Questionamento a ideia de Black Fire sobre o mercado brasileiro.

    Autor Mensagem
    cafe_com_leite
    Veterano
    # out/13


    Entendam:
    http://forum.cifraclub.com.br/forum/11/309861/#8815691

    O BF disse que a maioria das empresas brasileiras são pequenas ou micros. Porém, quantidade não quer dizer domínio no Brasil. Como todos sabem da condição econômica deste país, muito está nas mãos de poucos e pouco nas mãos de muitos, frase que embora seja papo de professor de história comunista, é a mais pura verdade.
    Isso naturalmente reflete-se ao ambiente mercadológico. Então é visível que as grandes empresas são as que tem o domínio de mercado e isso não precisa nem postar dados estatísticos pra provar, é só não ser tapado o bastante pra ver. Por tanto, como as grandes empresas (que embora sejam minoria em quantidade) são as que mais contratam, pois são as que dominam o mercado.
    Geralmente micro empresas nem funcionários possuem, é o dono e Deus, e quando possuem é no máximo 10 (exagerando).

    Então, não vejo lógica neste pensamento seu, caro Black Fire, que por a maioria das empresas serem micro e pequenas significa que são as que mais contratam a mão de obra neste país.

    --------------------------------------------------


    Isso foi um raciocínio que tive ao ler o tópico postado, só que como o dono dele o fechou, resolvi criar este.


    Tem lógica isso aí ou não tem nada a ver?

    Black Fire
    Gato OT 2011
    # out/13
    · votar


    Estávamos falando sobre relações de trabalho, o que eu citei é o fato de a maioria dos trabalhadores no Brasil não ser empregados em grande empresas. Vivendo uma realidade diferente do que o excelion havia sugerido.
    E isso pode facilmente ser comprovado http://www.brasil.gov.br/economia-e-emprego/2012/02/o-mapa-das-micro-e -pequenas-empresas se você acha que pode contestar apresente os dados.

    Então, não vejo lógica neste pensamento seu, caro Black Fire, que por a maioria das empresas serem micro e pequenas significa que são as que mais contratam a mão de obra neste país.


    Significa sim, como mostrei acima, embora sejam pouco representativas no PIB, são as que mais contratam mão de obra, que era o que se estava discutindo no tópico. Vou colar aqui pra você, caso não saiba abrir o link:

    "Pequenas e médias empresas brasileiras representam 20% do PIB, são responsáveis por 60% dos 94 milhões de empregos no País"

    Não há o que se discutir. Feche o tópico.

    Abraço.

    makumbator
    Veterano
    # out/13
    · votar


    cafe_com_leite

    Eu tenho que concordar com o BF nesse ponto. As micro e pequenas empresas além de estarem em maior número, empregam um contingente maior de pessoas que as grandes empresas. Isso é um fato observado já há um bom tempo no Brasil. E até onde acompanho o assunto, não parece haver tendência de mudança desse panorama.

    Gansinho
    Veterano
    # out/13 · Editado por: Gansinho
    · votar


    A lei trabalhista foi feita para proteger o trabalhador, isso é claro. Na maioria das vezes o trabalhador não está em condição de igualdade financeira e intelectual com o empregador. Aliás, quase nunca. Tanto que a CLT permite entrar com ação sem advogado, petição inicial oral, etc.

    Mas sobre o tópico lá, eu concordo em parte com o BF. Às vezes nada justifica a greve, a não ser uma simples vontade dos trabalhadores (que já ganham bem) de ganhar mais, sem justificativa plausível.

    landlord
    Veterano
    # out/13
    · votar


    Voltando no assunto do tópico anterior, não tenho conhecimento de greves contra o zé das couves, apenas bancos, montadoras e etc...

    Tempo
    Membro Novato
    # out/13
    · votar


    Gansinho
    a não ser uma simples vontade dos trabalhadores (que já ganham bem) de ganhar mais

    Você tá trollando né?

    Gansinho
    Veterano
    # out/13 · Editado por: Gansinho
    · votar


    Tempo
    Eu acho que você não leu a parte do "Muitas vezes".

    Edit: resolvi mudar para "às vezes" pra passar melhor a ideia.

    Black Fire
    Gato OT 2011
    # out/13
    · votar


    Não tenho mais interesse em discutir aqui esse assunto.

    Viciado em Guarana
    Veterano
    # out/13
    · votar


    Black Fire
    Não tenho mais interesse em discutir aqui esse assunto.

    Assassino de tópicos!

    cafe_com_leite
    Veterano
    # out/13
    · votar


    Tá, confesso que não sabia desses dados, acabei deduzindo pela cidade onde moro, onde as industrias são as maiores empregadoras.

    GuitarHouse
    Veterano
    # out/13 · Editado por: GuitarHouse
    · votar


    Pessoal, não existe essa de greve contra o empregador X, em que eu mais 5 colegas de trabalho paramos de trabalhar e pronto.

    A greve pressupõe CATEGORIA de trabalhadores. Nem todos precisam aderir a uma greve, mas a greve, para não ser considerada abusiva, tem inúmeros requisitos que engloba todo o sindicato. Dentre eles, é necessária uma assembléia geral do sindicato, prévia negociação com os empregadores, garantia de manutenção de atividades essenciais etc., aviso prévio de 48h do dia que será iniciada a greve etc. Tudo isso para que seja legal e que não seja, inclusive, descontado salários dos grevistas.

    Sem contar que há vários motivos para greve, além dos econômicos. Só para citar um exemplo, existe a chamada greve política, que visa forçar o governo a normatizar categoria desregulamentada etc. Há outras manifestações que não são de greve, que são comuns como piquetes, boicotes, "greve branca" (trabalho lento) etc.

    Agora, só voltando ao tópico proposto pelo BF e que ele fechou: o contratado nem sempre assina contrato de trabalho redigido por advogado. Simplesmente registra na CTPS que ele atua em tal categoria. A regulamentação do contrato de trabalho será a CONVENÇÃO COLETIVA da categoria, que prevê vários direitos.

    A greve ocorre muitas vezes simplesmente porque o empregador não corrigiu o salário para o piso salarial da categoria do ano seguinte, ou deixou de aumentar o salário por anos, ou deixou de cumprir com obrigações que estão na CCT (condições de trabalho salutares, benefícios atrasados etc).

    Em suma: greve, greve mesmo, é bem mais complexo. Se o empregado simplesmente para de trabalhar sem isso, ele terá salário descontado e pode até ser demitido por justa causa (geralmente revertido para s/ justa causa na JT). Mas isso não é greve, sem os requisitos acima e outros mais técnicos, que não pus.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Questionamento a ideia de Black Fire sobre o mercado brasileiro.