Crise de criatividade no cinema

    Autor Mensagem
    dibass
    Veterano
    # mai/14 · Editado por: dibass


    Estaríamos passando por uma crise de criatividade no cinema? Aliás, não só no cinema, mas nas séries de TV (ou internet) também..
    Ao menos o que temos visto por aí, em grande parte, no que tem relevância em séries e filmes são remakes de histórias que, em tese, já existem. É só vermos os lançamentos que temos:
    Avengers, Robocop, Homem Aranha, Batman, Gothan, The Flash, Noé, Godzila, e muito mais.

    Afinal, qual foi a última trilogia de grande expressão que tivemos que teria origem de uma história nova?
    Notem que me refiro ao mainstream das telas. Não tenho a intenção de me aprofundar no cinema francês ou em histórias com altíssimo nível cultural. Falo do que faz sucesso mesmo..
    Enfim, falem, o que quiserem e se quiserem. O poder é de vocês!

    Thiago Livgren que toca mais ou menos
    Membro Novato
    # mai/14
    · votar


    Post pro Hobbit.

    Xeper
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Trilogia Bourne é meio "recente", não? E tudo quanto é filme de ação atual quer ser um novo Bourne (007 com Daniel Craig que o diga...)

    Noé

    Remake da biblia?

    dibass
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Noé

    Remake da biblia?

    história já existente.

    Drowned Man
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Matrix?

    Xeper
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Matrix?

    É um live action de Ghost in the Shell...
    história já existente.

    Drowned Man
    Veterano
    # mai/14 · Editado por: Drowned Man
    · votar


    Xeper

    nah

    megiddo
    Membro
    # mai/14 · Editado por: megiddo
    · votar


    Afinal, qual foi a última trilogia de grande expressão que tivemos que teria origem de uma história nova?

    por que "trilogia"? critério meio arbitrário

    Drowned Man
    Matrix?

    Neuromancer -> Ghost in the Shell -> Matrix.

    dibass
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    megiddo
    por que "trilogia"? critério meio arbitrário
    foi só uma sugestão, não é arbitrariedade. E não é critério, é exemplo.

    cafe_com_leite
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Crepusculo.

    [Segurando pra não rir]

    Hawklord
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Que tal Carga Explosiva e Busca Implacável?
    E falando de Busca Implacável o Liam Neeson teve num suspense bem bacana esse ano, Sem Escalas, não é nada de mais, mas é novo.
    Ou O Assassino do Alaska com o Nicolas Cage?
    É baseado numa história real, mas em nenhum livro, ou outro filme.

    cafe_com_leite
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Os penetras

    Drowned Man
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    cafe_com_leite

    Crepusculo? Veio do livro, bem como Harry Potter, Senhor dos Aneis, Jogos Vorazes...

    Drowned Man
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    É difícil falar em originalidade. Quando você pesquisa, vê que 90% é adaptação em algum nível de alguma outra obra.

    fernando tecladista
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Aliás, não só no cinema, mas nas séries de TV
    nunca vi tanta mesmice do mesmo assunto, ou é zumbi ou vampiro

    makumbator
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Não sei se é crise de criatividade, ou meramente o direcionamento buscando o sucesso comercial mais certeiro. Essas merdas de filmes de super heróis quase sempre dão muito retorno, então os estúdios apostam tudo nisso.

    Já li artigos comentando que proporcionalmente tem se tornado muito mais caro fazer um filme do que há algumas décadas (e não estou falando da inflação do período, mas sim o encarecimento do processo industrial do cinema e de marketing, distribuição, essas coisas). Qualquer filme simples hoje é proporcionalmente muito mais caro para um estúdio do que a mesma obra há 30 anos.

    Já vi diretores antigos comentando que não conseguem mais nenhuma liberdade ou influência artística em um filme de estúdio, e que cada vez mais ele se tornam cumpridores da meta de entregar o filme X até o limite de tal valor.

    Não que no passado não houvesse essa preocupação, mas os estúdios confiavam e ás vezes apostavam. Hoje os executivos são mais temerosos e tentam a todo custo "garantir" no mínimo o empate (a receita gerada pagar totalmente o filme + divulgação e distribuição).

    É preciso lembrar que desde sempre o esquema de estúdios americanos se baseia no fato dos filmes mais lucrativos subsidiarem os filmes que eventualmente derem prejuízo. O objetivo de certos produtores executivos era faturar em alguns filmes mais comerciais e usar isso para apostar em novidades, novos nomes, etc... o que é muito mais arriscado, e cada vez menos feito.

    Lembro de grandes bombas carísssimas que quase faliram estúdios e produtoras (ou em alguns casos chegaram mesmo a falir), como o filme "Duna" (a primeira versão) ou o conhecido "water world - o segredo das águas" que é uma das maiores bombas comerciais da história.

    Estou lendo um livro sobre a franquia "Sexta-feira 13", que se encaixa bem no modelo de obra feita inicialmente de maneira independente (a parte 1, de 1980) e que foi comprada pela Paramount (para os EUA) e Warner (resto do Mundo) justamente para lucrar alto. E a série apesar dos péssimos filmes já rendeu mais de 1 bilhão só com os filmes (sem contar produtos).

    O curioso é que o diretor do primeiro Sexta feira 13 só queira um filme para faturar um pouco e gerar nome e recursos para ele fazer um filme que realmente o interessava (e que foi feito e teve total fracasso comercial). No fim das contas o cara lucra bastante até hoje com o filminho que ele decidiu fazer só para pagar as contas e levantar um graninha.

    Hannah Liimatainen
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Eu poderia discutir isso, mas estou com preguiça. Mas vou acompanhar o tópico. Me gusta o assunto. ;)

    dibass
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    makumbator
    Mas isto justificaria os produtores quererem apenas histórias já inventadas?
    Por que não um novo super-herói com uma história fodástica?

    Wanderer on the Offensive
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Ah, os filmes de super heróis são legais, vai...
    Mas, realmente. Falta, por exemplo, algo da genialidade de American Pie no cinema recente.

    makumbator
    Veterano
    # mai/14 · Editado por: makumbator
    · votar


    dibass
    Mas isto justificaria os produtores quererem apenas histórias já inventadas?
    Por que não um novo super-herói com uma história fodástica?


    Porque estória inventada é mais difícil de divulgar a um público que curte mais do mesmo, sem contar que um herói já conhecido já possui uma base de fãs que irá ao filme. Tudo isso conta.

    É mais simples fazer assim. Esses blockbuster são feitos como em um fábrica (não é á toa que o cinema comercial americano foi o primeiro a ser chamado de indústria). O lance é lucrar mais da maneira menos complicada (e uma estória já conhecida é bem melhor para se trabalhar).

    Observe que esse papo de parte, 1, 2, 3, 4 e etc... de filmes é algo relativamente novo (a partir dos anos 80, principalmente). Outra coisa que passou a acontecer muito é refazer franquias já filmadas após algum tempo (é o requentado do requentado). Como essas novas levas de Batman que a cada X anos tem que ser feitas (já teve quase 10, se não me engano), novos homem-aranha, etc...

    O que é mais garantia de sucesso comercial: fazer um "velozes e furiosos parte 178 ou uma nova estória, desconhecida do público? Para um executivo de estúdio a primeira opção é mais viável e sensata (estória semi pronta, bastando repetir ou enrolar um pouco, base de fãs já estabelecida, divulgação facilitada...etc)

    Wanderer on the Offensive
    Ah, os filmes de super heróis são legais, vai...

    Eu detesto (e além de filmes fracos, ainda são caros de se fazer). Mas tem que goste é claro (tanto é que a maioria é sucesso de público).

    Xeper
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Por que não um novo super-herói com uma história fodástica?

    Pessoal até tenta... Hancock e Poder sem Limites estão ai pra isso, mas é meio o que o makumbator já disse, se não tem o Marvel/DC nos créditos o publico passa batido

    Drowned Man
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Na verdade existem dois pontos: um deles é o que o makumbator levantou. O outro é que blockbusters americanos (e muitos dos filmes do resto do mundo) tem estrutura pronta. Tudo se baseia na Jornada do Herói.

    Resumindo lixosamente: o universo inicial é alterado por um acontecimento, o protagonista tem sua necessidade dramática; protagonista enfrenta obstáculo atrás de obstáculo, tem sucesso (ou não), história evolui, aparece o obstáculo final, protagonista supre sua necessidade, clímax, fim.

    O legal é que essa receita sempre funciona, o filme pode ser ruim mas pelo menos fará sentido. Vide Syd Field e seu manual do roteiro.

    Drowned Man
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Acho que a Hannah e a Cindy podem falar melhor do assunto.

    Die Kunst der Fuge
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Pelo nível de exigência proposto pelo tópico e pelos exemplos apresentados, não entendo o "estamos passando por uma crise". Sempre foi assim.

    Eu não acho que estamos passando por crise não e também não acho que utilizar um universo já existente seja equivalente a falta de criatividade.

    Mas para exemplificar minha posição, basta consultar a categoria de roteiro original dos prêmios de cinema pelo mundo.

    Só do Oscar deste ano, por exemplo:

    Best Original Screenplay

    Her – Spike Jonze
    American Hustle – Eric Warren Singer and David O. Russell
    Blue Jasmine – Woody Allen
    Dallas Buyers Club – Craig Borten and Melisa Wallack
    Nebraska – Bob Nelson

    Todos filmes bons (Só não vi o Nebraska ainda)

    Casper
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    O último filme (recente) que realmente gostei
    foi Bastardos Inglórios, do Tarantino.

    makumbator
    Veterano
    # mai/14 · Editado por: makumbator
    · votar


    Die Kunst der Fuge
    Eu não acho que estamos passando por crise não e também não acho que utilizar um universo já existente seja equivalente a falta de criatividade.

    Não é necessariamente falta de criatividade, mas é mais seguro do ponto de vista comercial. Principalmente levando-se em conta o que normalmente fazem de roteiro nesses filmes de heróis e adjacências (sejam de quadrinhos, videogames ou livros de aventura infanto-juvenis).

    Mas para exemplificar minha posição, basta consultar a categoria de roteiro original dos prêmios de cinema pelo mundo.

    Só do Oscar deste ano, por exemplo:

    Best Original Screenplay

    Her – Spike Jonze
    American Hustle – Eric Warren Singer and David O. Russell
    Blue Jasmine – Woody Allen
    Dallas Buyers Club – Craig Borten and Melisa Wallack
    Nebraska – Bob Nelson

    Todos filmes bons (Só não vi o Nebraska ainda)


    Ah, sempre há bons filmes. Dessa lista aí eu só vi (e gostei) o do Woody Allen (mas pretendo assistir ao Her).

    Talvez o problema do tópico seja querer procurar no cinema de blockbuster (que é comercial até a alma) qualidades e variabilidade que se pode achar mais facilmente em outras obras (e um blockbuster pode ser um bom entretenimento, e ter várias qualidades cinematográficas). Ou mesmo tomar esses filmes "arrasa-quarteirão" (adoro esse termo!) como a vanguarda do cinema de autor (ou coisa parecida). Lembrando que há também muito filme "de autor" ruim de dar dó.

    Por outro lado, não sei se é porque estou ficando velho, mas não tenho mais nenhum interesse nesses filmes blockbuster (já tinha pouco na infância, e agora é zero). E o ponto sobre o encarecimento (descontando a inflação dos períodos de análise) do processo industrial do cinema é algo que vários produtores e diretores relatam como bem palpável.

    Mary Lennox
    Pitéu OT 2012
    # mai/14
    · votar


    Pra mim o Her foi o melhor filme do ano (em que ele foi lançado que eu nao sei qual é)

    E deveria ter ganhado o oscar de melhor fotografia

    brunohardrocker
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    genialidade de American Pie

    :0

    cafe_com_leite
    Veterano
    # jun/14
    · votar


    E o Piratas do Caribe? Esse não veio de livro, veio?

    One More Red Nightmare
    Veterano
    # jun/14
    · votar


    reveja os clássicos e seja feliz

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Crise de criatividade no cinema