Qual a diferença entre um monitor e uma caixa acústica comum?

    Autor Mensagem
    erico.ascencao
    Veterano
    # jan/08


    Olá!

    Já fui em alguns estúdios e já vi uns monitores, porém nunca os ouvi. Gostaria de saber qual a diferença sonora entre um monitor de referência e uma caixa acústica "comum". Porque se usa esses monitores e não caixas acústicas "comuns" para referência na mixagem?

    shoyoninja
    Veterano
    # jan/08
    · votar


    Olha tem vários fatores.

    Um deles é porque os monitores são projetados para ter uma resposta de frequência "flat", o que significa que ele vem com todas as frequências equilibradas, não tem equalização. O que ele reproduzir vai estar o mais próximo possível do gravado, assim você vai ter uma referência para se basear ao equalizar os instrumentos.

    Um outro fator muito importante dos monitores, que na minha opinião é ainda mais importante ainda que a resposta "flat", é que o amplificador dele é de alta qualidade, assim como os alto-falantes.

    Isso significa menos distorção de cross-over e resposta rápida a transientes. O som fica mais "claro", os detalhes aparecem, fica mais fácil ouvir e corrigir erros. As próprias frequências ficam mais separadas pois o amplificador não gera um monte de harmônicos no sinal.

    O monitor é um facilitador. Não significa que o que ele reproduz seja a verdade absoluta, longe disso. Depois de fazer uma mix e equilibrá-la, você tem que sair por aí ouvindo em aparelhos de som, cd player. Tudo que é equipamento e ouvir como ela soa. E é nessa hora que o monitor te salva.

    Corrigir essas diferenças sem uma referência neutra é de matar qualquer um.

    Como que você vai compensar uma frequência grave usando como referência um microsystem que tem umas caixas bass-reflex de plástico afinadas pra realçar deus sabe qual frequência, que provavelmente corta um monte de outras para isso? Vc vai enlouquecer.

    Eu gosto de trabalhar com o monitor para ouvir timbres e equalizar a mixagem e com fones de ouvidos para achar defeitinhos e ruídos escondidos.

    Abraços!

    erico.ascencao
    Veterano
    # jan/08
    · votar


    Valeu!

    NeoRamza
    Veterano
    # jan/08
    · votar


    Adorei a explicação. Valeu.

    guhH113
    Veterano
    # jan/08
    · votar


    Bom, usando a sinceridade com vc..
    nem sempre os monitores melhores q darao uma qualidade melhor.. ja a placa de audio sim..
    Exemplo disso, minhas mixagens ficam bem melhores quando uso um par de caixas da AIWA dum som q tenhu do q nas caixas do home ( Um par da Staner ).

    agora a placa influencia no bounce damusica, quanto melhor sua placa, melhor qualidade tera .

    Abraço

    makumbator
    Veterano
    # jan/08
    · votar


    guhH113

    Mas caixa de hometheater não é monitor de referência, e nesse caso, com certeza é melhor mixar em caixas daquelas de som antigos(sem bass-reflex-ultra-boost-e-não-sei-o-que-mais). Estamos falando de monitor de referência de verdade, aí sim temos um som mais claro, flat e preciso(e que faz uma diferença sonora) .

    Claro que a placa é importante, mas as os monitores também, não adianta ter um dos pontos fracos. Se vc ligar uma placa de som top, em caixinha vagabunda de multimidia de computador, nunca vai conseguir mixar bem. E o contrário também é verdadeiro: placa com conversores ruins e ruidosos em monitores top de linha...

    shoyoninja
    Veterano
    # jan/08
    · votar


    Desculpe mas a placa não influencia o bounce não.

    Ela influencia sim na qualidade devido aos conversores D/A.

    E a maioria dos monitores de estúdio usa bass reflex para compensar deficiências de graves dos alto-falantes pequenos. Eu particularmente, não gosto, a caixa perde um pouco de velocidade de resposta, definição menor.

    I.Nosferatu
    Veterano
    # jan/08
    · votar


    "...mas a placa não influencia o bounce não."

    Depende da DAW/Sistema shoyoninja, no caso do Pro tools por exemplo a placa tem uma ligação com o bouce sim, talvez nada lá muito consideravel no geral, mas existe.

    Quanto aos monitores é bom utilizá-los com outras referencias também, além dos fones algum som hi-fi ou ampli classe A com sistema passivo, acho que quando se chega ao resultado de soar como se pretende em todas essas referencias, o trabalho ta feito!

    shoyoninja
    Veterano
    # jan/08
    · votar


    I.Nosferatu
    Qual? :D

    I.Nosferatu
    Veterano
    # jan/08
    · votar


    ?????????????????????

    I.Nosferatu
    Veterano
    # jan/08
    · votar


    Não entendi, qual o que?

    shoyoninja
    Veterano
    # jan/08
    · votar


    Quero dizer qual ligação com o bounce.

    I.Nosferatu
    Veterano
    # jan/08
    · votar


    A ligação é justamente o DSP da placa, alguns sistemas como o Pro tools (cito ele por ser mais comum nesse) usa esses chips para o processamento do seu projeto, principalmente quando se inserta plugins, e no bounce esse processamento vai fazer parte de seu produto final, portanto a capacidade/qualidade de processamento do DSP da placa pode influenciar sim, dependendo do sistema utilizado.

    Outros sistemas utilizam mais o processamento da cpu e nesse caso, o que conta mesmo é a qualidade e confiabilidade dos conversores AD/DA, embora isso não seja tudo, engana-se muito quem pensa que porque tem uma placa capaz de uma certa qualidade esta produzindo com qualidade, qualidade é relativo a todo o processo de produção e também a todo equipamento/estrutura que voce dispõe, assim como pessoas envolvidas no projeto, é como um ciclo vicioso onde o elemento de menor capacidade influencia no projeto como um todo. Nossos brinquedinhos quebram o galho e nos dão varias possibilidades, mas eles sozinhos não fazem nada!

    shoyoninja
    Veterano
    # jan/08
    · votar


    I.Nosferatu
    Então cara, tudo bem que a placa auxilia no processamento.

    Mas veja só, processamento de áudio digital é processamento de dados. São contas!

    Dizer que a placa influenciaria na qualidade seria dizer que ela faz contas melhor que outra.... Ela até pode fazê-las mais rapidamente, mas a qualidade é sempre a mesma.

    Imagine o seguinte, um pentium dual core e um pentium 100. Aí vc roda a calculadora do windows nos 2 e manda somar 2+2.

    O dual core apresenta o resultado em 1 nanosegundo.

    O P100 apresenta o mesmo resultado em 5 microssegundos.

    Os dois apresentam uma resposta absolutamente precisa, pois foi uma soma digital que fizeram, o que varia é a velocidade do processamento.

    Por isso eu disse que a qualidade da placa não influencia na QUALIDADE do bounce. Lógico que uma placa tosqueira (coisa que o Pro Tools também não trabalha) consome recursos do sistema até para o seu processamento normal e pode sim atrapalhar o processamento em tempo real, mas no bounce, o único problema é que levaria muito mais tempo.

    Não existe qualidade em processamento digital, ou um chip é capaz de fazê-lo, ou não é. O que varia é o tempo. Placa meia boca que dá erro de proteção no windows não vale ehiuehuihuie.

    A coisa muda totalmente se os processadores AD/DA entrarem na brincadeira, aí sim.

    Abraços!

    I.Nosferatu
    Veterano
    # jan/08
    · votar


    Só uma coisinha muito importante na sua comparação: Uma cpu é desenhada para algo totalmente diferente de um DSP, se voce pretende fazer uma analogia, pense em algo como uma pedaleira, mas se voce acha que não então voce está com sua razão, eu penso de outra forma e já expus aqui, porém...

    Por outro lado imagine, uma aplicação grafica que exija recursos da placa de video, imagine varias placas aleatoreamente nessa situação, boas, medias e de baixo custo, dependendo da aplicação em uso cada uma responde de uma forma e de certa maneira é semelhante ao que acontece num dsp de audio, voce pode achar que não mas realmente tem alguma ligação, mas como disse depende muito do Sistema/DAW utilizado e também não é algo que chegue a ser bem gritante, portanto pra mim isso não tem importancia alguma...

    shoyoninja
    Veterano
    # jan/08
    · votar


    I.Nosferatu
    ^^
    Não são não.

    As duas são desenhadas para fazer contas :P.

    E usar diretamente um DSP da interface é algo que foge um pouco do que estávamos discutindo né... Cada interface vai ter seu próprio DSP. Não é possível refazer a mix com qualquer outra placa, não vai haver diferença de qualidade, simplesmente não funciona.

    A analogia com a placa de vídeo seria comparar um software render meia boca com um pixel shader 4 de uma geforce.
    Claro que o pixel shader 4 é melhor. Mas não é um processamento que uma outra placa sem qualidade pode fazer, simplesmente porque não tem o hardware pra isso.

    Ao mesmo tempo o render de software feito na Geforce é igual ao que ocorreria numa placa onboard. E nos dois casos o sistema usaria alguns recursos que as placas dispõe.

    Enfim, estamos falando de coisas diferentes e também dizendo a mesma coisa sem concordar um com o outro, e isso já fugiu bastante do assunto do tópico heiheuihuie.

    Eu entendi o que você quis dizer: Usar um DSP com um algorítmo milhões de vezes melhor que um plugin tem um resultado muito superior.

    O que estou dizendo é: Se o seu plugin usar o mesmo algorítmo do DSP, o resultado será igual ( mas duvido que seu PC aguente o tranco hehehe).

    AlexB
    Veterano
    # jan/08
    · votar


    Acho que está havendo uma confusão entre duas coisas diferentes:
    Placa interface de Audio: Apenas intermedia a entrada e saída de audio do PC por quantos canais possuir através de seus ad/da.
    Placa de processamento de audio: Placas tipo UAD, TC powercore, Liquid Mix, etc. Possuem um processador de audio para trabalhar com programas específicos acelerando o uso de DSPs.
    Abraço,
    Alex

    shoyoninja
    Veterano
    # jan/08
    · votar


    AlexB
    Isso :D

    Levy_Carvalho
    Veterano
    # mar/10
    · votar


    quero saber a diferença de ad e da o famoso ad/da

    alguem pode explicar?

    shoyoninja
    Veterano
    # mar/10
    · votar


    Levy_Carvalho

    São siglas apenas. Conversor de sinal Analógico para Digital e Digital para Analógico.

    teclado_mania
    Veterano
    # mar/10
    · votar


    Bom o shoyoninja explicou muita coisa.

    Os monitores tem resposta flat gerlamente enquanto uma caixa de som normal tem resposta inregular...

    Thiago Yoshiki
    Veterano
    # mar/10
    · votar


    E quanto ao fato de monitores também tem seus timbres? Já ouvi muita gente dizer que os monitores NS-10 da Yamaha tem um som muito agudinho, e que mesas de som da próproa Yamaha puxam os graves. Isso procede?

    shoyoninja
    Veterano
    # mar/10
    · votar


    Thiago Yoshiki
    Mesa de som mudar eq sozinha é meio esquisito, todas as mesas de um fabricante terem a mesma característica ainda mais. Eu não confio nem um pouco nessas informações soltas sem ver o teste com as curvas de respostas traçadas.

    Sobre os monitores, dizer que há diferença de timbre para mim não é muito coerente, o que existe de fato é diferença nas curvas de resposta E as diferenças acústicas do ambiente onde o monitor será usado.

    teclado_mania
    Veterano
    # mar/10 · Editado por: teclado_mania
    · votar


    Bom para usar um monitor primeiramente o ambiente tem que ser otimo, quase praticamente sem reverb.

    Sobre os monitores assim ,uma diferença, ou seja nem todos são flat, por isso quando for comprar um monitor sempre olhe o grafico de frequencia dele,quanto mais flat melhor, os melhores geralmente são da yamaha,mackie,rokit,m-audio entre outras...

    Sobre as mesas, as da yamaha são as melhores podendo concorrer com as mackies e soundcraf(é isso?), que eu saiba os pans da ciclotron que puxam pro grave...

    E sobre as yamahas ns10 elas tem poucos medios muitos graves e agudos...

    Fagulha
    Veterano
    # mar/10
    · votar


    no final das contas...

    eu tenho aqui uma interface usb que uso pra gravar tudo...e a placa onboard do computador...

    se eu der um mixdown de algo que gravei com a interface USB usando a interface usb o resultado sera melhor que usando a placa onboard??

    Fagulha
    Veterano
    # mar/10
    · votar


    fiz a pergunta porque costumo usar a USB soh pra gravar mesmo...depois mixo usando a placa on board do pc por pura preguiça de ficar conectando a usb toda bendita vez que abro o DAW

    shoyoninja
    Veterano
    # mar/10
    · votar


    Fagulha
    Não há diferença no mixdown, pode fazer tranquilamente sem a interface.

    ulissescds
    Veterano
    # jun/10
    · votar


    eu uso caixa da aiwa de subwoofer
    e sao boas para gravaçao de voz para comercial
    vlw

    Thiago Yoshiki
    Veterano
    # jun/10
    · votar


    ulissescds

    Deve ser por isso que todas as gravações de comercial ficam ruins.

    Del-Rei
    Veterano
    # jun/10
    · votar


    Thiago Yoshiki

    Hehehehe... Que simpatia!!!



    Um aceno de longe!!!

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Qual a diferença entre um monitor e uma caixa acústica comum?