Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      [Review] Memphis MG 130

      Autor Mensagem
      Raul Valeiro
      Veterano
      # dez/12 · Editado por: Raul Valeiro


      Olá, meu Nome é Raul Valeiro e fiz um review da minha guitarra.

      Memphis MG 130

      Corpo : Basswood
      Braço : Maple (Parafusado)
      Escala: Rosewood
      Tarraxas: Blindadas
      Captadores : HSH (Ponte e Braço : Humburcker / Meio: Single)
      Nut : 42mm (Com Trava)
      Ponte: Floyd Rose System Licenced (Com Microafinação)
      Cores : Sumburst, Vermelho Metálico, Azul Metálico, Natural, Preto, Preto Transparente.

      Vamos lá...

      Acabamento (Nota 9) :
      A Minha é na cor Sumburst.
      - Nenhuma Falha na Pintura
      - Nenhuma Imperfeição ou Defeito
      - O Formato do corpo é muito Bonito, se parece com uma Strato, porém um pouco mais Agressiva. Fica entre uma Strato convencional e uma Ibanez rg.

      Braço/Conforto (Nota 7):
      Ela possui Marcações em forma de Pássaros.
      - O Braço não é Largo, mas também não é fino, acabei tendo um pouco de dificuldade para acessar as casas mais agudas nas cordas de cima.
      - Se abaixar as cordas, ela trasteja muito, sendo assim eu mantenho as cordas bem altas. Esse detalhe é muito ruim, mas ela é relativamente Macia, apesar das cordas altas.
      - Também achei os Trastes um pouco altos, e isso dificulta os deslize dos dedos pelo braço.

      Madeira (Nota 8)
      -A Madeira do corpo é Basswood, achei ela até pesada, é maciça, sem dúvidas não é compensado.
      -Mas o Sustain dela é fraco, porém isso se deve à Ponte, e o braço ser Parafusado.

      Finalização (Nota 5)
      - A Guitarra é bem construída, mas não há um ajuste de fábrica. Ela chegou pra mim totalmente desregulada.

      Ferragens (Ponte/Tarraxas/Trava/Parafusos);
      (Aqui eu vou dividir)

      Ponte (Nota 4) :
      - É Uma Floyd Rose, mas aconselho a nem olhar pra ela.
      - A Corda é enfiada em um orifício da ponte e travada por um parafuso presente na ponte, o que não é muito confiável e pode se não for bem preso acabar soltando a corda.
      - Essa ponte é mais evoluída que as das primeiras MG130, porém ainda assim é problemática. Eu adicionei mais uma mola, ajustei a ponte, afinei e tudo, mas quando uso a alavanca não tem jeito, desafina mesmo.
      - A Alavanca possui uma travinha para não cair da ponte, mas essa travinha emperra e se não desrrosquear ela com jeito acaba se soltando a base desta alavanca, e depois é necessário o trabalho de abrir a parte traseira da guitarra e recolocar o parafuso. Lembrando que isso só acontece se a alavanca for removida de qualquer jeito.
      - O Ponto positivo é que se você não usar a ponte a afinação se mantém intacta por muito tempo.

      Tarraxas (Nota 7) :
      - As Tarraxas são blindadas, são bem macias e parecem confiáveis.
      - Um ponto negativo delas é que são de plástico, e parecem se quebrar com facilidade.

      Trava (Nota 7) :
      - É de fácil uso, e bem eficaz, matém mesmo as cordas presas.
      - Porém essa trava não é tão durável assim, os parafusos dela são meio vagabundos.
      - (A perda de afinação principal se dá principalmente pela ponte, não pela trava/tarraxas).

      Parafusos (Nota 6) :
      - Os parafusos da Trava, e da Ponte parecem ser muito sensíveis. Um dos meus começou a espanar, não são muito duráveis.
      - O Restante, incluindo os da microafinação são bacanas.

      Parte Elétrica (Knobs/Chave)
      - Os Knobs são aceitáveis, são dois (Volume e Tone).
      - O Knob de tone funciona muito bem, com ele fechado os médios e agudos são cortados completamente, e é possível variar bastante girando ele.
      - A Chave seletora de caps Funciona bem, porém a minha veio com um pequeno defeito, é necessário apertá-la um pouco para colocar no captador do braço (5ª posição).

      Captação (Nota 9)
      - Com o preço pago por essa guitarra não dá pra fazer milagre, mas achei os captadores bacanas diante do custo.
      O Captador do Braço tem o Som bem Aveludado (Ótimo para solo e som limpo)
      O Captador da Ponte é bem rasgado e estalado, (Ótimo para base principalmente pesada com distorção)
      O Captador do meio é ruim, muito baixo, mas ele funciona bem para balancear o som dos outros captadores quando usado junto a eles.

      - Os captadores são muito versáteis, pois dá pra variar bastante o som. Dando pra viajar de Heavy Metal,Metal Vintage até um Grunge, Blues, e etc. Ou seja, dá pra se tocar vários estilos musicais.

      - Um Ponto negativo é que os captadores sujam muito o som, sendo necessário bastante cuidado pra abafar as outras cordas no momento de fazer técnicas como Tapping ou alavancada.

      Custo x Benefício (Nota 9) :
      -O Custo benefício da Guitarra é bacana, paguei na época uns R$ 580,00, agora ela está valendo uns 450,00. E é um preço justo, honesto pelo que ela oferece.
      -Dá pra usar por muito tempo, tem bons captadores, boa dinâmica, uma pegada rasoável.
      - Se você for comprar uma MG130 e não tiver grana pra comprar outra depois vale um investimento nela, porém se for customizar é inevitável ter que trocar a ponte.
      - O Maior problema da guitarra é a ponte mesmo, que faz a guitarra desafinar, pois quando é usada, as cordas são afrouxadas ou esticadas, e quando volta ao normal pode não voltar totalmente na posição correta. Além da falta de regulagem de fábrica. No Mais é uma boa guitarra.

      Preço em Média : 450,00
      Avaliação : Vale a pena comprar, se tiver pouca grana, é uma das melhores alternativas nessa faixa de preço

      Eu gosto da Guitarra, acho ela muito bacana e acho que vale a pena.
      Meu review foi honesto, fiz questão de apontar os pontos negativos dela, porém acho que a guitarra possui mais pontos positivos do que Negativos.

      Fico devendo Fotos, pois no pc que estou postando esse Review não tenho nehuma.

      Eu fiz um Review em Vídeo a uns meses atrás, porém na época eu estava a muito tempo parado e não pode tirar um bom som da guitarra, e também fui totalmente gravado de forma caseira. Mas vale a pena conferir.


      Link do Vídeo:

      https://www.youtube.com/watch?v=HiU9IhGGt3M

      Raul Valeiro
      Veterano
      # dez/12
      · votar


      Não revisei o texto antes de postar, então por Favor Ignorem palavras como "Estrato", e os erros de Coesão e Coerência. O Importante são as informações.

      TheRover
      Veterano
      # dez/12
      · votar


      Raul Valeiro
      Você apontou vários problemas da guitarra e mesmo assim deu Nota Geral 9, isso é contraditório.

      john Norum
      Veterano
      # dez/12
      · votar


      cara vou falar a verdade sobre esta guitarra uma bosta.

      DVAL22
      Membro Novato
      # 09/ago/17 13:26
      · votar


      A Menphis MG 130 com passaros no braço é o modelo novo ou o antigo

      Paul.Gilbert
      Veterano
      # 09/ago/17 15:25 · Editado por: Paul.Gilbert
      · votar


      Raul Valeiro

      Raul, parabéns pela iniciativa. Concordo com algumas coisas e discordo de outras. Vou aproveitar o tópico e deixar minha opinião sobre:

      Não trabalho com Lutheria há alguns anos, mas sempre regulo os instrumentos dos meus amigos. Recentemente regulei uma dessas, uma pretinha com um friso(binding) instalado.

      Esteticamente, achei a guitarra agradável aos olhos. Mas uma vez que colocamos algum olhar técnico sobre ela, as imperfeições, folgas nas colagens dos pivôs da ponte, elétrica questionável, cavidades sem acabamento e dezenas de outros pequenos detalhes começam a aparecer, e enfeiar o instrumento.

      Depois de algumas horas de regulagem, retífica de trastes e (re)acabamento das cavidades e da elétrica, talvez eu desse Nota 5 a ela(média). Ficou com um som ok e uma tocabilidade confortável, decente para estudos. Isso levando em conta a proposta da guitarra por si só, por que se fosse para comparar com todas as outras marcas, talvez um 3-4 sofrido... Uma guitarra 9 para mim é uma Parker Fly.

      Por 450,00 ok, preço decente, mas some aí uma ponte melhor(opcional), uma captação decente(recomendável), uma elétrica nova(necessário), uma regulagem(imprescindível) e uma retífica de trastes(nem todo mundo sabe fazer ou conhece alguém que faça no preço de amizade rs) e imediatamente uma Yamaha/Jackson de 1000$ parece uma opção bem melhor.

      Nesta faixa de preço é mais interessante, na minha opinião, adquirir uma stratocaster tradicional. A chance de terminar com bem menos despesas é muito maior.

      De qualquer forma sugiro que a leve a um luthier para sanar todos estes pequenos defeitos que estão deixando a ação das cordas muito altas.

      Existem guitarras bem piores no mercado, sem dúvidas. Mas não recomendaria este instrumento em particular que regulei, a ninguém.

      Paul.Gilbert
      Veterano
      # 09/ago/17 15:41
      · votar


      DVAL22

      Ah, e só completando pois não havia visto que o tópico era antigo,

      Essa que citei, MG-130, tinha inlay dos pássaros e binding, era preta e devia ter algo em torno de 10 anos. Era mais antiga, Da era Seizi.

      Atualmente vi umas MG 330, da era Zaganin, mas não testei nenhuma para poder opinar.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a [Review] Memphis MG 130

      303.018 tópicos 7.842.348 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital