Pro Tools tá tenso/Dicas p migrar para outros sistemas

    Autor Mensagem
    Carlinhosmh
    Veterano
    # fev/12 · Editado por: Carlinhosmh


    Bom gente to postando minha indignação com a Avid, acontece o seguinte,
    depois do lançamento do Pro Tools 9, houve uma grande alegria para os donos de estúdios e usuários do sistema, por que imagina só poder usar qualquer interface com o Pro Tools, sendo que, até então era fechado exclusivamente com a Digidesign? Antes só era possível usar o Pro tools se tivesse em mãos um hardware da Digidesign ou M-Audio.
    Muito bem, com o novo Pro Tools 9, houve então uma liberação para qualquer placa, bacana não é? Por um lado sim, era algo que faltava para facilitar nossas vidas, só que tudo tem um por que não é verdade? Nada acontece por acaso, na verdade isso foi uma jogada ilusória para os usuários do Pro Tools. Veja bem um exemplo, se caso o seu hardware não estiver sendo direcionado até a Avid , a própria não oferece mais possibilidade de você usar toda a qualidade e todo sistema da sua DAW.
    A Avid lançou a pouco tempo o Pro Tools 9 e não demorou muito pra lançar o Pro Tools 10 com inovações, ou seja, quem fez um investimento à 6 meses atrás comprando um Pro Tools 9 que era então o maior lançamento da Avid, perdeu dinheiro, por que depois de uns 8 meses já lançaram o Pro Tools 10 com novas opções e possibilidades e já deixaram descartado o Pro Tools 9. Como o Pro Tools ainda é (ainda né), o software mais usado, então de certa forma, há poder de se fazer o que bem entender.
    Outra coisa revoltante são os preços de interfaces de placas DSPs. Hoje em dia pra vc ter um Pro Tools HDX que é o mais novo lançamento da Avid, você vai estar desembolsando 7 mil dólares só na placa, que vai então processar os novos plugins AAX, abrindo inúmeros canais de gravação. Ainda dá pra usar a interface da Digidesign do Pro Tools HD , não precisa ser da Avid, só que se for optar por ter uma interface da Avid com o sistema HDX, esse investimento não sairá menos de 30 mil reais!!! Então em vista dessa situação, isso acaba sendo um absurdo e uma falta de consideração com os clientes da Avid, que já usam há tempos o Pro Tools HD, enfim , eles fazem o que querem com os clientes.
    É fato que enquanto não houver uma mudança drástica nessa linha de pensamento da Avid ,provavelmente vai ser muito difícil ter essa popularização que eles tanto querem pro sistema Pro Tools HD ou Pro Tools normal mesmo, azar o deles não é verdade?

    Dicas
    O que seria de nós se apenas houvesse a alternativa Pro Tools e não existissem outras alternativas? Acredito que seria muito tenso. Como há outras opções deixo aqui a minha:

    Pra mim a melhor opção seria você adquirir um conversor de A/D e D/A de uma outra marca, utilizar um outro sistema de gravação como Cubase, Sonar, Nuendo, Sound Forge, i Logic entre outras, isso irá sair bem mais em conta e não haverá necessidades de se prender há um novo sistema Pro tools e ter que ficar usando os hardware da Avid por preços alarmantes, tirando que a qualidade que pode-se obter com esse sistema PT, pode-se perfeitamente obter a mesma qualidade ou até melhor, com equipamentos de outra marca.

    .omni
    Veterano
    # fev/12
    · votar


    Carlinhosmh
    Por isso que existem várias versões do Pro Tools. Você tá pesquisando a HD, é óbvio que ela vai ser cara, qualquer placa de DSP é cara, independente da marca.
    Tem o HD native que sai BEM mais em conta, é native mas retém o funcionamento full do HD.
    Se você tem um estúdio que vai fazer um monte de DVDs e trabalhar com muitos canais e 5.1, certamente vai querer o HD. Se é um home studio só pra edição e afinação, pode usar até o LE. Se usa pra video e quer os funcionamentos do dv toolkit ou complete usa logo o HD native ou o 9 comum, dependendo da necessidade (5.1, por exemplo).
    Enfim, é isso, ninguém tá te obrigando a gastar R$30 mil num pro tools, até porque se você realmente precisar do HD, não vai comprar uma placa só, vai comprar duas ou três.
    Sobre o conversor, você nunca precisou de um conversor da Avid (ou digi), aqui no estúdio temos o 9 mas não mudou nada desde quando era o 7.4. Conversor Apogee, placa Lynx (além das 192), tudo sempre funcionou, não fez muita diferença. Mas pra quem tá montando o sistema do zero, dá pra pegar placa da Apogee, Prism, etc e usar o pro tools tranqüilamente.
    E com esse lance do 9 ser livre do hardware você pode abrir uma sessão até no avião pra afinar uma voz se precisar.
    O lance mesmo é que o HD está morrendo, daqui a pouco ninguém mais vai precisar de DSP externo, mas todo mundo vai querer as funcionalidades do HD. Então a opção é comprar o HD native, que é "caro" (mais que o Logic) mas nao vai fazer a menor diferença no investimento de um estudio que trabalha com o HD, ou comprar o 9 que vem de graça em placas bem baratinhas.
    Enfim, tenho meus problemas com a Avid, mas acho que você não está sabendo separar bem as necessidades com as funcionalidades.

    makumbator
    Veterano
    # fev/12
    · votar


    Carlinhosmh

    Lembre-se que vc pode comprar um crossgrade do seu PT 9 para o 10 por um preço menor. Mas é claro que tem que ver se vc precisa e quer mesmo fazer o upgrade. Mesmo o crossgrade tem um valor relativamkente alto, principalmente nos padrões brasileiros.

    Caso vc tenha comprado e registrado o PT 9 após primeiro de outubro de 2011, pode obter um upgrade grátis para o 10. Quem comprou um crossgrade para o PT 9 entre primeiro e 20 de outubro de 2011 também pode pegar um upgrade para o 10 sem pagar.

    Carlinhosmh
    Veterano
    # fev/12
    · votar


    .omni
    Bom OMNI.
    Não sei quanto tempo você mexe com gravação, mas eu trabalho com um cara que já teve de tudo o que você pode imaginar de gravadores, placas, interfaces, etc, etc...
    Eu e ele trabalhamos vendendo equipamentos de estúdio a anos, então não estou imaginando pra poder falar. Estou falando embasado em opiniões criadas com o processo de testes, experiências etc...
    Não acho que os sistemas DSP vão acabar, por que os programas que são HD, nada mais são do que programas, isso não influi em nada na qualidade de som, o que influí é a conversão do áudio, processamento analógico, até alguns digitais que são bons como as AUD.
    E ao contrario do que você falou, acho que as placas com processamento DSP para plugins e conversão estão em alta e vão aumentar ainda mais, por que os usuários desses sistemas não abrem mão da qualidade que eles tem com esse tipo de sistema.
    Pesquise o assunto sobre novas tendências de mercado, quase todas as marcas estão investindo pesado na criação de interfaces que tenham processamento DSP, pois reconheceram a importância desse tipo de segmento para o mercado profissional do áudio.
    Não estou falando que é uma coisa acessível, mas sim de qualidade e tendências de mercado.
    Veja a Apollo da UAD, é uma inovação feroz, e temos pedidos de várias delas a dual e quad, por que a pouco tempo atrás não se imaginava uma placa que tivesse tudo nela. Meu chefe mesmo é um ex que pretende ter em breve no estúdio dele uma dessas, se Deus quiser.

    Bom, voltando ao assunto.
    Eu acredito que o mercado está repleto de opções para quem tem dinheiro, pra quem está começando, é engraçado mas mesmo com essa opinião que temos sobre a Avid, trabalhamos com produtos dela, é incontestável a altíssima qualidade destes produtos, e pra quem gosta, e tem dinheiro e quer ficar ou continuar trabalhando com o sistema completo do pro tools (soft e hardware), fique a vontade, o fato é que simplesmente fico p da vida mesmo com a forma de ganhos, lucros e dividendos, políticas de mercado, mas enfim, como eu disse, opções é que não faltam.
    Obrigado por comentar abraços...

    .omni
    Veterano
    # fev/12
    · votar


    Carlinhosmh
    Então, eu trabalho em um estúdio bem conhecido aqui do Rio. Aqui temos 3 192 e temos tudo em TDM. Atualmente, como você disse, é difícil viver sem placas de DSP. Mas a SSL já tem o Duende nativo, vários fabricantes tem a versão nativa que é obviamente mais barata. Agora é difícil mixar um DVD sem usar placas externas de DSP, mas mixar uma musica ou outra só com plugins nativos é bem fácil (num Mac Pro de 8 núcleos). Aqui temos muitos outboards bons, o EQ da mesa e máquinas de reverb muito boas. Só de não usar reverbs in the box já é um adianto, então a gente se viraria tranqüilamente sem nada sem TDM. Isso hoje, em 2012. Daqui a uns anos falam em aposentar até as placas de video (ficarão inúteis perto do processamento que existirá), acho que a tendência é aposentar as placas de DSP num futuro próximo.

    Dito isso, eu concordo com você que a abordagem da Avid é muito errada. Eles levam anos pra lançar um update com uma função a mais que o Logic tem há anos, cobram $500 por uma "expansão" de uma coisa que todos os DAWs que se prezem sempre tiveram (AAF/OMF), etc. Agora eles estão abrindo a perna pra outros hardwares porque realmente não estava dando mais. A mesma coisa que já havia acontecido com o video (todo mundo migrou pro Final Cut por causa da limitação ridícula da Avid de hardware) agora está acontecendo com o áudio. Não adianta só vender placa barata com Pro Tools LE, todo mundo quer o software completo. Seria ridículo lançar mais uma versão do Pro Tools sem uma porcaria de um timecode sem ter que pagar mais de mil dólares por isso. Mas enfim, o Pro Tools 9 já foi um grande adianto em termos de preço/qualidades.

    T-Rodman
    Veterano
    # fev/12
    · votar


    Eu achei barato o Pro Tools 10, rs. veio 'grátis' no Eleven Rack. Só fiz o cadastro e recebi esse e-mail:

    Hello,

    We see that you purchased and registered a new Eleven Rack recently (on or after October 1st, 2011). In October, we updated our Eleven Rack product line with newer firmware and software. We would like to make sure you have the newly included software since your unit may not have been updated prior to your purchase.

    Please follow the instructions below to obtain the most recent product updates.

    Please be sure to read ALL included instructions and operating system notations.

    To obtain Pro Tools 10 and the Eleven Rack Expansion Pack, please follow the instructions below.

    You will need the following personal activation codes:

    Pro Tools 10 ACTIVATION CODE:


    Só que agora eu tive de parar a instalação, porque eu não tinha o iLok. Agora tô esperando ele chegar pra colocar a interface pra rodar, rs.

    Eliasplay
    Veterano
    # fev/12
    · votar


    .omni
    Com todo respeito vou discordar da sua abordagem quanto a exclusão das placas DSP dentro de pouco tempo.
    Primeiro que o processamento de máquinas Intel, AMD, entre outras, são direcionados para desempenho do sistema operacional, desempenho de aplicativos para o sistema.
    Em termos de capacidade e qualidade de conversão, é impossível comparar o processamento de um Intel com uma UAD.
    Pode passar anos, a Intel nunca vai poder ser comparada com UAD, Avid, Focusrite por que essas empresas são multimilionárias e tem esses milhões de dólares investido em desenvolvimento específico para equipamentos de áudio.
    Com relação a vídeo, o negócio muda de figura. Acredito que as placas de vídeo terão uma leve queda, mais não acabara. ATI, Nvidia, etc, estão no mesmo caminho.

    Lembrando que os chamados "Combos" nunca serão como se tivesse sido montados separadamente(amplificadores, computadores, sistemas de gravação). Quem quer qualidade pega o melhor de cada área, melhor cabeçote com a melhor caixa mesmo que sejam marcas diferentes, ou melhor conversor com melhor software, ou melhor placa de vídeo com melhor processador.

    Então essa visão generalizada, em alguns momentos acho um pouco equivocada, e acho que o mercado esta em alta, onde vai evoluindo cada vez mais e separadamente, com melhores conversores, melhores softs, melhores processadores de computador, melhores placas de video, etc etc.. tudo para poder atender melhor esse mercado que está em grande crescente (mercado mediano). Não são usuários comuns que tem 1 milhão pra gastar. Esses clientes são clientes que estão inclusos nessa nova classe media-alta e que tem ai quem sabe condições de investir 30 a 80 mil reais e querem equipamentos top.
    Concorda comigo? Abraços!

    makumbator
    Veterano
    # fev/12
    · votar


    Eliasplay
    Pode passar anos, a Intel nunca vai poder ser comparada com UAD, Avid, Focusrite por que essas empresas são multimilionárias e tem esses milhões de dólares investido em desenvolvimento específico para equipamentos de áudio.

    Mas a Intel não é exatamente um a empresa de fundo de quintal, é uma multinacional bilionária, mais poderosa que todas as demais citadas juntas. É claro que ela não se fixa no segmento de áudio(pois tem atuação muito mais ampla que isso), por outro lado, seu poder de mercado e recursos de pesquisa é muito maior do que a da Focusrite, UAD e Avid.

    Mas concordo contigo quando diz que por serem mais focadas no segmento em áudio, elas acabam tendo mais sucesso nesse nicho específico. Mas elas me parecem muito mais a mercê do que gigantes como a Intel tem a oferecer em termos de tendências da informática do que o contrário.

    Sinceramente não tenho idéia do que vai acontecer com as placas DSP. Invariavelmente, quando se tenta adivinhar o futuro na área tecnológica, o risco de quebrar a cara é imensa!

    Concordo que o mercado de hobbistas e semi profissionais pode ter um peso grande para as empresas de áudio, e em geral as grandes marcas tentam reter os dois públicos, o profissional de alto nível e o usuário "mediano ".

    Eliasplay
    Veterano
    # fev/12 · Editado por: Eliasplay
    · votar


    Opa makumbator
    Vou fazer uma pesquisa a fundo em valores da Intel e empresas de áudio,(daqui a pouco posto aqui),mas já estou com a ligeira impressão que você vai tomar um susto quanto ao investimento que elas fazem para desenvolver tecnologias voltadas ao áudio.
    Não sei adivinhar o futuro também, é tudo muito incerto.
    Agora, quanto a qualidade de áudio que um processador Intel tem e uma UAD, ou Pro Tools HD, ou Liquid Mix não tem como dar margens para comparações, empresas direcionadas para um fim especifico tem muito mais condições de produzir aquele equipamento em questão melhor do que uma empresa que tem o tal equipamento apenas numa linha de montagem.
    Isso que eu quero deixar bem claro, o vale que existe entre empresas que produzem equipamentos apenas para áudio, e empresas que não são direcionadas pra isso.

    Placas DSP, são o futuro próximo. Dentro de alguns anos, eu acredito que esse item de processamento DSP já nem será mais discutido, pois já estará consolidada essa ideologia que o processamento de áudio é quase tudo numa gravação, a conversão de áudio realmente faz diferença.
    Dentro de algum tempo, isso será item de série....
    Bom essa é minha humilde opinião, e logo mais volto com os valores que citei anteriormente.
    Abraços.

    T-Rodman
    Veterano
    # fev/12
    · votar


    Elias, não tem o que comparar.
    A Intel chega a desembolsar USD51bi por ano em R&D. Isso dá o PIB de muitos países no mundo. Pode somar 10 anos de UAD e Avid, que não chegamos nesse valor. Nem AMD e NVidia chegam a metade desse valor.
    Intel não se compara com nenhuma outra. Nem IBM que roda milhões por anos em contratos, não chega a gastar esses valores em R&D.

    Agora o que conta, é que pelo menos as DSPs da UAD não estão muito caras hoje em dia. Com cerca de 2k~4k R$ se compra um módulo de 2 ou 4 processadores - coisa que antigamente se custava horrores (bom, os da Avid ainda custam, mas vamos assim dizer 1/3 de horror do que eles já custaram).

    .omni
    Veterano
    # fev/12 · Editado por: .omni
    · votar


    Eliasplay
    Em termos de capacidade e qualidade de conversão, é impossível comparar o processamento de um Intel com uma UAD.

    Placas DSP, são o futuro próximo. Dentro de alguns anos, eu acredito que esse item de processamento DSP já nem será mais discutido, pois já estará consolidada essa ideologia que o processamento de áudio é quase tudo numa gravação, a conversão de áudio realmente faz diferença.


    Acho que você está confundindo as coisas. A conversão não tem nada a ver com o processador OU a placa de DSP. O fato de você usar DSP dedicado ou não não influencia em nada na qualidade da conversão (e portanto, do som).
    E qualquer core 2 duo está anos luz na frente de uma placa dessas de DSP em termos de processamento, a vantagem de uma UAD ou Duende é que ela é dedicada pra plugins. Ou seja, o computador se encarrega APENAS em rodar o sistema e o daw e a placa faz processamento de plugins. Mas você já sabe disso.
    Eu falei das placas de video porque elas são basicamente placas de DSP pra aceleração do processamento gráfico. Ou seja, é basicamente a mesma coisa. E o lance delas acabarem é coisa da própria Intel, segundo eles elas serão inúteis em alguns anos. Eu acho que é algo que faz sentido.
    Claro que hoje é bem difícil mixar um disco grande sem usar placas de DSP, mas um disco de estúdio é bem possível. Eu já trabalhei com um cara que veio aqui no estudio mixar um DVD de 64 canais e ele quis fazer in the box, só usou os reverbs de outboards. Usou o DSP que a gente tem, temos 3 192, mas mesmo assim, elas acabaram rapidinho e um monte de plugins foram nativos, e deu pra mixar numa boa.
    Daqui a 5 anos certamente daria pra fazer isso usando só plugins RTAS, e hoje se você tiver muitos outboards dá pra mixar tranquilo usando plugins nativos, pendurar um ou três la2a não faz a menor diferença pra máquina.
    Enfim, é minha opinião, eu acho que hoje em dia essas placas tem o seu valor e são essenciais, mas cada vez menos. Pra mim a graça desses pacotes da UA, SSL, são os plugins, não o DSP.

    Eliasplay
    Veterano
    # fev/12 · Editado por: Eliasplay
    · votar


    T-Rodman
    Eu andei dando uma olhada, mas ainda não tão profundamente quanto eu gostaria.
    Acredito que deva ser isso mesmo o investimento,mas o que quero dizer é o seguinte:
    Os investimentos direcionados são muito diferentes do que investimentos globais como a Intel faz.
    O que esta em questão não é o investimento e valores que a Intel tem ou não, e sim a qualidade que os produtos Intel tem se comparados aos processadores direcionados especificamente para áudio como PT HD, Focusrite Liquid, UAD, E-MU entre outras.
    O que você disse é verdade, que os valores estão caindo das placas DSP, e é justamente por conta disso.
    A popularização e difundimento desse segmento (processar DSP), faz com que os preços caiam substancialmente a ponto de ser acessível à essa nova classe media-alta que anda investindo valores expressivos na aquisição de equipamentos de áudio.
    É essa minha opinião, vou pesquisar depois com calma, os valores direcionados de cada uma dessas empresas citadas.
    Abraços!

    .omni
    Veterano
    # fev/12
    · votar


    Eliasplay
    Cara, conversor não é placar DSP. Essas placas fazem apenas o processamento de plugins. Não muda nada no áudio, é tudo
    zero e um já.

    makumbator
    Veterano
    # fev/12
    · votar


    Eliasplay
    Vou fazer uma pesquisa a fundo em valores da Intel e empresas de áudio,(daqui a pouco posto aqui),mas já estou com a ligeira impressão que você vai tomar um susto quanto ao investimento que elas fazem para desenvolver tecnologias voltadas ao áudio.

    A Intel tem lucro na casa de mais de 10 bilhões de dólares por ano(só em valor de mercado ela tem mais de 100 bilhões), provavelmente ela gasta mais em pesquisa do que o lucro completo de uma Focusrite, por exemplo, que é pequena comparada a ela. Na verdade até a Avid(que é maiorzinha que Universal audio e Focusrite) é pequena perto da Intel. São patamares totalmente diferentes.

    Claro que como a Intel não é fechada em áudio, ela não se preocupa tanto com as especificidades desse mercado. A pesquisa dela é em um nível mais amplo de informática. Mas que tem reflexo direto no campo do áudio. Ou seja, cada uma na sua.

    .omni


    Pra mim a graça desses pacotes da UA, SSL, são os plugins, não o DSP.

    Concordo. E para o fabricante, o bom da placa é que ela acaba funcionando como um fator restritivo de pirataria, pois o hardware físico não deixa de ser uma proteção anti-cópia.

    Eliasplay
    Veterano
    # fev/12
    · votar


    .omni
    Bom, vamos lá:
    Eu sei exatamente a diferença de processamento de conversão... hehe... coloquei mal essa frase que você grifou anteriormente, se ver o contexto inteiro vai entender o que eu quis dizer.

    Quando se trata de processamento de áudio, após estar gravado, acho de suma importância a presença de DSPs para o tratamento desse áudio. Quanto as placas de vídeo, elas justamente tem esse mesmo papel, de ser dedicadas a esse fim.
    Bom, eu discuto, defendo esse tipo de aplicação por que sei que é o futuro.
    Eu sou totalmente retro, sou vintage em meus instrumentos, equipamentos de gravação e até forma de produzir.
    Gosto de mix analógica em mesas, processamento via rack, esse tipo de coisa.
    Mas não posso fechar os olhos pra essa tendência que cada vez mais está se popularizando e melhorando.
    Mais enfim... cada um no final das contas faz o que acha melhor ou está acostumado.
    Eu trabalho com venda de equipamentos de áudio, gravação e outras coisas...Pesquiso muito sobre isso, muito, enfim é meu trabalho.

    Então Omni, eu tenho essa opinião formada sobre esse assunto, mas se tratando de custo x beneficio, sei que plug-ins que usam o processamento do computador dão um bom resultado mas, não é esse ponto que estamos discutindo. Estamos falando de qualidade, não de preço não é verdade?

    Enfim, acho plausível essa discussão e pontos de vista diferentes. E muito dos comentários no final das contas são especulações. Como foi dito antes, ninguém sabe o que esperar quando se fala de novas tecnologias...
    Abraços!

    .omni
    Veterano
    # fev/12 · Editado por: .omni
    · votar


    Eliasplay
    Bom, eu discuto, defendo esse tipo de aplicação por que sei que é o futuro.

    Não cara. É o passado, quando o sistema de gravação era um g3 que sofria pra rodar uma sessão "grande" em 48k.

    Um xeon de 12 núcleos NÃO PRECISA de mais DSP pra rodar meia dúzia de plugins.

    Eu sou totalmente retro, sou vintage em meus instrumentos, equipamentos de gravação e até forma de produzir.

    Então por que não usa outboards? Eles usam ZERO processamento.

    Eu trabalho com venda de equipamentos de áudio, gravação e outras coisas...Pesquiso muito sobre isso, muito, enfim é meu trabalho.

    Eu trabalho num estúdio de gravação 8 horas por dia, eu também mexo com isso todos os dias.

    Estamos falando de qualidade, não de preço não é verdade?

    Isso não tem NADA a ver com qualidade de áudio, isso que você não está entendendo. Você usar um plugin TDM (ou similar) ou nativo não faz diferença nenhuma no SOM.

    Essa tecnologia não é nova, é velha.
    O que é novo é a possibilidade de mixar usando máquinas bem modestas, placas baratas e "in the box" sem precisar desembolsar 50 mil dólares em outboards e dezenas de canais de output.
    Só que esse tipo de processamento na minha opinião é um degrau entre o "precisamos deletar pontos de automação pra sessão ficar mais leve" e o "pra que vou usar uma placa de DSP se meu processador roda 15 Altiverbs ao mesmo tempo sem reclamar?".

    Pra mim isso era bem óbvio, tanto é que as versões nativas desses plugins estão cada vez mais populares.
    É o motivo pelo qual um sistema de Pro Tools HD custa um décimo do que custava há uns anos atrás.

    Aliás, estou vendendo um. Quer? Não recomendo, daqui a 3 anos vai valer um saquinho de jujubas e uma mariola.

    .omni
    Veterano
    # fev/12 · Editado por: .omni
    · votar


    *edit*
    Duplo?

    T-Rodman
    Veterano
    # fev/12
    · votar


    Eliasplay
    placas conversoras eram caras e muito necessárias - na época em que o processador não dava conta do recado.
    Nessa época, era pagar 20mil em um dual PIII e quase a mesma coisa em uma placa de captura e edição de vídeo. Hoje em dia, uma placa VGA mais atual e um Octo Xeon que custa R$ 6mil (um quad já chegou a custar 60mil) dá conta e sobra.
    A mesma coisa se aplica em audio. Antes, com um Mac G2/G3 que mal tinha 1GB de processamento necessitava de hardware auxiliar. Hoje parece perfumaria. Por isso que o hardware auxiliar diminuiu seu preço, justamente porque ficou secundário.
    Dá até vergonha de ver a diferença de tecnologia que uma placa DSP usa em relação a um processador atual. Mesmo VGA em tese usa 2 ou 3 versões antigas.
    Projetar um hardware específico - uma equipe de 10/12 pessoas faz. E depois manda uma foundry level 1 'imprimir' (geralmente a TSMC de Taiwan, hoje em dia a AMD de Dubai tb). Agora investir em uma tecnogia de microns de nova geração vai os 51bi de investimento em R&D que a Intel usa (pra comparativo besta, só pra soldar um chip de geração mais nova, uma Itaucom no Brasil, por exemplo, tem de gastar algo em torno de 300mil USD em equipamento). E a AMD hoje em dia nem chega ao mesmo patamar. Uma Nvidia, uma UAD, uma Avid trabalha no mesmo esquema, com meia-dúzia de desenvolvedores, e depois manda pra TSMC fabricar, uma Foxcomm (sigla para fábricas OCM - Original Contracted Manifacturer) fazer o assembly das peças. Até a Apple funciona assim (vide as reportagens sobre a Foxcomm).

    Acho que assim dá pra você ter idéia de como funciona uma empresa de tech. A maioria trabalha mais no comercial, no financeiro, na bolsa, no marketing, do que no desenvolvimento em si, rs. Mesmo CEOs, CTOs, CDOs - são mais voltados ao marketing, aos meetings do que ao desenvolvimento do produto lá no nível mais baixo. Eu sei porque eu passei anos acompanhando coletivas com esse povinho de siglas, rs.
    Creio que hoje, pelo menos em primeira escala (lançamentos e primeira leva) só a Intel tem o processo completo desde a foundry até a linha final ao consumidor. O resto é tudo design e projeto e depois uma tercerizada constrói sob encomenda o produto (inclusive a primeira contratante da Intel, a IBM).

    amplexos

    T.

    Eliasplay
    Veterano
    # fev/12
    · votar


    .omni

    Lá vai eu discordar de você eh eh ,mas eu tenho que te falar que na realidade tem tudo haver, não compare plug-ins nativos com os que usam DSPs. Se você fala isso e crê nisso, infelizmente não chegaremos num consenso. Omni existe uma diferença gritante entre os dois modos, mas se vc não percebe isso infelizmente não tem o que discutir, e desta forma não iremos chegar a lugar algum...

    Para o meu uso , eu utilizo analógicos, utilizo DSP, por que é do meu gosto e acho que faz toda diferença.

    Enfim, é isso o que tenho pra te falar. Abraços.

    T-Rodman

    Eu acredito que ao mesmo tempo que as tecnologias de processamento de computadores foram melhorando, em contra partida foi-se popularizando as placas DSPs pra ter mercado. Por que um processador 12 core tem um processamento excelente, e se as DSPs fossem um absurdo de tão caras, já teriam pedido falência. Então veja como o mercado esta caminhando para essa popularização próxima das placas de processamento. Acredito de verdade que essa é a nova tendência, dentro de pouco tempo vai mesmo acabar esse negócio de se falar de DSP, vai ser item de série das interfaces de áudio e sistemas de gravação.

    Lembrando meus amigos, isso é só minha opinião...nada mais do que isso.
    Agradeço pelos comentários e pelo debate. Abraços!

    .omni
    Veterano
    # fev/12 · Editado por: .omni
    · votar


    Eliasplay
    Olha, aí vamos entrar num campo um pouco além da engenharia de áudio. Eu não duvido que os plugins soem diferente não. Eu conheço um cara que é masterizador e ele jura que tem diferença no som de um sistema operacional pro outro, de um HD pro outro, etc. É o tipo de pessoa que experimenta 10 cabos de AC (o que você liga na tomada) pra ver qual tem o melhor som. Tem umas coisas que eu sei que fazem diferença mesmo (tipo isso do cabo de AC), outras eu tenho minhas dúvidas mas não vou discutir com quem vive disso e realmente tem um dos ouvidos mais surreais que eu já vi.
    Mas sinceramente? Comparar dois cabos de áudio é tranquilo pra mim, mas chega um ponto em que comparar a versão rtas com a vst (ou TDM) do mesmo plugin pra ver qual "soa melhor" já é um pouco over pra mim. Não é que eu não acredite que eles soem diferentes, é que eu simplesmente não me importo. Não vou perder meu tempo com uma coisa bem questionável se posso me preocupar com minha mixagem, experimentar microfonações novas ou fazer A/B de prés.
    Sacou?

    Dito isso, eu só uso plugins TDM, simplesmente porque eu posso. Pelo DSP, não pelo som melhor.

    Obs: diferença "gritante" no som? Se você afirma isso eu acho que você nunca fez um A/B legal com isso, já?

    Posso fazer um teste aqui com a mesma gravação usando o mesmo plugin com os mesmos parâmetros na versão rtas e TDM. Exporto os dois no mesmo conversor, exatamente nas mesmas condições. Gosta da idéia?
    Vou ver se consigo tempo pra fazer isso hoje.

    T-Rodman
    Veterano
    # fev/12
    · votar


    eu acho que as DSPs ficaram mais baratas só porque não tem muito mercado mesmo. Tem segmentos que simplesmente sumiram. Vide que pra se processar MPEG se necessitava de um chip acelerador próprio, que a Matrox e a Pinnacle vendiam e cobravam horrores na época. Hoje o processador do PC e no máximo uma VGA mediana já cobrem toda necessidade de processamento. Então Matrox e Pinnacle partiram para outro segmento, e quem usa DSP equivalente são as empresas de monitoração que usam placas de captura de 12 câmeras simultâneas - mais por perfumaria também, do que realmente necessidade. A parte boa é que com uma placa dessas você coloca em um Celeronzinho velho pra fazer a monitoração de segurança, pq se não tivessem processamento próprio, um PC maior seria necessário.

    BTW se tem uma coisa que plugins e as próprias DAW poderiam tirar mais fôlego hoje em dia é processamento extra das VGA's. Lá tem processamento em idle sobrando também - além de todo micro hoje em dia possuir a aceleradora gráfica.

    .omni
    Veterano
    # fev/12
    · votar


    T-Rodman
    Boa!
    E vale salientar também que uma vantagem dos plugins nativos em relação ao TDM é a latência.

    Eliasplay
    Veterano
    # fev/12
    · votar


    Blz gente maravilha, vou criar um tópico sobre DSP aguardo seus comentários.Abraços1

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Pro Tools tá tenso/Dicas p migrar para outros sistemas