É normal a parte do baixo do violão formar uma "barriguinha"?

    Autor Mensagem
    junior123321
    Membro Novato
    # 02/mai/21 16:00


    Pesquisei na Internet e não achei nada sobre o estufamento da parte de baixo do violão. É o seguinte: quando eu coloco meu violão no chão, com as cordas viradas pra cima, consigo perceber que a mão dele fica encostando no chão, pensei que o braço estivesse torto, mas se eu pressionar o violão na região do cavalete, a mão desencosta do chão, aí eu percebi que meu violão tá com a parte de trás um pouco inchada, como se fosse uma barriga (tão sutil que eu mal consigo perceber olhando) e quando eu guardo o violão deitado é o suficiente pra fazer a mão ficar encostando no chão, tipo quando vc deixa o violão em pé apoiado na parede pela mão. Existe algum risco para o instrumento em manter o violão assim? Ainda está na garantia, devo devolvê-lo?

    Continua no post 2

    junior123321
    Membro Novato
    # 02/mai/21 16:01
    · votar


    Coloquei ele no chão e essa barriguinha no meio faz com que o violão tenda à parte mais pesada (o braço) aí o corpo na parte da frente fica meio levantado. Ao ponto de eu conseguir enfiar os dedos por baixo

    https://imgur.com/a/rdoCPd8

    megiddo
    Membro
    # 02/mai/21 17:26
    · votar


    Boa parte dos violões tem um abaulamento no fundo, ainda que mínimo, discreto. No seu violão, vai um pouco além disso - se é que se trata de abaulamento, que não é estufamento.

    Algumas escolas de construção trabalham com um abaulamento maior, buscando certas características físicas (resistência, tensão, alteração no padrão de ressonância...) que se traduzem em características sonoras (volume, reforço dos graves).

    A partir de um certo ponto, isso não é desejável por fragilizar o fundo do violão.

    Tire uma foto do perfil do violão e também uma do fundo, acredito que serão mais úteis pra identificar a natureza dessa curvatura.

    junior123321
    Membro Novato
    # 02/mai/21 18:23
    · votar


    megiddo
    Aqui
    https://imgur.com/a/x7D56ru

    Djrafahh
    Membro Novato
    # 03/mai/21 08:35
    · votar


    junior123321
    Aparentemente a construção do seu violão tem sim uma diferença. O que seria normal para o modelo visto que é de fábrica.
    Ja tive um com essa construção, deixava mais confortável o apoio do braço no corpo.

    junior123321
    Membro Novato
    # 03/mai/21 11:59
    · votar


    Djrafahh
    O problema é que quando deixo ele deitado com a boca virada pra cima, a mão fica encostada na mão, apoiando o peso do violão. Isso não entortaria o braço?

    Djrafahh
    Membro Novato
    # 03/mai/21 12:10
    · votar


    junior123321
    Ao meu ver o braço foi projetado para aguentar a tensão das cordas que é muito grande. Não creio que o peso do corpo afetaria muita coisa, o unico problema é as condições em que ele é exposto. Chão úmido, temperatura elevada, isso sim faz as madeiras reagirem.
    Mas alguem com mais experiência vai passar pra deixar isso mais claro pra você. Eu sou apenas entusiasta.

    Lelo Mig
    Membro
    # 03/mai/21 13:26
    · votar


    junior123321

    Fica difícil dar um parecer sem ter certeza do tipo construtivo do violão.

    Se ele possui um abaulamento no fundo (não por empeno) mas sim propositalmente na construção, como citou nosso amigo megiddo, a mão (headstock) encostar no chão pode ser normal, é apenas uma questão de equilíbrio, como uma gangorra. Explico:

    O Braço (conjunto braço, escala e headstock) costumam pesar mais que o corpo (bojo). Mas o violão não pende para o headstock, porque o fundo é grande e reto o suficiente para "aguentar" o braço flutuando sem encostar a mão no chão.

    Se você têm um fundo abaulado ou o ponto de equilíbrio deslocado no sentido do braço, ele vai pender, como uma gangorra que você equilibra depois dá um toquinho em um dos lados.

    De qualquer forma (estando tudo em ordem), deixar/guardar violão deitado de "barriga prá cima" não é uma posição correta. Você expõe o instrumento a sua posição de maior fragilidade.

    junior123321
    Membro Novato
    # 03/mai/21 14:50
    · votar


    Lelo Mig
    De qualquer forma (estando tudo em ordem), deixar/guardar violão deitado de "barriga prá cima" não é uma posição correta. Você expõe o instrumento a sua posição de maior fragilidade.
    Por que? É melhor deixa-lo de barriga pra baixo?
    E mais uma dúvida, quando eu toco a corda solta ele está afinado, mas quando eu toco a corda pressionada na casa 5, por exemplo, a nota está um pouco mais aguda do que deveria. Isso é normal? As cordas não são tão mais novas, tô usando elas a uma semana mais ou menos. As cordas vão ficando mais altas quando chegam perto do corpo do violão, e as cordas nas primeiras casas estão mais baixas, será que é por isso que as notas estão um pouco desafinadas?
    Da pra tocar com essa leve desafinação ou precisa mandar em um luthier pra regular?

    instrumentista
    Membro Novato
    # 03/mai/21 18:54 · Editado por: instrumentista
    · votar


    junior123321
    muitas perguntas, a posição mais correta é com o violão de barriga pra baixo pois assim o peso é distribuído de maneira uniforme no braço, já que toda a face da escala encosta na superfície (isso pra um instrumento fora do hardcase).

    Seu violão parece ter um raio de fundo muito pequeno, dependendo do fabricante é assim mesmo, o mais comum não é que seja tanto, porém como disseram ai, isso varia. Essa desafinação das cordas pode ser um instrumento mal regulado, de fato, mas acredito que é mais a forma como você tá tocando. No Brasil a gente conta as casas (e não os trastes como o pessoal pelo mundo costuma fazer) e isso meio que dá uma ideia errada de como posicionar os dedos ao fazer um acorde, geralmente vejo os iniciantes colocando o dedo no meio da casa e o jeito mais correto é posicionar o dedo o mais perto do traste (que se refere aquela casa/nota) possível, ou seja, se você quer fazer a nota da 5ª casa soar aperte a corda o mais perto do traste possível,o traste sempre fica pra trás (na direção do corpo) da casa. No seu caso a nota está soando aguda então pode ser a força que você tá fazendo pra apertar a corda que está desafinando, e tocar perto do traste faz com que você precise de menos força inclusive, então isso pode resolver teu problema.

    É SUPER normal a altura das cordas ir aumentando quando vai chegando perto do corpo, na verdade quanto mais perto do rastilho, mais alta é a corda, isso é pra compensar a angulação do braço e faz parte das características estruturais do instrumento. Agora, não quer dizer que cordas altas são normais, depende do quão alto tá isso ai. Se você conseguir medir e colocar aqui a medida da altura das cordas na 12ª casa (tem no google como faz isso) ajuda a te dizer se teu instrumento precisa ou não de regulagem. No mais, altura de corda não deveria interferir tanto assim, a afinação ao longo do braço tá muito mais relacionada com a posição dos trastes e a regulagem de oitavas no cavalete e o canal correto da pestana (como chamam um violão bem afinado), pra altura interferir o instrumento tem que tá MUITO desregulado, seria impossível (ou quase) tocar num instrumento desses, não quer dizer que a altura não mude um pouco a afinação, ele pode mudar sim, mas num afinador desses digitais de celular seria muito imperceptível, se tá causando desafinação suficiente para aparecer mais agudo provavelmente o rastilho do seu violão já tá meio gasto, ou seus trastes estão mal posicionados.

    junior123321
    Membro Novato
    # 03/mai/21 19:17
    · votar


    instrumentista
    No Brasil a gente conta as casas (e não os trastes como o pessoal pelo mundo costuma fazer) e isso meio que dá uma ideia errada de como posicionar os dedos ao fazer um acorde, geralmente vejo os iniciantes colocando o dedo no meio da casa e o jeito mais correto é posicionar o dedo o mais perto do traste (que se refere aquela casa/nota) possível, ou seja, se você quer fazer a nota da 5ª casa soar aperte a corda o mais perto do traste possível,o traste sempre fica pra trás (na direção do corpo) da casa. No seu caso a nota está soando aguda então pode ser a força que você tá fazendo pra apertar a corda que está desafinando, e tocar perto do traste faz com que você precise de menos força inclusive, então isso pode resolver teu problema.
    Eu já aperto a corda bem perto do traste. E mesmo assim fica levemente desafinado. Por exemplo, quando eu toco a mizona solta tá ok, mas quando eu faço um lá, fica levemente desafinado
    print do afinador: https://imgur.com/a/qrv9AGf


    É SUPER normal a altura das cordas ir aumentando quando vai chegando perto do corpo, na verdade quanto mais perto do rastilho, mais alta é a corda, isso é pra compensar a angulação do braço e faz parte das características estruturais do instrumento. Agora, não quer dizer que cordas altas são normais, depende do quão alto tá isso ai. Se você conseguir medir e colocar aqui a medida da altura das cordas na 12ª casa (tem no google como faz isso) ajuda a te dizer se teu instrumento precisa ou não de regulagem. No mais, altura de corda não deveria interferir tanto assim, a afinação ao longo do braço tá muito mais relacionada com a posição dos trastes e a regulagem de oitavas no cavalete e o canal correto da pestana, pra altura interferir o instrumento tem que tá MUITO desregulado, seria impossível (ou quase) tocar num instrumento desses.

    Medi aqui e deu 0,5cm de altura na casa 12. É muito?

    Lelo Mig
    Membro
    # 03/mai/21 22:31
    · votar


    junior123321

    "Por que? É melhor deixa-lo de barriga pra baixo?"

    A melhor posição é em pé.

    Um violão deitado em cima da cama, por exemplo, cedo ou tarde alguém vai sentar em cima e se tiver com o braço prá cima piorou, porque o braço pode fazer uma alavanca e partir o corpo.

    Não tá tocando? Passa um paninho e coloca no pedestal. Pendura no suporte de parede. Ou, em ultimo caso, coloca em pé, num lugar onde ninguém transite, tipo vão entre o guarda roupas e a parede. Esta é a posição onde o violão é mais resistente e onde cobre o menor espaço, o que diminui a chance de acidentes. Parou 20 minutinhos prá tomar uma água? Se não têm pedestal, coloca ele em pé quase encostado na parede.

    Mas aconselho comprar um pedestal ou suporte de parede, é barato, não há desculpa para não ter um.

    https://www.americanas.com.br/produto/1729767311?opn=YSMESP&sellerid=2 1556776000162&epar=bp_pl_00_go_im_todas_geral_gmv&WT.srch=1&acc=e789ea 56094489dffd798f86ff51c7a9&i=58ba405ceec3dfb1f8c74ca8&o=5ec7e2fff8e95e ac3ddd06f0&gclid=Cj0KCQjwvr6EBhDOARIsAPpqUPEte9_fyJ15ZlVKSgoQR5zOtMWs8 uwPvh7VzuGC1glK3Qxm2yIM_lwaAsp1EALw_wcB

    junior123321
    Membro Novato
    # 04/mai/21 09:50 · Editado por: junior123321
    · votar


    Lelo Mig
    Um violão deitado em cima da cama, por exemplo, cedo ou tarde alguém vai sentar em cima e se tiver com o braço prá cima piorou, porque o braço pode fazer uma alavanca e partir o corpo.

    Eu guardo em cima do guarda roupa, zero risco de alguém sentar nele kkkkk

    Não tá tocando? Passa um paninho e coloca no pedestal. Pendura no suporte de parede. Ou, em ultimo caso, coloca em pé, num lugar onde ninguém transite, tipo vão entre o guarda roupas e a parede. Esta é a posição onde o violão é mais resistente e onde cobre o menor espaço, o que diminui a chance de acidentes. Parou 20 minutinhos prá tomar uma água? Se não têm pedestal, coloca ele em pé quase encostado na parede.


    É que tem criança em casa e eles são bem bagunceiros, acho q se deixar fácil de pegar eles vão acabar derrubando no chão ou quebrando

    Lelo Mig
    Membro
    # 04/mai/21 12:59
    · votar


    junior123321

    "Eu guardo em cima do guarda roupa, zero risco de alguém sentar nele kkkkk"

    Neste caso não há perigo e tanto faz braço prá cima ou para baixo, desde que não haja o risco de alguém colocar alguma coisa em cima dele.

    "É que tem criança em casa e eles são bem bagunceiros, acho q se deixar fácil de pegar eles vão acabar derrubando no chão ou quebrando"

    Sem dúvida.

    Ningen
    Veterano
    # 04/mai/21 13:15
    · votar


    junior123321

    Depois de uma certa idade todo mundo cria uma barriguinha, cara.

    [piadinha mode off]

    instrumentista
    Membro Novato
    # 04/mai/21 19:19
    · votar


    Neste caso não há perigo e tanto faz braço prá cima ou para baixo, desde que não haja o risco de alguém colocar alguma coisa em cima dele.

    Tanto faz? Não mesmo cara, corda pra cima só se for com o braço apoiado por toda sua extensão, caso contrário você estará causando riscos ao instrumento.


    Eu já aperto a corda bem perto do traste. E mesmo assim fica levemente desafinado. Por exemplo, quando eu toco a mizona solta tá ok, mas quando eu faço um lá, fica levemente desafinado
    print do afinador:


    Bom pelo que da pra ver a desafinação tá relativamente grande mesmo, como tu disse teu violão tá com as cordas altas, e estão mesmo, 0,5cm é coisa pra caramba. Pode ser isso, mas creio que seja mais o que eu disse o rastilho pode tá com a compensação mal feita ou gasta, então... recomendo fortemente ir ao luthier que ele vai resolver tudo isso, vai regular teu violão, ver se é normal essa barriga (creio que seja) e principalmente arrumar essa compensação de oitavas no rastilho e na pestana se for o caso.

    junior123321
    Membro Novato
    # 05/mai/21 22:27
    · votar


    instrumentista
    Bom pelo que da pra ver a desafinação tá relativamente grande mesmo, como tu disse teu violão tá com as cordas altas, e estão mesmo, 0,5cm é coisa pra caramba. Pode ser isso, mas creio que seja mais o que eu disse o rastilho pode tá com a compensação mal feita ou gasta, então... recomendo fortemente ir ao luthier que ele vai resolver tudo isso, vai regular teu violão, ver se é normal essa barriga (creio que seja) e principalmente arrumar essa compensação de oitavas no rastilho e na pestana se for o caso.
    O instrumento novo já tá dando problema? Quanto que o luthier cobraria pra regular? Se tá com defeito na rastilho e pestana não seria caso de ir na loja trocar o instrumento (ainda tá na garantia)?

    instrumentista
    Membro Novato
    # 06/mai/21 01:10 · Editado por: instrumentista
    · votar


    junior123321
    O violão é novo? Se for novo leva na loja e pede troca na hora. Preço de luthier é difícil cara, aqui em Brasília um serviço desses (regulagem mais a regulagem das oitavas no rastilho) sairia uns 200 mangos, pra trocar o rastilho seria uns 250. O que eu recomendo: leve num luthier e peça uma análise e se possível ofereça um pagamento (50/100 reais) pra ele elaborar um parecer técnico pra você é ai leva na loja. O instrumento vir desregulado até passa, cada músico tem sua preferência de regulagem e altura de cordas, mas um violão que não afina é DEFEITO estrutural então eu iria pedir uma troca mesmo.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a É normal a parte do baixo do violão formar uma "barriguinha"?