Reaper X outros ambientes de gravação

    Autor Mensagem
    rhenandias
    Membro
    # jun/13


    Estou acostumado a usar o REAPER com os plugins que gosto, sei que o melhor é aquele que a gente se adapta melhor, porem se eu fosse começar a pegar trabalhos para gravar, com todo o equipamento necessario, o REAPER seria bem aceito?

    MMI
    Veterano
    # jun/13
    · votar


    rhenandias

    pegar trabalhos para gravar

    Até funciona, mas se a questão é para trabalho de verdade, o padrão dos estúdios é o Pro Tools.

    Comre um iLok e o Pro Tools, esquece o Reaper se é trabalho.

    strinbergshredder
    Veterano
    # jun/13
    · votar


    MMI
    Bom, não contestando a sua afirmação, mas até que ponto apenas Pro Tools serve para "trabalhos de verdade"??

    Não é só porque ao longo do tempo foram transformando o Pro Tools no supra-sumo dos DAWs, colocando ele num pedestal de DAW padrão??

    Abraços

    waltercruz
    Veterano
    # jun/13
    · votar


    rhenandias
    strinbergshredder

    Olha…. talvez eu até esteja errado, enfim. Mas vamos lá!

    O Protools é o padrão de mercado. Provavelmente o cliente vai chegar lá querendo protools. Dá pra fazer o que se faz no prootols em outra DAW? Dá sem dúvida. Semanas atrás,um amigo meu fez um depoimento onde disse ter ficado assustado com a qualidade e praticidade do reaper.

    Mas é fogo, infelizmente, me parece que por causa do 'mercado' seria mais interessante vc usar o protools mesmo.

    nofear
    Veterano
    # jun/13
    · votar


    rhenandias


    Cara acho que é questão de você argumentar com seus clientes e mostrar seu trabalho no REAPER. Por que na real não faz diferença nenhuma o Pro Tools. Burro, na minha opinião, é quem chega exigindo que você use um programa sendo que você manja mais de outro. O REAPER é fantástico!
    Eu mesmo estou produzindo um som no Logic por causa da capacidade de criar loops e mexer com MIDI nele. Mas exportei as vozes para o REAPER pois acho o REATUNE o melhor afinador de vozes do mercado. Acho que ele deteriora o audio bem menos que os outros. Enfim tem coisas muito legais e faceis de fazer no REAPER como os roteamentos.

    strinbergshredder
    Veterano
    # jun/13
    · votar


    waltercruz
    Então, agora, se o cara é uma fera total de Reaper, e um cliente chega exigindo Pro Tools, acho que é o caso, como o nofear disse, de provar a qualidade do que o cara faz, seja no Reaper ou em qualquer outro que o cara use....

    Casper
    Veterano
    # jun/13
    · votar


    No tempo dos video-cassetes, o Betamax era tecnicamente
    superior ao VHS. Mas não era o padrão. Nem adiantava
    vc levar seu filme preferido em beta para a casa dos
    amigos, para assistir, porque não tinha onde enfiar
    (no bom sentido, claro).

    MMI
    Veterano
    # jun/13
    · votar


    strinbergshredder

    Não é só porque ao longo do tempo foram transformando o Pro Tools no supra-sumo dos DAWs, colocando ele num pedestal de DAW padrão??

    Sim, de certa forma. O fato é que ele está neste pedestal padrão, indiscutivelmente, mesmo se houver outros tão bons quanto. Todas as vezes que tive que trocar arquivos com estúdios (principalmente os maiores), a discussão era sobre as sessões de PT. Converse com os estúdios bons, maiores e verá, todos tem seu Pro Tools lá. Por experiência própria, todas as vezes que o trabalho envolveu troca de arquivos com estúdios legais, como o cantor colocar a voz em outra cidade, envio de arquivos para mix ou master, sempre vem com a solicitação dos arquivos do Pro Tools. Claro que dá para converter o arquivo, mas se a discussão é profissional, vai na certa que é o PT, nem se discute Reaper.

    strinbergshredder
    Veterano
    # jun/13
    · votar


    MMI
    Entendi cara...

    Bom, a verdade é que, se você aprende e depois domina os procedimentos em um DAW específico, seja Reaper ou qualquer outro, fica um pouco mais fácil trabalhar também com Pro Tools quando for necessário...
    Talvez você só sinta um pouco mais de dificuldade na correlação das funções, mas isso aí também se aprende com o tempo...

    De qualquer forma, valeu pelas considerações!!
    Abraços!

    MMI
    Veterano
    # jun/13 · Editado por: MMI
    · votar


    strinbergshredder

    Pois é. Eu acho que tem DAW`s mais amigáveis que o PT, inclusive gosto do Logic. Minhas brincadeiras são feitas nele, é registrado e pago, certinho. Geralmente a galera se recusa a pagar, daí a escolha pelo Reaper... Mas quando a coisa é profissional, se vai cobrar pelo trabalho bem feito e este trabalho vai ser complementado de alguma forma em outros estúdios pelo mundo, necessariamente vai ser falado em Pro Tools.

    Já fiz muita gravação paga e para gravadoras em casa. Mandei muitas gravações para o Rio de Janeiro e uma delas foi parar em Abbey Road. Imagina se eles pediram arquivos do Reaper ou do Pro Tools? ( e jamais falaram tanto faz...)

    strinbergshredder
    Veterano
    # jun/13
    · votar


    MMI
    Já fiz muita gravação paga e para gravadoras em casa. Mandei muitas gravações para o Rio de Janeiro e uma delas foi parar em Abbey Road. Imagina se eles pediram arquivos do Reaper ou do Pro Tools? ( e jamais falaram tanto faz...)
    hehehehehehe..... Nem preciso responder....

    makumbator
    Veterano
    # jun/13 · Editado por: makumbator
    · votar


    MMI

    Acho que isso depende um pouco de nicho também. Na música eletrônica (por exemplo), o Pro Tools não é tão usado quanto no padrão "tradicional" de estúdio. E ninguém discute que um grande produtor de música eletrônica não seja "profissional".

    Vale o mesmo para quem escreve trilha sonora (e nesse ponto a deficiência histórica do PT com midi é muito problemática). Em geral, todas as novidades lançadas nas duas últimas versões do PT já estavam no Ableton, Logic, Cubase e Nuendo há anos!

    O curioso é que conheço pessoas que são altamente fluentes no Logic e PT e também Cubase e PT. Todos eles no íntimo acham o PT menos amigável, e até "pior" que os outros quando comparados em funções semelhantes. Via de regra essas pessoas dizem que continuam com o PT meramente por causa da indústria, e tão somente!

    Outro ponto de desagrado do PT é sua política de preços muitos caros nos upgrades. Soma-se a isso o estado de pré-falência da Avid (além da investigação criminal de fraude na bolsa feita contra os diretores nos EUA). A empresa demitiu centenas de funcionários (vários programadores e pessoal de suporte). A tendência de piora do serviço e de novidades do programa é bem clara.

    Outro detalhe, é que parece que a nova geração de pessoas estão mais para o lado de "vadias de DAW" (Hsahsah!). Ou seja, gostam de usar várias, dependendo da tarefa a ser feita, sem se fixar em nenhuma (com as vantagens e desvantagens disso). Imagino que quando esse povo agora novo estiver no mercado daqui alguns anos, o domínio de um único programa será algo ultrapassado.

    MMI
    Veterano
    # jun/13
    · votar


    makumbator

    Sim, algumas funções do PT não é legal e como eu disse, é um dos programas menos amigáveis. Por isso que aqui eu tenho o Logic, o Cubase e o Ableton Live (todos licenciados, alguns nem instalados mais), o que não deixa de ser comum nos estúdios. Também desconfio que se não cuidarem, em breve perderão a liderança, mas hoje ainda o PT é líder nos estúdios para gravação e não vejo alteração disso em um período muito breve.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Reaper X outros ambientes de gravação