Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Chester Bennington, vocalista do Linkin Park, comete suicídio

      Autor Mensagem
      Lelo Mig
      Membro
      # 02/ago/17 14:40
      · votar


      ogner

      Pois é!

      Já tive problemas com amigo dependente químico em banda, no auge da banda.

      É bem diferente do usuário "porra louca" que dá um perdido as vezes. É coisa séria, coisa de flagar o cara todo mijado na rua... ninguém faz isso prá se divertir ou bancar o "bem loko!" O cara tá doente, muito doente e geralmente psicologicamente destruído.

      Hoje, continuamos amigos, ele esta limpo há uns 6 anos... mas ficou com sequelas.

      Julia Hardy
      Veterano
      # 03/ago/17 14:13 · Editado por: Julia Hardy
      · votar


      Sem contar que sempre rola a clássica "passei por dificuldades na vida e nao me matei" ou "as criancinhas na África estão sofrendo mais". Quer dizer que por existir pessoas que tem mais problemas que eu, eu não posso ficar deprimida ou com raiva? Cada um com seus problemas, amiguinhos. Acredito piamente que quem fala isso deve ser de ferro ou nunca passou por uma situação realmente difícil. Aí vem e fica pagando de machão de internet pra cima dos outros. Certas pessoas nesse fórum são nojentas mesmo. Sinceramente, é lamentável.

      Ismah
      Veterano
      # 10/ago/17 14:11
      · votar


      Acho que soma bastante ao pótico...


      https://www.youtube.com/watch?v=gJBlY3opAVU

      Buja
      Veterano
      # 26/out/17 14:36
      · votar


      Pra voces verem como suicidio nao é uma coisa facil de se estudar nem detectar indicios.
      Nao é uma ciencia exata, nao é coisa de teoria de antropologia.
      É realmente um dos piores males, não do século, mas de todas as eras:


      http://rollingstone.uol.com.br/noticia/episodio-de-icarpool-karaokei-q ue-linkin-park-gravou-uma-semana-antes-da-morte-de-chester-bennington- e-publicado/#imagem0

      metal_ofender
      Membro Novato
      # 27/out/17 02:22
      · votar




      Ismah
      Veterano
      # 27/out/17 06:23
      · votar


      Buja

      Bicho, saudade tem nome e endereço... As postagens dos colegas de banda do Chester, não param... É todo dia algo sobre, to quase cancelando as assinaturas...

      Buja
      Veterano
      # 27/out/17 09:42
      · votar


      Ismah
      Infelizmente mas é assim mesmo...
      postei isso mas por causa do assunto que o topico rolou...sobre o cara ser bobo por ter tirado sua vida, sobre ter sido egoista e nao pensar nos que ficariam, sobre isso, sobre aquilo.

      Um semana atras o cara tava rindo, felizao, "aparentemente" satisfeito com a vida...o que faz paracer mais horrendo ainda e sem nexo a vontade de tirar a propria vida.
      Seria desejo de matar, e por nao conseguir matar ninguem ,mata-se a si proprio?
      Seria abuso de narcoticos, de qualquer especie?
      Depressão? Ato de insanidade?
      Foi persuadido ou impelido a isso (tal como baleia azul)?
      Ápice de uma tristeza ou frustração esmagadora momentária?

      Simplesmente não da pra dizer, argumentar, motivar....na minha cabeça, é algo sem resposta.

      Ismah
      Veterano
      # 27/out/17 16:32
      · votar


      Não esperava que ele fosse esquecido apenas, mas que o RiP fosse levado adiante.

      Ramsay
      Veterano
      # 28/out/17 00:46
      · votar


      Buja
      Pois é, essa maldita doença chamada depressão aparece do nada e repentinamente transforma uma pessoa feliz numa suicida.
      Eu sei pq namorei por vários anos uma mulher assim e que antes de me conhecer já havia tentado por 3 vezes o suicídio.
      Pelo menos, enquanto estava comigo ela só tentou uma vez (a 4ª) mas, felizmente, a mãe dela estava por perto e conseguiu impedir.
      Hoje em dia, perdi contato e nem sei se ela ainda é viva.

      Wade
      Membro Novato
      # 28/out/17 16:27
      · votar


      As pessoas tem uma ideia um pouco deturpada sobre depressão. Não é 100% dos casos em que a pessoa fica vegetando no quarto. Muitas vezes, a pessoa justamente por saber que tá doente, tenta a todo custo reverter a situação "se forçando" a fazer coisas, agir normalmente, ser (ou parecer) feliz, etc. O problema mesmo é interior. A pessoa vê todo aquele esforço sendo em vão. A pessoa tá ativa, fazendo coisas, saindo, curtindo, mas por dentro continua o vazio. Aí é que bate o desespero e a pessoa decide descansar (pra sempre).

      Também tem o fato de ser uma doença que muitas vezes se manifesta de forma pontual. Uma semana você passa bem, achando que está curado e no dia seguinte tá um lixo. É todo esse estress interno que faz a pessoa simplesmente não enxergar nada à frente a não ser se livrar disso tudo. A pessoa perde completamente a razão, não pensa em nada. Nem em filhos, esposa, dinheiro, luxo... nada. Só em acabar com a dor. É tortura. Literalmente tortura.

      E esses casos são os mais complicados, porque você nunca imagina que a pessoa tá tão mal. Ele não tá trancado, recluso nem nada, então "tá tudo bem". Só que não.

      Buja
      Veterano
      # 30/out/17 11:22
      · votar


      Exatamente isso que argumento, como voces.
      O apice do suidicio, é simplesmente, um ato inexplicado.

      Sexta feira tava trocando ideias com o pessoal do serviço, falando de um assunto nada a ver, e entramos nisso.

      Falavamos de motos esportivas, alguns aqui tem 600 cilindradas e querem mais, tal. Mas o assunto chegou nisso quando um dos caras aqui parou de andar porque anos atras caiu e praticamente esfarelou os ossos da cara. Anos de recupração e fisioterapia. Segundo ele, velocidade e moto é "suicidio".

      Outro cara, aqui do meu lado tambem, teve uma 650 cilindradas, e segundo ele, colocou 240 km/h na moto numa reta indo a brasilia. De acordo com ele, manteve essa velocidade por uns 30 segundos, reduziu, parou no acostamento, sentou no chao completamente atonito, e disse: "Nunca mais faço isso. É SUIDICIO."

      Bom, e se alguns por ai tem por hobby pular de paraquedas, praticar tiro ao alvo, correr de moto mil cilindradas, ou trabalha no corpo de bombeiros, policial, manutenção de rede eletrica, ou sei la, até tocar guitarra... hein!???

      Chego a conclusao igual a de voces. Tem muita gente por ai entre nos que sofre uma doenca interna que nao tem explicacao coerente, estudo embasado, investimento e nem cura. Chama-se depressão.
      Pessoas essas que tem familia, tem filhos, tem trabalho, tem conquistado alguns desejos materiais e alguns objetivos de vida, mas jamais encontram um sentido no que fazem. É so sofrimento, apice, queda, apice, queda, e numa dessas, o sujeito toma coragem pra morrer, e o pior, consegue. Ai já era, é o fim. E a nós fica o sentimento de impotencia e um gigantesco ponto de interrogação.

      O assunto é da mais alta seriedade, é muito triste.
      Fico mal ao escutar relatos assim, por que, faz parecer que a coisa é distante, e tem motivos fora do nosso ambito de vida, mas nao, nao é bem por ai....o mal nos cerca e nós andamos de metrô e não estamos nem muito ai pra isso...o fato é que todo mundo ama menos, e se importa menos, o proprio umbigo é o que interessa, mas muita gente simplesmente nao suporta viver assim...sofrendo um mal interno e sem ninguem pra entender.

      acabaramosnicks
      Membro Novato
      # 30/out/17 11:50
      · votar


      Bom, primeiro gostaria de separar uma coisa. Vício em adrenalina. Vício é vício, ou seja, um hábito com características compulsivas e/ou impulsivas que surgem de maneira repetida e incontrolável (como TOC, obsessivo-compulsivo). Uma coisa é vício (seja em substância ou comportamento), outra coisa é depressão. Uma coisa pode chamar a outra, mas são coisas diferentes.

      A depressão pode te levar a um vício ou padrão de comportamento potencialmente autodestrutivo por causa do sentimento de vazio, tristeza, ou apatia. Muitas vezes é justamente a sensação de incapacidade de sentir coisas que leva a pessoa a se sentir triste, e isso leva a pessoa a "forçar" sentimentos que poderiam ser adquiridos através de um comportamento extremo, como correr com a moto.

      Porém, tem gente que é viciada em adrenalina e isso não tem a ver com a depressão. Eu sei que isso existe porque meu próprio pai é assim. Nesses casos, junto com a maturidade vem o auto conhecimento, e então a pessoa define métodos de controlar o vício, ou pelo menos fazer dele algo menos perigoso. Por exemplo, o cara deixa de correr que nem um louco de moto e passa a pular de para quedas, jogar paintball, etc...

      acabaramosnicks
      Membro Novato
      # 30/out/17 11:51
      · votar


      Aproveitando o assunto de moto e velocidade, teve um cara aqui de jundiaí que postou um vídeo na internet mostrando que bateu 400km/h na pista de moto. Procurem as noticias. Ele foi encontrado, e ele disse que estava testando a moto hahahaha

      Buja
      Veterano
      # 30/out/17 11:58 · Editado por: Buja
      · votar


      acabaramosnicks
      Tem razão. Meu chefe tambem tem uma ninja zx1000r e licença de piloto, direto corre em interlagos, e que eu saiba, nao tem um pingo de depressao. Somente hobby, insano, mas com muita responsabilidade.

      Digo é quando o cara tem realmente um problema serio de depressao com tendencias suicidas reais, porem, compra uma moto e sai metendo 400km/h dizendo que estava testando a moto, mas quando na verdade, estava procurando um jeito facil de "ir" sem remorso. Sei la, nao da pra saber....

      Buja
      Veterano
      # 30/out/17 12:02
      · votar


      ps: 400 km/h é muitaaaaa coisa!!!

      Cara, uma vez botei 170 no carro hein, e acho que to borrado até hoje. O carro vibrou tanto, que eu nao sabia se pisava no freio, se deixava ele reduzir sozinho, ou se me limpava....é Loucura, nao faço isso nunca mais de carro, que dirá de moto. To falando de 170 km/h, nao de 270...o cara meteu muito mais do que o dobro do que eu fiz.....nao tava so testando moto nao...eu pelo menos nao acredito nisso rsrs

      moisesbodani
      Membro Novato
      # 30/out/17 14:04
      · votar


      Buja

      Um amigo meu colocou 180km/h indo à Salvador um ou dois meses atrás.
      Detalhe: num Up!Tsi.

      "Estava testando o carro".

      acabaramosnicks
      Membro Novato
      # 30/out/17 14:05
      · votar


      Buja
      Cara, esse fds mesmo peguei 140 com o carro por curtos períodos de tempo, 120~30 vai tranquilo. Já peguei 160 no passado. O que eu notei é que a sensação que vc tem depende muito da pista e do carro. Eu já rodei no carona com o meu pai a 200~220 em carro de gente grande, e vou te dizer que não deu o mesmo medo que pegar 160 dirigindo com o meu golzinho 1.0. Cê pega na bandeirantes com um corolla, um bmw, sei lá... uns 160 kmh, se a pista estiver com pouco carro, quase nada de caminhão, com 4~5 pistas, pista torcida na curva, etc, vai tranquilo, só precisa ficar atento. Cê pega 120 por hora com qualquer celtinha da vida naquelas bosta de pista fudida e já acha que tá na montanha russa. Mas mesmo de carro bom em pista boa (tudo relativo ao padrão brasileiro, obviamente), eu não arriscaria a andar acima de 200kmh, na verdade eu acho que me seguraria aos 160. Pra quê arriscar tanto?

      Moto é outros quinhentos, bateu-morreu! Não tem outro jeito! Eu que sou meio "destemido" e gosto de pegar velocidade, não arrisco pegar mais que 100kmh nem com moto boa em pista boa, não tanto por causa da sensação, mas por causa do bom senso, saca? Quem que nunca conhece alguém ou já escutou falar de alguém que bateu ou caiu de moto a menos de 50 por hora e se fudeu todo? Acho que pior que morrer, é levar alguem consigo, ou pior ainda é ficar na cama todo fodido, com sequelas graves e o escambau.

      Mas uma coisa é inegável, 400kmh é mais que loucura.
      Tem um cara na internet (ou tinha), que tinha uma hayabusa toda mexida, com turbo e nitro e talz, o cara empinava a bagaça a mais de 100 milhas por hora. Milhas. Isso deve dar uns 150kmh.

      Wade
      Membro Novato
      # 30/out/17 14:14
      · votar


      Botei 120 num Celta e os parafuso começou a soltar.

      Buja
      Veterano
      # 30/out/17 15:32 · Editado por: Buja
      · votar


      moisesbodani
      Um amigo meu colocou 180km/h indo à Salvador um ou dois meses atrás.
      Detalhe: num Up!Tsi.


      Nesse dia que botei 170, estava voltando no rio, na altura de juiz de fora, e botei 170 porque estava "disputando" com um Up! Tsi.
      Bicho, meu carro tava a bem dizer explodindo o motor, praticamente cortando giro, as rodas pareciam que iriam voar longe, o volante tremia tanto que eu segurava forte, e meu braço sacudia todo.
      E o Up!zinho? Liso liso liso metendo 170 ao meu lado, e aguentava mais! Tanto que quando reduzi, ele sumiu junto com um Civic.

      Ismah
      Veterano
      # 30/out/17 22:47
      · votar


      Buja
      velocidade e moto é "suicidio"
      uma vez botei 170 no carro hein, e acho que to borrado até hoje. O carro vibrou tanto, que eu nao sabia se pisava no freio, se deixava ele reduzir sozinho, ou se me limpava...

      Mostra esse vídeo... Bater de moto superesportiva, normalmente não é tão grave, a tecnologia chegou primeiro nelas... O que não quer dizer que é tão seguro quanto um carro, mas tem estatística suficiente, para provar que quanto mais tecnologia, mais idiota é o motorista... Realmente como diz o André Dantas (www.autoentusiastas.com.br/author/andre-dantas/), o melhor dispositivo de segurança, é uma lança GRANDE, no meio do volante, apontada para o peito...

      Tirando os zé ruela que vendem o almoço e a janta, para comprar a XJ, CB e tal, e quando fura um pneu encostam a moto 6 meses... Quem tem essas super esportivas, tem bala na agulha e consciência do que estão fazendo, o macacão é com airbag etc... Já não é mais tão roots como nos anos passados...

      Mas de verdade, o moto trial e endurance, e motocross em geral, são BEM mais arriscados para os amadores. Principalmente porque os locais são sempre remotos, e muita gente vai sozinho...

      Quase tudo citado acima por ti, envolve ALTA GRANA... Mas tem muita coisa onde o acesso é fácil, e a loucura é grande...

      Eu sou um bom exemplo disso, com o ciclismo... Eu fico longe do mais extremo MTB, e não tenho lá muita coragem pra ir pro ciclismo de estrada, por causa da velocidade...
      Se tu se cagou de carro, rodando em asfalto, a 160 (lembrando que por lei marca de 5 a 10 a MAISs no velocímetro, e isso costuma aumentar com a velocidade), a 60km/h de bike tu já se sente o Harry Potter, fugindo dos comensais no começo de Ordem da Fênix... 80 em diante, se voa sozinho... Dá para escutar cada derrapada...

      Da turma de estrada, o cara que mais rápido foi, chegou a 98km/h... Sem air bag, sem capacete full-face, sem freio eficiente - e propositadamente, no ciclismo de estrada/contra relógio, o freio não é para parar, e sim diminuir velocidade, pois a bike não passa dos 10kg, logo se capotaria com extrema facilidade usando freios fortes. Esse motivo que ainda os freios a disco são vistos com maus olhos, ano que vem em diante que eles estão liberados...

      Uma bike de 10kg, sai no mínimo uns 10~15mil... Mas com 400 pila, tu compra uma bike qualquer...

      Agora, tu pensa no MTB, onde a velocidade não é tão grande, mas conforme o trajeto, num tombinho bobo, se rola 2km, e acerta 50 árvores, 20 pedras, 8 tocos, etc... E sempre é em lugar remoto...

      Eu como disse, fico longe do extremo, sou muito do ciclocross (CX) e cross country maratona (XCM, tem o XCO - O de Olimpíco - que é em circuito fechado)... Não sou de alta velocidade, não vejo sentido em me arriscar, sendo que é apenas para prática esportiva... Não tenho certeza, mas chuto que todo o equipamento pesa 20kg tranquilamente (1,5~2 kg em água), o custo dela não baixa de 2mil, e ainda to equipando ela (e eu). Está BASTANTE longe de ser a melhor coisa disponível, mas é o que posso bancar...

      Na metade desse ano, transeuntes me ajuntaram desmaiado no meio da estrada. Não lembro de quase nada do que aconteceu, mas calculo que fiquei jogado ao menos uma hora, até ser achado...
      Felizmente, não quebrei nada, nem em mim e nem na magrela... Agora, era só sangrar o nariz, qu'eu teria me afogado no sangue... E não precisava de litros, uma colher de sopa já bastaria... Uma fratura exposta, ou só um corte mais sério, poderia terminar em hemorragia...
      Se ninguém passava, ou passava e nem me desviava (dado como o mundo está hoje...), eu poderia ficar deitado até anoitecer e terminar com hipotermia...
      Mesmo consciente, a primeira casa, ficou 12km para trás e morro acima, lugar desconhecido... Se não conseguisse pedalar / andar, não iria dar certo...
      Choses de la vie sur deux roues! O acidente, mudou minha visão, foi um grande aprendizado, principalmente quanto a peças e EPI. Tirei o escorpião do bolso, e investi pesado.

      E aliás... Bem vindo ao lado extremo da vida. rsrs

      Mas eu sou a exceção no XC e CX... Aqui na volta, o Downhill ou só DH (qu'está mais pra free ride / all mountain, mas eles chamam de DH), é MUITO popular...
      E a galera de 8~12 anos vai com sua bike de supermercado, com freio podre, pneu podre, quadro meia boca, aro meia boca... Chinelão de dedo, calção de surf, olhe lá um boné, etc...!
      Não é medo, mas é consciência do que aconteceu comigo, e de como é o esporte... DH os caras batem 60 facilmente, e já vi cara tentando manobras, rampando forte, com sua bike de supermercado...

      Seu amigo tem medo? Mostra isso pra ele, mas a bike mais barata aí, deve passar dos 40mil sendo otimista... Imagina com uma Fischer, Mormaii, Caloi... Ainda pior, imagina isso com uma marca genérica, ou um quadro PSEUDO próprio para a coisa, como algumas linhas mais baixas da Gios...

      https://www.youtube.com/watch?v=ZfxGY-BsUnY


      Bom, e se alguns por ai tem por hobby pular de paraquedas, praticar tiro ao alvo, correr de moto mil cilindradas, ou trabalha no corpo de bombeiros, policial, manutenção de rede eletrica, ou sei la, até tocar guitarra... hein!?

      Tirando a prática esportiva, onde é opção se arriscar - e mesmo assim a maioria é BEM consciente do que faz, e há legislação - as profissões, quem vai tá bem mais preparado do que se espera...

      acabaramosnicks
      pista torcida na curva

      Em tese, toda curva tem isso, salvo centros de cidade, mas até as expressas que ligam diversos pontos das cidades tem. Não é muito acentuado, mas tem.
      A conta é baseada em velocidade máxima da via, raio da curva etc... De carro isso não é bem observável, mas pedalando se der na ida o cara faz todas as curvas por fora para aproveitar a descida. E na volta todas, por dentro porque não aguenta mais... kkk

      Ismah
      Veterano
      # 30/out/17 22:52
      · votar


      Buja
      moisesbodani

      Qualquer popular, sofre com o problema do baixa downforce, que no esportivo é garantido pelo aerofólio - e não, o Astra, Vectra e alguns não conta... É só enfeite... Um Opala a 200 é tão firme quanto um Uno a 60...

      Buja
      Veterano
      # 31/out/17 12:28
      · votar


      Ismah
      Ciclismo tambem, em suas diversas modalidades, nao é um esporte emnos perigoso que uma moto carenada a 250 km/h.
      Morre-se a 60 na bike mais facil do que a 160 na moto.
      Nao pedalo, mas tambem amigos que dao de uma cidade a outra, 100-150 km, e vao tambem no tiro, speeds bem arrumadas, e eles dizem...metem 70 km/h na descida, ou até mais, e é pra quem tem pulso de aço.

      Les Strato
      Veterano
      # 31/out/17 12:55
      · votar


      Ismah

      Um Opala a 200 é tão firme quanto um Uno a 60

      Com suspensão original ? Nunca. Não que o Uno seja grandes coisa, mas o opala tem todo peso na frente praticamente, enquanto a tração fica na traseira. Pro carro sair dançando é barbadinha (vide curvas fortes com o opalão acima de 80), some isso a aerodinâmica de uma parede, comum na maioria dos carros antigos e voilá, se tem um carro que não é tão seguro assim de meter 200.

      Outra que mesmo um opala seis canecão 250s (4.1) não pega 200km/h na reta com tanta facilidade não. Em baixa esses motores tem um torque gigante, mas giram pouco e tem péssimo rendimento em rotações mais altas, diria que deve pegar uns 190kh/h real e bem reguladinho (aerodinamica conta muito em alta velocidade).

      Agora, se for mexido é outros quinhentos, pois ai passa 200 de boa, suspensão mesma coisa.

      e não, o Astra, Vectra e alguns não conta... É só enfeite

      Concordo, tenho um Astra sem aerofólio e senti 0 diferença em alta velocidade quando pilotei um que possuia o mesmo. Unica vantagem real do aerofolio nesses casos é que o movimento das rodas projeta menos poeira em direção ao vidro traseiro, pois o aerofolio segura.

      No mais, são carros bem estaveis pra acelerar valendo, o melhor sendo o vectra G2 na minha opinião, em virtude de ser o unico com suspensão multiponto.

      Mals pelo desvirtuamento, haha, mas mecanica é deveras interessante

      acabaramosnicks
      Membro Novato
      # 31/out/17 13:59
      · votar


      Ismah
      Les Strato

      Sobre o downforce, vale dizer que o aerofólio serve não somente para aumentar o downforce, mas para fazê-lo na traseira, pois deve-se ter um certo equilíbrio entre traseira e dianteira, principalmente em altas velocidades. Levando esta idéia para o caso do opala... muito peso na frente, aerodinâmica ruim, "zero" downforce atrás, pouco no carro todo. Se o opala tivesse um aerofólio, haveria mais downforce atrás, garantindo maior estabilidade ao carro. Se há muito atrás e pouco na frente, vc diminui o limite de curva em alta velocidade pois a aderência das rodas dianteiras fica menor mesmo com pneu mais largo, se há muito na frente e pouco atrás (como no caso do opala), é como disseram aí, o carro perde estabilidade, "perde a traseira".
      Na verdade, a graça do opala é justamente essa, tração traseira, muito torque mesmo em baixa rotação, e o peso todo na frente. É desaconselhável brincar com isso na pista, mas eu mesmo brincava com isso com o meu fusca, achando que tava fazendo drift (hue hue br).
      De qualquer modo, não acredito que um opala todo original pegue nem 190 em reta nenhuma. Mesmo se chegasse a tanto, é desaconselhável, se alguem não olhar o retrovisor e vc precisar frear firme ou desviar, ou pior ainda, as duas coisas, pode dar merda.

      A respeito do ciclismo, vale a pena dizer que esta entre os esportes com as maiores taxas de mortalidade do mundo, junto com basejumping, wingsuit (aquela roupa de morcego), e alpinismo; justamente por esses fatores descritos pelo Ismah: locais isolados, muitas barreiras pra vc se arrebentar, e negligência de EPI. De moto o povo morre menos porque sabe que é fácil de morrer e toma cuidado, de bike o povo acha que não vai morrer e acaba morrendo mais.

      Buja
      Veterano
      # 31/out/17 14:18
      · votar


      Les Strato
      acabaramosnicks
      Caros, nao sei muito de desempenho de automoveis, so sei o que já vi na real mesmo.

      Uma vez um amigo tinha um vectra 4.3
      (que depois trocou por uma blazer e depois uma tucson)
      e estavamos indo numa estrada atras de 2 (DUAS carretas) numa subida.
      Ele querendo ultrapassar, jogou pra esquerda e viu outro carro vindo do lado de la, de um jeito que eu NUNCA, JAMAIS, nem no meu dia mais insano tentaria passar.

      O cara disse..eu conheco esse vectra. Reduziu marcha e sentou um pezão la no fundo. Bicho, eu borrava, borrava e pensava na minha mãe.
      O cara de la, piscava farol igual um doido e o da carreta meteu a mão pra fora dizendo...páaaara, páaaara.
      Ele terminou a ultrapassagem na conta, e eu tive que colocar sal no coração e engolir de volta, porque ja tinha pulado pra fora da boca a tempos...

      Nesse dia eu acreditei...esses carros de maior litragem são absurdos....da onde que minha idea 1.4 faz isso....nuncaaa....

      E sobre (vide curvas fortes com o opalão acima de 80, fiz uma curva forte a 70 com essa idea, pneu zerinho, pista limpa, e juro que achei que ela ia rodar na pista....eu so escutava o pneu cantar.

      aerodinamica conta muito em alta velocidade
      Pura verdade.

      Les Strato
      Veterano
      # 31/out/17 14:33
      · votar


      Buja

      vectra 4.3

      4.3 era o motor v6 que vinha na blazer, nem imagino isso cabendo dentro de um vectra (se bem que no Brasil não se duvida de nada). Por um acaso não era 2.0/2.2 ? esses sim vinham de linha no mesmo.

      No mais, aqui onde moro é subidão direto (ai um motivo pra descolar um 2.0), em segunda/terceira se pisar fundo é um pataço, mas evito ultrapassagem arriscada mesmo assim, as vezes nem o elemento cagaço salva.

      Buja
      Veterano
      # 31/out/17 14:37
      · votar


      Desculpa, ele tambem teve uma suprema, acho que era esse carro. Ambos que ele teve, vectra e suprema, eram azul escuro, posso ter me confundido. Isso faz bem uns 15 anos.

      Mas sobre ultrapassagem, faço sempre com muita consciencia...nunca tive que "desistir" de uma ultrapassagem.

      acabaramosnicks
      Membro Novato
      # 31/out/17 14:49
      · votar


      Buja
      Ah sim, a suprema acho que tem motor 4.1, é aquela tração traseira com a roda de trás "cortada". Daora esse carro. Hoje em dia quem dirige esse ou o omega (versão sedã do mesmo carro), pode ter certeza que ou tem uns 50 anos de idade, se apegou ao carro e não quis largar; se não é isso é o tipo de pessoa que leva um corpo no porta-mala, uma pistola no porta-luva, algo assim.

      Buja
      Veterano
      # 31/out/17 14:54
      · votar


      acabaramosnicks
      Outro chegado meu aqui, o matoza, tem 2 carros...um monzinha tubarão verdin e um omega cor de cimento. ELe ta vendendo o monzinha, mas o omega?! Diz ele que vai levar o omega no caixao com ele.

      O filho dele tem 15 anos e ta doido pra tirar a carteira e dar um rolê no omega do pai. Mas o matoza já falou que se o filho pegar no carro, vai tomar coro de barra de ferro. Ele falou, eu até seguro o monzinha pra ele, ou compro um uno velho, mas o omega a gente so anda de carona kkkkk.

      Thiago.Guibu
      Membro Novato
      # 31/out/17 16:12 · Editado por: Thiago.Guibu
      · votar


      Infelizmente essa doença, é indetectável a olho nu.
      Há alguns anos perdi um amigo para essa doença.
      Resumo da história.
      São dois irmãos, o mais novo era atleta medalhista de natação aqui da minha cidade, participou de muitos campeonatos e estava com convocação para a seleção brasileira de natação, foram criados apenas pela mãe, e nessa época descobriram quem é o pai (que tem bastante dinheiro pelo que ficamos sabendo na época) em plena forma física e mental (pelo menos era o que todos pensavam). Foi passar um período com o pai la pro lado de Cuiabá. E descobriram que o irmão mais velho estava com problemas de rim, tendo que fazer hemodiálise, por fim o mais novo era compatível para transplante e só estava esperando um melhora na saúde, estava um pouco anêmico para o transplante, e uma semana antes da cirurgia, foi encontrado com a corda no pescoço na sala da casa do pai.
      Concluindo, essa questão de se pensar no próximo (mesmo que em familiares) não se passa nem por um minuto na cabeça de quem tem essa doença psicológica.
      Graças a Deus o mais velho encontrou outro doador compatível e hoje "passa bem"!
      À primeiro instante pensei igual a alguns outros por ai "que cara egoísta", mas depois de refletir vi que esse assunto é muito mais complexo que se imagina!

      [Edit] Ele tinha apenas 23 anos o fato ocorreu em 2011

      Abraço

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Chester Bennington, vocalista do Linkin Park, comete suicídio

      303.918 tópicos 7.864.100 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital