Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Tensão constante no pescoço

      Autor Mensagem
      zlo zebry
      Membro Novato
      # 11/nov/18 17:29


      Olá,
      alguém sabe o que uma pessoa que força a voz até para falar deve fazer para relaxar para cantar?

      Eu percebi que eu forço a região do pescoço o tempo todo.
      Minha laringe está sempre alta (falando, cantando, etc..).

      Se eu cantar deitado na cama eu canto melhor do que de pé (o que só pode ser explicado pelo relaxamento).

      Alguma dica ??!!

      Lelo Mig
      Membro
      # 11/nov/18 18:06 · Editado por: Lelo Mig
      · votar


      zlo zebry

      Mano, na boa, pra este tipo de situação, qualquer dica virtual seria meio irresponsável.

      Fonoaudiólogo para uma avaliação presencial e professor de canto... O resto é chute de internauta.

      Técnicas comuns de postura, relaxamento e meditação podem ajudar e se não fizerem bem, mal não fazem.

      Boa sorte.

      singinglife
      Membro Novato
      # 11/nov/18 20:21 · Editado por: singinglife
      · votar


      zlo zebry

      A posição da laringe não é apenas uma questão de relaxamento. Quando se estuda canto, um dos pontos que se aprende é justamente como fazer esses ajustes quando necessário/desejado - existe técnica para isso.
      Técnica vocal não é coisa simples; estudar técnica vocal sozinho, eu diria, a grosso modo, é impossível.
      O estudo do canto sob o ponto de vista do aluno iniciante, é muito mais em torno das sensações. É interessante pesquisar sobre fisiologia, técnica e tal, mas, além de encher a sua cabeça com um monte de caramiolas e trazer ainda mais estresse e cobranças, tentar colocar isso em prática por conta própria pode ser fatal! Com o tempo, você pode se machucar de forma irreversível.

      Se vc sente que está forçando (pelo menos parece que tem consciência disso), só posso te dizer: pare de forçar. Procure cantar em momentos que já esteja relaxado e somente nas regiões que for capaz.
      É como o colega Lelo Mig falou, não tem outro caminho.. para aprender/avançar/evoluir em certas questões no canto, a única saída é ter um bom professor de canto.

      Leandro Rigon
      Veterano
      # 11/nov/18 23:53
      · votar


      É difícil cantar do jeito fácil.

      Qualquer tensão na região do pescoço é desnecessária.

      Deve-se ter o melhor resultado com o mínimo esforço, e é possível, só que sozinho você não vai conseguir. Procure um professor.

      Para se policiar enquanto não faz aula, lembre que rouquidão ou ardência nas pregas vocais é sinal que você está fazendo algo errado, bem como toda e qualquer tensão, principalmente no pescoço.

      Sem um professor não tente ir pra região aguda, pois vai criar tensões desnecessárias e tua musculatura irá se acostumar com elas, tornando o trabalho com professor depois mais difícil para tirar essas tensões inúteis porque você criou uma memória muscular de como cantar errado, e depois vai te que aprender a evitar essas tensões. (eu estou nesse processo e ele é lento).

      Mário Sampaio
      Veterano
      # 12/nov/18 06:23
      · votar


      Pensar em relaxar em geral não funciona. O que pode ajudar em termos de laringe alta e tensão é procurar apoiar a voz da maneira correta - principalmente aprendendo a não respirar de maneira "alta".

      Na respiração você não deve levantar os ombros ou encher o tórax de ar. Os pulmões devem se encher de ar de modo que o baixo ventre se distenda.

      Uma maneira de conseguir isso é manter a coluna ereta, uma das mãos sobre o tórax e outra sobre o baixo ventre, logo acima da genitália. Ao inspirar, tente manter a musculatura relaxada e procure encher o corpo de ar de maneira a sentir, com as mãos, que o tórax está imóvel e o baixo ventre (logo acima da genitália) está se inflando, como se estivesse enchendo de ar. Claro que não há ar ali, é só a sensação: os pulmões se enchem de ar e empurram o abdômen para fora.

      Ao expirar, o tórax deve permanecer imóvel e o baixo ventre deve ir se contraindo, ou seja, "entrando". Durante a expiração, é importante pensar também em manter as costelas abertas.

      Fazendo essas manobras, a respiração tende a ficar mais baixa e a laringe tende a não subir, liberando a tensão no pescoço.

      O problema é que não adianta só ler isso. É preciso descobrir como funcionam essas sensações no seu corpo, e é muito difícil conseguir isso sem que haja alguém te vendo fazer e corrigindo.

      Tipo 8
      Membro Novato
      # 12/nov/18 08:42 · Editado por: Tipo 8
      · votar


      Mário Sampaio

      Não concordo com essa abordagem da respiração. Uma que o tórax vai expandir de qualquer maneira porque afinal os pulmões estão enchendo, outra é que se vc usa essa respiração limitada a empurrar a barriga para fora, não terá pressão suficiente e quando vc tem pouco ar nos pulmões e pressiona, acaba causando tensão. O correto é expandir lateralmente as costelas e quando cantar manter essa expansão. Vale a máxima: "encha o peito de ar e empurre o ar contra o peito" (Lilli Lehmann, Aprenda a Cantar). Esse tipo respiração apenas baixa que você citou, CAUSA tensão e limita a quantidade de ar, não criando a pressão necessária para cantar SEM apoiar na garganta. Sem contar que a inspiração não consegue ser rápida. Pressionar a barriga para fora e depois empurrar para dentro faz com que o ar saia mais rápido e o diafragma volte à sua posição anterior expulsando o ar para fora rápido demais. A expansão lateral das costelas mantem o diafragma baixo mais tempo, criando assim a sustentação do canto.

      Esse modo que vc falou funciona? Sim, mas os resultados são muito, mas muito inferiores, principalmente no canto de alta performance. Este modo que vc citou foi o que aprendi no início e logo tive que abandonar porque no canto lírico (como vc bem sabe) ou vc faz o que é o mais eficiente ou não tem resultado máximo, principalmente na questão de chegar nos grandes agudos e nem sobrevive ao esforço.

      São duas abordagens que funcionam, porém essa é limitante. Pessoas como Kraus, Caruso, Pavarotti e Del Monaco não usavam esse modo de respirar e apoiar. Veja aqui do que exatamente estou falando:

      Mário Sampaio
      Veterano
      # 12/nov/18 09:35
      · votar


      Olá, Gerson!

      Obrigado pela sua colocação.

      Veja que quando escrevi eu salientei que "durante a expiração, é importante pensar também em manter as costelas abertas".

      Note também que não falei em pressionar a barriga pra fora, mas sim em inspirar permitindo que o abdomen se distenda.

      Talvez isso não tenha ficado claro quando escrevi da primeira vez.

      Seja como for, quando me referi a pensar numa respiração baixa, é porque entendo que isso ajuda a conhecer a sensação de baixar a laringe e aliviar a tensão no pescoço, que foi o problema apontado pelo colega.

      Em todo caso, um vídeo sempre ajuda a explicar melhor que palavras. O seu vídeo está ótimo e certamente vai ajudar bastante quem estiver acompanhando o debate.

      Tipo 8
      Membro Novato
      # 12/nov/18 11:21
      · votar


      Mário Sampaio

      Entendi. Acho que a única divergência maior é quanto ao tórax mesmo, que no meu entendimento já deve estar aberto desde o início, porque vejo que se ele não está expandido completamente dá um certo peso na inspiração.

      É que eu tinha entendido que você falava daquela respiração que o pessoal costuma a chamar de "barriga de baleia" onde a pessoa projeta apenas a barriga para frente , o que causa já uma tensão de início e (para mim) faz a emissão cair.

      Faloo.

      zlo zebry
      Membro Novato
      # 13/nov/18 22:51
      · votar


      Obrigado pelas respostas, pessoal!

      itsmusicitslife
      Membro Novato
      # 29/nov/18 16:43
      · votar


      Boa tarde pessoal.

      Preciso trazer minha experiência pessoal nesse assunto, que creio que somará um pouco.

      Meu professor foi aluno do Kraus, e usa exatamente a técnica comentada, respiração baixa, pressão no abdômen de maneira que ele vá para dentro, e sempre as costelas abertas e tudo mais que foi escrito. Porém, tem um outro fator. Pode ser que não seja o caso do rapaz, mas ele também não especificou claramente. Eu uso toda essa respiração, porém, sinto muita tensão no pescoço, e influencia na emissão, mas essa tensão não vem da respiração, nem da colocação da voz, e sim de toda a harmonia da coluna. Infelizmente eu por vários motivos, estou começando a desenvolver alguns problemas na coluna, e grande parte acaba prejudicando o pescoço, toda a musculatura na região. Estou tratando com ortopedista e fazendo fisioterapia. Próximo passo, segundo o médico será a acupuntura para aliviar dores e tensão, e posteriormente prática regular e pilates. Cantamos com o corpo, e com todo ele. Se alguma coisa está fora do lugar, tendo que trabalhar mais do que foi projeto, provavelmente vai causar reflexos em outras partes. Vale a pena procurar um médico para ver como anda a saúda da coluna, principalmente da região lombar e cervical. Espero ter contribuído positivamente.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Tensão constante no pescoço

      306.447 tópicos 7.907.829 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital