Alguém já teve/tocou/testou um Kurzweil PC161

    Autor Mensagem
    ThePlague
    Veterano
    # jul/11


    Olá, não tem muita referência aqui no fórum (2 depoimentos negativos bem curtos, "fraco") ou na internet então abri esse tópico para que alguém que já teve/tocou ou testou o KurzweilPC161 possa me dar uma luz, razão é porque tive a oportunidade de ouvi-lo em uma apresentação no final de semana e menos de 1 minuto para "senti-lo", a princípio gostei das teclas e do timbre de piano (triple piano?) mas desconheço o restante dos timbres, achei que tinha um peso razoável no timbre, motivo, tenho um Juno-G e estudava trocá-lo;) , Procuro por teclado de 61 teclas...
    Obrigado

    ThePlague
    Veterano
    # jul/11
    · votar


    Pessoal, do Juno-G p/ p PC161 compensa??? Eu gostei muito da timbragem do K2500, não curti o fantom FA e achei o JG legal mas sem peso. O PC161 eu ouvi e gostei muito, só não pude tocar...
    Agradeço desde já se alguém puder opinar!

    ThePlague
    Veterano
    # jul/11
    · votar


    O PC161 é praticamente a mesmo coisa que um KME61 mesmo? Tinha a impressão que o KME era só uma versão faquinha de um módulo, de qualquer maneira eu me importo com timbres com peso e teclas boas, no JG tem milhares de recursos mas nenhum peso nos timbres e teclas horríveis.

    kokada
    Veterano
    # jul/11 · Editado por: kokada
    · votar


    ThePlague
    Olha, nunca toquei num PC161. Mas troquei meu Juno Stage novinho, por um PC2 há umas 2 ou 3 semanas atrás. Já tive Juno-G, mas o tamanho das teclas me desanimavam a tocar nele. Vou falar o que eu acho mais sobre o PC2 pq é o que eu tenho.

    Tanto o PC161 quanto o PC2 estão fora de linha. A diferença entre os 2 é que o PC1 já vem com a placa de Orquestrais, podendo expandir com a Classic Keys. O PC2 não vem com nenhuma das 2. Mas vou te falar, o meu PC2 já veio com essas 2 placas, que fazem TODA a diferença... A placa Classic Keys tem um CP80 maravilhoso que só por ele já compensa o gasto. Os outros timbres também são bem vintage: Rhodes, Wurlitz, Mellotron, etc, muito bons tb. Não dá pra ficar sem essa placa, nem a de Orquestrais.

    Quanto às teclas, o PC2 tem 76 teclas excelentes de se tocar, semi-pesadas, é um meio termo entre teclas de PSR e teclas pesadas. Já o PC161 não sei se é igual, mas com certeza são melhores que as do Juno-G.

    Com relação aos timbres, o PC2 não tem nem comparação a um Juno-G, pq é comparar um TOP antigo x MID level novo, acho injustiça. Não sei se o PC161 é considerado TOP antigo(acredito que sim, deve ser a versão de 61 teclas do PC1X).

    O PC2 tem ótimos timbres de instrumentos acústicos. Destaque para o piano acústico, elétricos, órgãos e instrumentos de orquestra, todos com peso que vc tanto sente falta. Já pra timbres eletrônicos achei bons, mas tem poucas opções. Eu não uso nem entendo muito de órgãos, mas pelo que o pessoal comenta, ele tem Hammonds muito bons, com controle de drawbars(não sei se é assim que escreve) e tudo mais, um recurso chamado KB3.

    Já o PC161 acredito que não tenha esse recurso.

    Esse tal de "tiple piano" já ouvi falar, mas não sei o que é, nem sei se o PC2 tem isso! aff rsrs Só sei que o piano é muito bom, de peso mesmo. Faz toda diferença numa P.A.

    Tem também a versão PC1SE tb... é uma versão limitada, que tem 76 teclas pesadas, e o grande diferencial é que já vem com timbres das placas Orquestrais e Classic Keys. Acho muito mais negócio que o PC161. Vi o anuncio no ML:

    http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-193309167-teclado-kurzweil-pc1- se-76-teclas-peso-piano-o-melhor-_JM

    Os outros modelos que vc falou nunca toquei... mas estão fora de linha tb. Talvez se assemelhe mais ao estilo do Juno-G esses da linha K...

    E pq vc não testa os novos modelos, PC3LE61, ou até os SP4? Acredito que se vc gostou dos timbres do PC161, vai gostar deles tb... e tb vai perder menos dinheiro quando precisar vender depois...

    ThePlague
    Veterano
    # jul/11
    · votar


    Valeu kokada, quando você diz que não tem comparação com os timbres do Juno-G o que você quiz dizer realmente?
    Olha, eu achei um PC3LE61 bom de preço na HollandExport mas não sei se a loja é de confiança.

    NillMaker
    Veterano
    # 13/dez/18 12:13
    · votar


    Pessoal, bom dia!


    Estou apenas ressucitando o tópico porque recentemente adquiri um PC161 e acredito que esse review vai dar um norte pra que quer adquirí-lo.

    Como já estamos praticamente entrando no ano de 2019, creio que essas avaliações vão ajudar bastante, visto que hoje em dia temos teclados muito modernos com diversas funcionalidades, e vai ser muito útil para esclarecer algumas dúvidas.


    Adquirir um PC161 nessa altura do campeonato vale a pena? Na minha humilde opinião, sim.


    Aí vão resumidamente os pontos:


    Fortes:

    Com certeza os pianos, pianos elétrico, clavs e cordas. São realmente maravilhosos! Falam muito no P.A. Você consegui ajustar a sensibilidade no teclado.
    Além disso ele é muito versátil e tem os timbres bem à mão. Você consegue fazer um layer ou split simples (2 timbres) praticamente com poucos passos.
    Os pianos REALMENTE falam muito bem.Já tive o KME61 e digo que embora parecidos, o PC é infinitamente melhor, além te ter o dobro de polifonia (64) do KME.

    Os rhodes são feras. Possuem ótima textura, e os pianos elétricos são top também. Pra quem não gosta de ficar inventando muito timbre é otimo. Nos próprios knobs você consegue alterar low, mid e high

    Clavs gordos, string muito legais também. Pra misturar timbres e tals é bem facil.


    Fracos:

    O maior problema que EU achei (embora pra muitos não seja), são principalmente os PADS.
    São legais. Mas a maioria que tem la, na prática, não são tãaao usáveis assim. Existe dois chamados Analog e Analogica, mas de fato precisariam de uma edição de curtoff, e é aí que vem um dos maiores problemas.

    Existem no teclado 200 e poucos efeitos (muito bons por sinal), mas você não consegue editar filtros (resonance, curtoff, dacay, etc).
    Isso acaba de prendendo um pouco nos timbres e efeitos que existem lá. Claro que é importante lembrar que o PC na realidade é um controlador, por isso, até entendo a falta de edição desses pontos.

    Mas que faz falta, isso faz. Além disso, ele tem muita função de synth (inclusive poder endereçar funções para todos os knows, modulation wheel, etc) e acho que não teria custado nada poder editar esses parâmetros.

    Outros:

    Os orgãos são legais também. Violões, metais não são lá KORGS, mas também tranquilos.
    Leads e synths muito legais,

    Pra que procura um tecladão parrudo, bonito, com timbres muito bons e acima da média. ele é o cara.

    uma função que achei top top mesmo, é uma que você pode fazer nas configurações gerais.
    Você pode alterar o modo de funcionamento da saída de audio de stereo para mono. Isso faz com que toda o audio saia pelo L, sem perda de sinal.

    Isso na prática é maravilhoso, porque faz o timbre sair bem gordo, com consistência, mesmo usando só a saída L. Se ligar ele em stereo, e ligar os dois canais, sai mais maravilhoso ainda.


    Bom, espero ter ajudado e se precisar, pode perguntar!


    Abraços à todos!

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Alguém já teve/tocou/testou um Kurzweil PC161