pelo meu M3, soam saturados se não souber controlar a força e velocidade do toque. Para os timbres onde a curva é programada com velocity off, ficam iguais sem problemas.

    Usando de maneira oposta, isto é, utilizando o DX como controlador, o resultado é um timbre com volume mais fraco e mais " apagado ", sem brilho.
    Lembrando que esse resultado é sempre o mesmo para timbres com curva de velocity ativada.

    JeddyEL
    Membro Novato
    # 01/fev/19 11:09
    · votar


    ola Pessoal...sou novo por aqui...preciso de um help...meu teclado Kronos esta com problema...o rgb na tela foi alterado na ass eletrônica...por uma troca do flat 30 vias danificado...alguém sabe como retornar a cor original ?

    TrebleH
    Veterano
    # 02/fev/19 08:29
    · votar


    Korg M50:

    Travamento aleatório do sistema. Às vezes umas 10 vezes seguidas. O pior problema possível pra um teclado.
    Solução: descobri na internet que um dos capacitores da placa mãe costumava da problemas por solda fria. Refiz a solda e melhorou uns 300%. Mas nunca mais confiei no teclado

    Junos:
    Desafinação do Pitch bend, Luz de bateria acendendo a toa, travamento dos efeitos do D-Beam, mesmo após o desligamento.

    Fantom X:
    Travamento dos efeitos do D-Beam quando usa o patch remain

    Roland Em50, Em1b etc
    Enrijecimento do material da carcaça, levando a a quebra na torre dos parafusos. Botões esfarelando com o tempo.

    fernando tecladista
    Veterano
    # 02/fev/19 11:51
    · votar


    yamaha PSRs

    problemas: maioria dos usuários

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Lista de problemas crônicos,vícios de fabricação e erros nos projetos de nossos teclados.