Lesões afetam mais de 90% dos pianistas e violinistas

Autor Mensagem
CheshireCat
Veterano
# mai/08


saíram hoje três matérias na Folha Online, estou colando aqui alguns trechos delas... atenção com a postura ae, gente!


Embora ninguém costume associar a flauta ou o piano a qualquer risco para a saúde, o índice de sintomas de desgaste físico entre músicos pode ser muito alto. Uma pesquisa recente com 93 pianistas, por exemplo, mostrou que 92% deles apresentam queixas como dor, fadiga muscular e dormência.

A maioria dos músicos sofre com problemas de coluna e tensão muscular, mas só aparece nos consultórios quando a dor se torna insuportável ou quando já sente perda de controle de alguns movimentos. "As pessoas dificilmente fazem uma prevenção", afirma Fonseca, que diz que os músicos costumam achar que "sentir dor faz parte".

Características físicas à parte, as causas mais comuns de doenças ocupacionais entre músicos são os movimentos repetitivos, as posturas inadequadas e o esforço exagerado --e muitas vezes desnecessário-- ao tocar o instrumento.

Mesmo quem toca por hobby está sujeito a complicações.

Aprender a relaxar é fundamental, afirma Alexandre Feldman, médico responsável pelo programa Medicina e Qualidade de Vida da Osesp. "Os músicos são uma população peculiar. Eles trabalham quando os outros estão descansando, sofrem pressão para mostrar perfeição e sincronia absoluta. Isso leva a muito estresse, que gera alterações hormonais, afeta a imunidade... É um ambiente propício ao desequilíbrio da saúde."

O programa desenvolvido na Osesp busca prevenir problemas como lesões por meio de mudanças no estilo de vida dos músicos. Um dos principais desafios, diz Feldman, tem sido o sono --prejudicado pelo excesso de trabalho.

O risco de lesão varia conforme o instrumento musical. De acordo com Fonseca, os mais problemáticos são os assimétricos, como violão, violino e flauta transversal. Esses instrumentos são os que exigem assimetria do corpo, ou seja, o músico precisa ficar "torto" para tocá-los corretamente. Pianistas, por sua vez, ficam numa posição simétrica, mas podem ter problemas na coluna, nos ombros, no pescoço e na articulação dos punhos, dos cotovelos e dos dedos.

Quem começa a estudar música muito jovem tem mais chances de desenvolver adaptações anatômicas que facilitam a prática, afirma Kaneko. Segundo ela, estudos mostram que quem toca violino desde a infância, por exemplo, tem dedos muito mais flexíveis e a mão esquerda um pouco maior do que a direita. "No Brasil, a educação musical é muito tardia. Nossos instrumentistas iniciam os estudos em idade avançada e não desenvolvem essas adaptações anatômicas que os favoreceriam."

(achei interessante essa parte das adaptações)

matérias na íntegra:
Lesões afetam mais de 90% dos pianistas e violinistas
Postura e esforço estão entre as causas das lesões em músicos
Risco de problemas de saúde em músicos varia conforme instrumento

makumbator
Veterano
# mai/08
· votar


CheshireCat

Muito interessante, lerei as matérias. Obrigado!

Ken Himura
Veterano
# mai/08
· votar


Isso só confirma o que eu sempre soube: Músico sempre é o que mais se fode hahahaaha.

E ainda vem vagabundo me dizer que eu não estudo, não trabalho e sou vagal...

CheshireCat
Veterano
# mai/08
· votar


makumbator
=)

Ken Himura
Isso só confirma o que eu sempre soube: Músico sempre é o que mais se fode hahahaaha.

E ainda vem vagabundo me dizer que eu não estudo, não trabalho e sou vagal...

hehe é bem nessa... músico muitas vezes tem que dar aula durante o dia, se apresentar à noite e ainda arranjar tempo pra ensaiar/estudar! <O>

Jabijirous
Veterano
# mai/08
· votar


isso é postura, infelizmente para a maioria dos músicos aquela aula de "educação física" que toda faculdade de música oferece ainda é motivo de risada e preconceito, mas não sabe a grande importância que é. É nessa aula que o músico aprende a relaxar no momento de tensão, corrigir postura, saber alongar corretamente, e por ai vai!! como eu disse, para muitos isso é besteira, mas com o tempo acontece exatamente isso ae!

Rodrigo Frejat
Veterano
# mai/08
· votar


Postura é tudo, sou baterista tenho 22 anos e já estou me sentindo incomodado com a coluna.

CheshireCat
Veterano
# mai/08
· votar


Jabijirous
infelizmente para a maioria dos músicos aquela aula de "educação física" que toda faculdade de música oferece ainda é motivo de risada e preconceito, mas não sabe a grande importância que é.
tem aula de educação física na faculdade? não sabia, bacana! =)

Rodrigo Frejat
Postura é tudo, sou baterista tenho 22 anos e já estou me sentindo incomodado com a coluna.
tenta corrigir a postura antes que ferre mais, man

Jabijirous
Veterano
# mai/08
· votar


CheshireCat

educação fisíca no sentido da palavra não de esportes :P essa aula tem outros nomes tb, expressão corporal é outro nome, tem outro mas eu não me lembro

Ken Himura
Veterano
# mai/08
· votar


Jabijirous
No Villa é "Música e Movimento".

Naka-man
Veterano
# mai/08
· votar


A verdadeira importância de estudar técnica corretamente é isso. Evitar lesões;

Jabijirous
Veterano
# mai/08
· votar


Ken Himura

ISSO, tava tentando lembrar o nome, eu tive aula foi com uma dançarina, ou ex dançarina, uma velha, eu sei que ela é importante! tinha outra que o pessoal dizia que era gostosa!! queria ter aula com ela :P

makumbator
Veterano
# mai/08
· votar


Jabijirous

Em muitas se ensina a famosa técnica Alexander(UFMG por exemplo), que também funciona como prevenção a lesões.

Pardal
Veterano
# mai/08
· votar


Eu conversei com uma fisioterapeuta e descobri coisas muito legais pra quem toca violão, alguns exercícios para os dedos de quem toca Estudo nº 1 do Villa com metrônomo em 150...

_music_4_ever_
Veterano
# mai/08
· votar


então e os organistas? xD

pacificpoker
Veterano
# mai/08
· votar


eu li esta materia... até guardei ela aqui ...

Ken Himura
Veterano
# mai/08
· votar


makumbator
Falando em técnica de Alexander, vai ter um workshop desses em JF esse ano!

Renan Vuorinen
Veterano
# set/08
· votar


Jabijirous

infelizmente para a maioria dos músicos aquela aula de "educação física" que toda faculdade de música oferece ainda é motivo de risada e preconceito

Aula de educação fisica em facul de música??????

Cara isso é maravilhoso mas é novo pra mim.

Abraço

Renan Vuorinen
Veterano
# set/08
· votar


CheshireCat

Parabéns pelo tópico Little Cat, esse é um assunto muito importante e que deve ser assunto constante no mundo da música, a importancia da postura para manter a saude do corpo e obter um resultado satisfatório musicalmente falando, é muito importante, infelizmente essa é uma questão ainda pouco divulgada, mesmo dentro do mundo da música este ainda é um assunto pouco abordado, parabéns.

Abraço

CheshireCat
Veterano
# set/08
· votar


Renan Vuorinen
Uhun, é muito importante mesmo se preocupar com a postura.

No forum de guitarra tem um pdf sobre tendinite, e lá tem vários exercícios para prevenção. Embora o texto seja voltado pros guitarristas, tem exercícios que servem pros demais músicos. Eu peguei uns pra fazer, e procuro fazer sempre antes e depois de tocar. Fica aí a dica. =)

Renan Vuorinen
Veterano
# set/08
· votar


CheshireCat

Valeu pela dica Little Cat, e como sou guitarrista pra mim sera ótimo.

Thank you.

Abraço

o violista
Veterano
# mar/09
· votar


De meu ponto de vista a postura e propria de cada pessoa, a os poucos vocé vai adquiriendo a "sua"postura, sempre e cuando vocé não vai emcontra da sua natureza, coisa muito común de acontecer nas aulas de música (instrumento), onde os profesores hayam que e asim que se toca. Teim que ser fiel a vocé mesmo, porque ahí estará a posibilidade da "Sua" interpretação dos fatos, como devería ser, o não?..Por outro lado, acontecem muitos problemas com instrumentos fora do ponto. Ejemplos, pianos mal calibrados, ou seja teclas mais pesadas que outras, violinos ou violoes com cordas muito altas o outros problemas de falta de equilibrio sonoro, em fim....

Ken Himura
Veterano
# mar/09
· votar


Teim que ser fiel a vocé mesmo, porque ahí estará a posibilidade da "Sua" interpretação dos fatos, como devería ser, o não?
Não, a postura têm que ser correta e deve ser seguida. Senão acarreta em lesão a longo prazo.

silvG8
Veterano
# mar/09
· votar


Ken Himura

Não, a postura têm que ser correta e deve ser seguida.

Faço faculdade de medicina e te afirmo que a lesão vai vir mais cedo ou mais tarde. E mais, cada pessoa possui um ponto de adaptação para a articulação do punho, cotovelo e ombros. Tudo depende... depende da anatomia de cada pessoa. Existem pessoas cujos acidentes ósseos atrapalham a mão a ficar com postura completamente correta quando se toca piano. Nessas pessoas a mão assume uma postura levemente alterada do que se diz como correto. O mesmo para o antebraço, dependendo de inúmeros fatores, como por exemplo o tônus muscular. Claro, que não pode existir nada extremo, como tocar com as mãos extendidas (como ao andar de bicicleta por exemplo)!

A verdade é que todos teremos problemas nas articulações quando formos mais velhos. Se não for nos punhos, será no joelhos, quadril, tornozelos, ombros, coluna, etc.

Vlw.

The Root Of All Evil
Veterano
# mar/09
· votar


A verdade é que todos teremos problemas nas articulações quando formos mais velhos. Se não for nos punhos, será no joelhos, quadril, tornozelos, ombros, coluna, etc.


E uma das causas disto é a ineficiência no reparo e acumulo de lesões oxidativas ao DNA conforme a idade avança.

silvG8
Veterano
# mar/09
· votar


The Root Of All Evil
uma causa disso é a morte dos condroblastos (transformados em condrócitos), células jovens das cartilagens, aliada à calcificação dos condrócitos...
lesões oxidativas ao DNA é coisa de revista...
tem até fundamento (embora falho), mas não é essa a verdadeira razão. ao ocorrer oxidações de radicais livres (e não "lesões oxidativas ao DNA", o que no caso seria uma mutação - se lesionar o DNA e chegar a mudar as bases nitrogenadas deste DNA na verdade você está vendo uma mutação), que são prejudiciais não somente ao DNA, mas a todo o aparato celular, estamos envelhecendo. (isso é a causa da morte de todas as células do corpo com o tempo, e não de nenhuma doença articular especificamente).

vlw!
espero ter ajudado um pouco =)
se quiser discutir mais sobre o assunto tamos aí!

The Root Of All Evil
Veterano
# mar/09 · Editado por: The Root Of All Evil
· votar


silvG8
lesões oxidativas ao DNA é coisa de revista...

Não é. É a linha de pesquisa domeu laboratório e muitas outros.
E uma evidência forte disto é o da doença de envelhecimento precoce, no qual a pessoa apresenta um quadro de várias doenças relacionada à idade, tanto na aparência como doenças como artrite, artrose e outras que só aparecem em idosos.

Esta doença tem como principal causa a falha no sistem BER,que é o reparo por excisão de nucletídeos, responsável por eliminar as lesões oxidativas no DNA como a 8 oxiguanina, um dos principais agentes de lesões e também mutagênico do DNA.

Este é um dos fundamentos mais aceitos e não consigo ver as falhas nele.

isso é a causa da morte de todas as células do corpo com o tempo, e não de nenhuma doença articular especificamente[

O que determina a morte dos condroblastos, bem como a deposição de cálcio decorrente do funcionamento errôneo dos sistemas é o DNA que está debilitado no fim da vida de tal forma que não realiza corretamente suas funções.
As outras maquinarias da célula são renovadas completamente depois de cada divisão, o DNA é quem continua até o fim da vida acumulando todos os impactos que sofremos, e isso que vai diferenciar uma célula de quando somos jovens de uma célula quando estamos idosos.

silvG8
Veterano
# mar/09
· votar


The Root Of All Evil
As outras maquinarias da célula são renovadas completamente depois de cada divisão, o DNA é quem continua até o fim da vida acumulando todos os impactos que sofremos, e isso que vai diferenciar uma célula de quando somos jovens de uma célula quando estamos idosos.
Exatamente por se tratar de cartilagem foi que eu falei sobre a maquinaria. Cartilagem é um tecido muito pouco oxigenado, com baixo metabolismo e taxa de divisão pequena, mesmo que sendo contínua durante toda a vida. Condrócitos muito antigos não se dividem, permanecem lá num estado quase anaeróbico, e diminuem muito seu metabolismo.
Se você for pensar em um neurônio o que falei sobre a maquinaria é também válido.

Esta doença tem como principal causa a falha no sistem BER,que é o reparo por excisão de nucletídeos, responsável por eliminar as lesões oxidativas no DNA como a 8 oxiguanina, um dos principais agentes de lesões e também mutagênico do DNA.
interessante! tem onde eu dar uma lida sobre isso??? novidade é sempre uma coisa boa!

vlw!
obrigado pelas informações!

The Root Of All Evil
Veterano
# mar/09 · Editado por: The Root Of All Evil
· votar


silvG8
Condrócitos muito antigos não se dividem, permanecem lá num estado quase anaeróbico, e diminuem muito seu metabolismo.

O fato deles não se dividirem diminui os erros acrescidos pelas divisões celulares, no entanto, o DNA deles também está acumulando lesões, ao chegar no fim da vida, as lesões são tantas que não há mais como sintetizar proteínas necessárias ao funcionamento correto e com isso começam a aparecer as falhas, as doenças da velhice.
Um dos fatores que contribuem pra isto também é o chamado foto-envelhecimento, que depois de muitos anos causa elastose, dentre outros "sintomas" da velhice, mas não sei muito sobre ele não, depois te falo algo.

interessante! tem onde eu dar uma lida sobre isso??? novidade é sempre uma coisa boa!


http://www.amazon.com/DNA-Repair-Mutagenesis-Errol-Friedberg/dp/155581 3194

Este livro aqui é o que há sobre reparo de DNA!
Tem praticamente tudo e tem uma parte só dedicada às doenças relacionadas ao mal funcionamento dos mecanismos de reparo.
É a minha bíblia =D

Morgenstern
Veterano
# mar/09
· votar


Bom texto ...

Agora isso pra quem vive no meio de orquestra e musicos não e novidade ...
e naum e 90% dos pianistas e violinistas nãooo
e 90% dos musicos mesmo kkkkkk
Conheço Fagotistas , Clarinetistas , Oboistas e Saxofonistas que tambem reclamavam de dores por pratica de estudo intensa

o violista
Veterano
# mar/09
· votar


Engraçado....me lembro que a bastante tempo, era bastante jovem, estudaba violoncello umas 3 ou 4 hs. día, todo tipo de escalas, golpes de arco, seguía as técnicas que meus profesores queríam, vivía e viví por muito tempo com dores as vezes terribles nas maos, columna, etc.. eu acredito pelo grande esforço que fazia para ser igual ou melhor que os padrones na mía frente, pude constatar também que só um 15 ou 20% dos outros músicos consiguem não sentir dores, logo de muitos anos ya tocando profesionalmente, decidí inventar e tocar meus proprios instrumentos, e a os poucos todas as dores forom sumindo e claro que também sumio a $$$$que me pagabam cuando era funcionario.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Lesões afetam mais de 90% dos pianistas e violinistas