Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Digitech, um pouco fraca no Brasil?

      Autor Mensagem
      -Saved
      Membro Novato
      # 01/abr/17 14:39


      Estava analizando, e percebi que não se encontra muitos produtos digitechs nas lojas, tanto na internet quando em loja física, não estou falando de rp70, element, Trio e DOD, estou falando dos produtos" mais avançados"(RP500, RP1000)..
      Estava em busca da rp500 esses tempos e pra achar em lojas é como procurar vegetariano em churrascaria.
      Além disso o site ofcicial da digitech do Brasil esta desatualizado desde 2015 aparentemente, nao tem as rp500 nem a rp1000 enquanto o site americano tem, aliás o site brasileiro está faltando vários produtos.

      Pra quem ja testou as simulações de amp da digitech sabe que ela é incrível, enquando pedaleiras muitos famosa entregam aquele som de marshall plexi "tratado em studio" a digitech entregam um som mais bruto, oq chega a ser um pé no saco as vezes pra regular, oq é bom pra uns e ruim pra outros.

      Alguém sabe porque é tão difícil ver essas pedaleiras no Brasil (em comparação com outras)? Seria a falta de um Marketing?

      Ismah
      Veterano
      # 01/abr/17 15:01
      · votar


      Seria falta de representante...

      JJJ
      Veterano
      # 01/abr/17 17:13 · Editado por: JJJ
      · votar


      Cara... eu não sei se é específico da Digitech, não... acho que quase tudo é meio raro por aqui em termos de pedais/pedaleiras de marcas estrangeiras.

      É aquela história: se o mundo tem um c*, o c* do mundo é aqui...

      rsf
      Veterano
      # 01/abr/17 21:05 · Editado por: rsf
      · votar


      JJJ

      É aquela história: se o mundo tem um c*, o c* do mundo é aqui...

      isso que você mora em um grande centro, imagine para nós (sul, centro-oeste, norte e nordeste) que vivemos na órbita de rio e são paulo... Felizmente a internet abriu nossas possibilidades, em que pese termos que arcar com um frete caro ou taxas de importação absurdas.

      JJJ
      Veterano
      # 01/abr/17 21:09 · Editado por: JJJ
      · votar


      rsf

      Eu sai do Rio, estou morando na terra do makumba, centro só se for da Zona da Mata mineira... médio porte.

      E os impostos aqui em Minas são ainda mais fodas que no resto da Bananalândia, porque a Receita Estadual acha que pode taxar o ICMS em cima do Imposto Federal, do frete, do produto e até dele mesmo! (sim, eles cobram ICMS do ICMS!).

      Synth-Men
      Veterano
      # 01/abr/17 22:40
      · votar


      Boa noite galera!

      Com a taxa de câmbio de quase 4 por 1, não teremos produtos top de linha na prateleira. Serão caros demais.

      Em um país pobre, representar itens mais caros de alguma marca, pode soar negativo e o consumidor assimilar outros produtos daquela marca como cara também.

      Nem a Behringer arrisca mandar produto que não irão vende aqui devido ao preço. Estamos de volta a década de 70 e 80.

      A exemplo comprei minha V-AMP 3 a 300,00 dinheiros. Hoje ela está no topo de 470,00 dinheiros. Absurdo!

      Um pedal comum de reverb da Behringer a 300,00 dinheiros. Assalto!

      Se for para quebrar galho, gravar em casa, custo benefício e tal, melhor correr atrás das marcas nacionais.

      Mas se for s trabalho, temos que nos sujeitar a estas situações. Falta de oferta de diversidades e alto preço.

      Del-Rei
      Veterano
      # 02/abr/17 02:41
      · votar


      Eu ainda acho que isso tem relação com o fato de boa parte dos compradores hoje importar diretamente. Mesmo demorando mais e pagando um imposto (ainda pode contar com a sorte de passar batido na Alfândega).

      Por volta de outubro do ano passado fui à SP e dei uma volta pela Teodoro Sampaio - a rua que tem trocentas lojas de instrumentos....

      Na boa, é simplesmente surreal os preços praticados. Parece que estão considerando a cotação do dólar a 10 reais. Minha percepção é de que boa parte dos produtos vai ficar encalhada. E algumas lojas de renome estão praticamente falidas, às moscas. Só falta jogar terra em cima.

      Se eu fosse um fabricante de equipamentos de outro país, dificilmente minha prioridade seria negociar com algum representante no Brasil.

      Um aceno de longe!!!

      Mauricio Luiz Bertola
      Veterano
      # 02/abr/17 08:32
      · votar


      Del-Rei
      Concordo plenamente.
      O comerciante brasileiro talvez seja o único no mundo que AUMENTA preços em uma época de crise (pelo menos num 1º momento), visando maximizar lucros.
      Abç

      JJJ
      Veterano
      # 02/abr/17 10:00 · Editado por: JJJ
      · votar


      Synth-Men
      Estamos de volta a década de 70 e 80.

      Rapaz... e não é que, num certo sentido, lembra mesmo?... Dureza...

      Del-Rei
      Parece que estão considerando a cotação do dólar a 10 reais. Minha percepção é de que boa parte dos produtos vai ficar encalhada. E algumas lojas de renome estão praticamente falidas, às moscas. Só falta jogar terra em cima.

      Mauricio Luiz Bertola
      o único no mundo que AUMENTA preços em uma época de crise

      Surreal.

      Mauricio Luiz Bertola
      Veterano
      # 02/abr/17 10:30
      · votar


      JJJ
      Estamos de volta a década de 70 e 80.
      Rapaz... e não é que, num certo sentido, lembra mesmo?... Dureza...

      Sería bom se fosse verdade...
      Assim teríamos um novo O Terço, um novo Mutantes, uma nova Legião, um novo Violeta de outono, um Celso Blues Boy redivivo....
      Kkkkkk....
      Abç

      renatocaster
      Moderador
      # 02/abr/17 10:47 · Editado por: renatocaster
      · votar


      Eu concordo com o que falaram sobre preços, câmbio, ganância do comerciante brasileiro, etc. Mas eu ainda acho que no caso específico da Digitech, essa baixa procura ou "desinteresse" foi um reflexo do aumento da concorrência.

      A Digitech nos anos 90 talvez foi a fabricante mais forte desse ramo, mas foi perdendo muito espaço para as concorrentes ao longo dos anos. Então pra mim, foi isso. Como teve um aumento na demanda dos produtos das concorrentes, como Line 6, Boss e Zoom, consequentemente diminuiu o interesse dos comerciantes e importadores em representar a marca aqui no Brasil com mais força.

      Mauricio Luiz Bertola
      Veterano
      # 02/abr/17 11:59
      · votar


      renatocaster
      Também concordo.
      Abç

      JJJ
      Veterano
      # 02/abr/17 12:35
      · votar


      Se não me falha a memória, a Digitech até tem (ou tinha) uma perna aqui... Um lance de alto-falantes do mesmo "grupo", sei lá...

      Del-Rei
      Veterano
      # 02/abr/17 22:04
      · votar


      Mauricio Luiz Bertola
      JJJ
      Lembro que por volta de 2013/2014 quando eu pesquisava a linha Tribute (Gibson), as Lespas estavam por volta dos 4,5K nas lojas. Hoje, com o dólar praticamente no mesmo patamar (alto), as mesmas guitarras estão custando mais de 7K. Honestamente, não sei de onde tiraram esse aumento. Espero muito que encalhem.

      renatocaster
      É... Realmente, quando abre a concorrência a coisa muda. O que é natural.
      Comecei a tocar guitarra lá por 95, e como nessa época eu era bem tosco, tudo que eu conhecia era Zoom, Boss e no máximo Dunlop por causa do Crybaby.

      E a concorrência aumentou... Mais marcas foram criadas. Mais marcas chegaram ao Brasil... A internet possibilitou o acesso a coisas antes impossíveis.

      Mas eu ainda acho que a Digitech tem um mercado no Brasil. Talvez não como nos anos 90 (que realmente estou por fora), mas tem.

      JJJ
      A Selenium pertence ao mesmo grupo da Digitech. A Harmann. Era esse?

      Um aceno de longe!!!

      renatocaster
      Moderador
      # 02/abr/17 23:09
      · votar


      Del-Rei

      Mas eu ainda acho que a Digitech tem um mercado no Brasil. Talvez não como nos anos 90 (que realmente estou por fora), mas tem.

      Sim, eu tbm acho que ainda tem. Contudo, acho que a Digitech mudou um pouco o foco para o mercado de pedais individuais, como por exemplo aqueles da linha Hardwire. Na área de multiefeitos, eu tenho a sensação que a linha RP não "empolgou" muito.

      A minha impressão é por amostragem, logo não tenho nenhum dado concreto para comprovar o que estou falando. Mas hj eu vejo um movimento maior pelas pedaleiras das linhas POD da Line 6 e da linha GT da Boss. E as Zooms mais modernas, no caso da linha Gn.

      Então, pensando por esse lado, a Digitech mantém um mercado aqui no Brasil, porém um pouco mais restrito. Talvez mais voltado para aqueles que dão preferência aos produtos da marca, e isso acontece. Então vc consegue atender num regime de encomenda, talvez.

      Hoje eu vejo as POD HDXXX da Line 6 e as GT-XXX da Boss como as "top-sellers" no Brasil.

      victorhugorleite
      Membro Novato
      # 03/abr/17 07:26
      · votar


      Tem uma loja na Rua Teodoro Sampaio, em SP, chamada X5 que na vitrine tem um monte de pedal Digitech exposto, lado a lado com os Boss e Electro-Harmonix. Bem, pelo menos tinha!

      O que mais vejo por aqui é o Bad Monkey e até hoje, vi o Whammy uma vez dentro daquelas galerias antes da Rua Cristiano Viana. Acho que o lance da Digitech com o Brasil é a questão dos fisco enfiar a faca na guela, penso. Afinal, o mercado é violento... E todo mercado é mercado! Mas no Brasil as coisas são diferentes...
      Lembro de ousar perguntar quanto custava o Whammy 5 c/ D-Tune e o preço dele era incríveis 2,500 dinheiros...

      Del-Rei
      Veterano
      # 03/abr/17 08:41
      · votar


      renatocaster
      Contudo, acho que a Digitech mudou um pouco o foco para o mercado de pedais individuais, como por exemplo aqueles da linha Hardwire.

      Cara, ontem eu entrei no site da Digitech e percebi a mesma coisa. Cheguei a pensar em escrever isso aqui, mas como nunca fui muito conhecedor da marca, fiquei com medo de falar asneiras.

      victorhugorleite
      Estranhamente, o Bad Monkey saiu de linha.
      Não sei por quê. Era um pedal na linha TS muito bem conceituado. Não sei se colocaram outro pra substituir.

      Um aceno de longe!!!

      JJJ
      Veterano
      # 03/abr/17 08:44
      · votar


      Del-Rei
      A Selenium pertence ao mesmo grupo da Digitech. A Harmann. Era esse?

      Isso aí. Lembro que quando li sobre a aquisição (ou parceria, sei lá) achei que a Digitech teria mais espaço por aqui.

      Mas daí veio a crise, né?... e cá estamos, isolados do mundo! Bem... na verdade, sempre estivemos. Apenas tivemos um "gostinho" de globalização por um tempinho, logo devidamente enterrado por uma enxurrada de burradas, ladroagens, impostos e tudo mais que é o padrão da bananalândia...

      renatocaster
      Moderador
      # 03/abr/17 09:12 · Editado por: renatocaster
      · votar


      JJJ
      Del-Rei

      E essa Harman acabou de ser adquirida pela Samsung, dias atrás. Porém, não creio que irá mudar muito esse cenário.

      Del-Rei

      Cara, ontem eu entrei no site da Digitech e percebi a mesma coisa. Cheguei a pensar em escrever isso aqui, mas como nunca fui muito conhecedor da marca, fiquei com medo de falar asneiras.

      Exatamente, viu lá como os pedais individuais tem um destaque maior no site? Realmente parece ser uma questão estratégica da empresa.

      victorhugorleite
      Membro Novato
      # 03/abr/17 09:29
      · votar


      Del-Rei
      Pois é. Sempre apreciei bastante o Bad Monkey... Usei ele junto do DS-1 muito tempo.

      Del-Rei
      Veterano
      # 03/abr/17 09:37
      · votar


      JJJ
      Outro dia estava olhando esse grupo Harmann (comprado pela Samsung, como o renatocaster lembrou) e fiquei pasmo. Praticamente a maior parte das marcas de áudio que eu conhecia como top.

      renatocaster
      Cara, e vou te falar... Tive a impressão de que o investimento nos pedais está alto. Vários pedais que dão vontade de comprar só de olhar, hehe. Talvez não tenha muita disponibilidade nas lojas físicas (que aliás, acho isso uma tendência geral), mas no ML, numa consulta rápida, vi que tem muita oferta dos produtos da Digitech.

      Um aceno de longe!!!

      Buja
      Veterano
      # 03/abr/17 09:42
      · votar


      JJJ
      E os impostos aqui em Minas são ainda mais fodas que no resto da Bananalândia, porque a Receita Estadual acha que pode taxar o ICMS em cima do Imposto Federal, do frete, do produto e até dele mesmo! (sim, eles cobram ICMS do ICMS!).

      Del-Rei
      Sim é isso mesmo. Eu sou de mg tb.Na boa, é simplesmente surreal os preços praticados. Parece que estão considerando a cotação do dólar a 10 reais. Minha percepção é de que boa parte dos produtos vai ficar encalhada. E algumas lojas de renome estão praticamente falidas, às moscas. Só falta jogar terra em cima.


      Isso é porque voce nao viu a avenida mais conhecida de BH nos instrumentos musicais, a olegario maciel. Em 2 anos, la a unica coisa que nao mudou foi o nome da avenida. O resto....
      Tinha umas 20 lojas. Hoje tem 3 e um bravo luthier que deve ta plantando bananeira pra passar a crise.
      O resto virou lojinha de importados, radinhos, pilha, e claro, violoes de nylon coloridos a 500 reais.

      acabaramosnicks
      Membro Novato
      # 03/abr/17 09:50
      · votar


      Cara, já tive falantes selenium (se não estou enganado eles têm alguma ligação com a JBL também), e eram muito bons!
      O Bad Monkey tb era um pedal muito bacana, que pena que saiu de linha.

      Pra falar a verdade, nunca fui muito conhecedor da digitech, mas pelos poucos produtos que eu conheço, acredito ser uma boa marca.

      Del-Rei
      Veterano
      # 03/abr/17 10:02
      · votar


      Buja
      É, acho que essa diminuição de produtos em lojas físicas é uma consequência tanto da situação econômica quanto da tendência de aumento constante do mercado virtual, onde geralmente é mais barato.

      acabaramosnicks
      A JBL também pertence ao grupo Harmann.

      Na minha pouca experiência com a Digitech , já tive o Whammy e um pedal da linha Hardwire. Ambos bons, em termos de sonoridade e construção.

      Um aceno de longe!!!

      Ismah
      Veterano
      # 03/abr/17 11:05
      · votar


      acabaramosnicks

      Ligação não, a Selenium não existe mais, foi comprada pela JBL. Hoje existe apenas a JBL-Selenium, e bem sinceramente, não tem o mesmo interesse por pesquisa e desenvolvimento que a Selenium tinha...

      rafael_cpu
      Veterano
      # 04/abr/17 08:05
      · votar


      Conheci poucos produtos da Digitech. Tenho apenas um pedal da marca, é um drive da linha Hardwire. Bom pedal.

      T+

      Synth-Men
      Veterano
      # 04/abr/17 08:32
      · votar


      Os pedais da Digitech, passam dos 100,00 trump's no próprio site.

      Deem uma visitada lá. São praticamente quase de grife é muito específicos.

      A pedaleira é o único item abaixo dos 100,00 trump's.

      renatocaster
      Moderador
      # 04/abr/17 08:57
      · votar


      Del-Rei

      Cara, e vou te falar... Tive a impressão de que o investimento nos pedais está alto. Vários pedais que dão vontade de comprar só de olhar, hehe.

      Hehehehe. Também notei que os pedais da DOD agora são da Digitech.

      À propósito, olha essa belezura...e olha o precinho tbm, hehehe.

      http://digitech.com/en-US/products/dod-rubberneck

      Buja
      Veterano
      # 04/abr/17 11:14
      · votar


      renatocaster
      .e olha o precinho tbm

      Ai. Que soco no rim.

      Buja
      Veterano
      # 04/abr/17 11:17
      · votar


      Uma coisa que nao enteod é esse negocio de Analog Delay com Tap Tempo. O Tap nao precisa de um CI? Como isso seria analogico?
      Se é digital entao, (que pra mim tanto faz), porque nao botaram uns aparatos mais tech nele? Por esse precinho camarada, (afinal 300 doletas nao é nada), poderia ser mais pro lado do memory man ou do time force. É so pra forçar o pseud-aspecto analog dele? Bixo, nao faz sentido.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Digitech, um pouco fraca no Brasil?

      302.601 tópicos 7.833.207 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital