Guia - Soluções para Blues em A

    Autor Mensagem
    eduardodff
    Veterano
    # dez/12 · Editado por: eduardodff


    Discuto aqui algumas soluções para Blues em A, e é claro, pode ser convertido para outros tons:

    Compasso - 12 - Slow change
    A7 A7 A7 A7 D7 D7 A7 A7 E7 D7 A7 E7

    O que podemos usar aí:

    - Pentatônica Maior de A com blues note / Penta menor 7 F#m + blues note

    - Penta m7 de Am com blues note

    - Em cada acorde dominante seu arpejo
    ( por exemplo no A7 arpejo de A7, D7 arpejo de D7,etc

    - Penta m6 de A

    - Penta m7 A no compasso de A7,penta m7 de D no compasso D7 e penta m7de E o compasso E7, fica muito bom e com
    sonoridade Modal

    - Modo Dórico partindo de A

    - Modo mixolídio partindo de A no compasso A7 ou em todos compassos
    - Modo mixolídio D no compasso D7
    - Modo mixolídio E o compasso E7

    A chave de tudo está nos acordes dominantes, que são acordes com terça maior e sétima menor, então as escalas que têm esta sonoridade cairão como uma luva nessa progressão. As escalas com 3m e 7m também caem bem, pois a 3m da penta maior da tônica, funciona como blues note da penta menor.


    Abraços e bons estudos

    alexdiffer
    Veterano
    # dez/12
    · votar


    eduardodff
    obrigado pela contribuiçao...

    pode explicar p a galera a teoria por tras disso...assim o pessoal se exercita montando eles mesmo as suas opcoes

    mais uma vez obrigado

    lucas.hammett
    Membro
    # mai/13
    · votar


    então pessoal, na prática é simples, mas eu tenho dificuldade de entender os "PORQUES", porque tal escala funciona, porque eu posso usar isso e aquilo, pois o blues é estranho, por exemplo:

    A7 - D7 - E7

    na minha aula de música, eu havia questionado com meu professor porque a penta de Am funciona nessa progressão, sendo que eu tinha em mente a tonalidade de A maior para esse blues, já que aparecem os acidentes de A nos acordes (F# C# G#), por exemplo a penta de A maior funciona, a escala de Am não funciona... ele me explicou mas não entrou na minha cabeça, se vcs pudessem ser mais claros, eu quero entender porque todas essas escalas funcionam no blues, não só para essa progressão, mas uma explicação de como e porque elas funcionam

    Soultunes
    Membro
    # mai/13
    · votar


    lucas.hammett

    A explicação mais simples possivel é a de que neste tipo de progressão harmonica, ambas funcionam bem.

    Uma explicação mais "tecnica" é voce imaginar esta progressão adicionando uma voz nos acordes, que seria a nona aumentada (ou segunda aumentada).

    Se voce pensar assim, vai sacar que a tal da penta menor é na verdade uma segunda aumentada e se voce pensar no acorde como um A7#9, vai sacar que tanto o desenho da penta menor, como o da maior, funcionam nele.

    Leio aqui explicações muito boas sobre blues do Leandro Panucci e do Denis Guitar, são verdadeiras aulas. Da uma procurada que voce vai encontrar muita referencia bacana postada por eles.

    lucas.hammett
    Membro
    # mai/13
    · votar


    Soultunes

    mas essa progressão A7 - D7- E7 eu penso que está em A ou Am? e quais são as escalas/pentatonicas que funcionam no blues? e outra coisa que eu tbm não entendo é porque a escala de A maior não funciona, sendo que tem os acidentes da escala de A

    elciosouza
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    lucas.hammett a pentatônica menor vai casar lindamente em 90% dos blues existentes. eu sou autodidata e minha "formação" é blues, não sei como te explicar teoricamente...mas vc pode tocar penta maior nesses 90%, mas vc vai ter que raciocinar muito para fazer com que funcione. pois vai ter determinadas notas da penta maior que não vão casar. Mas dependendo das notas ressaltadas pelo baixo, vc consegue solar na penta maior sem problemas...aí é que entra o X da questão(visão de um autodidata), o baixo, na maioria das vezes vai abordar a escala menor...e é isso que "impede" o uso da penta maior. mas tem muitos blues que dá pra vc usá-la, mas vai depender do que o resto dos instrumentos estiverem tocando...essa é a minha percepção. mais uma coisa, vc pode "incrementar" a penta menor com notas da penta maior...tipo um blues em A. enquanto estiver no acorde A, vc pode estacionar em C# sem problemas e vai soar bonito...pois é a 3ª maior, fazer uma passagem pelo F#, a 6ª maior. quando estiver em D, vc pode estacionar em F#, pois é a 3ª maior do acorde e dar uma passagem pelo B, 6ª maior. em E, vc pode passar pelo B, G#, enfim...requer que vc estude formação de acorde e escute bastante blues. uma dica é vc escutar o álbum do Eric Clapton - 24 Nights, e ouça a parte dos blues...ele brinca com isso que eu estou te falando. procure escutar os gaitistas e aprender seus licks...isso é muito bacana! e uma coisa que eu penso muito é, não separar as escalas...pense nelas como uma só...o lance é vc saber as notas "boas" para cada acorde e os licks do estilo...o público blueseiro gosta de ouvir os licks clássicos...mas com o seu tempero, senão vc vai ser mais uma cópia. qualquer coisa estamos aqui. abç!

    lucas.hammett
    Membro
    # mai/13
    · votar


    elciosouza
    entendi, mas pq as escalas maiores e menores naturais não funcionam?

    elciosouza
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    cara, se eu fosse vc, me esforçaria para parar de pensar dessa forma. se vc parar para analisar, a pentatônica é um resumo delas. pense nas pentas como as "the best of" das escalas...só as "melhores" notas pra vc usar! pense da seguinte forma...um blues em A, é composto por A7(A-E-G-C#)/ D7(D-A-C-F#)/ E7(E-B-D-G#). agora pense nos conflitos que algumas notas das escalas maiores e menores vão causar...
    Penta Am: A - C - D - E - G [escala menor: A - B - C - D - E - F - G]
    Penta A: F# - A - B - C# - E [esca maior: A - B - C# - D - E - F# - G#]

    E o que eu te passei:
    A - B - C - C# - D - E - F# - G
    Nisso eu nem inclui a blue note Eb(quase não uso, no lugar emprego o C# em vários licks). Vc tem uma "quase" junção dessas escalas. o que vc deve se concentrar em aprender é....quais são as melhores notas(pro seu ouvido) para estacionar sobre os acordes durante o solo, ou licks? se a pentatônica existe, pode escrever que não é a toa...se no blues a penta é usada ao invés das outras, não é a toa. Claro que eu estou falando dos blues de raiz. mas se vc pegar uma galera mais virtuse que toca blues, os caras usam mais do que isso que estou te passando...mas deixa de ser(pra mim) o bom, simples e velho blues. Depois que vc dominar o blues de raiz, pense em avançar para um Gary Moore, Roben Ford(esse é mais fusion, mas tem uns lances de blues bacana)... pratique bastante!

    lucas.hammett
    Membro
    # mai/13
    · votar


    elciosouza
    entendi man, vlw mesmo! o/

    lucas.hammett
    Membro
    # mai/13
    · votar


    elciosouza
    entendi man, vlw mesmo! o/

    lucas.hammett
    Membro
    # mai/13
    · votar


    mas isso pensando no blues maior, no caso do blues menor eu sigo o mesmo raciocínio?

    elciosouza
    Veterano
    # mai/13 · Editado por: elciosouza
    · votar


    Se pensarmos no Blues raiz...
    um blues em A, progressão I-IV-V:
    o acorde de A7 é composto por: A-E-G-C#
    o acorde de D7 é composto por: D-A-C-F#
    o acorde de E7 é composto por: E-B-D-G#

    Na penta de Am vc vai ter: A - C - D - E - G [escala menor: A - B - C - D - E - F - G]
    Eu penso da seguinte forma(lembrando que sou autodidata):
    no acorde A7 eu posso usar tranquilamente: A - C - D - E - G
    1- sendo que a nota D, é a quarta...vc NUNCA deve parar nela! vai criar uma dissonância "escrota"...passe por ela, mas jamais estacione.
    2- nota A, é a tônica...vc pode parar nela a vontade! sem medo!
    3-nota C, é a 3ª menor...ela dá a "chorada" do blues...sinta a nota SEMPRE! tente memorizar as notas pela sensação, sentimento, que ela te dá. muitos dizem que não se deve parar nela, pois choca com a 3ª maior,C#, eu não penso dessa forma...e muitos guitarristas de nome também não...e bacana dela, é vc dar um bend de um pentelhésimo...fica lindo!
    4- nota E, é a 5ª...pode estacionar sem medo, assim como a nota G,7ª menor. mas o grande lance é vc sentir a nota...com isso vc vai criando as suas "intenções".

    elciosouza
    Veterano
    # mai/13 · Editado por: elciosouza
    · votar


    no acorde D7 eu posso usar tranquilamente: A - C - D - E - G
    1- sendo que a nota G, é a quarta... jamais estacione.
    2- nota D, é a tônica.
    3-nota C, é a 7ª menor
    4- nota E, é a 9ª do acorde
    5- a nota A, 5ª maior.

    elciosouza
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    no acorde E7 eu posso usar tranquilamente: A - C - D - E - G
    1- sendo que a nota A, é a quarta... jamais estacione.
    2- nota C, é a 6ªmenor.
    3-nota D, é a 7ª menor
    4- nota E, é a 5ª do acorde
    5- a nota G, é a 3ª menor.

    Se alguém encontrar algum erro, por favor me corrigir...sou autodidata e como aprendi sozinho, posso cometer erros.

    elciosouza
    Veterano
    # mai/13 · Editado por: elciosouza
    · votar


    depois,com calma, te passo uma análise da penta maior...vlw? é que essa eu quase não uso...hehehehehe..é bom pra relembrar e por em prática. abç!

    elciosouza
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    vai praticando sobre essa backintrack...acabei de achar e como não tem baixo, vc vai conseguir inserir ambas pentatônicas facilmente! estou aqui relembrando a maior com ela.


    elciosouza
    Veterano
    # mai/13 · Editado por: elciosouza
    · votar


    Se pensarmos no Blues raiz...
    um blues em A, progressão I-IV-V:
    o acorde de A7 é composto por: A-E-G-C#
    o acorde de D7 é composto por: D-A-C-F#
    o acorde de E7 é composto por: E-B-D-G#

    Na penta de A, vc vai ter: F# - A - B - C# - E [esca maior: A - B - C# - D - E - F# - G#]

    Eu penso da seguinte forma(lembrando que sou autodidata):
    sobre o acorde A7:
    1- sendo a nota F#, a 6ª maior.
    2- nota A, é a tônica do acorde.
    3- nota B, é a 9ª, soa lindo com o "A".
    4- nota C#, é a 3ª do acorde.
    5- nota E, 5ª do acorde.

    sobre o acorde D7:
    1- sendo que a nota C#,7ª maior, não é uma boa de se estacionar pois vc está tocando sobre um acorde com a 7ª menor.
    2- nota F#, é a 3ª do acorde.
    3-nota A, é a 5ª do acorde
    4- nota E, é a 9ª.
    5- a nota B, 6ª maior.


    sobre o acorde E7:
    1- sendo que a nota A, é a quarta.
    2- nota C#, é a 6ª maior.
    3-nota F#, é a 9ª.
    4- nota E, é a tônica do acorde
    5- a nota B, é a 5ª do acorde.

    Se alguém encontrar algum erro, por favor me corrigir...sou autodidata e como aprendi sozinho, posso cometer erros.

    Denis Guitar
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    elciosouza
    Não tem erro, tá tudo certo, vou só levantar alguns pontos...

    É bacana na hora de analisar a relação escala X acorde levar em conta a função do acorde dentro da cadência.

    Num Blues maior em Lá com a seguinte fórmula:

    A7 | % | % | % || D7 | % | A7 | % || E7 | D7 | A7 | E7

    Temos as 3 funções harmônicas bem definidas.

    O acorde de A7 é tônico. Também exerce função dominante no compasso 4 quando prepara o D7.
    O acorde de D7 é subdominante.
    O acorde de E7 é dominante.

    O tom é Lá Maior (blues). Então as pentas de Am7, Am6, A7, F#m7 funcionam facilmente em qualquer acorde, isso quer dizer que você pode repousar em qualquer nota dessas pentas a qualquer momento, independente do choque com o acorde.

    Pensando agora por função...

    Acorde tônico - ao solar devamos imprimir a tonalidade, então recomendo usar as pentas descritas acima ou variações que entreguem esse efeito. Notas recomendadas-> A B C C# D D# E F# G.

    Acorde subdominante - dá pra solar com muita liberdade usando escalas como menor harmônica e melódica e outras pentas como Dm7, D7, Dm6, Bm7, etc... Esse acorde é o que provoca o afastamento da tônica, ele tem um compromisso menor com o tom, não é preso como o dominante. Notas recomendadas-> D D# E F F# G G# A B C C#. Dá ainda pra usar o A# com cautela.

    Acorde dominante - É possível aumentar a sensação de tensão desse acorde fortalecendo a sua função contando que a frase seja justificada na resolução pro A7. Tem a sua função entrelaçada com o acorde tônico. Notas recomendadas-> qualquer uma contando que o uso seja dentro de um contexto bem definido. Por exemplo, transformando o acorde de E7 em E7(b9) improvisando com Am harmônica.

    Um último detalhe, pode sempre estacionar na quarta da pentatônica. As regras para o blues não são exatamente as mesmas da música tonal, e na música tonal só não é recomendado parar na quarta justa em acordes tônicos. Nos subdominantes é desejável e indicado.

    elciosouza
    Veterano
    # mai/13 · Editado por: elciosouza
    · votar


    Um último detalhe, pode sempre estacionar na quarta da pentatônica. As regras para o blues não são exatamente as mesmas da música tonal, e na música tonal só não é recomendado parar na quarta justa em acordes tônicos. Nos subdominantes é desejável e indicado.

    Valeu Denis! Deixa eu ver se entendi o que vc explicou...hehehehe
    No blues, vc tocaria todas as quartas? tipo, eu penso sempre na quarta em relação ao acorde, tipo no acorde de A7, temos o D; no acorde D7, temos o G e no acorde E7, temos o A. Pra mim, essas notas soam extremamente "chocantes"...parece até um erro quando se estaciona sobre o acorde...para os meus ouvidos. acho muito bacana passar pelas quartas durante o solo...mas nunca estacionar.

    Uma dúvida, eu sempre noto que dependendo da abordagem do contra-baixo, a penta maior não encaixa muito bem( se o baixo acentuar a escala menor)... sendo que analisando, percebemos que isso não deveria acontecer...pois são notas "boas" pros acordes. e isso faz o solo, pra mim, ficar muito raciocinado...tenho que pensar bem antes de dar um bend...qual nota vou estacionar. estou certo na minha percepção ou não? abç!

    Denis Guitar
    Veterano
    # mai/13 · Editado por: Denis Guitar
    · votar


    elciosouza
    Élcio, cada um se relaciona com música de uma forma diferente, cada um percebe uma coisa diferente ou curte certos aspectos de um som. Não existe no gosto pessoal o certo ou errado, apenas escolhas que fazemos de acordo com tudo que vivemos musicalmente. Você só usará aquilo que aprendeu a escutar, que aceitou como o caminho correto dentro da sua história com a música, o que acha bonito. Então o teu ouvido é a palavra final e ponto!

    Agora a teoria...

    Num Blues maior os acordes tem a sonoridade do Mixolídio transbordando para todos os lados. Pra começar são do tipo T7 (maior com sétima menor), possuem um trítono na formação. Isso por si só já é tenso. O que justificar essa sonoridade modal será visto como compatível, agradável. O que se distanciar será visto como dissonante, tenso, feio, desequilibrado.

    O que é proximo dessa sonoridade modal?

    1 - As notas de A Mixolídio: A B C# D E F# G

    2 - As notas que aproximam cromaticamente as notas do acorde da tônica (A7), como C->C# e D#->E.

    As notas de apoio serão as características do Mixolídio, ou seja, 4 movimentos clichês:

    1 - Terça (C#) -> Quarta (D).
    2 - Quarta (D) -> Terça (C#).
    3 - Sétima (G) -> Tônica (A)
    4 - Tônica (A) -> Sétima (G)

    Alguns clichês melódicos:


    e------------------------------------------------------
    B------------------------------------------------------
    G---7-6-----------------6--7--------6-7---------------
    D-------7-5-------5-7-5--5--------7-----5-------------
    A------------------------------------------------------
    E------------------------------------------------------


    Então a quarta é uma característica sobre os acordes do Blues. Claro, seu ouvido pode preferir a resolução na terça maior, assim como a terça menor também resolve na terça maior. Mas isso é escolha pessoal.

    Sobre o acento do baixo: quando duas linhas estão entregando intenções diferentes, mesmo usando as mesmas notas, pode soar estranho mesmo. O melhor é casar as intenções.

    lucas.hammett
    Membro
    # mai/13
    · votar


    elciosouza
    Denis Guitar

    me falaram que também posso pensar nos modos dórico e mixo-lídio (sei que perde a sonoridade bluseira) ex:

    A7 - D7 - E7

    pensando em acordes separadamente:

    A7 (dórico) - A B C D E F# G / MIXO-LÍDIO
    D7 (dórico) - D E F G A B C / MIXO-LÍDIO
    E7 (dórico) - D E F# G A B C# / MIXO-LÍDIO

    sendo que nos modos dóricos a única diferença em relação ao mixo, é que apenas um acidente está implícito no acorde, correto?

    elciosouza
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    Show de bola Denis! muito obrigado pela sua atenção!
    lucas.hammett não sei a opinião do Denis, mas acho que vc deveria dar um passo de cada vez. domine uma escala para depois pensar em outras...eu demorei muito até entender como encaixar notas da penta maior, na penta menor e enxergar tudo como uma única escala...independente da tonalidade. acho que vc deve se focar e avançar aos poucos, olha que até hoje ainda dou minhas bolas fora. mas isso vem diminuindo com a prática de tocar em banda, o que acho o mais importante para o músico...a interação com outros músicos. mas se vc não tem banda, baixe umas backing tracks e exercite seu conhecimento básico, domine o braço...até chegar ao ponto de vc digitar as escalas e saber onde estão as notas sem pensar. depois vc vai complicando a parada...experimentando coisas novas, até que elas vão sair sem vc pensar. pelo menos pra mim, funciona bem dessa forma. abç!

    Denis Guitar
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    elciosouza
    "domine uma escala para depois pensar em outras"

    Lucas, taí uma dica bacana do Elcio. Quem apenas coleciona opções acaba usando nada. Dominar uma escala vai muito além de saber as notas que fazem parte da formação ou que acordes podem ser relacionados. Você tem que improvisar e criar com a escala, conhecer de ouvido o som dela, saber construir frases que funcionem bem em vários contextos, saber tocar em estilos e cadências diferentes, saber tocar em vários tons. Quer conhecer as opções? Tudo bem, isso faz parte do aprendizado, mas lembre que para conhecer de verdade tem que saber empregar, tem que tocar, fazer música!

    lucas.hammett
    "A7 (dórico) - A B C D E F# G / MIXO-LÍDIO
    D7 (dórico) - D E F G A B C / MIXO-LÍDIO
    E7 (dórico) - D E F# G A B C# / MIXO-LÍDIO"


    Não entendi o esquema. Na dúvida vou reescrever...

    A Dórico - A B C D E F# G
    D Dórico - D E F G A B C
    E Dórico - E F# G A B C# D

    A Mixolídio - A B C# D E F# G
    D Mixolídio - D E F# G A B C
    E Mixolídio - E F# G# A B C# D

    Sim, podes usar ambas as escalas.

    lucas.hammett
    Membro
    # mai/13
    · votar


    elciosouza
    Denis Guitar

    verdade gente, as vezes eu sinto que estou atropelando as coisas, mas eu sou compulsivo por conhecimento kkk, mas eu vou seguir as dicas!

    Não entendi o esquema

    o que eu quis dizer é que pensando em cada acorde separado tanto o modo dórico quanto o mixo-lídio funcionam, a única diferença é que no dórico uma nota vai estar embutida no acorde, ex:

    A7 (A, C#, E, G), tocando o dórico a nota diferente seria o F# porém com o C# implícito no acorde acaba sendo a "mesma" coisa que o m.lídio que seria a escala de D, tendo o A7 como sua dominante

    Geist
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    Tem também a penta de G#m "meio-diminuta". Que fica:

    e------------------------------------------------------
    B------------------------------------------------------
    G------------------------------------------------------
    D---------4-6--------------------------------------------
    A-----4-5------------------------------------------------
    E-4-7----------------------------------------------------


    kellyta
    Veterano
    # 17/jan/18 15:28
    · votar


    elciosouza
    Olá...gostaria de saber se esse forum ainda é ativo? primeira vez que participo de foruns então desde já peço desculpas por algum erro em normas e tlas..

    Delson
    Veterano
    # 17/jan/18 20:51
    · votar


    kellyta
    Tá bem ativo, graças a Deus, hehe...
    Passa lá no link das regras pra revisar: http://forum.cifraclub.com.br/index.php?action=regras

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Guia - Soluções para Blues em A