Perguntas para o Guthrie Govan (vou no workshop amanha!)

    Autor Mensagem
    tomcykman
    Veterano
    # mai/13


    E ai galera!!

    To felizao que amanha vou no workshop do Guthrie Govan e to tentando pensar em perguntas que sejam realmente boas de fazer.

    Mandem sugestoes e vou pegar as mais legais pra fazer!

    abraços.

    -

    obs.

    AMANHA LANÇO UM CLIPE NOVO :DD

    Drinho
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    tomcykman

    Pergunta se ele pode indicar qual o melhor demônio para fazer um pacto para que eu eventualmente toque 1/10 do que ele toca....

    KyrieElesion
    Veterano
    Esse post foi marcado como inapropriado mostrar
    O autor recebeu uma advertência por publicar conteúdo contra as regras do fórum.

    mai/13

    tomcykman
    O que é fotossintese?

    MauricioBahia
    Moderador
    # mai/13
    · votar


    tomcykman

    Putz, esse cara é um monstro na guitarra. Não tenho ideia de perguntas à fazer mas te desejo boa sorte no evento!

    Valeu!

    makumbator
    Veterano
    # mai/13 · Editado por: makumbator
    · votar


    tomcykman

    Pergunta para ele como é o trabalho de construção do arranjo completo da música, e como isso afeta a linha da guitarra. Resumindo, como é feito no caso dele a relação entre os instrumentos, e como ele pensa a construção de arranjo (se os outros músicos opinam bastante, se ele pensa na maioria das coisas antes, se no estúdio ele altera a guitarra por causa de algo sugerido por algum outro instrumentista, etc...)

    Markrovit
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    Voto na pergunta do Makumbator

    renatocaster
    Moderador
    # mai/13
    · votar


    Pergunta pra ele como dosar bem a questão do uso da técnica, de maneira que ela funcione à serviço da música. Para que não fique uma coisa cansativa de se ouvir, enjoativa e sacal. Parecendo apenas exercícios.

    Valeu!

    Lelo Mig
    Membro
    # mai/13
    · votar


    tomcykman

    Eu perguntaria a ele o que ele acha da evolução técnica que a guitarra sofreu desde os anos 60 até hoje, e o que ele destacaria de positivo/negativo nessa evolução.

    E caso, fizer pergunta parecida, gostaria muito de saber o que ele disse.

    ALF is back
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    tomcykman
    puta cara eu ia no work dele dia 1 com o clebergf...mas lembrei q vou viajar no feriado...distribuir convites do casorio...engraçado q a viagem ta marcada a meses e eu nem lembrava uASHuHAShuASuhAS

    a minha pergunta seria na linha da do macumbador, mas mais voltado pra melodias...daria pra fazer uma pergutna só! Como ele "vê" as melodias, as escalas? Shapes? ouvido? como vc sabe, to nesssa de tirar uns solos dele, principalmente do jamtrackcentral...aquela remember when, cada vez q ouço aquela sequencia cromatica de bends nas mudanças de tom corre uma lagrima do olho...pqp! pela levada do solo no geral, chego a me perguntar se aquilo nao foi improvisado, pq tem mta coisa bem com cara de improviso...mas aqueles bends são magistralmente bem construidos e elaborados...ai fico nessa duvida! na na real nao muda nada pra mim, saber como ele faz! Com 14 anos nas costas de guitarra, nao penso em mudar mais minha forma de tocar, mas saber como ele faz seria mto interessante! kkkk

    AMANHA LANÇO UM CLIPE NOVO :DD
    aoooo trem q pula! quero ver The Self quebrando tudo!
    abraço e bom proveito nesse grande evento!

    Delson
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    tomcykman
    O workshop é em Cachoeira Paulista no Instituto Trilha Sonora? Eu vi algo sobre isso no Facebook. Enfim, pergunta como é a rotina de shows, ensaios e exercícios (se é que ele precisa exercitar a mão, kkkkk), que tipo de musica ele ouve, e que dica ele poderia nos dar com relação a disciplina nos estudos.

    E boa sorte no lançamento do clipe! Depois posta aqui pa nóis.

    edalko
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    Pergunta:
    1) porque ele deixou a parceria com a Suhr, sendo que a Charvel dele é praticamente idêntica à Suhr que usava. Foi grana ou a nova guita tem alguma coisa diferente?

    2) Como hoje os guitarristas podem usar a velocidade sem cair na execução de arpejos e escalas sem sentido melódico para não soarem chatíssimos?

    3) Quais os elementos que levaram ele a adotar os amps Victory, e não mais os Cornford ou Suhr?

    4) Qual a visão dele a respeito da música brasileira, se ela tem alguma influência no seu trabalho, e quais seriam hoje os principais expoentes brasileiros?

    tomcykman
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    adorei as perguntas de voces! obrigado pelas respostas.

    provavelmente vou na linha do makumbator,Lelo Mig e ALF is back! gostei bastante do que voces abordaram.

    resumindo, vou na linha dos arranjos com outros instrumentos, pensamento sobre o rumo da guitarra mais tecnica e como ele aborda as notas no braço (shapes, escalas, arpejos, etc).

    valeu! abraços

    Rednef2
    Veterano
    # mai/13 · Editado por: Rednef2
    · votar


    Pergunta qual logica ele usa pra construir os improvisos

    guizimm
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    postando pra ver as respostas depois

    tomcykman
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    RESPOSTAS

    No fim das contas só pude fazer uma pergunta, e fiz a sobre os arranjos.

    O Govan é um verdadeiro guru quando se fala em musicalidade e criação. Disse que a música é uma língua como qualquer outra e que o ideal é podermos tocar qualquer coisa que nos venha à cabeça e não reproduzir algo pronto. Basicamente disse que treinar a ligação do ouvido com o cérebro é a coisa mais importante! A técnica é simplesmente o mecanismo de fazer esse processo funcionar!

    Sobre os arranjos, disse que no Erotic Cakes foi um "ditador bonzinho" (com muito bom humor), que compos todos os instrumentos, porém dava a liberdade dos outros instrumentistas fazerem o que eles achavam melhor. Falou também que no Aristocrats a coisa foi diferente. Cada integrante compos 3 músicas e os outros que se adequavam de maneira apropriada.

    Sobre o workshop, não tem nem o que falar.. O cara é o verdadeiro monstro da guitarra. Não sei como teve tempo pra aprender a tocar tão bem. Os solos são incríveis de chorar, com uma técnica de outro planeta. Musicalidade é o que descreve ele.

    Também disse que primeiro tirava as coisas de ouvido e só depois foi estudar o "significado" delas, ou seja, tocava de ouvido um acorde e depois aprendia o que era aquilo. Assim assimilou muito bem o som com a teoria e com a técnica. Ele tenta o máximo possível não pensar no que está tocando, mas tem a teoria intrínseca ao seu som, de modo bem livre e mais espontâneo possível.

    No mais, é isso. Foi FODA!

    abçs

    makumbator
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    tomcykman

    Legal! E obrigado por ter perguntado algo na linha do que eu gostaria de saber!

    Arimoxinga
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    tomcykman
    O Govan é um verdadeiro guru quando se fala em musicalidade e criação. Disse que a música é uma língua como qualquer outra e que o ideal é podermos tocar qualquer coisa que nos venha à cabeça e não reproduzir algo pronto. Basicamente disse que treinar a ligação do ouvido com o cérebro é a coisa mais importante! A técnica é simplesmente o mecanismo de fazer esse processo funcionar!


    foi exatamente isso que ele disse nesse vídeo:
    http://www.youtube.com/watch?annotation_id=annotation_665063&feature=i v&src_vid=BV9rfWX4aow&v=M10Dhe5Caow#t=10s

    claro em outras palavras.

    Ele é o cara mesmo!

    guizimm
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    Disse que a música é uma língua como qualquer outra e que o ideal é podermos tocar qualquer coisa que nos venha à cabeça e não reproduzir algo pronto
    eu sempre pensei isso
    o problema é que com a técnica a linguagem muda e acaba ficando superficial na maioria das vezes, e a música acaba ficando só pelas notas mesmo

    Vinnas
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    TC Ele teve intérprete? Vc perguntou em Inglês msm?

    No mais, vou ouvir The Elf mais tarde

    Drinho
    Veterano
    # mai/13 · Editado por: Drinho
    · votar


    O govan é um dos caras mais impressionantes que eu já vi, senão o mais, é um genio, um mestre... faz o que que ele quer com a guitarra

    guizimm
    Veterano
    # jun/13
    · votar


    Acabei de voltar de um workshop que ele fez, foi simplesmente genial, ele tocou um trecho de flight of the bumblebee em só uma corda e só em uma casa uzando só bends, só pra fazer uma demonstração leve, ele tocou um trecho á la Joe Pass muito legal tbm.Ele é realmente um guru, a filosofia dele é fantástica, e genialidade está em ser tão simples, o cara só quer tocar e fazer a música que vem a mente, e eliminar a barreira entre o que ele ouve na cabeça e o que sai do amplificador.

    O que estragou foi que o som tava ruim, o volume da guitarra e o da bt desrregulados com o retorno, ele parou no meio da primeira musica pra arrumar a bagunça, fico puto, e os tradutores eram terrivelmente ruins, eles mudavam o sentido do que o cara falava, e o pessoal só fazia pergunta besta.

    Me pareceu muito rápido, deu vontade de ficar ouvindo ele falando e tocando por mais umas 10 horas, pareceu que faltou falar de muita coisa, e o Govan ficou meio puto com a organização, mas foi muito atencioso, veleu a pena.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Perguntas para o Guthrie Govan (vou no workshop amanha!)