Richard Kastle falando mal de Horowitz e Lang Lang

    Autor Mensagem
    eutoco_frauta
    Veterano
    # jan/09


    Em português: (só trechos mais relevantes) (perdoem os erros de tradução =p)

    RK: O nível mais alto de técnica está no final da Rapsódia Húngara n. 2 de Franz Liszt. (...) A melhor maneira de descrever-la é que você tem que ficar em piloto automático [sic] (...) imagine que você tivesse que controlar dois canais separados de piloto automático simultaneamente. No final da rapsódia hungara Liszt faz uma mão ficar assim e a outra assim (...) [as mãos irem em sentidos contrários]. Vc tem que separar o piloto automático de cada mão. (...) O que os pianistas têm feito através do século é fingir, horrivelmente, no Carnegie Hall e em várias gravações (...) O pianista Lang Lang tá fingindo, ele fingiu no Carnegie Hall e no Tonight Show com o Jay Leno [=0]. Eles simplesmente acabam colocando as mãos juntas [ele quer dizer no final das contas que as mãos tem que ser separadas, e os outros pianistas juntam as duas], acham várias maneiras de simplificar as partes mais difíceis porque eles simplesmente não dão conta do trabalho [lol!].

    Entrevistador: Vc mencionou o termo 'fraude', vc pode explicar o que quis dizer? (ou algo nesse sentido)

    RK: Sim. A razão pela qual [o mercado fonográfico referente a música classica] é uma fraude é que as pessoas no palco não conseguem dar conta do trabalho. Os maestros não conseguem recriar o som das sinfonias, mas os jornais nunca te dizem isso. Os pianistas, bem, a maioria deles, nunca dizem aos jornais que não conseguem dar conta da parte dos cinco minutos [ou algo assim x_x] e que Beethoven não deixaria nenhum deles subir no palco [lol! que foda xD]. Eles também não te dizem que os pianistas no Carnegie Hall estão fingindo. A razão pela qual isso acontece é que cada jornal, como o New York Times, tem campanhas publicitárias multimilhonárias chamadas "Carnegie Hall Presents..." "Lincoln Center Presents..." [etc] se eles te contassem a verdade, que o condutor está distorcendo o som da Sinfonias de Beethoven, se eles dissessem que aquele pianista chinês [Lang Lang e quem sabe Yundi :P] está trapaceando que nem os atletas chineses nas olimpiadas [LOL! x-D] então porque as pessoas doariam dinheiro? [continua na parte 2]

    eutoco_frauta
    Veterano
    # jan/09
    · votar


    CONTINUAÇAO

    ... por que as poessoas doariam dinehrio, a base financeira das suas gigantescas campanhas publicitárias, entao elas continuam fabricando essa ilusão de que tudo está bem no Carnegie Hall, quando não está, isto fede! As pessoas sempre tem que se dar conta daquilo que eu sempre soube, que os jornais estão mentindo. Eu sabia que quando o Vladmir Horowitz voltou da aposentadoria...Não existe tal coisa como um senhor de idade com grande habilidade atlética. [aí ele diz que o Horowitz percebem que os jornais so faziam mentir e que entao o Horowitz chegou a conclusao de que podia voltar, mas que quando chegava na parte dificil ele pulava a página e os jornais iam chamar de a maior performance de todos os tempos]. É cientificamente impossivel um cidadão de 75 anos ter uma grande habilidade atlética.



    eutoco_frauta
    Veterano
    # jan/09
    · votar


    Vcs acham que há um fundo de verdade no que ele diz? =]

    Pseudonimum
    Veterano
    # jan/09 · Editado por: Pseudonimum
    · votar


    Tem certas coisas que não tem como eu dizer se concordo ou não, mas do resto que eu li, acho que esse cara tá falando merda e forçando a barra em argumentos que não são plausíveis.

    Mostra pra ele o Horowitz tocando o Rach3 na ÍNTEGRA, sem pular NENHUMA página, em 1979. E já com 76 anos de idade.

    Ele parece estar querendo "desmitificar", só que, com essa atitude, já tá mistificando mais ainda os compositores. E acho que se há alguém que merece desmitificação são esses.

    The Root Of All Evil
    Veterano
    # jan/09
    · votar


    Na foto do cara no youtube antes de dar o Play ele tá parecendo o Lulu Santos.

    TG Aoshi
    Veterano
    # jan/09
    · votar


    Não tem o que achar de alguém falando nada com nada...

    eutoco_frauta
    Veterano
    # jan/09
    · votar


    Na foto do cara no youtube antes de dar o Play ele tá parecendo o Lulu Santos.


    Kakakakaka o pior é que é verdade. Aqui ele está menos tosco do que o normal. Geralmente ele tem cabelo de duas cores e usa roupa de couro com umas algemas e uma pulseira de couro. É muito tosco =| Se ele toca bem eu ainda não sei pq só vi esse pedacinho que ele toca o final da rapsodia hungara. Sei lá, ele parece até competente, mas todo mundo diz que tem coisas bem mais difíceis do que a rapsódia hungara, como os estudos do Alkan.

    Ken Himura
    Veterano
    # jan/09
    · votar


    É só mais um querendo se aproveitar da fama alheia, é isso que vejo.

    TG Aoshi
    Veterano
    # abr/14 · Editado por: TG Aoshi
    · votar


    1 up pra q vcs rião bastamte!!11

    E aqui tá o vídeo do post lá em cima:

    http://www.youtube.com/watch?v=-vwBkg3TbHg

    makumbator
    Veterano
    # abr/14 · Editado por: makumbator
    · votar


    TG Aoshi

    Aqui um vídeo com o Kastle tocando o trecho final da Rapsódia n.2:

    https://www.youtube.com/watch?v=hLlQ_KlzP_o



    Aqui um link do site dele (homepage estilão anos 90! Hshsah!) em que ele aborda esse assunto:

    http://www.richardkastle.com/About_Liszt_s_Technique.html

    TG Aoshi
    Veterano
    # abr/14
    · votar


    makumbator
    uhaseuaheuahseua! Engraçado também a pose toda que ele faz!

    Mas falando sério, não sei se dou risada ou se choro. Certo que Liszt introduziu as "oitavas cegas", só que, ao contrário do que essa abominação fajuta fala, surgiu como um jeito fácil de fazer oitavas sucessivas rapidamente (E realmente nem precisa de muita velocidade pra gerar um efeito impressionante).

    Agora, tocar oitavas sucessivas rápidas sem esse efeito (ou seja, sem dividir entre as duas mãos) é difícil de qualquer jeito. Seja em movimento conjunto ou contrário (que não é nem o caso do final da Rapsódia), não faz quase diferença alguma.

    Longe de ser "a técnica mais dificilmente difícil do mundo inteiro como conhecemos", tem coisa muito pior que isso. ...por exemplo, fazer um piano soar bem... (coisa que certas pessoas deveriam aprender a fazer antes de aparecer e falar "çou foda, toco Litz")

    Pra não dizer como me irrita ver gente falando de técnica como se fosse o objetivo máximo...

    Pronto, parei. =p

    MMI
    Veterano
    # abr/14
    · votar


    TG Aoshi

    Mas falando sério, não sei se dou risada ou se choro.

    (2)

    Lelo Mig
    Membro
    # abr/14
    · votar


    "está trapaceando que nem os atletas chineses nas olimpiadas"

    Aqui esta a chave de todo discurso aparente..........a xenofobia!

    Kastle é "estaduniense", e como 75% da população daquela nação (que têm grandes qualidade e grandes defeitos) é um xenófobo.

    Simplesmente, ele não aceita o fato de um oriental tocar música de ocidentais e ser considerado grande, em uma modalidade onde ele "se acha" o gênio.

    FBlues_rock
    Veterano
    # abr/14
    · votar


    TG Aoshi
    Pra não dizer como me irrita ver gente falando de técnica como se fosse o objetivo máximo...
    [2]

    Lelo Mig
    Concordo com tudo que disse, ainda que considere o Lang Lang, por vezes, sofrível.
    Pior, aposto que ainda usa tal comentário xenófobo na tentativa de reforçar seus argumentos, pois a maioria do seu país corrobora.

    makumbator
    Veterano
    # abr/14 · Editado por: makumbator
    · votar


    Lelo Mig
    Kastle é "estaduniense", e como 75% da população daquela nação (que têm grandes qualidade e grandes defeitos) é um xenófobo.

    Simplesmente, ele não aceita o fato de um oriental tocar música de ocidentais e ser considerado grande, em uma modalidade onde ele "se acha" o gênio.


    Lendo no site dele a questão de seus contratos de gravação se identifica a origem da implicância dele com pianistas não americanos (principalmente do leste europeu). Como ele foi embarrerado pelos executivos de gravadoras por ser americano (o que também é tolo, caso seja mesmo verdade o que ele conta), parece que devolveu na mesma moeda!

    TG Aoshi
    Longe de ser "a técnica mais dificilmente difícil do mundo inteiro como conhecemos", tem coisa muito pior que isso.

    Dá uma olhada no site dele na descrição de seu concerto n.8 para piano. Segundo o relato esse é o concerto mais difícil já escrito, e com técnica superior à rapsódia húngara n.2 (ele tem fixação nessa peça!).

    Quando vi a capa do primeiro disco dele me lembrei vagamente de quando foi lançado em 1991. Recordo que teve uma boa repercussão, mas muito por causa da roupa punk, das entrevistas e da atitude do pianista. Mas realmente ele fez um "barulho" midiático com o primeiro álbum.

    Pra não dizer como me irrita ver gente falando de técnica como se fosse o objetivo máximo...

    Esse me parece o ponto mais grave. Observe que nos comentários do vídeo do cara no youtube esse fenômeno se repete, praticamente todo mundo comenta sobre a técnica (e basicamente sobre a questão das oitavas e o lance das acusações de fraude que ele fez a outros pianistas). Muitos poucos comentários são sobre a apreciação da música por si só, descolada dessa questão.

    Lelo Mig
    Membro
    # abr/14 · Editado por: Lelo Mig
    · votar


    makumbator

    "ele foi embarrerado pelos executivos de gravadoras por ser americano"

    Não sabia disso, mas acredito. Até porque, com esse visual punk, realmente ele deve ter sido visto com muito preconceito pela classe mais ortodoxa.

    No entanto, confesso que não tenho capacidade para julgar músicos deste escalão e nem me atrevo......me limito ao ralé "gosto x não gosto".

    Mas, quando Kastle surgiu, foi anunciado como um gênio, chegaram a chama-lo de "novo Liszt".........e fico com a impressão que ele acha que é o próprio Liszt.... Sei lá, só especulação....rs.

    MMI
    Veterano
    # abr/14
    · votar


    makumbator

    Olha... Dizem que quando uma pessoa acha que o mundo inteiro está louco e só esta pessoa mantém a sanidade, na verdade o louco é essa pessoa.

    Da mesma forma, quando um cara aparece e fala que só o que ele faz que é bom, todo o resto do mundo não presta, quem não presta é esse cara. No site dele, que você postou o link, ele meio que diz que uma lista de pianistas só fizeram cagada na Rapsódia Húngara e só ele sabe tocar porque entendeu o que Liszt queria ali. Me parece muito mais um surto psiquiátrico que um papo sério... kkkkkkk

    pianoid
    Veterano
    # set/14
    · votar


    não me pareceu uma declaração xenófoba contra os milhares de chineses praticando piano fu. E que bom que os chineses descobriram a velha e superior música clássica ocidental, já que o público ocidental tem se degenerado em barulheira e embuste de todo tipo. Quem dará continuidade aos últimos clássicos como Shostakovich sem dúvida serão compositores chineses em breve...

    me parece antes o velho debate de sempre sobre autenticidade de gravações, que podem ser editadas, manipuladas para soarem perfeitas, quando performances ao vivo comprovam que nenhum humano é perfeito...

    cabe aqui a velha máxima de Beethoven, de que tocar com falhas é humano, tocar sem musicalidade é imperdoável

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Richard Kastle falando mal de Horowitz e Lang Lang