Dobras de guitarra

    Autor Mensagem
    alexdiffer
    Veterano
    # abr/07


    eae blz...ha algum tempo eu nao escrevo nada pro pessoal do forum
    por isso resolvi postar esse topico hoje, onde vou abordar um tema
    bem legal de estudar que sao as famosas dobras de guitarra!!!!!!!

    Essa tecnica eh bastante utilizada hoje em dia em praticamente todos
    os estilos....voce vai ouvir muitas dobras nas musicas do iron maiden
    como na introducao de Wasting Love.

    Para estudar essa tecnica seria legal se voce estivesse acompanhado
    de outro guitarrista, mas como nem todos daqui do forum tem um amigo
    o jeito eh usar um programa de acompanhamento tipo o Guitar Pro ou
    entao se voce tem recursos tecnologicos pra gravar no pc otimo.

    Entao vamos dar inicio aos nossos estudos subdividindo os assuntos ok.

    1-O que sao as dobras....
    2-Intervalos
    3-Conclusao

    Enquadrei este estudo em tres partes basicas que ja darao um impulso
    nesta abordagem


    1-Oque sao as dobras

    As dobras sao trechos onde duas guitarras tocam um mesmo tema porem
    usando intervalos diferentes uma da outras por exemplo uma guitarra
    tocando uma nota C(do) podemos dobra-la em uma terca acima chegando em E(mi)
    ou seja uma guitarra toca a nota C e a outra toca a nota E...isso gera uma
    sonoridade bem legal.

    2-Intervalos
    As escalas sao formadas de intervalos, que por sua vez nada mais eh do que
    a distancia entre as notas musicais. Neste tema abordaremos os intervalos
    de 3a, 5a e 8a.

    Intervalo de 3a tem 2 tons (ex. de C para E)
    Intervalo de 5a tem 3 tons e 1/2 ( ex. C para G)
    Intervalo de 8a tem 6 tons (ex. C para C)

    Esses sao os intervalos mais usados nas dobras porem voce pode improvisar
    em outros intervalos...dano continuidade ao nosso pequeno estudo vamos dar
    um exemplo de dobra em tercas utilizando a escala de C (C maior)

    Escala Normal

    E||--------------------------5-7-8--||
    B||--------------------5-6-8--------||
    G||--------------4-5-7--------------||
    D||--------3-5-7--------------------||
    A||--3-5-7--------------------------||
    E||---------------------------------||


    Dobrada em tercas

    E||--------------------4-5-7-9-10-12--||
    B||--------------3-4-6----------------||
    G||--------2-4-6----------------------||
    D||--2-4-6----------------------------||
    A||-----------------------------------||
    E||-----------------------------------||


    Estude:
    Uma guitarra toca a escala normal a outra toca a escala em terca ao mesmo tempo
    nota por nota.

    Observe a sequencia das notas.

    Normal C maior C D E F G A B C
    Em terca E F#G#A B C#D E

    Observe a relacao intervalar entre elas e estude sobre os outros intervalos de 5a e 8a


    3-Conclusao

    Espero ter ajudado desculpem eu nao ter escrito algo mais elaborado acontece que
    nao tenho tido muito tempo ultimamente. Para compreender melhor esse pequeno
    resumo leia o topico que eu criei Escalas O Metodo Pratico que esta
    disponivel aqui no forum e no meu site onde tenho outros artigos e mp3

    www.alexdiffer.cjb.net


    vlew ae pessoal abcs

    Mega
    Veterano
    # abr/07
    · votar


    aaahhh, então era esse o nome da técnica? Eu sabia o que era, mas não o nome..

    Releed
    Veterano
    # abr/07
    · votar


    Valeu cara..voce ta sempre ajudando!
    Eu sabia o que era, mas não o nome (2)

    Snakepit
    Veterano
    # abr/07 · Editado por: Snakepit
    · votar


    Bem interessante, valeu cara! Já conhecia mas é bom revisar. Só não entendi isso:

    Intervalo de 5a tem 3 tons e 1/2 ( ex. C para G)

    Como se calcula isso?

    Acho que o meu problema é que eu nunca vi essas dobras como "tons acima", eu sempre calcula "duas proximas notas" na escala. Ou seja, a terça tem que avançar duas notas, e a 5a quatro notas na escala, é isso?

    Isso que acontece qdo agente tenta ser auto didata hehehe

    Eric Lance Abbott
    Veterano
    # abr/07
    · votar


    pensei que era sobre aquela guitarra dobrável do Soulface
    huauhahua

    ki_suco
    Veterano
    # abr/07
    · votar


    Snakepit
    eu acho melhor ir pelas notas da escala/ CH. Se utilizar tons acima fica-se preso em uma escala (no exemplo, a maior). Se eu quiser fazer uma dobra em Am aquele intervalo de 2 tons pra 3a (no caso da nota A) já não serve.

    tem algumas falhas nessa explicação na minha opinião.
    a dobra feita não tá no CH de C maior. Pode soar BEM estranho em alguns casos. EU acho melhor fazer seguindo as notas da escala

    Mega
    Veterano
    # abr/07 · Editado por: Mega
    · votar


    ki_suco
    Acho que estar no campo harmônico de um tom não é bem a intenção ao se usar isso... :P

    Snakepit
    Veterano
    # abr/07
    · votar


    ki_suco
    Eu faço avançando as notas da escala que nem tu disse, por isso q eu estranhei e não entendi os 3 tons e meio que ele falou.

    Terça avança duas notas na escala. Quinta eu nunca fiz, mas avançaria 4 notas.

    ki_suco
    Veterano
    # abr/07 · Editado por: ki_suco
    · votar


    Mega
    claro que sim cara. pega qualquer música que tenha dobra, tu vai notar que as dobras vão estar dentro do CH da música.

    exemplo: chords of life do satriani. aquele riff inicial pode ser feito por 2 guitarras, fazendo dobras

    nettoroses
    Veterano
    # abr/07
    · votar


    Mega
    poe isso nem toda dobra funciona
    tem que estar dentro do campo msm

    Vh Rodriguez
    Veterano
    # abr/07
    · votar


    Mas eu tenho uma dúvida!

    Por exemplo: Se a guitarra 1 está na nota F# e a 2 em A,que intervalo é esse? Não é terça?

    (Desculpem a pergunta,mas eu faço muito isso e é uma dúvida meio recente...)

    ki_suco
    Veterano
    # abr/07
    · votar


    Vh Rodriguez
    sim
    mas tem 3a menor e 3a maior.
    por isso q eu disse q a explicação tá meio genérica

    Thiagoham
    Veterano
    # abr/07
    · votar


    Vh Rodriguez
    Eh cara, um intervalo de terça menor.
    O Iron Maiden usa bastante dobra.

    Vh Rodriguez
    Veterano
    # abr/07
    · votar


    Bah cara(s) vlw mesmo!

    Eu estudo tanto modos,blues,campos,formações...e se perde em coisas básicas!

    Felipe_Shevas
    Veterano
    # abr/07
    · votar


    Nunca fiz um estudo aprofundado disso, posso até estar equivocado, e se estiver, quero que alguém me corriga.

    Mas se vc está fazendo um riff em Dó, a guitarra que faz a dobra tem que estar em dó também. Só que nao no mesmo grau. ex.: enquanto uma faz dó a outra faz mi. enquanto uma faz sol a outra faz si. enquanto uma faz lá a outra faz dó.
    (isso tudo no CH de dó)

    Acho que é isso. Estou errado?

    ki_suco
    Veterano
    # abr/07
    · votar


    Felipe_Shevas
    corretíssimo

    Felipe_Shevas
    Veterano
    # mai/07
    · votar


    Corrijam-me se eu estiver errado.

    Dobras em terças

    Modos gregos que formam dobras entre si:

    T 3
    Jônio - Frígio
    2 4
    Dório - Lídio
    3 5
    Frígio - Mixolídio
    4 6
    Lídio - Eólio
    5 7
    Mixolídio - Lócrio
    6 8
    Eólio - Jônio
    7 9
    Lócrio - Dório

    Pode-se ainda criar dobras com 3 sons. Ex.: Jonio - Frígio - Mixolidio
    ou dorio - lidio - eolio

    e até dobras de 4 sons. Ex.: Jonio - Frigio - Mixolidio - Lócrio.

    Também não precisa ficar preso a terça.
    Pode-se fazer dobra com a 5. Ex.: Jonio - Mixolidio

    makumbator
    Veterano
    # mai/07 · Editado por: makumbator
    · votar


    E complementando o que citou o Felipe, não é necessário que se fixe unicamente em um intervalo, ou seja, posso na mesma frase, fazer uma dobra que tenha terças e em uma ou outra nota dessa mesma frase, uma sexta, quinta, quarta, oitava, uníssono, até sétima fica bom dependendo do contexto. Outra coisa legal é fazer camadas de dobras(estilo Brian May), ou seja, além da voz base, uma voz em terças, outra em quintas, uma outra em décimas, décimas segundas, ou seja, um verdadeiro coral de guitarras.
    Posteriormente pode-se partir para o contraponto "verdadeiro" com linhas que são diferentes e independentes(em termos de intervalos, ritmos) mas que se complementam em um todo harmonioso.
    Como comentado antes pelo Felipe, na explicação incial há erro nos intervalos das terças em C maior. Por exemplo, a terça de D em C maior é F e não F#(ou seja, é terça menor e não maior), o mesmo vale para as terças de E e A que também estão erradas. O que o Alexdiffer fez foi uma seqüência de terças maiores e não terças da escala de C maior. A dobra deve seguir a armadura da escala geradora(adaptando-se os intervalos para maior ou menor de acordo com a escala base).
    Faz-se uso dessas técnicas muito em naipes de metais, com os instrumentos tocando em blocos de intervalos, expondo a harmonia implícita, mesmo sem haver acordes sendo tocados no momento.

    Felipe_Shevas
    Veterano
    # mai/07
    · votar


    makumbator

    Excelente!

    Fahrenheit
    Veterano
    # mai/07
    · votar


    alexdiffer

    Galera eu não entendi foi o seguinte Observe a sequencia das notas.

    Normal C maior C D E F G A B C
    Em terca E F#G#A B C#D E


    F# não entra na escala de C, eu pensava que deveria se seguir as notas da escala, pra mim a terça de D na escala de C seria F...

    _BLACKMORE_
    Veterano
    # mai/07 · Editado por: _BLACKMORE_
    · votar


    Fahrenheit

    Como comentado antes pelo Felipe, na explicação incial há erro nos intervalos das terças em C maior. Por exemplo, a terça de D em C maior é F e não F#(ou seja, é terça menor e não maior), o mesmo vale para as terças de E e A que também estão erradas.

    A dobra deve seguir a armadura da escala geradora(adaptando-se os intervalos para maior ou menor de acordo com a escala base).

    entendeu?

    John Arch
    Veterano
    # mai/07
    · votar


    Ah, bom, ainda bem q consertaram o erro lá de cima... o mais importante nessa questão das dobras é saber a tonalidade ou escala em que se está trabalhando.
    Pois veja, nas escalas diatônicas, a terça de Ré, por exemplo, será sempre Fá. Agora, vc pergunta, será Fa natural, bemol ou sustenido? Depende da tonalidade. Se estivermos trabalhando em Dó Maior, o Fá será natural, mas se estivermos em Sol Maior, o Fá será #. No entanto, as duas são terças, só que uma é maior e outra menor.
    E vc então pergunta: mas então, qual terça eu vou usar, a maior ou menor? E eu respondo mais uma vez: Depende da tonalidade! Simplesmente pegue a escala e conte as terças, pouco importando a qualificação delas. É o caminho prático e sem erro.

    Fahrenheit
    Veterano
    # mai/07
    · votar


    _BLACKMORE_

    hummmmmmmm

    Agora entendi...fiquei assustado quando vi lá em cima...porque eu faço desse jeito que o makumbator falou...agora sim

    Vlww

    alexdiffer
    Veterano
    # jul/07
    · votar


    stick pra mim huahuahauhaua

    Quebradinho
    Veterano
    # jul/07
    · votar


    alexdiffer

    Intervalo de 5a tem 3 tons e 1/2 ( ex. C para G)

    me corrija se eu estiver errado mais ali não seria G#??

    carolzinhah
    Veterano
    # jul/07
    · votar


    agora entendi...rs

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Dobras de guitarra