Violão, uma Paixão Nacional - Por que será? - supermulti

Autor Mensagem
supermulti
Revelação e Virtuose
Prêmio FCC violão 2008
# dez/08


O violão é um instrumento mágico que encanta a todos os brasileiros, em qualquer lugar, em qualquer época, sem exceção.

Seja na mesa de um bar, seja lááá no interiorzão no meio do mato, ou na cidade grande, todos ficam sensibilizados e logo se aproximam, mesmo que disfarçadamente, quando alguém está tocando este instrumento. Até se você tocar num violão velho, caindo aos pedaços, haverá pessoas que irão parar para vê-lo tocar ou para dar uma canja.

Na sua opinião, por que o violão é um instrumento tão querido, amado e que cativa tanto as pessoas?

Ou seja, por que o violão é uma paixão nacional?

Abs.

Pardal
Veterano
# dez/08
· votar


supermulti

Isso tem a ver com raízes históricas. O violão descende de outro nstrumento que veio ao Brasil muio cedo, desde a época do começo da colonização.

A vihuela, instrumento de cinco ordens, uma simples e quatro em pares, chegou ao nosso país bem cedo, antes dos 1600. Também a guitarra, com quatro ordens, uma simples e três em par, era uma variante comum. Por volta do século XVIII, um europeu em vsita ao nosso país, notou que não havia uma pessoa, em todo o lugar que ele fosse, que não tvesse seu instrumento de cordas dedilhadas. Nas Minas gerais, em específico, notou que às vezes nem roupa direito tinham para cobrir o corpo, mas todos possuíam seu instrumento.

A Guitarra Barroca, instrumento de cinco ordns, exatamente como a vihuela, mas com uma construção diferenciada, foi a mãe do violão. Tanto que, quando chegou aos gajos, olharam o instrumento, que parecia uma vihuela, mas era maior, e lhe deram o nome de violam, ou violão, como hoje se chama. Mas um instrumento semelhante já era tocado em terras tupiniquins. O violão logo ganhou espaço, pois a alteração para cordas simples ajudou muito na elaboração de novas técnicas, apesar de fazer desaparecer outras. Novas possibilidades surgiram e o instrumento rapidamente substituiu a vihuela. Ao mesmo tempo, a corte havia vindo ao Brasil e isso aumentou o incentivo à cultura, pois a corte "necessitava" desse luxo que a música proporciona. Assim, o violão foi sempre o instrumento mais popular. À partir das modinhas que foram editadas na época da independência, passando pelo Choro, Samba, Bossa-Nova, MPB e até hoje, o violão ganhou espaço no meio popular e continua ganhando.

PanthFinder
Veterano
# dez/08
· votar


Pardal
Boaa =)

Bog
Veterano
# dez/08
· votar


supermulti
encanta a todos os brasileiros, em qualquer lugar, em qualquer época, sem exceção.

Claro que tem exceção! Minha bisavó achava que violão era coisa de malandro, vagabundo! =P

Kamus23
Veterano
# dez/08
· votar


Não importa se o cara toca pop rock ou bossa nova, pra mim se for bem tocado fica lindo...

Pardal

Desculpe, mas essa sua historia ai parece muito a da Viola Caipira tambem...

Não é?

Prof. Grosélio
Veterano
# dez/08
· votar


Kamus23
essa sua historia ai parece muito a da Viola Caipira tambem...

Daqui a pouco alguém diz que é tudo mesma coisa.

Rafa-Ban
Veterano
# dez/08
· votar


Prof. Rosélio Araujo
é td a msm coisa...hauhauhaushaushuahsua brincaderira :P
olha,eu gosto de violão,qdo eu to apanhando da guita,seja num exercício ou numa música..eu pego meu giannini e relaxo,não tem fode roadie pra regular,as entonaçãoes perfeitas,é fácil de afinar (pros meus ouvidos) além de ser um instrumento completo

CheshireCat
Veterano
# dez/08
· votar


Não importa se o cara toca pop rock ou bossa nova, pra mim se for bem tocado fica lindo...[2]

Confesso que morro de inveja dos violonistas. Vocês podem pegar seu violão e levar pra qualquer lugar. T_T

erico.ascencao
Veterano
# dez/08
· votar


Acho que o fator econômico ajuda muito. É o instrumento mais barato que tem, logo 90% das pessoas que querem estudar música passam pelo violão, mesmo que desistam duas semanas depois.

kiki
Moderador
# dez/08
· votar


Bog
Claro que tem exceção! Minha bisavó achava que violão era coisa de malandro, vagabundo! =P
mas ce sabe que tinha meio isso antigamente, lá pelo brasil imperio?

a alta sociedade tocava piano, instrumento erudito. comprava partituras, estudava em conservatorios e realizava saraus em casa.
as boas moças tocavam piano e/ou cantavam

violão era instrumento de malandro, leva no ombro, toca no bar. é da boemia...
e vai na janela da boa moça fazer uma seresta

Bog
Veterano
# dez/08
· votar


kiki
mas ce sabe que tinha meio isso antigamente, lá pelo brasil imperio?

Eu sei. Era coisa de vagabundo mesmo. Só coloquei porque li que

encanta a todos os brasileiros, em qualquer lugar, em qualquer época, sem exceção.

Pardal
Veterano
# dez/08
· votar


Bog
kiki

De fato, o violão era malvisto pois as músicas que nele se executavam eram, em geral, vocais (modinhas, por exemplo). Mas poucos tinham o nobre piano. Na época do Villa-Lobos, quem tinha calos nas pontas dos dedos da mão esquerda e unha grande na direita era preso. Motivo pelo qual Heitor não possuía unha grande, pois podia dizer que tocava violoncello (tinha se formado no conservatório) e se safava.[

Kamus23

Desculpe, mas essa sua historia ai parece muito a da Viola Caipira tambem...

Na verdade, a vihuela é meio que mãe da viola caipira. Quando fala-se que todos de Minas Gerais tocavam, está-se falando da viola caipira, filha da vihuela e meio que influenciada pela guitarra barroca... Mas é da guitarra barroca de seis ordens (prima simples e cinco pares) que nasce a guitarra clássica (seis ordens simples, um violão primitivo de dez trastes).

Prof. Rosélio Araujo
Rafa-ban

[i]Daqui a pouco alguém diz que é tudo mesma coisa.


Não é não. A viola caipira veio da vihuela, e o violão da guitarra barroca. Ambas tinham construção diferente e, se você quiser entender assim, a guitarra renascentista (quatro ordens, prima simples, três pares) foi mãe tanto da vihuela quando da guitarra barroca. Assim, ambos vêm do mesmo lugar, afinal.

nicida
Veterano
# dez/08
· votar


Pardal
porra!
tu manja hein?

supermulti
Revelação e Virtuose
Prêmio FCC violão 2008
# dez/08
· votar


Bog

Eu sei.

Eu também sei.

Só coloquei porque li que
encanta a todos os brasileiros, em qualquer lugar, em qualquer época, sem exceção.


E você acha que não? A falsa moralidade de épocas passadas não deixava isso transparecer...

Até em épocas bastante recentes, um dos maiores escândalos ou transgressões que um jovem podia cometer era tomar uma cerveja no balcão de um bar e se misturar numa roda de boêmios tocando violão... (pura hipocrisia)

Ainda bem que hoje isso mudou. O cara que toca legal violão agrada e é bem quisto em qualquer lugar.

Agora, o que é ruim são aqueles que denigrem a imagem do violão usando-o apenas como um pretexto para beber, usar drogas e bagunçar. E tocar que é bom, nada...

Abs.

supermulti
Revelação e Virtuose
Prêmio FCC violão 2008
# dez/08
· votar


Hoje em dia, ser boêmio e tocador de violão é a coisa mais inocente e normal. Porém, devido à onda nefasta de violência e de crimes que assola a todos, está meio perigoso, porque você pode ser assaltado dentro do bar ou tomar um tiro enquanto toca violão distraído num boteco! rsrs

Abs.

Prof. Grosélio
Veterano
# dez/08
· votar


supermulti
O violão é um instrumento mágico que encanta a todos os brasileiros, em qualquer lugar, em qualquer época, sem exceção.

Será que não é porque ele tem aquela "voltinha" que parece uma "cinturinha." Aí o cara pega a caixa acústica e pensa que é uma bunda. Pode ser. Porque não.

Bog
Veterano
# dez/08
· votar


supermulti
E você acha que não?

Acho não. SEI. Você disse TODOS os brasileiros, em TODAS as épocas, e SEM exceção. Existiram brasileiros que não gostavam de violão, ao menos em alugma época. Logo, existem exceções.

Ainda bem que hoje isso mudou.

Com certeza, hahaha. Já pensou se meu sogro aparecesse dizendo: "sai da vida da minha filha, não quero vagabundo que toca esse instrumento de preto vagabundo perto dela"? Século XXI > Século XIX.

supermulti
Revelação e Virtuose
Prêmio FCC violão 2008
# dez/08
· votar


Bog

Existiram brasileiros que não gostavam de violão, ao menos em alugma época. Logo, existem exceções.

Eu disse que se ENCANTAVAM com o violão, e não que GOSTAVAM DE violão. São coisas distintas:

O violão é um instrumento mágico que encanta a todos os brasileiros, em qualquer lugar, em qualquer época, sem exceção.

Quebrar paradigmas, ir contra a maré era muito difícil. Então, era mais fácil falar que não gostava de violão para os pais e fazer papel de boa moça, mas flertar escondida com os "vagabundos que tocam violão", do que admitir que gostava de violão e a moça ser tachada de "imoral" ou ""desregrada" pelos familiares... Principalmente, no caso dos imigrantes...

Abs.

makumbator
Veterano
# dez/08
· votar


supermulti

Sim, é verdade a questão da aparência de moralidade, mas o que o Bog quer dizer, é que há pessoas que realmente não gostam do violão, ou nem de música, e sem que se trate de hipocrisia, costumes de época ou qualquer coisa assim. Tem gente que sinceramene não gosta e pronto.
Sem contar, casos médicos, como de amusia e semelhantes, em que a música não provoca nenhuma reação de reconhecimento e empatia no cérebro, ou a reação é desagradável e dolorosa. E ao contrário do que se pensa, amusia não é tão rara(principalmente em níveis mais leves). Te garanto que essa parcela de pessoas, não só não gosta de violão, como também não obtém qualquer prazer na música de maneira geral.

Soulface
Veterano
# dez/08
· votar


E até pq, é bem mais fácil vc ver o cara tocando violão num bar qualquer, do q um louco carregando um piano nas costas pra tocar na esquina passando o chapéu.

Minow
Veterano
# dez/08
· votar


makumbator
Isso deve ser extremamente triste, não apenas não apreciar uma forma de arte, mas sentir repulsa por ela.

makumbator
Veterano
# dez/08
· votar


Minow

É triste com certeza! O mais curioso é quando músicos adquirem essa condição neurológia após acidentes na cabeça(amusia pode ser provocada por traumas no cérebro, ou nascer com a pessoa). É o fim da carreira, e a maioria deixa até de ouvir música por hobby, pois aquilo se torna um mero agrupamento de sons sem sentido algum para o cérebro afetado.

As pessoas que nascem com essa condição em versão severa, não se sentem tão afetadas, pois para elas, a música nunca significou coisa alguma em suas vidas. Acabam tendo uma vida normal, apesar de nunca desfrutarem dos prazeres dess arte. São como surdos totais, com a diferença que eles ouvem os sons, mas o cérebro deles simplesmente não registram e processam o som da maneira convencional como em nossos cérebros.

Mas há casos mais leves, e os neurologistas suspeitam que boa parte das pessoas que não gostam de música e obtém muito pouco prazer ou empatia com ela(apesar de entendê-la), podem ter versões brandas de amusia.

Deu para perceber que eu adoro esse assunto de música e cérebro, não é mesmo? Heheheh

Bog
Veterano
# dez/08
· votar


supermulti
Eu disse que se ENCANTAVAM com o violão, e não que GOSTAVAM DE violão.

Aaaaah tá. Se não é se "encantar" gostando, o que seria esse "se encantar"? Exemplifique, por favor. Como uma pessoa como a minha bisavó "se encantava" com o violão, exatamente?

makumbator

É bem isso, cara! Tem gente que não gosta, e pronto! Não sei por que alguém faz tanta questão de que o troço "encante" todo mundo, sem exceções.

Agora, esse negócio de amusia é bizarro, né? Como eu faço pesquisas em inteligência artificial, sempre acho interessantes essas esquisitices que mostram um pouco como funciona o cérebro humano.

makumbator
Veterano
# dez/08
· votar


Bog

Agora, esse negócio de amusia é bizarro, né?

Muito louco! Tenho muita curiosidade para saber como seria a percepção e sensação dessas pessoas em relação à música.

sempre acho interessantes essas esquisitices que mostram um pouco como funciona o cérebro humano

Também acho o assunto fascinante, e mesmo como leigo nessa área, procuro sempre ler e acompanhar estudos nesse campo de interação entre arte e ciência.

Para o seu campo de pesquisas, o estudo desse tipo de problema, que revela um pouco do funcionamento do cérebro humano, deve ser bastante revelador. Eu como leigo, acredito que o entendimento do cérebro deve ser muito importante para se criar um sistema artificial que cada vez mais se aproxime da sutileza da percepção humana, mas somado com as vantagens de processamento "bruto" das máquinas.

kiki
Moderador
# dez/08
· votar


Bog
makumbator
Agora, esse negócio de amusia é bizarro, né?

Muito louco! Tenho muita curiosidade para saber como seria a percepção e sensação dessas pessoas em relação à música.


ces já viram o livro "alucionações musicais", do oliver sacks?

lá ele conta sobre isso e outros fenômenos neurológicos relacionados à musica.

de acordo com as descrições de pessoas que tem amusia, ouvir musica é igual ouvir um monte de panelas caindo no chão.

supermulti
Revelação e Virtuose
Prêmio FCC violão 2008
# dez/08
· votar


Bog

Como uma pessoa como a minha bisavó "se encantava" com o violão, exatamente?

exatamente?

Exatamente é difícil saber, até porque eu não a conheci pessoalmente! huahuahuahuahua!!!

Brincadeira!

Se não é se "encantar" gostando, o que seria esse "se encantar"?

A pessoa não precisa necessariamente entender, gostar de uma coisa ou de um instrumento para se encantar com ela.

Exemplifique, por favor.

Há pessoas, por exemplo, que têm verdadeira ojeriza e pânico do mar, mas mesmo assim têm um certo fascínio e encantamento por ele...

No caso do violão, a pessoa pode gostar do formato:
Prof. Rosélio Araujo
Será que não é porque ele tem aquela "voltinha" que parece uma "cinturinha." Aí o cara pega a caixa acústica e pensa que é uma bunda. Pode ser. Porque não.

Pode gostar do fato de ser um instrumento construído com determinadas madeiras/árvores, ou simplesmente gostar do aroma da madeira, etc, etc...

A sua bisavó poderia se encantar facilmente com o violão vendo o Segóvia tocando Astúrias, por exemplo... Talvez ela tivesse a idéia na cabeça de que violonista é aquele que fica no bar se embriagando demais e tocando o violão, todo desafinado, com aquelas batidonas... rsrs

Eu, particularmente, não gosto de percussão. Jamais me imaginaria tocando.. Mas, com certeza, vendo um percussionista bom tocando, me encanto com o instrumento, mesmo não gostando dele...

P..., Bog, desse jeito você tá querendo que eu escreva uma tese sobre "Como se Encantar com o Violão mesmo não Gostando Dele"! huahuahuahuahuahuahuahuahua!!!

makumbator

há pessoas que realmente não gostam do violão, ou nem de música, e sem que se trate de hipocrisia, costumes de época ou qualquer coisa assim. Tem gente que sinceramene não gosta e pronto.

Excetuando-se casos patológicos como o que você citou, da amusia, não creio não... Cite-me três casos pessoais, que você conhece, e o motivo pelo qual cada um não gosta de violão...

Eu acho que isso tá sempre ligado à coisa do preconceito, "pré-conceito" ou imagem negativa que a pessoa tem sobre determinada coisa ou pessoa. Ou seja, a coisa da generalização. Você não acha?

- Exemplos extremos de pré-conceito ou imagem negativa: "todo gordo é preguiçoso, burro e lerdo"; "todo favelado é bandido"; "todo homossexual é sem vergonha"; "todo adolescente é irresponsável"; "todo policial é violento"; "todo japonês é mais inteligente e trabalhador"; e..."todo violonista é vagabundo".

Sem contar, casos médicos, como de amusia e semelhantes

Estes casos são bastante esporádicos, isolados e creio que não representam uma parcela significativa da sociedade brasileira, que é, por natureza, musical, alegre e que gosta e se encanta não só pelo violão, mas por todo instrumento ou forma de arte bem executada e feita com verdade.

Tá bom, vai! Na primeira oração do tópico, esqueçam o "sem exceção"!

huahuahua!!!

Abs.

makumbator
Veterano
# dez/08
· votar


supermulti
Excetuando-se casos patológicos como o que você citou, da amusia, não creio não... Cite-me três casos pessoais, que você conhece, e o motivo pelo qual cada um não gosta de violão...

Lembre-se que as várias fomas e graus de amusia, não são raras, então há uma parcela respeitável de pessoas com essas características, não são casos isolados.

Conheço 2 pessoas que não gostam NADA de música(não é nem restrito a violão), uma delas é meu parente próximo, e outra um amigo(engenheiro civil) de longa data. Ambos não são "tocados" pela música de forma nenhuma(o meu amigo até gosta de outras artes, mas despreza totalmente a música). Para vc ter uma noção, ele não tem e nunca teve nenhum CD/vinil/K7/MP3 ou o que for, não vai a shows ou locais de música ao vivo(ou ao morto) não assiste musicais nem nada parecido.

Por causa do meu interesse na música, já conversamos sobre isso, e ele muito francamente, diz que não sabe o que as outras pessoas enxergam de tão bom nessa arte, pois ele não sente nada. Pode ser um caso de amusia branda(falei isso com ele).

Minha família é até bem musical, mas esse meu parente(que tem irmão músico), não dá a menor bola para a música, pois não sente nada a partir dela. Não é preconceito deles, é que não retiram prazer da audição musical. Como não obtém prazer porque deveriam ouvir, não é mesmo? Tem bastante lógica.

Dentro da ótica deles, é como se eu achasse que bater palmas fosse a maior das artes, e ficasse maravilhado com a técnica de batedores de palmas pelo mundo, procuraria avidamente gravações de e revistas sobre o assunto, mas para você e muitos outros, seriam apenas palmas sendo batidas, sem nada de especial para se gostar ou venerar.

Muita gente pensa assim sobre música(e outras artes também). Não acho que tenha que ser necessariamente preconceito recalcado, ou falha de caráter(tem gente que acha que pessoas que não gostam de artes são ruins, más e "perigosas").

Bog
Veterano
# dez/08
· votar


supermulti

Como voce já afirmou que "todos se encantam" não quer dizer necessariamente que "todos gostam", whatever. Na verdade, a tua argumentação foi tão genérica que eu poderia usá-la para dizer que "todas as pessoas se encantam com carros azuis", "todas as pessoas se encantam com roupas de lycra verde-limão" ou "todas as pessoas se encantam com gnomos mágicos".

makumbator

+1

Eu gosto de música. Adoro violão. Há quem não dê a mínima. Simples assim!

MauricioBahia
Moderador
# dez/08
· votar


supermulti

10 Razões

1) Não precisa de energia elétrica.
2) Leve/fácil transporte.
3) Barato.
4) Alegra qualquer festinha.
6) Todo mundo pode participar cantando.
7) Companheiro nos momentos solitários.
8) Pode tocar qualquer estilo musical.
9) É bonito.
10) Ganha mulé.

supermulti
Revelação e Virtuose
Prêmio FCC violão 2008
# dez/08
· votar


Bog

Eu gosto de música. Adoro violão.

Ebaaa, ainda bem!

Então, por favor, ouça algumas de minhas gravações no fórum "Divulgue suas Músicas" e deixe lá seus comentários, críticas, elogios, apontamentos, etc. Agradecer-lhe-ia desde já se você as ouvisse e comentasse.

makumbator

Não acho que tenha que ser necessariamente preconceito recalcado, ou falha de caráter

Mas também pode ser, não é?

É, o ser humano é complexo amiúde...

Conheço a história do pai de um amigo meu que não gostava de música de jeito nenhum e odiava quando ele ficava tocando guitarra e só mexia com música. Só vivia irritado, dizia que era coisa de vagabundo, que isso não tem futuro, prá ele largar com essa palhaçada e arrumar um emprego, etc. e coisas do gênero.

Depois de bastante tempo tocando, este meu amigo ficou de saco cheio, prestou um concurso público e passou.

Resultado: depois de um tempo, este amigo me disse que o pai dele começou a cantarolar direto pela casa (coisa que nunca fizera), pelo quintal, junto com o rádio, etc. e passou até a fazer umas dancinhas estilo forró... rsrs

Vai entender o Homo Sapiens Sapiens...

Abs.

Você não pode enviar mensagens, pois este tópico está fechado.
 

Tópicos relacionados a Violão, uma Paixão Nacional - Por que será? - supermulti