Musicas pop de filmes , quem faz esses arranjos são os caras ou os produtores?

    Autor Mensagem
    rhoadsvsvai
    Veterano
    # abr/13


    sou muito do rock e do blues , mas tem musicas que ficam na cabeça demais , de artistas que eu inclusive não curto , algums exemplos.





    ouvindo prestando atenção na gravação e arranjo e não na musica em si e tirando a melodia principal da musica , a gente ouve centenas de strings ,flautas , até metais nas partes de impacto , zilhares de guitarras ,tocando coisas diferentes as vezes tocando só um acorde pra dar mais peso , cada coisa tocando partes um diferentes compostas unicamente para elas.e isso eu não ouço com tanta intensidade nem em musicas dos beatles como day em life , muito menos nos rocks e blues antes dos anos 80 .
    queria saber , se os caras chegam no estudio com isso tudo pensado , ou se isso são coisas q o produtor vai vendo e colocando , ou se tem algum maestro arranjador que da suporte pra esses caras (principalmente artistas pop) .

    rhoadsvsvai
    Veterano
    # abr/13
    · votar


    up

    makumbator
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    rhoadsvsvai

    Depende. Tem vários casos:

    1. Em alguns casos são músicas que já existiam antes, e são incluídas em um filme.

    2. Há produções que encomendam uma ou várias músicas específicas para além da trilha sonora "normal" do filme. Pode ser encomendado a bandas e ou músicos diferentes do compositor da trilha sonora.

    3. Há casos em que o próprio compositor da trilha sonora compõe uma canção específica de acordo com o que for pedido, além da tilha "incidental" normal que o cara fez no mesmo filme.


    Enfim, tem de tudo. Muitas das peças de trilha sonora atual combina músicos "reais" com samplers e síntese. Claro que cabe ao compositor da trilha criar isso.

    Para você ter uma ideia de como é variado, aqui alguns vídeos da Vienna software, com usuários "famosos" na área de composição de trilha:

    http://www.vsl.co.at/en/65/71/2536/2186.vsl

    Eles comentam sobre o processo criativo, questões mais técnicas, etc...

    Adler3x3
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    rhoadsvsvai

    Isto acontece/eu não só na música de filmes.
    Muitas bandas/grupos contam no seu arsenal de estúdio com maestros arranjadores, entre eles produtores, como por exemplo os Beatles, Beegees, e muitos outros.
    No Brasil o próprio Roberto Carlos faz isto.

    Die Kunst der Fuge
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    makumbator
    Para você ter uma ideia de como é variado, aqui alguns vídeos da Vienna software, com usuários "famosos" na área de composição de trilha

    Muito legal! Assisti o do Danny Elfman, maneirão ouvir como é o resultado sonoro dele usando samples e VSTis.

    Pelo caminho, por que você colocou aspas em "famosos"? ehehehe

    makumbator
    Veterano
    # mai/13 · Editado por: makumbator
    · votar


    Die Kunst der Fuge
    Pelo caminho, por que você colocou aspas em "famosos"? ehehehe

    Ah, por não serem conhecidos do grande público, pelo menos não de nome, apesar de algumas de suas músicas serem bastante famosas

    Muito legal! Assisti o do Danny Elfman, maneirão ouvir como é o resultado sonoro dele usando samples e VSTis.

    O do Blake Neely também é lagal por mostrar a necessidade atual do compsitor em padronizar as trilhas feitas para séries (em que obviamente se busca um certo padrão ao longo de vários anos de trabalho). No caso ele cria templates para adiantar o serviço (com reverb, volumes e etc já na configuração da série).

    rhoadsvsvai
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    é muito interessante isso .... po , eu fico querendo dar essa orquestrada em algumas musicas minhas , mas n tenho essa capacidade :(

    makumbator
    Veterano
    # mai/13 · Editado por: makumbator
    · votar


    rhoadsvsvai

    Estude, oras. Há livros sobre orquestração, contraponto, harmonia avançada, etc...

    Junte isso com a análise (auditivas e ou de partitura) de obras orquestrais (eruditas ou não) e terá um bom caminho a seguir.

    Lelo Mig
    Membro
    # mai/13 · Editado por: Lelo Mig
    · votar


    rhoadsvsvai

    "n tenho essa capacidade"

    Cara, vamos com calma.... veja, por exemplo, o caso do Elton John, que é um dos citados em seu exemplo:

    1- Ele têm 66 anos.
    2 - Começou a tocar piano aos 3 anos de idade.
    3 - Foi aluno prodígio de sua turma na Pinner County Grammar School e com 11 anos ganhou uma bolsa de estudos para ingressar na Royal Academy of Music, uma das mais conceituadas da Inglaterra.
    4 - Aos 16 anos fundou a banda Bluesology e aos 20 iniciava como músico de estúdio, arranjador e compositor para artistas diversos.
    5 - Lançou seu primeiro trabalho solo aos 22 anos.

    - É o único artista que até hoje conseguiu obter seis lançamentos consecutivos no primeiro lugar da Billboard, sendo detentor, ademais, do recorde de single de maior vendagem da história.

    - Já vendeu, ao todo, mais de 450 milhões de cópias de seus trabalhos no mundo.

    Resumindo, goste ou não, tem que "comer muito feijão" prá ter o gabarito e experiência do sujeito!

    Obs: Será que ele possui gabarito para arranjar e produzir seus trabalhos??...hehehe

    Abç!

    rhoadsvsvai
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    Lelo Mig
    makumbator
    concerteza os caras são monstruosamente talentosos .... mas sei la eu sempre penso q eu tenho q pelo menos tentar ser melhor q eles conseguindo ou não , afinal somos todos macacos desenvolvidos , o jeito é ir seguindo em frente , quanto mais alto vc mira o tiro mais longe a bala vai.

    MMI
    Veterano
    # mai/13
    · votar


    rhoadsvsvai

    Olha, juntando o que o Lelo e o Makumbator disseram ao que já vivi... Música tem sim algo que vai da capacidade. Fazer este tipo de arranjo não é tão simples mesmo, mas não é tão impossível assim.

    O primeiro ingrediente é querer. Todos nós aqui um dia inventamos de querer tocar algum instrumento, pegamos um mas não saiu nada. Foram anos, muitas horas de estudo, muitos obstáculos para chegar em algum lugar com mais ou menos sucesso. O próprio Lelo inventou de voltar a tocar, estava apanhando muito, já deve estar tocando bem de novo (faz tempo que não mostra a evolução). Mas nisso entra o estudo que o Makumba falou.

    Se é seu desejo fazer esse tipo de coisa, a prática e a convivência com este tipo de trabalho acrescenta e acelera muito. O uso deste tipo de software (Vienna, por exemplo) simplifica e barateia, mas sugiro avançar também para o lado de um teclado ou mesmo uma guitarra MIDI. Tem que praticar, fazer arranjos, esquece esse lance de sempre usar BT para estudar. Grave suas BT e vai complicando elas, comece a botar cordas, xilofone, sopros etc. Conversava com um amigo sobre isso recentemente, o "vício" em BT não é bom, apesar delas serem legais para alguns fins. Mas procure conviver e observar caras mais experientes trabalhando com isso, é legal demais trabalhar junto com um músico de estúdio fazendo arranjos, trilhas ou mesmo jingles.

    Lelo Mig
    Membro
    # mai/13 · Editado por: Lelo Mig
    · votar


    rhoadsvsvai

    "tentar ser melhor q eles conseguindo ou não"...com certeza, nisso vc esta certo!

    Mas, procure o caminho "mais curto" prá definir seus objetivos... o MMI, disse tudo, bem como vejo.

    Quando citei o "curriculun" do Elton John, não foi no sentido de dizer: "Olha, ele foi um prodígio genial, e nós não, somos uns medíocres"... mas sim, de mostrar que ele muito cedo, estava enfiado dentro de um estúdio, numa época em que, pelo menor fator tecnológico, a experiência era o maior diferencial.

    Então, imagina ele, com 20 anos, olhando os "cinquentões" operando aquele monte de aparelhos e fios, posicionando músicos, instrumentos e microfones, criando arranjos, dando palpite em orquestrações, tendo contado com músicos de alta formação?

    Ou, seja, ele tinha, além do talento, as ferramentas de músico (que lê e escreve), é um pianista muito acima do que mostra em seu trabalho. Hoje, nem precisamos "ler partitura" com essa precisão, os softs facilitaram muito nesse aspecto, (no tempo do Elton John, vc escrevia um violino e tinha que chamar um violinista prá tocar o que vc escreveu), hoje, não precisamos mais disso, contudo, ouvir, perguntar, estar nos ambientes, aplicar as idéias, botar elas nos programas certos, achar os timbres e instrumentos certos, e tudo mais, continua sendo igual de certa forma.

    Adler3x3
    Veterano
    # mai/13 · Editado por: Adler3x3
    · votar


    rhoadsvsvai

    Como foi comentado acima, estudar e praticar.

    É isto.

    Quanto a capacidade de fazer você tem, basta aprender detalhes do uso dos softwares, teclados etc..
    O que tem que fazer é colocar em prática, tanto o estudo como a pratica de exemplos de suas próprias músicas que ao meu ver estão num bom nível.
    Você pode experimentar arquivos midi, só que tem que tomar cuidado pois a maioria dos aquivos disponíveis da internet são de baixa qualidade.
    Verificar como outras músicas parecidas com as suas para ter uma referência, analisar, comparar e aprender.
    Todos nós estamos sempre aprendendo, é um estudo que não tem fim.
    E principalmente colocar a mão na massa iniciando com os recursos que você já tem, e ir aos poucos adicionando softwares e hardware ao seu setup.
    Bem vindo ao home studio e ao mundo dos VSTs.
    E voltando a questão da capacidade, todos nós temos.
    E no seu caso como você já produziu músicas, que tem melodia e harmonia, basta variar as melodias , e fazer harmonias de acordo com a tessitura e alcance das notas dos instrumentos que você vai utilizar.
    Se você já conseguiu fazer boas melodias com harmonia, pode fazer isto para os outros instrumentos, é como se fosse uma nova música, com melodias e harmonias que se complementam, dando a peça mais sentido musical.
    A música é uma só, e comece por músicas mais simples tipo baladas, e vá postando os resultados e obtendo criticas construtivas e ir evoluindo, o que vai demorar um certo tempo, mas num processo natural.

    Vá em frente!

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Musicas pop de filmes , quem faz esses arranjos são os caras ou os produtores?