Capacidade para ser um(a) professor(a)

    Autor Mensagem
    Thombjork
    Veterano
    # jul/07 · Editado por: Moderador


    Pessoal, eu sou tão estudante como muitos outros aqui deste fórum e sabemos o quão elitizado é o ensino da música e em suas áreas, seja teoria ou prática. Como serei futuro professor de canto e instrumento, assim como também deve haver estudantes de licenciatura e bacharelado em música por aqui, me deixa indignado o fato de encontrar tantos picaretas e pseudo-profissionais durante a minha vida e nos locais que eu freqüento (reais e virtuais). Ensinar canto é uma coisa séria e que se não for feita com o devido profissionalismo pode acarretar até problemas de saúde, como todos devem saber. Então, para todo mundo, gostaria de deixar uma pequena citação do código penal brasileiro:


    DECRETO-LEI N.° 3.688, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941

    Lei das Contravenções Penais.

    Art. 47 - Exercer profissão ou atividade econômica ou anunciar que a exerce, sem preencher as condições a que por lei está subordinado o seu exercício:

    Pena - prisão simples, de 15 (quinze) dias a 3 (três) meses, ou multa.


    Enfim. Quem não for graduado em Licenciatura em Música com aprofundamento em Tecnica Vocal ou Bacharelado em Canto com a devida parte de licenciatura, NÃO PODE SER PROFESSOR! Não se deixe prejudicar com ladainhas de picaretas e pseudo-profissionais. Questione se seu professor possui realmente capacitação para dar aulas. Acho que está na hora de se levar a música realmente com profissionalismo no Brasil.

    Afinal, ninguém aqui gostaria de ser operado por um médico sem diploma de medicina, certo?

    Thombjork
    Veterano
    # jul/07
    · votar


    Corrigindo um erro: a lei citada foi retirado do código das contravenções penais.

    novamente, exercício ilegal da profissão é crime.

    Barbara Jolie
    Veterano
    # jul/07
    · votar


    E como existem picaretas por aí. Nossa!!!!


    Eu, uma vez me pediram para dar aulas. Eu tinha apenas 3 anos de estudos. Eu nao conhecia direito nem minha voz, imagina quanto a dar aulas.


    Mas a ideia ateh q nao era mah.

    Eu fui atras de informacoes com outros professores jah conceituados e com vários anos de experiencia. Eles nao me negaram a hipótese. Mas me passaram várias recomendações e a principal delas e q achei a mais coerente de todas é:


    "Não represente má a profissão de professor de canto neste país."

    E aí eu senti o peso nas costas.
    E tb, a minha falta de conhecimento, estudo e experiência me fizeram a crer q nao era o meu tempo. ;)

    Facchini
    Veterano
    # jul/07
    · votar


    Meu ex-professor de guitarra não era licensiado em música, não tinha feito faculdade, e é o melhor que conheci, entre ele e outros, preferia ele.

    Thombjork
    Veterano
    # jul/07
    · votar


    Barbara Jolie


    "Não represente má a profissão de professor de canto neste país."


    Perfeito, Jolie!

    Thombjork
    Veterano
    # jul/07
    · votar


    Facchini

    Por mais que ele seja um músico habilidoso, para o ensino é necessário graduação. É a lei. Uma coisa é ser artista e a outra, professor.

    Facchini
    Veterano
    # jul/07 · Editado por: Facchini
    · votar


    Thombjork

    Poisé, mas como cliente, eu preferia aprender com um artista fantástico que ensinasse corretamente do que com um licenciado que não soubesse merda alguma. Agora se a lei brasileira é uma lei exemplar ou não, aí eu não sei, afinal, ela é moldada naquilo que alguns pensam, o resto que se vire. Mas vou pelos meus conceitos na hora de escolher um professor, pelo menos na parte de guitarra, que já conheço e sei muito bem diferenciar um picareta de um profissional exemplar. Intende? Agora se eu não conheço (como no caso do canto), com certeza iria pesquisar mais.
    Como a Jolie citou, é o fato de representar bem a vocação de professor de música, como li outrora aqui, não é necessário fazer faculdade para ser bom músico, se não me engano nosso grande amigo Christian disse isso (ou foi outra pessoa, nesse fórum ou no de música em geral)... Agora não sei se ele fez graduação em música, mas é um excelente cantor e creio que professor ao meu ver (sem pagação de pau), o fato de ser graduado não influenciaria se o cara realmente for bom pra ensinar. Eu não serei graduado em música, portanto não poderei ensinar meu filho a tocar? Ou meu sobrinho? Ou meu vizinho ou alguém que queira aprender comigo? (no caso: guitarra | se professor é todo aquele que ensina algo, no caso, mesmo sem cobrar e por efêmeridade do cargo)
    Acho que têm coisas que não se deve levar a sério demais, claro, tem milhares de picaretas por aí... Mas não devemos generalizar, porque há milhares de professores de música excelentes sem graduação por aí também.

    membro
    Veterano
    Prêmio FCC 2007
    # jul/07 · Editado por: membro
    · votar


    Enfim. Quem não for graduado em Licenciatura em Música com aprofundamento em Tecnica Vocal ou Bacharelado em Canto com a devida parte de licenciatura, NÃO PODE SER PROFESSOR!


    Pior que isso é ser formado e não saber "coisa" nenhuma.

    John Arch
    Veterano
    # jul/07
    · votar


    Quanto à questão jurídica em comento, há dois erros. Primeiro, o exercício ilegal da profissão NÃO é crime, e sim CONTRAVENÇÃO PENAL, o q é diferentne.
    Em segundo lugar, o fundamento para a tipicidade da conduta está errado. O art. 47 por si só não diz nd. Não está dizendo q quem não for graduado em música não pode dar aula. Está dizendo q quem não preencher as condições q por lei está subordinado não pode exercer a profissão. É o caso de um bacharel em direito exercer a advocacia, por exemplo. Para fazê-lo, deve obrigatoriamente ser inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil. Mesma coisa ocorre com o músico. Não basta o cara ser graduado, devendo obrigatoriamente estar inscrito na Ordem dos Músicos. O fundamento para tal está na lei dos músicos, qual seja, lei nº 3.857 DE 22 DE DEZEMBRO DE 1960.

    Mesmo assim, isso daí é a lei seca, q não diz grandes coisas. Deve ver a interpretação dos tribunais. Aliás, eu vou fazer uma pesquisa sobre o tema e dps coloco aqui.

    Agora, uma coisa é fato. Música é arte, em primeiro lugar. Ser formado, ao meu ver, não significa nd. Conheço músicos formados q se derem aula vão cometer verdadeiras atrocidades, enquanto que outros, em nd se formaram mas sabem mto mais.

    Facchini
    Veterano
    # jul/07
    · votar


    John Arch

    Você cursa direito ou algo do tipo? Ou é um cidadão bastante informado? :]

    makumbator
    Veterano
    # jul/07 · Editado por: makumbator
    · votar


    John Arch

    além do que, uma pessoa formada em consevatório também é habilitada para dar aulas(os governos estaduais a aceitam como qualificação para dar aula de música, apesar que a graduação superior acaba tendo mais peso)

    Há também os raros casos do "notório saber". Havia um professor de contrabaixo acústico da UFRJ que detinha esse "título" e dava aulas legalmente na universidade através disso, e além de excelente músico(virtuoso inclusive), era muito mais didático que muitos "formados"

    membro
    Veterano
    Prêmio FCC 2007
    # jul/07
    · votar


    Afinal, ninguém aqui gostaria de ser operado por um médico sem diploma de medicina, certo?


    Analogia completamente sem sentido.

    makumbator
    Veterano
    # jul/07
    · votar


    Afinal, ninguém aqui gostaria de ser operado por um médico sem diploma de medicina, certo

    Eu gostaria!!!! Tentei me inscrever para uma lobotomia experimental mas fui recusado....

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Capacidade para ser um(a) professor(a)