50 anos sem Jimi Hendrix

    Autor Mensagem
    Mauricio Luiz Bertola
    Veterano
    # 18/set/20 18:24


    Hoje faz 50 anos que o grande James Marshall Hendrix nos deixou.
    O legado dele é absolutamente definidor para a guitarra nos cerca de 3 anos em que ele atuou no topo da vida musical popular, rock, do final dos impressionantes anos 60.
    Até os dias de hoje é considerado uma referência em seu instrumento e na música produzida daquela época para cá.
    Curiosamente, sua morte (bem como as de Janis Joplin e Jim Morrison, e o fim do Beatles), fechou o "ciclo" daquele período.

    LeandroP
    Moderador
    # 18/set/20 21:26
    · votar


    Um divisor de águas na história da guitarra.

    As vezes imagino como seria o som dele hoje se ainda estivesse vivo.

    Seria como o Beck, o Clapton, o Buddy Guy?

    ErickDutraLemos
    Veterano
    # 18/set/20 21:43
    · votar


    O cara era bom demais ta doido.

    Lelo Mig
    Membro
    # 18/set/20 22:18 · Editado por: Lelo Mig
    · votar


    LeandroP

    "Seria como o Beck, o Clapton, o Buddy Guy?"

    Acho que não seria igual a nenhum destes 3. Dos citados, creio que penderia mais para o Jeff Beck, mas não acho que faria esta praia. Vejo-o muito mais na onda de John Mclaughlin, Frank Zappa e Allan Holdsworth.

    Hendrix tinha um espírito inquieto e experimentalista, não creio que ficaria preso ao blues a vida toda (não ficou nem quando estava vivo) não seria um bluesman.

    Quando morreu Hendrix andava flertando com o Progressivo e o Jazz, acho que ele iria naturalmente para o fusion, onde as possibilidades sonoras eram muito mais amplas, não ficaria limitado ao blues como o Eric Clapton fez; ele iria tocar com caboclo do naipe do Miles Davis.

    makumbator
    Veterano
    # 18/set/20 23:34
    · votar


    Lelo Mig

    Concordo contigo. As últimas gravações dele (que foram lançadas há algum tempo, naquele projeto da família Hendrix) mostram uma saída paulatina do cara da veia mais tradicional dos períodos iniciais da carreira.

    Mas quer saber? Tem hora que eu acho bom um gênio morrer cedo, assim não há tempo para decadência, para a repetição...nesse ponto a morte quando jovem cristaliza a obra em um período de grande criatividade. Aquele ditado "Morra cedo como herói, ou viva o bastante para se tornar o vilão" se encaixa muito nas pessoas geniais.

    LeandroP
    Moderador
    # 19/set/20 00:07
    · votar


    Lelo Mig
    ele iria tocar com caboclo do naipe do Miles Davis

    Senão com o próprio Miles Davis rs

    JJJ
    Veterano
    # 19/set/20 18:41
    · votar


    Foi o maior ícone da guitarra elétrica sólida, na minha opinião.

    A guitarra não era só um instrumento, era uma extensão do corpo dele.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a 50 anos sem Jimi Hendrix