Arapuca em Caldas Novas! utilidade pública.

Autor Mensagem
rcorts
Veterano
# jan/15


Meus caros amigos do FCC. Resolvi dar meu depoimento a respeito de uma "jogada de marketing"/armação que tem acontecido na cidade de Caldas Novas Goiás. Como alguns aqui devem saber, Caldas Novas é conhecida por ser uma cidade turística cujo maior atrativo são suas águas thermais e grande quantidade de parques aquáticos.

Para quem mora em Goiânia, Caldas Novas é quase uma segunda casa, porque você pega umas duas horas de estrada, relaxa sua mente e depois fica de boa por alguns dias pegando piscina. Mas como é costume a cidade receber muitos paulistas, cariocas e brasilienses, e também pessoas de todo o Brasil, achei por bem compartilhar uma experiência desagradável, uma armadilha na qual me enfiei no ano passado.

INFELIZMENTE, não poderei citar o nome da empresa aqui pois estou em vias de ingressar com um processo judicial contra a mesma. Mas é bom para que vocês fiquem alertas e fujam dessa verdadeira arapuca que está acontecendo em Caldas Novas. E não é só esse grupo, mas os concorrentes também têm utilizado a mesma estratégia de "marketing".

Relato:
_____________________________________________________
Estavámos eu, minha mulher e dois filhos pequenos passando férias lá no final de julho para início de agosto/2014. Numa manhã, ao ingressarmos no parque aquático fomos abordados por um funcionário, que nos ofereceu cortesias para dois almoços grátis no restaurante do parque, sob a única condição de assistir a uma palestra de 45 min, cuja única finalidade seria demonstrar a rede hoteleira do grupo, inclusive em cidades litorânes, com hotéis 5 estrelas à beira da praia.

Ao adentrarmos o salão superior, fomos colocados numa sala de espera muito luxuosa, serviram nos suco, refrigerante e água mineral, e pediram também o número do meu cartão de crédito para que eu concorresse a um prêmio pelo número do cartão. Enquanto isso, o funcionário acionou um aplicativo que selecionava aleatoriamente um número de cartão de crédito, que obviamente não foi o meu. Fizeram também perguntas sobre nossa renda média mensal, se possuíamos casa própria, veículo próprio (onde, marca, ano e modelo)...

Já se passavam 30 minutos até então, pensando eu que nos próximos 15 min seria tempo suficiente para falar da rede hoteleira, quando fomos convidados para entrar em uma segunda sala, mais ampla, mais luxuosa, cheia de mesas onde tinham promotores de venda, garçons servindo castanha de cajú, suco, água mineral, cerveja, o que desejasse.

Então uma promotora de vendas veio com um book muito bem realizado, mostrando a rede hoteleira do grupo, as parcerias entre o grupo e redes hoteleiras por todo o país, inclusive imagens de hotéis em lugares paradisíacos no exterior. Enquanto isso nosso filho mais velho foi levado para uma salinha com as tiazinhas que colocavam as crianças para brincar e jogar Xbox.

Foi também passado um filme com imagens de férias em família em lugares paradisíacos, que terminava com a seguinte pergunta: sua família merece tudo isso, não merece?

Logo em seguida iniciou-se a apresentação do programas de férias, operado através de pontos de utilização, que eles chamam de "cotas imobiliárias compartilhadas", segundo a qual seria possível adquirir a propriedade de apartamentos, compartilhada com outros membros do programa, sendo possível utilizar os pontos, vendê-los ou cedê-los a terceiros. O programa oferece ainda intercâmbio com hotéis 5 estrelas por todo o Brasil e no exterior.

Para resumir, para o texto não ficar muito extenso. A primeira proposta de negociação foi de 600.000 pontos por 10 anos, no valor aproximado de R$ 1200,00 mensais durante 72 meses. Como falamos que era totalmente fora das nossas possibilidades, ofertaram um plano de 300.000 pontos por cerca de 600 dilmas/mensais durante 7 anos.

E como novamente negamos, foi oferecido finalmente um plano de 150.000 pontos, pelo valor de R$ 395,00 mensais durante 5 anos (porém em 39 parcelas). Além disso, nos ofereceram um "certificado" que conferia 1 semana free de utilização em um hotel 5 estrelas dentro da rede conveniada e um "certificado" com 2 diárias para utilização dentro dos hotéis da própria rede. Além disso ainda nos cobriram com brindes (bolsas personalizadas e mais cortesias de jantar).

Tá, depois de 3 horas de insistência, submetidos a um ambiente de empolgação e pressão psicológica, quase uma lavagem cerebral, no qual sempre que um casal assinava o plano era solicitada a atenção de todos e realizada uma grande salva de palmas para os novos membros. Eu e minha esposa ainda pedimos uma cópia do contrato para analisarmos com mais tranquilidade em casa e se fosse do nosso interesse e possibilidade faríamos contato posteriormente. A promotora de vendas disse que "em respeito aos demais membros" que estavam na sala não seria possível, era uma oferta de conveniência, que ou se assinava na oportunidade ou não teria validade posteriormente.

Tá, depois de vencidos pelo cansaço e pela grande habilidade em ludibriar pessoas em ambiente de férias, relaxadas, dispostas a gastar dinheiro sem se preocupar tanto, acabamos por aderir ao plano. Após voltarmos para Goiânia fui ler o contrato com mais calma e fazer uma comparação com pacotes de férias oferecidos na internet com hospedagem, alimentação e passagens tudo inclusas. Para minha surpresa, percebi que entramos no conto do vigário.

Além disso, o grande absurdo presente no contrato: as cláusulas rescisórias.

Estas cláusulas estipulam que para rescisão contratual devemos pagar 10% do valor do contrato + 17% por "custos da campanha de marketing". E o pior, reza o contrato que em caso de rescisão contratual por nossa solicitação ainda teremos de devolver os valores correspondentes aos pontos utilizados em viagens. Ou seja, o grupo não pode sair perdendo absolutamente NADA. E eu como consumidor posso sair me f*****o geral!

Conversei com um primo meu advogado, que me explicou que ainda que eu tenha assinado o contrato, o mesmo é eivado de vícios e cláusulas abusivas e que eu deveria entregar uma carta de desistência na administração do programa de férias e caso não houvesse acordo, o próximo passo seria procurar o PROCON e, como provavelmente nada será resolvido por esse órgão, o próximo passo é adentrar com uma petição no Juizado de Pequenas Causas.

A boa notícia, é que segundo meu primo, o consumidor no Brasil é considerado hiposuficiente nas relações de consumo (e protegido pelo Código Civil e pelo Código de Defesa do Consumidor), e além de pedir a restituição dos valores pagos e suspensão de cobranças posteriores, ainda posso pleitear danos morais, por todo o constrangimento e dor de cabeça a que fui submetido perante minha família.

Então, é isso aí galera. Dei uma de burro, manezinho, e me dei mal. Agora estou pagando o pato!

Mas prefiro encarar a vergonha de expor isto em público aqui na comunidade do FCC e pelo menos poder alertá-los contra esta grande arapuca armada em Caldas Novas Goiás.

Dúvidas, posso explicar mais detalhadamente, infelizmente é prudente que eu não cite nomes.

Viciado em Guarana
Veterano
# jan/15
· votar


Caraca mané!
Isso aê tá igualzinho a um episódio de South Park.

http://southpark.cc.com/full-episodes/s06e03-asspen

makumbator
Veterano
# jan/15
· votar


rcorts

Putz, logo de cara lembrei do episódio do hotel "Timeshare" em Aspen (zoada como Asspen) no South Park. Acho que os caras dessa empresa viram e fizeram a versão goiana.

http://www.imdb.com/title/tt0705895/

Lamentável.

rcorts
Veterano
# jan/15 · Editado por: rcorts
· votar


Viciado em Guarana
makumbator

Pois é, isso já deve ser uma prática lá nas gringas, e nos últimos anos devem ter trazido o esquemão para o Brasil.

Eu não costumo assistir aos episódios de South Park, mas até a estratégia de abordagem e os diálogos são praticamente um Copy/paste.

Legal a zoação do Ass Pen!

Pedro_Borges
Veterano
# fev/15 · Editado por: Pedro_Borges
· votar


rcorts

Passei pela mesma situação em Caldas Novas e tenho certeza que foi no mesmo empreendimento. Depois falo o nome. Tem até uma deputada que é dona, não é verdade?

Pois é. Nas férias de 2013, fui convidado na praia em Natal, por uma rede que fazia a mesma treta, só que eu não aceitei o convite de lá. Quando cheguei em Caldas Novas nas mesmas férias, recebi um convite e fui participar dessa tal palestra. Os métodos eram os mesmos e as tais salvas de palmas quando algum casal se ferrava era o mesmo.

No meu caso, ´cozinhei´ a vendedora até ela chamar o supervisor. Aí, um sujeito de fala ofegante e tipo arrogante me deu um ultimato e eu disse não. Ele batei com a mão na mesa e, em tom de desprezo, me deu três convites para adentrar o clube, desistindo da negociação, virando as costas. Eu peguei os três convites, mostrei a ele e mandei que batesse na mesa novamente e ele nem voltou. Todos ficaram abismados, mas eu ia mandar ele enfiar...


Dou nome aos bois "Di Roma", confere?

Pedro_Borges
Veterano
# fev/15
· votar


Esses planos são todos furados. Mesmo que fossem justos, mesmo assim não vale a pena você pagar por um plano e ficar anos a fios engessado, ou seja, terá que ficar nos próximos 7 anos sem poder fazer escolhas diferentes, pois já está empacotado. É fria!

Viciado em Guarana
Veterano
# fev/15
· votar


Pedro_Borges
Clube Di Roma

É... se for, parece que o mano rcorts não é exceção.
Tá cheio de reclamações desse grupo aê.

Tem até uma deputada que é dona, não é verdade?
No duro? Se for tá explicado porque um golpe tosco como esse tá correndo na praça livremente.

Hannah Liimatainen
Veterano
# fev/15
· votar


Caldas Novas </3
Não sei o que os goianos veem nessa cidade. Aliás, sei.. caldas country. --'

Hannah Liimatainen
Veterano
# fev/15
· votar


Tá cheio de reclamações desse grupo aê.


E muitas reclamações de situações semelhantes ao nosso colega do post. Tenso.
Nunca fui nesse clube, mas é bom eu saber disso pois conheço várias pessoas que vão pra Caldas e se hospedam justamente nesse lugar.

rcorts
Veterano
# fev/15
· votar


Pedro_Borges

É como eu disse, eu, da minha boca não posso citar o nome, por razões legais mesmo, já que vou dar entrada no processo na justiça nessa próxima semana, mas eu diria que você é muito sábio, he he!

Viciado em Guarana

O negócio é sinistro por lá mermão! como em todo o Brasil, Caldas Novas não é exceção. O poder econômico e influência política são o martelo e a espada que ditam as regras.


Pedro_Borges
Esses planos são todos furados. Mesmo que fossem justos, mesmo assim não vale a pena você pagar por um plano e ficar anos a fios engessado, ou seja, terá que ficar nos próximos 7 anos sem poder fazer escolhas diferentes, pois já está empacotado. É fria!

Cara. Tens toda razão. A questão é que quando você tá de boa, relaxado, curtindo com a família, de férias, é justamente o momento em que você é abordado, de forma muito educada por sinal. E todo o ambiente criado meio que te deixa em situação de deslumbramento e opressão ao mesmo tempo. Deslumbramento pelas lindas imagens que você vê de hotéis que eu não chamaria nem de 5 estrelas, mas de 7 estrelas, por várias partes do Brasil e até mesmo no exterior.

E opressão pelo fato de estar sendo abordado, a todo momento te oferecem de um tudo. Quando algum casal se ferra (assina) recebem uma salva de palmas. Além do mais, no momento, é como se naquelas 3 horas te privassem da razão. São tantas estratégias de persuasão, que por um momento você acaba sendo convencido de que o plano é vantajoso. As promotoras de venda chegam até a mostrar fotos delas com os namorados em seus Ipads em hotéis no exterior e a dizer: "olha só onde eu passei mihas últimas férias. Isso pelo plano, porque se fosse do meu bolso jamais eu teria condições". Então, se você tem uma mínima condição, acaba pegando o plano que cabe no seu bolso. E tem mais, a gente acaba pensando em tudo que poderia oferecer para a família, e é aí que o cara se estrepa. Pode ver que tem inúmeros casos na internet de pessoas arrependidas. É meio que uma lavagem cerebral mesmo!

Semana passada mesmo, estivemos por lá de novo, e se você visse quantos casais subiam lá para a tal "apresentação" e voltavam com as pastinhas de novos membros ficaria assustado. Eu bem que tentei avisar alguns, mas os funcionários são espertos, já sacaram que ia rolar o aviso e deram um jeito de levar as pessoas lá pro "salão superior" antes que eu pudesse sequer abordá-las.

E o pior cara. Eu sou formado em Publicidade e Propaganda, minha esposa é formada em Letras. Eu diria que até em certo grau, sem ser arrogante, somos pessoas bem esclarecidas. Tanto é que até na hora de comprarmos nosso apartamento o corretor tentou fazer umas coisas meio duvidosas e não fechamos contrato até o cara solucionar todas as pendengas que tinham no contrato. Mas a aura que os caras criam lá pra vender esse tipo de plano é algo que talvez só Paulo Coelho pudesse explicar. É realmente foda!

Mas o bom é que agora fiquei esperto. E também não vou deixar barato. E principalmente, fiz questão de deixar o alerta por aqui, e vou fazer tudo que eu puder para espalhar a informação. Depois de findo o processo então, aí que ninguém me segura amigo.

Hannah Liimatainen
Não sei o que os goianos veem nessa cidade. Aliás, sei.. caldas country. --'

Nem todos os goianos. Aliás, Caldas Country por aqui tem a mesma má fama que pelo resto do país, talvez até pior.

Mas tem muitos parques aquáticos e hotéis com várias piscinas de águas termais (que é algo que já começa a ser questionado atualmente). Como eu disse, Goiânia fica bem perto de Caldas. Então é meio que uma mão na roda.

rcorts
Veterano
# fev/15
· votar


Viciado em Guarana

Tem mais amigo. A venda desse tipo de plano aqui no Brasil é regulamentada pelo Ministério do Turismo. Ou seja, rapinagem legalizada. As cláusulas contratuais abusivas para rescisão já são outros 500, autoria do próprio grupo.

Mas como eu alertei acima. Não é apenas um grupo lá que está com este esquema, mas sim vários, pela cidade toda. Se você ficar parado num sinaleiro logo vem alguém lhe convidando para a tal palestra e oferecendo cortesias no parque aquático deles. É bom ficar cabreiro.

rcorts
Veterano
# fev/15
· votar


Vejam que o buraco é bem mais embaixo do que parece. Já rendeu até ação civil pública, com outro grupo:

http://mp-go.jusbrasil.com.br/noticias/1912684/acordo-com-mp-regulariz a-contratos-do-programa-rio-quente-vacation-club

E essa notícia abaixo, de 2011, ajuda a mostrar porque tanta rapinagem é regulamentada pelo Ministério do Turismo.

http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI200949-15223,00-A+FI CHA+SUJA+DO+EXECUTIVO+DO+TURISMO.html

Ou seja, aqui no Brasil, até no turismo, que deveria ser uma coisa relaxante, justamente para nos livrar das dores de cabeça do cotidiano a corrupção já alcançou amigos. Não dá mais pra baixar a guarda nem durante uma viagem de férias.

Pedro_Borges
Veterano
# fev/15
· votar


rcorts
da minha boca não posso citar o nome, por razões legais mesmo

Mas aqui você só utiliza os dedos pra digitar, uai!

Kkkkkkk

Pedro_Borges
Veterano
# fev/15
· votar


Tem mais podres envolvendo esse povão de meu Deus incluindo a dona do dito empreendimento...

rcorts
Veterano
# fev/15
· votar


Pedro_Borges

É meu amigo, as coisas por lá são tensas, o lugar tem donos.

Viciado em Guarana
Veterano
# fev/15
· votar


rcorts
Até lembram as máfias que agiam nos EUA, em que os caras usavam hoteis e cassinos tanto para obtenção de fundos quanto para lavagem de dinheiro.

Se investigarem mesmo acredito que descobrem podres graves nisso aê, hein.

rcorts
Veterano
# fev/15
· votar


Viciado em Guarana

Cara, não duvido nem um pouco.

One More Red Nightmare
Veterano
# fev/15
· votar


Tá, depois de 3 horas de insistência

devia ta boa as castanhas né? ou o moleque que não queria largar o xbox?

Black Fire
Gato OT 2011
# fev/15
· votar


Sei la, mas por todo esse cenario que você pintou aí, caiu de otário.

rcorts
Veterano
# fev/15
· votar


One More Red Nightmare
devia ta boa as castanhas né? ou o moleque que não queria largar o xbox?

Tava. Tava ótimo.

Black Fire
Sei la, mas por todo esse cenario que você pintou aí, caiu de otário.

Caí. Eu mesmo admiti isso (se você leu todo o post inicial). Até que você é inteligente. Aliás, isso não muda em nada o fato de que se trata de um golpe, no qual muitos "otários" pelo Brasil a fora caem. Quiçá fosse você um deles, quem vai saber?

qew
Veterano
# fev/15
· votar


Esse lance de cotas são interessantes.

Conheço com carros, barcos e aviões (várias empresas fazem isso), não conhecia com apartamentos..

Enfim, pelas reclamações dá para perceber que o negócio neste caso não é honesto mesmo. Mas ainda sim, já que vc vivenciou a parada, explica isso aqui pra eu entender:

Após voltarmos para Goiânia fui ler o contrato com mais calma e fazer uma comparação com pacotes de férias oferecidos na internet com hospedagem, alimentação e passagens tudo inclusas. Para minha surpresa, percebi que entramos no conto do vigário.

O que tinha de tão estapafúrdio no contrato?

rcorts
Veterano
# fev/15 · Editado por: rcorts
· votar


qew

Ok, deixa eu explicar melhor. Vou separar em partes para ficar mais claro a real indignação.

Sem questionar a questão se o plano é vantajoso ou não. Na minha opinião não é, pois além de pagar as mensalidades, ao pedir para utilizar os pontos ainda incidem taxas de serviço. Para passar uma semana em um apartamento em Caldas Novas, em hotéis do grupo, por exemplo, fica algo em torno de 400 reais. Ok, até aí, bem em conta (apesar de eu já estar pagando quase 400 todo mês). Mas para utilizar os pontos na modalidade intercâmbio, ou seja, em um hotel fora do grupo no resto do Brasil, ou do exterior, as taxas de utilização ficam algo em torno de R$ 800,00 e 1600,00 respectivamente. Isto sem alimentação e sem passagens. E antes de solicitar a utilização dos pontos é necessário informar 3 datas e 3 locais diferentes, e de acordo com a conveniência dos administradores eles vão determinar a data e o local da utilização dos pontos. Muito mais prático comprar um pacote de férias por ano, com data e local definido, além de hotel, passagens e alimentação tudo incluso. Não acha?

Bom, como eu disse, a opinião pode variar entre diversas pessoas quanto ao fato de um plano desse tipo ser vantajoso ou não. Na minha opinião, que fique claro, não é.

A outra parte absurda do contrato são as cláusulas estipuladas para rescisão: 10% de multa de rescisão e + 17% a título de "custos da campanha de marketing". Detalhe, o contrato ainda estipula que qualquer quantidade de pontos utilizados devem ser ressarcidos para a empresa em caso de rescisão.

Bom, os detalhes estão aí, é basicamente isso.

Headstock invertido
Veterano
# fev/15
· votar


rcorts
Posso compartilhar seu relato entre aspas em outras redes?

rcorts
Veterano
# fev/15
· votar


Headstock invertido

Pode. Totalmente autorizado. Neste, caso, peço apenas que não cite meu nick aqui do FCC. Abç.

Headstock invertido
Veterano
# fev/15
· votar


rcorts
Tranquilo. Valeu.

Hannah Liimatainen
Veterano
# fev/15
· votar


rcorts
Sou goiana e moro em goiânia, caldas novas pra mim é a última opção!

rcorts
Veterano
# fev/15
· votar


Hannah Liimatainen

Eu te entendo. Por mim mesmo eu nem iria lá tão frequentemente. Vou mais por conta de família mesmo.

atualização do caso

Na última sexta-feira, após eu ter deixado a carta de desistência na administração, uma funcionária do grupo em questão me ligou tentando me convencer a permanecer no plano e após eu afirmar que de modo algum eu teria interesse, ela foi extremamente arrogante e grosseira e afirmou que a rescisão só seria possível mediante o cumprimento das cláusulas do contrato.

Hoje, 02/02/2015, acabei de voltar do PROCON, onde protocolei queixa. O funcionário do PROCON-GO ligou para a administração do plano de férias para ver a possibilidade de um acordo de rescisão da seguinte maneira: sem reembolso dos valores que eu já paguei (totalizando 15%), e suspensão de qualquer cobrança posterior. Um funcionário do plano de férias respondeu ao PROCON que faria a rescisão se eu me dispusesse a pagar mais uma parcela (totalizando 17% do valor do contrato). Então eu disse que não pago mais nada, ou o acordo fecha em 15% ou vamos levar para a justiça.

Em off, o próprio funcionário do PROCON me orientou da seguinte forma: se eles toparem o acordo em 15% melhor resolver amigavelmente. Mas se insistirem em cobrar mais uma parcela é melhor levar para o judiciário que com certeza você ganha.

Resumindo: eles ficaram de entrar em contato comigo para conversar a respeito. Estou aguardando.

Hannah Liimatainen
Veterano
# fev/15
· votar


rcorts
Putz! Ainda querem que você pague mais uma parcela. É pacabá mesmo viu.

rcorts
Veterano
# fev/15
· votar


Hannah Liimatainen

Pacabá mesmo! kkkk.

makumbator
Veterano
# fev/15
· votar


rcorts

Me surpreende como uma pessoa que me parece ser esclarecida (pelo menos do que me lembro de suas postagens no FCC, mesmo que isso seja obviamente apenas uma pequena fração da sua personalidade) consegue cair em um golpe desses. Ir até lá e assistir as apresentações (nem que fosse para filar comida e fazer os golpistas perderem tempo) ainda vai, mas assinar um troço desses é estranho. Você não se sentiu enganado logo ao assinar?

Mas eu eu sei que todo mundo pode cair nessas arapucas, e portanto gostaria de entender qual o motivo dos alarmes óbvios do bom senso não terem soado na sua mente. E aproveito para te parabenizar por contar isso aqui, pois geralmente esse tipo de situação é um tanto constrangedora, e muita gente prefere esconder.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Arapuca em Caldas Novas! utilidade pública.