Primeira musica da minha banda, critiquem

    Autor Mensagem
    _guintter_
    Membro
    # 29/set/19 03:54


    Amigos, eu sou guitarrista da banda Laori, de Campos dos Goytacazes (interior do Rio). Depois de quase três anos de banda conseguimos gravar nossa primeira musica e clipe.
    Se puderem fazer criticas construtivas (ou não kkkk) serei muito grato.



    Música no Spotify

    MarcoGraciolli
    Membro Novato
    # 29/set/19 10:41
    · votar


    Bom dia amigo, escutei teu som, achei bem gravado, bem executado, o clipe é bem legal, se encaixa à música.. Mas é um som bem acorrentado ao estilo, acho que hoje em dia no Brasil, precisa flutuar mais entre outras vertentes do rock. A música demora um pouco a engrenar, achei ate um pouco parada demais, mas isso é minha humilde opinião.

    Acho que estou ficando velho e chato hahaha

    Desejo muito sucesso! Um abraço!

    demian e eduardo
    Membro Novato
    # 29/set/19 21:01
    · votar


    muito bom

    Mauricio Luiz Bertola
    Veterano
    # 29/set/19 21:40 · Editado por: Mauricio Luiz Bertola
    · votar


    _guintter_
    Esse tipo de vocal de tipo "Linkin Park" não me agrada (obviamente nas partes "gritadas"). Achei as guitarras distorcidas sem clareza, e o arranjo de teclados poderia explorar timbres mais "sinfônicos" e mais trabalhados, por exemplo com alguns arpégios em certas partes.
    Abç

    MatheusMX
    Veterano
    # 01/out/19 09:10
    · votar


    Só estranhei um pouco o efeito da EQ na voz, no início.
    Mas no geral achei muito bom.
    Manda bala!

    acabaramosnicks
    Membro Novato
    # 01/out/19 09:19
    · votar


    marcando pra ouvir depois

    Ningen
    Veterano
    # 01/out/19 09:22 · Editado por: Ningen
    · votar


    Não é algo que se encaixa no que eu ando ouvindo...

    Porém, acho que posso dizer que está razoavelmente bem gravado. De um jeito que se a música "for boa", ela passa, vai pra frente.

    Na minha cabeça rola o seguinte: se vocês gostaram do resultado, manda ver. Às vezes você abre mão da sua própria personalidade pra atingir mais gente e ainda corre o risco de ninguém gostar. Se chegar a um ponto onde nem vocês nem seu público gostarem, que p#### vocês tão fazendo da vida? rsrs

    PS: Gostei bastante da hora que "entrou a bateria".

    krek71
    Veterano
    # 01/out/19 19:35
    · votar


    _guintter_
    Eu gostei da música em sim, pesada e bem arrastada, parabéns pela composição! Quanto aos detalhes técnicos, concordo com as ponderações do mestre Bertola, principalmente a falta de definição nas guitarras, onde uma maior clareza provavelmente aumentaria a pegada da composição em si. Ah o vocal eu achei massa, mas trabalharia mais as mudanças na entonação, para ficar naturalmente.mais agressivo.

    Felipe Stathopoulos
    Membro Novato
    # 01/out/19 19:44
    · votar


    _guintter_

    Achei du caralho man. Por essas e outras que ainda acho que o rock nacional underground está vivo.

    Manda bala!

    Ismah
    Veterano
    # 02/out/19 02:45
    · votar


    Tá tudo pronto, então não saberia dizer como ajudar... Mas ok...

    Achei que a introdução é legal na música, mas o clipe "normal" ficou estranho. Poderia haver um efeito, alguma transição, para acompanhar o efeito do vocal. A gravação achei boa, assim com a mix e master também (se bem que masterizar uma música é estranho). Comento alguns detalhes abaixo.

    Quando a intro termina, e começa o segundo verso, foi quando pausei para vir escrever. Pra mim, era ali que a música acontecia... E quando ela de fato aconteceu, as guitarras só continuaram, sendo que era o momento alto... É uma questão de arranjo e direção musical...

    Na ponte, a forma que se ataca o chimbal aberto, suja muito a música. É talvez algo pessoal, mas seria caso de usar o prato de condução mesmo. Lá talvez, se baixar o volume ou por um HPF para limpar, melhore.

    O clipe em si, achei de roteiro criativo, mas também o elo mais fraco. É uma iluminação e tomada, meio no clima Bruxa de Blair.
    Ficou meio documentário algumas tomadas, pois a música é agitada e tem uma árvore balançando. Pô, broxante!

    Pirando um pouco...
    Ouvindo a música, me passa a imagem de alguém tentando fugir de si mesmo, do sentimento de culpa. Poderiam ter usado algumas cenas de alguém que está atordoado por seus ERROS (seria ali o ponto alto do clipe), correndo pela floresta. Talvez com uma segunda pessoa - mas apenas um observador da primeira, enquanto corre...
    Na segunda volta, poderia aparecer na beira de um lago ou rio, chorando e se sentindo culpado/a. E aí dá para deixar margem para que o público decida se essa segunda pessoa está viva ou é uma lembrança, um espírito, uma entidade...

    Em uma segunda olhada, notei que apenas foram feitos os cortes, mas não há edições de vídeo e nada de sonoplastia. Nem todo mundo gosta, mas é o que tenho observado nos clipes recentes, é que o troço virou um mini filme.

    Em 4:12, faltou expressão do vocalista... Ele dá um tremendo grito pra fechar a música, e o vídeo tá mais falso que nota de 3 reais...

    Beto Guitar Player
    Veterano
    # 02/out/19 08:19 · Editado por: Beto Guitar Player
    · votar


    Não vou poder fazer análises detalhadas porque só ouvi uma vez (e até mesmo porque não tenho capacidade para tal, kkkk).
    No geral, gostei bastante da música. Não é o estilo que eu costumo ouvir, mas notei uma grande qualidade na composição e gravação, diria até acima da média.
    Me incomodou um pouco o som desse teclado (sintetizador?) com essa distorção. Acho que está muito na frente, deveria ser algo mais de plano de fundo, isso tirou um pouco o brilho da(s) guitarra(s). Mas isso é apenas opinião pessoal.

    O mais fraco nessa composição áudio-visual é, sem dúvida, o clipe. O lugar é interessante, mas pareceu, como já disseram aí, simples demais, amador demais.

    De resto, continuem porque vocês são muito bons.

    edit. Apenas complementando uma coisa sobre o clipe. É meio brega, mas eu acho interessante a ideia dos músicos, mesmo estando em lugares como esses de onde vocês estavam, tocando seus instrumentos.
    É claro, que na prática, ninguém toca num lugar deserto, montanhesco, etc, mas a imagem do músico com seu instrumento nesse lugar me desperta mais interesse. No caso de vocês, parece que os músicos estão lá sem motivo nenhum, já que o vocalista é o único que está "tocando" seu instrumento. Isso, é claro, quando não há um roteiro, uma história no clipe, o que não me pareceu ser o caso de vocês.
    Pra fechar, o figurino também deve ser algo mais condizente com a ideia geral do clipe.

    vinibassplayer
    Veterano
    # 02/out/19 12:22
    · votar


    eu acho isso de pedir criticas meio estranho... a parada já ta gravada e pronta.. se vcs deram o melhor, é só divulgar e trabalhar em cima, nao precisa pedir critica pra algo q ja ta feito... talvez se vcs estivessem gravando ainda e tivessem duvidas do q fazer na mixagem e talz, mas pedir criticas depois de pronto só vai fazer vcs duvidarem do seu proprio trabalho.

    e digo isso por experiencia propria, de quem ja gravou ep, acha o som uma bosta, mas divulgou na cara e na coragem com o maior sorriso na cara e orgulho de ter disco nas maos!

    e no final é o q importa, vcs terem o som registrado e estarem felizes com isso independente de quem nao gostar saca..

    Ismah
    Veterano
    # 02/out/19 16:29
    · votar


    Façam um quadro com o que está escrito acima...

    entamoeba
    Membro Novato
    # 02/out/19 16:56
    · votar


    Instrumental baixo (gostei dos timbres), voz alta demais, parece até transmissão do Multishow.

    Letra com muita historinha, acaba ficando pouco musical. Encurte isso! Cês nem têm tanta coisa pra contar!

    Dizer que conquistou algo, usar imperativos, "chegue", "grite", "saia", "eleve", "seja", "busque", "não deixe". linha autoajuda / autoajuda gospel. Chato isso.


    No mais, parabéns pelo trabalho. Conseguiram um resultado bem profissional.

    Beto Guitar Player
    Veterano
    # 03/out/19 07:52 · Editado por: Beto Guitar Player
    · votar


    vinibassplayer
    eu acho isso de pedir criticas meio estranho... a parada já ta gravada e pronta.. se vcs deram o melhor, é só divulgar e trabalhar em cima, nao precisa pedir critica pra algo q ja ta feito... talvez se vcs estivessem gravando ainda e tivessem duvidas do q fazer na mixagem e talz, mas pedir criticas depois de pronto só vai fazer vcs duvidarem do seu proprio trabalho.

    Concordo com grande parte do que você disse, mas acho que uma banda com seu primeiro trabalho tem um longo caminho pela frente e mesmo que eles não alterem absolutamente nada desse trabalho deles com base nas críticas dadas aqui, para os próximos trabalhos eu garanto que ele terá algo a ser aproveitado. Ou não, vai saber...

    vinibassplayer
    Veterano
    # 03/out/19 09:35
    · votar


    Concordo com grande parte do que você disse, mas acho que uma banda com seu primeiro trabalho tem um longo caminho pela frente e mesmo que eles não alterem absolutamente nada desse trabalho deles com base nas críticas dadas aqui, para os próximos trabalhos eu garanto que ele terá algo a ser aproveitado. Ou não, vai saber...


    pode ser, mano, mas eu vejo que a enorme maioria das bandas que explodiram e conseguiram alguma coisa, meteram a cara com o proprio som sem ouvir opiniao dos outros, simplesmente acreditaram no proprio som, gravaram e meteram bala, uma hora alguem viu e curtiu sem precisar se ajustar ao gosto de ninguem saca... pq tbm se for ficar ouvindo opiniao de todo mundo o trampo nunca vai ter identidade e sair do lugar, vai ser sempre a identidade dos outros e se ajustar ao q os outros querem ouvir, que é o q tem acontecido na musica como um todo..

    pedico
    Veterano
    # 03/out/19 10:50
    · votar


    Gostei de tudo quase, massssssss o vocal achei pouco expressivo! cantando muito "reto" é estranho, parece que ele não tá transmitindo a música, me falta um feeling, sla. Em relação a estruturação da musica eu achei legal, dentro do padrão. E outra, no momento que entra o drive/scream, fica bem artificial, tanto na questão de mix, (talvez precisasse ser mais sutil, para não parecer que, sla, colou a parte com drive na voz "base" anterior) quanto na falta de interpretação e "pegada", dita no começo. É tipo: blz galera, to moscandão cantando a música, e agora vai ficar "pesado", na minha opinião, fica fora de "contexto", descolada da música.

    Mas tenha uma coisa em mente, a gente é musico, então... buscamos pêlo em ovo! Mas, antes de gravar, dê uns tapas na cara desse vocalista aê e bota ele pra cantar com raiva. haiushaushaiush

    Depois darei uma avaliada nos timbres, mix e etc. Ouvi com alto falante do note, então...

    É gospel?

    pedico
    Veterano
    # 03/out/19 10:56
    · votar


    Pq se for gospel, bota o vocal pra ouvir um Fruto Sagrado ae, marcão berrando! iauhsiuhaiuah, só o distorção e o que na verdade somos! Vocal lisinho pô, o timbre é bom, rock tem que ser VISCERAL! se não for é melhor cantar ousado amor msm e ouvir worship.

    vinibassplayer
    Veterano
    # 03/out/19 12:15
    · votar


    é melhor cantar ousado amor msm e ouvir worship

    qqr coisa menos worship por favor, q trem chatooo kkkkkkkkkkkkkk

    pedico
    Veterano
    # 03/out/19 13:07
    · votar


    vinibassplayer

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk horrivel, horrivel

    Ismah
    Veterano
    # 03/out/19 17:03
    · votar


    vinibassplayer

    Mais ou menos! OSSSS produtorES geralmente não são alheios ao mundo, e nem começaram ontem. Para ser o Bonadio, Anhaia, Massy, Rubim... Tem que ter muita bagagem, muita vivência em estúdio...
    E, em geral, eles são elos fundamentais de pegar um grupo de músicos que toca juntos, e transformar numa banda comercialmente pronta...

    vinibassplayer
    Veterano
    # 03/out/19 17:11
    · votar


    Ismah

    só q a maioria das vezes, os artistas produzidos por eles já tem a mentalidade de se adaptarem ao mercado para serem produzidos, e acabam muitas vezes largando seu proprio som pra entrar nesse esquema. isso se reflete por exemplo no tanto que roqueiro que vai tocar sertanejo só pra poder fazer sucesso.
    aí vai do objetivo de cada um

    Ismah
    Veterano
    # 03/out/19 18:14
    · votar


    Definitivamente não!
    Raimundos era pra ser uma banda like a Ramones, os "forró core" era uma brincadeira interna, e o produtor que convenceu eles a gravarem...
    G'n'R era uma banda meio punk também, e os produtores moldaram o que conhecemos, para vender bem na época.
    Os Mamonas entram no estúdio para ser Utopia, e os personagens e imitações do Dinho principalmente, que criaram o que conhecemos.
    Los Hermanos, conhecidamente SEMPRE odiaram Ana Júlia, e foi por pressão do produtor, talvez da gravadora, que a música entrou no disco - e se juntar todas as outras, não creio que se compare ao que foi esta sozinha.

    Sem essa, o produtor no estúdio é extremamente influente e pode mudar o rumo da banda, porque é mais um elemento, com sua personalidade etc... Geralmente a banda vem com uma ideia pronta, mas cabe ao produtor ver o que funciona ou não funciona.
    E às vezes é um choque de realidade, mas que é necessário. Um caso peculiar, é que uma banda me chamou para o ensaio, e estavam tentando compor algo meio jazz, e não tava rolando. Me perguntaram o que eu achava, e eu apontei o óbvio: ninguém ouve jazz, ninguém conhece jazz, assim ninguém tem linguajar jazz, e não vai sair jazz... Quando largaram a ideia, e foram eles por eles mesmos a coisa fluiu e a música ficou pronta...

    Pode acontecer, o que aconteceu já, de uma banda tentar tocar uma coisa, e por limitações técnicas, financeiras e por aí vai, acabar criar outra coisa...
    Gypsy jazz é basicamente a transcrição de arranjos das big bands, para violão e depois guitarra. Era o som que tocava nos bordéis europeus na década de 30, principalmente da França e Bélgica. Este último, que nos brindou com o "pai de tudo", Jean "Django" Reinhardt....
    Como disse acima, em vários pontos do vídeo, quem dirigiu e/ou produziu falhou feio na função.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Primeira musica da minha banda, critiquem