Romanze n.2 (Beethoven) – guitarra e orquestra (real!)

    Autor Mensagem
    makumbator
    Veterano
    # nov/12 · Editado por: makumbator


    Apresento a minha versão para guitarra e orquestra do Romanze n.2 para violino e orquestra, em fá maior, Op. 50, de Ludwig Van Beethoven. Essa peça foi composta em 1798 e lançada pelo autor em 1805 (apesar de ter sido composta quatro anos antes do Romaze n.1, ela foi nomeada como a segunda peça da coleção). A música apresenta uma riquíssima orquestração, alternando trechos idílicos com momentos heróicos e pesados (típicos de Beethoven).

    A orquestra não é sampler virtual, e sim um playback da Music Minus One, com a Sinfônica de Stuttgart, sob a regência de Emil Kahn. Foi um desafio seguir a orquestra com o solo, pois em alguns momentos há bem pouca referência de tempo, que flutua de acordo com a melodia.

    Se por um lado isso engessou um pouco minha interpretação (pelo menos no que se refere ao andamento), em compensação temos o som de uma orquestra real, que é bem mais bonito e musical que qualquer substituto virtual.

    http://www.youtube.com/watch?v=hi0GzZFJk7w



    Aqui apenas o áudio da peça, em mp3:

    http://www.box.com/s/gf36ilhq6vfy1huivj7a

    Como sempre também disponibilizo o material para quem quiser tocar:

    Partitura e partes de orquestra (completa, com a grade e partes de todos os instrumentos, além de guitarra solo com e sem tab):

    http://www.box.com/s/q2zk377zk8sy684x063h

    Partitura da redução para guitarra e piano (o arranjo do piano é de minha autoria, também acompanha parte de guitarra com e sem tab):

    http://www.box.com/s/km5rfks4lvp73d3ysp4w

    Playback da redução (escrevi no Sibelius 7), atenção para os vários rubatos da peça:

    http://www.box.com/s/p4gdrg3n11oqu4ck9s0b

    Partitura da versão original para violino e orquestra:

    http://erato.uvt.nl/files/imglnks/usimg/5/59/IMSLP00839-Beethoven_-_Ro mance_for_Violin_and_Orchestra_in_F_Major__Op_50.pdf

    Aqui a original com violino, em uma versão que gosto muito (Itzhak Perlman e a Filarmônica de Berlim, sob a regência de Daniel Barenboim):

    http://www.youtube.com/watch?v=GQC9UTvoVpU

    Espero que gostem!

    MauricioBahia
    Moderador
    # nov/12
    · votar


    Gezui Zamado!!!!

    Lindo!! Esplêndido! Genial! Por essas e outras que ainda estou participando do FCC!

    Sem mais palavras meu velho! Parabéns e sucesso!

    Obrigado!

    ps. mas aquela sua versão da Lista de Schindler ainda me arrebata mais!

    makumbator
    Veterano
    # nov/12 · Editado por: makumbator
    · votar


    MauricioBahia

    Fico lisonjeado com suas palavras! Valeu!

    mas aquela sua versão da Lista de Schindler ainda me arrebata mais!

    Sabe que a partitura e playback dela estão hospedados no box.com, e consigo ver quando há um download dos arquivos?Quase todo dia alguém baixa o piano e base e a partitura daquela minha versão. Volta e meia recebo uma mensagem privada no youtube sobre essa música.

    Nos comentários dela um tempo atrás teve até judeu de Israel discutindo com pessoas de viés um tanto antisemita (claro que fiquei fora dessa discussão tola), pra você ver aonde uma simples versão de música pode ir...hehhee!

    Agradeço novamente por ouvir e comentar!

    Lelo Mig
    Membro
    # nov/12
    · votar


    makumbator

    Caraca!!

    Que belo trabalho, que bom gosto...

    O que mais curti foi o respeito que você teve pela peça e pelos demais instrumentos, resistindo a tentação de encher de guitarra do começo ao fim.

    Creio que a questão "tempo" foi uma grande dificuldade. Fiquei aqui imaginando o quão difícil foram as várias partes em que você soa praticamente sozinho e o encaixe preciso no tempo quando a orquestra retorna.

    Bravo!!

    Die Kunst der Fuge
    Veterano
    # nov/12
    · votar


    Magnífico!
    Porra, bravo, bravíssimo!
    *clap, clap, clap*

    Ficou muito bom mesmo, makumba, cê arrebentou. Isso daí não tem paralelos...

    E cá entre nós, tu manda muito, duvido que 98% dos caras que esmerilham a guitarra de cima pra baixo teriam condições de estudar essa música e apresentar uma interpretação tão sóbria e de qualidade como a sua.

    Meus sinceros parabéns!

    O que vem por aí futuramente? Vai rolar algo do Dvorák?

    obs1: Demorei pra comentar porque tive que baixar o vídeo, pois meu navegador fica travando.

    obs2: Para assistir, pausei vídeo do segundo concerto pra piano do Prokofiev, e não me arrependi =]

    MauricioBahia
    aquela sua versão da Lista de Schindler ainda me arrebata mais!

    Outro dia eu estava mostrando pra alguém no OT, muito bom mesmo.

    makumbator
    Veterano
    # nov/12 · Editado por: makumbator
    · votar


    Lelo Mig

    Muito obrigado cara!

    Creio que a questão "tempo" foi uma grande dificuldade. Fiquei aqui imaginando o quão difícil foram as várias partes em que você soa praticamente sozinho e o encaixe preciso no tempo quando a orquestra retorna.

    É, tem duas mini cadências nessa peça em que a orquestra realmente some. Tive que treinar para me acostumar com o quanto de tempo de espera eu tinha, até conseguir desenvolver a linha sem perder a noção do quanto falta para a orquestra reentrar.

    Die Kunst der Fuge

    Legal que você tenha gostado tanto!

    E cá entre nós, tu manda muito, duvido que 98% dos caras que esmerilham a guitarra de cima pra baixo teriam condições de estudar essa música e apresentar uma interpretação tão sóbria e de qualidade como a sua.

    Heheh! Bondade sua! Mas eu realmente gosto de esmiuçar uma música bem até destrinchar tudo. Nesse Romanze eu até escrevi no Sibelius para ajudar no estudo do que orquestra toca (que é importante para não me perder ao seguir o playback). No fim das contas aproveitei o que escrevi também para gerar o vídeo da partitura.

    O que vem por aí futuramente? Vai rolar algo do Dvorák?

    Dele eu estava pensando em comprar o playback do concerto do cello e ver o que dá para fazer na guitarra. Mas eu teria que usar a segunda guitarra, por causa dos graves que a com afinação normal não possui.

    A próxima coisa a lançar é o concerto duplo em ré menor do Bach (com duas guitarras fazendo o papel dos dois violinos solo), que só falta mixar (já gravei).

    Também estou quase terminando a definição do movimento I do Elgar que te falei uma vez (sonata violino e piano):

    http://www.youtube.com/watch?v=BQL2wh-o69U

    ogner
    Veterano
    # nov/12
    · votar


    makumbator

    Maravilha, tomando meu café da manha com essa peça e sua guitarra magnânima, Makumba!!!

    Muito bom!!

    makumbator
    Veterano
    # nov/12
    · votar


    ogner

    Opa! Obrigado companheiro!

    buddy guy
    Veterano
    # nov/12
    · votar


    makumbator

    Tú é fera irmão,muito fera.Parabéns por mais este excelente trabalho !!

    overlappingcircles
    Veterano
    # nov/12
    · votar


    makumbator
    Lindíssimo, estou sem palavras. os meus sinceros parabéns!!!

    makumbator
    Veterano
    # nov/12
    · votar


    buddy guy
    overlappingcircles

    Valeu gente! Como de costume vocês estão sempre na área!

    Die Kunst der Fuge
    Veterano
    # nov/12
    · votar


    makumbator
    Nesse Romanze eu até escrevi no Sibelius para ajudar no estudo do que orquestra toca (que é importante para não me perder ao seguir o playback). No fim das contas aproveitei o que escrevi também para gerar o vídeo da partitura.


    Caramba, que trabalhão. Parabéns pelo comprometimento!

    Dele eu estava pensando em comprar o playback do concerto do cello e ver o que dá para fazer na guitarra.

    Fooooda!! \o\

    A próxima coisa a lançar é o concerto duplo em ré menor do Bach (com duas guitarras fazendo o papel dos dois violinos solo), que só falta mixar (já gravei).

    PORRAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!
    Foda, adoro esse concerto, qual vai ser o movimento?

    Também estou quase terminando a definição do movimento I do Elgar que te falei uma vez (sonata violino e piano)

    Lembro dele! Você me falou sobre ele acho que tem uns 2 anos ehehe =P

    De Ros
    Veterano
    # nov/12
    · votar


    makumbator

    Bah velho, compro o teu CD na hora! Coisa mais linda essas tuas versões! Trabalho incrível, sem duvida!!!

    makumbator
    Veterano
    # nov/12
    · votar


    Die Kunst der Fuge
    Caramba, que trabalhão. Parabéns pelo comprometimento!

    É deu trabalho, mas eu realmente gosto de editar partitura (tanto que faço isso profissionalmente). Então eu até acho essa tarefa prazerosa.



    Foda, adoro esse concerto, qual vai ser o movimento?

    Já gravei o movimento I. O movimento II estou estudando. A dificuldade na mix do primeiro é balancear os dois solos e a base (sem obscurecer nenhum em detrimento do outro), é muita informação ao mesmo tempo...hehehe.

    Lembro dele! Você me falou sobre ele acho que tem uns 2 anos ehehe =P

    Pra você ver como meu processo é lento...hsahsahsa!

    De Ros

    Muito obrigado mestre!
    Bah velho, compro o teu CD na hora!

    Falando nisso...hehehe...cadê o seu próximo CD? A fábrica ainda não entregou? Eu estou ansioso por ouvir!

    Pepe Le P
    Veterano
    # nov/12
    · votar


    "Totalmente excelente!"

    Que fluência na execução! A orquestra no fundo realmente ajuda muito e, mesmo sem caixas ou fones bons, deu pra notar que a mix ficou bem legal.

    Gilberto Juba
    Veterano
    # nov/12
    · votar


    makumbator

    Excelente trabalho! Parabéns!

    Abraço!

    silvG8
    Veterano
    # nov/12
    · votar


    makumbator
    Cara, simplesmente sensacional. Fiquei aqui viajando no som...

    Estou com muita saudade do meu piano, mas infelizmente não estava conseguindo estudar mais e estou parado há quase 2 meses. Essa sua atuação me inspira a voltar, assim que terminar novembro estarei de volta com as aulas. Obrigado por me lembrar como a música "clássica" é realmente especial.

    Abraço, continue com as excelentes gravações!

    makumbator
    Veterano
    # nov/12
    · votar


    Pepe Le P
    Gilberto Juba

    Obrigado pessoal! Agradeço muito as palavras.

    silvG8

    Valeu!

    Essa sua atuação me inspira a voltar, assim que terminar novembro estarei de volta com as aulas. Obrigado por me lembrar como a música "clássica" é realmente especial.

    Não pare de tocar! E volte a gravar, pois me lembro que volta e meia você lançava covers e músicas próprias bem legais aqui no fórum.

    Die Kunst der Fuge
    Veterano
    # nov/12 · Editado por: Die Kunst der Fuge
    · votar


    makumbator
    Já gravei o movimento I. O movimento II estou estudando. A dificuldade na mix do primeiro é balancear os dois solos e a base (sem obscurecer nenhum em detrimento do outro)

    Bacaníssimo! Este concerto consegue ter os 3 movimentos com a qualidade altíssima! É raro eu achar isso de um concerto, normalmente sempre tem algum movimento que desgosto ou gosto menos =P

    E o terceiro movimento?

    é muita informação ao mesmo tempo...hehehe.

    Outro dia fui ouvir este concerto tocado numa igreja famosa aqui do Rio, acho que a acústica da igreja não era ideal para música não, o som ficava embolado =/

    Pra você ver como meu processo é lento...hsahsahsa!

    Pense que se você fizesse tudo isso que faz e ainda fizesse rápido, levaria vários pobres mortais à depressão, no mesmo sentido que ler as peripécias que, por exemplo, um Mozart fazia, dá aquela pontadinha de tristeza (e pico de admiração).

    Abraço.

    silvG8

    Estou com muita saudade do meu piano, mas infelizmente não estava conseguindo estudar mais e estou parado há quase 2 meses. Essa sua atuação me inspira a voltar, assim que terminar novembro estarei de volta com as aulas. Obrigado por me lembrar como a música "clássica" é realmente especial.

    Depois que você falou fui pesquisar no seu membro e vi as várias gravações que você postou por aqui e lembrei que eu era assíduo comentador dos seus posts!
    Espero que você também volte a postar gravações! Pra começar eu quero um vídeo do Scherzo No.4 do Chopin \o\

    makumbator
    Veterano
    # nov/12
    · votar


    Die Kunst der Fuge
    E o terceiro movimento?

    Esse eu ainda não estudei, mas é tocável na guitarra também.

    Outro dia fui ouvir este concerto tocado numa igreja famosa aqui do Rio, acho que a acústica da igreja não era ideal para música não, o som ficava embolado =/


    Era na Candelária? Já toquei lá duas vezes. Realmente igreja(principalmente catedral) é um ambiente ruim para esse tipo de repertório, que precisa de definição, articulação e clareza.

    Por outro lado, canto gregoriano fica lindo em grandes igrejas, pois é um tipo de música que se beneficia muito do reverb e eco intenso de uma catedral.

    Pense que se você fizesse tudo isso que faz e ainda fizesse rápido, levaria vários pobres mortais à depressão, no mesmo sentido que ler as peripécias que, por exemplo, um Mozart fazia, dá aquela pontadinha de tristeza (e pico de admiração).

    Hahsash! Que nada!

    O curioso do Mozart é que apesar de ter sido um dos maiores gênios da música (e das artes em geral), ele só teve um emprego de músico na vida, e era justamente um que não gostava (tanto que foi chutado). Tava foda até pra ele...hashashsa!

    renatocaster
    Moderador
    # nov/12
    · votar


    makumbator

    Ótimo, mais uma vez!

    Bravíssimo! Parabéns!

    makumbator
    Veterano
    # nov/12
    · votar


    renatocaster

    Obrigado pela presença amigo! Agradeço o comentário.

    Die Kunst der Fuge
    Veterano
    # nov/12
    · votar


    makumbator
    Esse eu ainda não estudei, mas é tocável na guitarra também.

    Não vai gravar esse também não? Pq?

    Era na Candelária? Já toquei lá duas vezes. Realmente igreja(principalmente catedral) é um ambiente ruim para esse tipo de repertório, que precisa de definição, articulação e clareza.

    Lá mesmo! E você tem razão, não foi a primeira vez que fui a concertos lá e achei ruim a acústica. Uma vez assisti a um concerto pra violoncelo do Haydn e simplesmente não ouvi o solista, e olha que eu estava próximo (se é que isso influencia em algo).

    Por outro lado, canto gregoriano fica lindo em grandes igrejas, pois é um tipo de música que se beneficia muito do reverb e eco intenso de uma catedral.

    Isso eu nunca ouvi, tenho que ouvir algum dia. Valeu a dica.

    O curioso do Mozart é que apesar de ter sido um dos maiores gênios da música (e das artes em geral), ele só teve um emprego de músico na vida, e era justamente um que não gostava (tanto que foi chutado). Tava foda até pra ele...hashashsa!

    Coitado =/
    Qual foi esse emprego?
    Você tá melhor que ele, viu? Tem mais de um e ainda gosta de todos =]

    Adler3x3
    Veterano
    # nov/12
    · votar


    Makumbator

    Genial!
    A tua interpretação esta divina a altura da obra de Beethoven.
    Imagino o trabalho que deu para nos brindar com tanta generosidade musical.
    Quanta dedicação a música e ao nosso querido fórum.

    Parabéns, temos que grifar o nome do Makumbator com "M" maiúsculo.

    makumbator
    Veterano
    # nov/12 · Editado por: makumbator
    · votar


    Die Kunst der Fuge
    Não vai gravar esse também não? Pq?

    Vou, mas no meu cronograma...que você sabe que é BEM lento...hsahsahsa!

    Lá mesmo! E você tem razão, não foi a primeira vez que fui a concertos lá e achei ruim a acústica. Uma vez assisti a um concerto pra violoncelo do Haydn e simplesmente não ouvi o solista, e olha que eu estava próximo (se é que isso influencia em algo).

    Sim, conheço a acústica da Candelária, e não é mesmo a ideal para esse repertório. Curiosamente uma das vezes em que toquei lá foi um concerto de cello do Vivaldi (com o David Chew solando). A apresentação fez parte de um dos encontros internacionais de cello do Rio.

    Em geral eu não gosto de ficar logo ao lado do solista ( e na Candelária, da maneira que arrumam as apresentações, dá para o público da primeira fila virar a página para a orquestra...hehehe). Prefiro uma certa distância, para ter um balanço melhor entre o solo e a orquestra.


    Coitado =/
    Qual foi esse emprego?
    Você tá melhor que ele, viu? Tem mais de um e ainda gosta de todos =]



    Hahsah! Ele era músico da corte de Salzburgo, emprego esse que foi arranjado por seu pai (o compositor Leopold Mozart). Mas Mozart queira mesmo era ter a vida que Beethoven conseguiu ter no fim da carreira , que era se apresentar para um público pagante cosmopolita e anônimo (ao contrário de ser um músico contratado de corte ou da igreja).

    Mozart não queira ter que fazer músicas por encomenda para festividades da corte e nem ter que tocar o que lhe determinavam.

    Mas a Viena da época de Mozart (cidade para a qual ele se mudou sem autorização, e que custou sua demissão de Salzburgo) ainda não estava pronta para o que Beethoven conseguiu pouco tempo depois na mesma cidade.

    Eu gosto de brincar dizendo que se não tava fácil nem pro Mozart, a gente tá é f*****!!!! Hsahhsah!

    Adler3x3

    Muito obrigado! Realmente deu um bom trabalho fazer essa peça (além do estudo ainda editorei a orquestra no Sibelius). E eu sempre faço questão de compartilhar o material de estudo, para mim a coisa só se completa se outros puderam retirar algo mais além da minha própria execução.


    Parabéns, temos que grifar o nome do Makumbator com "M" maiúsculo.

    Hhsahsah!

    :)

    Die Kunst der Fuge
    Veterano
    # nov/12 · Editado por: Die Kunst der Fuge
    · votar


    makumbator
    Vou, mas no meu cronograma...que você sabe que é BEM lento...hsahsahsa!

    auhauhauhauhaua

    Sim, conheço a acústica da Candelária, e não é mesmo a ideal para esse repertório. Curiosamente uma das vezes em que toquei lá foi um concerto de cello do Vivaldi (com o David Chew solando).

    Maneiro! Tirei uma foto com esse cara, numa das aberturas de do Rio Cello Encounter, acho que de 2009, nem lembro.


    A apresentação fez parte de um dos encontros internacionais de cello do Rio.

    Quando é que você vai vir tocar aqui de novo? \o\

    Em geral eu não gosto de ficar logo ao lado do solista ( e na Candelária, da maneira que arrumam as apresentações, dá para o público da primeira fila virar a página para a orquestra...hehehe). Prefiro uma certa distância, para ter um balanço melhor entre o solo e a orquestra.

    Saquei!

    Pelo visto o Mozart então ajudou a preparar o terreno pro Beethoven, né?
    Eu gosto de brincar dizendo que se não tava fácil nem pro Mozart, a gente tá é f*****!!!! Hsahhsah!

    Auhauhauhauha essa é ótima =P

    Aproveitando o Up, dê uma olhada nessa matéria aqui:

    http://www.sciencedaily.com/releases/2012/11/121129093417.htm

    makumbator
    Veterano
    # nov/12 · Editado por: makumbator
    · votar


    Die Kunst der Fuge

    Esse encontro de cellos é bem legal! Não lembro o ano em que toquei, mas foi há bastante tempo.


    Quando é que você vai vir tocar aqui de novo? \o\

    Não sei.

    Pelo visto o Mozart então ajudou a preparar o terreno pro Beethoven, né?

    de certa forma sim! Infelizmente, para as pessoas da época, o Mozart morreu meio que no fracasso, apesar de algum tempo depois já começar a ter seu nome imortalizado, e hoje ele é visto como alguém de muito sucesso. Irônico, não?

    Aproveitando o Up, dê uma olhada nessa matéria aqui:

    Muito legal! Vou ler o artigo com calma. Valeu!

    Die Kunst der Fuge
    Veterano
    # mar/13
    · votar


    makumbator

    Muito bom, makumba! Parabéns novamente!

    makumbator
    Veterano
    # mar/13
    · votar


    Die Kunst der Fuge

    Obrigado novamente! Hahssh!

    Eu comecei a estudar o Romanze n.1 a fundo. Vamos ver se vai ficar legal.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Romanze n.2 (Beethoven) – guitarra e orquestra (real!)