Repetitivo sim - o tom da música.

    Autor Mensagem
    Henrique_Bass
    Veterano
    # jun/11


    Pessoal, podem me xingar à vontade!!! Sei que têm vários tópicos aqui sobre tom de música, mas quer crer, como quero crer, que existe algum macete, alguma forma mais fácil do que ficar lendo e calculando, quebrando a cabeça até conseguir num piscar de olhos, ver as notas e sacar: o tom é "ESSE".

    Sempre fui autodidata no baixo. Agora resolvi estudar com um professor muito bom. Até estou entendendo a lógica, mas não compreendo tão bem assim.

    Vou escrever abaixo o exercício que ele me passou, com algumas notas. Tenho que achar o tom que a música está, levando em conta os graus: 1º, 4º, 5º e 6º são maiores e 2º, 3º e 6º são menores.

    Temos:

    Em | G | A | D | > o tom dessa música é em D --> ré

    Tudo bem! Mas qual a barbada pra isso??? Será que sempre terei de começar escolhendo uma das notas (menor por exemplo) e perguntando se ela pode ser segunda, terceira ou sexta de qual?

    Aguardo a ajuda de vocês nessa simples tarefa, mas que pra mim, parece grego...

    Obrigado novamente pela colaboração.

    Um abraço,
    Henrique.

    ghb
    Veterano
    # jun/11
    · votar


    Henrique_Bass

    Uma dica utlilizando seu exemplo e seu post:

    I, IV e V graus são maiores
    II, III e VI graus são menores
    VII grau é meio diminuto

    Pensando em uma música ou trecho totalmente tonal:

    Temos:

    Em | G | A | D | > o tom dessa música é em D --> ré

    Tudo bem! Mas qual a barbada pra isso??? Será que sempre terei de começar escolhendo uma das notas (menor por exemplo) e perguntando se ela pode ser segunda, terceira ou sexta de qual?
    Visto que são todas tríades, uma das maneiras de encontrar o tom a partir dos acordes como seu exemplo é simplesmente reparar se há repetição de acordes maiores ou menores na harmonia, se relacionando em intervalos de um tom. A vantagem é que isso é um grande clichê musical haha, e acontece com grande frequencia!

    Campo Harmonico de D:


    D   Em   F#m   G   A  Bm   C#m7/b5


    Seu exemplo tem o G e logo depois o A, sendo IV e V graus, logo só tem mais um maior sobrando, que será a sua tonalidade maior. Quando você tiver dois acordes menores nesse mesmo intervalo de um tom em uma harmonia (sendo II e III graus), sua tonalidade maior também já estará "na cara" (Nesse exemplo, se fosse Em e F#m). Os acordes não precisam estar em ordem, precisam simplesmente conter na harmonia. Logo, tendo esssa mesma relação intervalar, já era! Pense nas simetrias!

    Putz, há varias maneiras de pensar em tonalidade de músicas, mas coloquei só essa idéia baseado no que foi descrito em seu post. Espero ter ajudado, não complicado mais hehe!

    Henrique_Bass
    Veterano
    # jun/11
    · votar


    Valeu a dica! Vou tentar por aí mesmo.

    Sds.,
    Henrique.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Repetitivo sim - o tom da música.