Como tocar várias músicas com uma única afinação?

    Autor Mensagem
    Jeansantos380
    Membro Novato
    # 29/ago/19 14:21


    Pessoal, curto muito rock, mas gostaria de saber como os grandes guitarristas, que tocam ao vivo várias músicas que tem afinações diferentes, fazem no ao vivo para não terem de trocar o instrumento ou ter de parar pra afinar. Alguém sabe?

    entamoeba
    Membro Novato
    # 29/ago/19 15:02
    · votar


    Jeansantos380
    para não terem de trocar o instrumento

    O roadie tá lá pra isso. Não custa nada.

    ou ter de parar pra afinar.

    É só girar a tarraxa e parar quando chegar na nota certa. Se a guitarra não tiver uma ponte flutuante, dá pra fazer isso enquanto toca.

    Tinha uma guitarra da Kramer que fazia o drop D em um toque.

    Também tem aquele robô da Gibson que afina automático...

    Buja
    Veterano
    # 29/ago/19 15:06
    · votar


    Dificilmente um guitarrista toca a mesma guitarra com afinações diferentes, no show. Se muda a afinação, muda-se a guitarra. É muito mais simples.

    Muitas vezes se muda de guitarra, e pega outra com a mesma afinação.
    Só para o roadie la atras reafinar ela de novo. Outras vezes muda-se de guitarra, porque uma serve melhor a uma musica do que a outra.
    Pode-se mudar por questões de contrato de endorsement.
    E as vezes, muda-se so porque é legal.

    Beto Guitar Player
    Veterano
    # 29/ago/19 16:38
    · votar


    Dependendo da complexidade da música, dá pra transpor no braço da guitarra mesmo. Já fiz muito isso.

    Singles
    Membro Novato
    # 29/ago/19 17:57
    · votar


    Isso eh ensaiado previamente ue, vc pode usar a afinaçao da musica mais pesada e transpor as outras pra essa afinaçao e ensaiar, ou senao fazer o mais simples q eh mudar de guitarra msm

    ejames
    Membro Novato
    # 29/ago/19 20:30
    · votar


    Quando se fala de grandes produções e existem músicas de afinação diferente, simplesmente troca-se de guitarra. Aliás, nem precisa ser por necessidade de afinação, bandas grandes geralmente possuem no mínimo meia dúzia de instrumentos prontos para uso a qualquer hora do show, sejam para as trocas programadas ou por imprevistos.

    Agora, em shows pequenos o que resta é se virar. Recursos como pitch shifter, dividir o set para alinhar todas as músicas de afinação semelhante juntas, transpor na marra mesmo, etc.

    fernando tecladista
    Veterano
    # 29/ago/19 20:42
    · votar


    aprende os acordes nessa nova afinação

    Ismah
    Veterano
    # 01/set/19 17:34
    · votar


    Bom, eu vou responder como funciona comigo...
    Existem dois momentos do show, em que meu assessorado da harmonia (um beijo, Móica) provavelmente precisará de ajuda...
    Normalmente ele se vira sozinho, pra tudo - e aí se vê o degrau que existe entre um artista e um guitarrista! Os instrumentos até afinam direito e ficam afinados, mas ele confere a afinação no intervalo de TODAS as músicas. As vezes mais de uma vez.

    Nas trocas durante o intervalo das músicas, se precisar invado o palco com a segunda guitarra na mão, e apenas piso no Polytune (afinador) pra fechar o sinal. E espero ele, que desconecta a guitarra e me passa. Pega a que está comigo, a conecta, checa a afinação e segue.

    Por corda arrebentada, dependendo da corda, ele segue tocando até o final da música e então fazemos a troca.
    Eu já espero sempre com TODOS os instrumentos afinados. Se vejo algo fora do normal, que me leve a crer que ele vá querer trocar, dou uma segunda checada no instrumento. Aconteceu uma ou duas vezes em 2 anos, o que é surpreendente.

    _________________AS TROCAS PROGRAMADAS_________________

    Na performance solo, ele canta e toca uma música da banda, chamada "Eu não vou desistir", sem nada demais... Porém, a performance termina, com ele jogando a guitarra no chão, tirando a cinta e surrando a guitarra...

    Achei uma gravação da música ao vivo...

    https://www.youtube.com/watch?v=18ZEwEDWcyA

    Obviamente, é uma guitarra preparada previamente, só para isso. Se trata de uma Tagima, do tipo Telecaster de modelo desconhecido, que foi convertida em "NoCaster"*...
    O motivo é óbvio, o impacto com o chão pode acabar quebrando alguma coisa, como aconteceu recentemente. Logo, tem lógica usar um instrumento mais barato para isso, do que as demais guitarras.

    Geralmente é só uma entrada desse instrumento, logo são duas trocas. E procedo como disse, invado o palco com o próximo instrumento, muto o afinador e espero ele.

    * Pra quem não sabe, quando Leo Fender (e trupe), conceberam a primeira guitarra de corpo sólido, para ser tocada como uma guitarra tradicional (haviam as lap steel sólidas), esta foi chamada de Esquire. Porém, a Gretsch tinha uma bateria com esse nome, e precisaram mudar. Até a ideia de Telecaster surgir, os instrumentos vinham só com a logo estilizada "Fender" no headstock. Instrumentos desse período são chamado de NoCaster.
    Há um déficit de informações, mas aparentemente há diferenças entre as Esquire e NoCaster. Todavia, é um instrumento bastante peculiar no uso, mas soa como uma Tele.
    ____________________________________________________

    O segundo momento, é na música que ele compôs para o pai, e gravou solo, mas agora foi lançada pela Acústicos e Valvulados, chamada "Vou com você" - está sendo preparado um lyric video.
    Essa música é bem peculiar. Usa a afinação em Drop D, e o capotraste na 5ª casa. Como disse também, ele é extremamente independente, e acaba afinando o instrumento e pondo o capotraste ele mesmo.
    ____________________________________________________

    Dentro da proposta da banda, sendo tudo ao vivo, isso é parte do show. Num gênero como o sertanejo universitário, pode não pegar tão bem... Vai muito da identidade e proposta da banda / grupo / artista como um todo. Alguns gêneros são extremamente performáticos, e tudo PRECISA estar no seu lugar.
    Arrisco dizer, que para artistas com renome, podem se permitir criar um suspense. A música seguinte, será aplaudida de qualquer forma. Agora a dupla Jão e Tonhão, que não é conhecida nem no bairro, não pode deixar "esfriar a pista", com uma longa pausa entre as músicas.
    Nas gravações de festivais como RiR, Lollapalooza, Hell Fest, Monsters of Rock e demais, é bem nítido as pausas. Algo normal, quando rolam essas trocas - e hoje se troca não só instrumento, mas a cena das consoles. Para os headliners em festivais, e em shows específicos, não é incomum se passar mais de uma vez o show INTEIRO, para ajustar tudo. Cada música ou medley tem uma cena própria.

    A vantagem é que muitas vezes, uma música, pede um processamento diferente de outra. Em termos práticos, uma banda que toque Misirlou (Dick Dale), quem puxa é a guitarra solo. Logo, escutar ela melhor, facilita tocar o apoio. Em Seven Nation Army (White Stripes) é o baixo, e tendo como ouvir ele e a bateria, fica mais fácil de executar. Agora para tocar uma canção, sempre se toca em cima do vocal.
    E tem quem nem queira ouvir os outros! Já peguei músico de apoio, que apenas queria seu instrumento, a voz principal e o metrônomo no seu monitor. A forma como o sertanejo universitário é, com um excesso de virtuosismo de tudo que é lado - que chamo de tiroteio, pode ser causado por isso: a banda não existe como uma unidade, e cada um acaba tocando apenas pra si, sem ouvir o todo. Use muitas dobras, comprima muito, e teremos o que se ouve por aí.

    Daniel_Bx
    Membro Novato
    # 03/set/19 03:58
    · votar


    Aqui em casa eu uso o pitch shifter da pedaleira, mas dependendo do que for tocar não faria num show, já que o timbre vai ficando cada vez mais enlamaçado quando você abaixa o tom.

    entamoeba
    Dropar afinação é fácil, quero ver passar pra D standard no meio do show.

    Buja
    Veterano
    # 03/set/19 13:56
    · votar


    Daniel_Bx
    quero ver passar pra D standard no meio do show.

    Ai é pedal de pitcher. Mas facil ainda.

    Daniel_Bx
    Membro Novato
    # 03/set/19 19:56
    · votar


    Buja
    Sim, o que eu me refiro é o cara dando resposta cínica sem noção alguma do que está falando.

    MMI
    Veterano
    # 04/set/19 12:50
    · votar


    As Gibson equipadas com o auto tunning da Tronical davam muito certo para trocar de afinação em segundos. Antes disso, Jimmy Page e Sonny Landreth, por exemplo, usavam guitarras equipadas com AxCent Tunning System que trocavam de afinação no palco.

    Del-Rei
    Veterano
    # 04/set/19 13:21
    · votar


    MMI
    Vale à pena isso?
    Já ouvi falar de afinadores automáticos.

    Um aceno de longe!!!

    tiguitar
    Membro Novato
    # 12/set/19 10:18
    · votar


    depende muito da afinação q ele usa e qual é a afinação da música se vc tá com afinação padrão e a música é em afinação muito baixa ficará estranho.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Como tocar várias músicas com uma única afinação?