Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Gravação de Sertanejo Raiz

      Autor Mensagem
      julin
      Membro Novato
      # 21/abr/18 21:30


      Boa noite galera, beleza? Estou com um trampo para gravar uma dupla de sertanejão raiz (estilo tião carreiro e pardinho) mas não consigo deixar o som "preenchido", ele fica muito vazio! Talvez pela falta de instrumentos... mas ao ouvir algumas referências vi que elas estão muito acima do resultado que eu estou conseguindo!! Só achei um tópico a respeito aqui no fórum... Se a galera que já produziu o gênero tiver alguma dica para me dar eu agradeço!!

      tópico: http://forum.cifraclub.com.br/forum/16/252108/

      Abraço!!

      fernando tecladista
      Veterano
      # 22/abr/18 14:25
      · votar


      eu não entendo de quase nada de gravação só faço umas gravações aqui do meu teclado e no piano
      mas pondo o bedelho no assunto já que ninguém respondeu ainda

      eu procuraria sobre técnicas de como microfonar um violão, independente do estilo
      talvez técnicas de como microfonar um violão para gravar erudito, já que alí é o violão só e nada mais
      agora se os caras são ruim mesmo, não tem mascara que resolva

      julin
      Membro Novato
      # 22/abr/18 16:54
      · votar


      valeu pela resposta fernando! vou pesquisar!!!

      Lelo Mig
      Membro
      # 22/abr/18 17:05 · Editado por: Lelo Mig
      · votar


      julin

      "Talvez pela falta de instrumentos..."

      Você, primeiro de tudo, tem de "referenciar" sua gravação, ou seja, buscar uma referência que goste do som, entre artistas semelhantes, como os próprios Tião Carreiro e Pardinho, Tonico e Tinoco e etc.

      Assim, você conseguirá identificar melhor o que falta... Grave, medios, reverb, timbre dos violões e violas, compressão, microfones e etc.

      Tem que buscar um parametro que goste dentro de algo muito similar... É óbvio, por melhor que seja a gravação, que não dá pra comparar uma gravação do Almir Sater com uma gravação do Earth, Wind & Fire que é uma banda com quase 15 integrantes, naipes de sopro, teclados, percussão e etc.

      julin
      Membro Novato
      # 22/abr/18 17:18 · Editado por: julin
      · votar


      Leo Mig, obrigado pela resposta!!

      Eu estou escutando muitas referências do gênero e tentando chegar a algum lugar!! Acho que a maior dificuldade está sendo timbrar as violas... nas gravações que escutei elas parecem ter um som tão seco e não consigo deixar a minha mix assim. Você já gravou viola caipira e tem alguma dica para me dar ?

      julin
      Membro Novato
      # 22/abr/18 17:23 · Editado por: julin
      · votar


      Você, primeiro de tudo, tem de "referenciar" sua gravação, ou seja, buscar uma referência que goste do som, entre artistas semelhantes, como os próprios Tião Carreiro e Pardinho, Tonico e Tinoco e etc.

      Assim, você conseguirá identificar melhor o que falta... Grave, medios, reverb, timbre dos violões e violas, compressão, microfones e etc.

      Tem que buscar um parametro que goste dentro de algo muito similar... É óbvio, por melhor que seja a gravação, que não dá pra comparar uma gravação do Almir Sater com uma gravação do Earth, Wind & Fire que é uma banda com quase 15 integrantes, naipes de sopro, teclados, percussão e etc.



      Estou usando como referências essas gravações:




      fernando tecladista
      Veterano
      # 22/abr/18 19:38
      · votar


      lembrei de quando fiz um curso de home studio
      não falaram nada sobre viola mas lembrei do professor falando que ele grava um dobra da guitarra

      pedia para o cidadão tocar de novo igualzinho o que fez antes (chuto que era para as bases)
      mas colocava os pan de canal um para cada lado

      MMI
      Veterano
      # 22/abr/18 21:12 · Editado por: MMI
      · votar


      julin

      Todo instrumento de corda dupla - violão e guitarra de 12 cordas, bandolim etc. - tem uma característica bacana de soar diferente ao se "solar" (uma nota sozinha) e ao se "bater um acorde" (duas ou mais notas). Eu nunca gravei viola caipira, apesar de gostar muito do som. O grande diferencial, o que eu acho sensacional, é o som "solado" (dedilhado).

      Numa gravação neste estilo, voz e viola, primordial fazer uma boa compressão como descreve o outro tópico mencionado. Vai depender da habilidade do instrumentista para "preencher o som". Eu diria para fazer uma base "mais solada" de um lado da mix. Do outro, por gosto pessoal, diria para fazer uma outra, jamais a mesma coisa, eventualmente em terça, quinta, oitava, para o outro lado. Se faltasse e estivesse "vazio", poderia colocar mais acordes de um lado ou até uma terceira track, mais ao centro, com estes acordes. Impossível não preencher assim...

      Eu já gravei bastante com violão de 12, mandolim e guitarra de 12 ( aqui é uma brincadeira que fiz para mostrar esta guitarra para uns amigos, também tenho um vídeo de um amigo se divertindo com a mesma guitarra, onde dá para ver bem a técnica de se dedilhar nesta guitarra, que é o grande segredo um vídeo de um amigo se divertindo com a mesma guitarra, só que é som de câmera sem comprimir, onde dá para ver bem a técnica de se dedilhar nesta guitarra, que é o grande segredo). Não é muito diferente de viola...

      julin
      Membro Novato
      # 23/abr/18 15:24
      · votar


      Todo instrumento de corda dupla - violão e guitarra de 12 cordas, bandolim etc. - tem uma característica bacana de soar diferente ao se "solar" (uma nota sozinha) e ao se "bater um acorde" (duas ou mais notas). Eu nunca gravei viola caipira, apesar de gostar muito do som. O grande diferencial, o que eu acho sensacional, é o som "solado" (dedilhado).

      Numa gravação neste estilo, voz e viola, primordial fazer uma boa compressão como descreve o outro tópico mencionado. Vai depender da habilidade do instrumentista para "preencher o som". Eu diria para fazer uma base "mais solada" de um lado da mix. Do outro, por gosto pessoal, diria para fazer uma outra, jamais a mesma coisa, eventualmente em terça, quinta, oitava, para o outro lado. Se faltasse e estivesse "vazio", poderia colocar mais acordes de um lado ou até uma terceira track, mais ao centro, com estes acordes. Impossível não preencher assim...

      Eu já gravei bastante com violão de 12, mandolim e guitarra de 12 ( aqui é uma brincadeira que fiz para mostrar esta guitarra para uns amigos, também tenho um vídeo de um amigo se divertindo com a mesma guitarra, onde dá para ver bem a técnica de se dedilhar nesta guitarra, que é o grande segredo um vídeo de um amigo se divertindo com a mesma guitarra, só que é som de câmera sem comprimir, onde dá para ver bem a técnica de se dedilhar nesta guitarra, que é o grande segredo). Não é muito diferente de viola...



      Muito obrigado pela resposta!! com certeza vou tentar essa técnica! E obrigado pelas referências também!!! Sigo pesquisando,estudando e aprendendo...

      Ismah
      Veterano
      # 26/abr/18 09:26
      · votar


      Ter um instrumento BOM, cordas novas e mic's BONS... Esses caras não gravaram em casa com um mic de karaokê...

      Eu já iria gravar tudo em mid-side, na boca do instrumento...
      Captar instrumentos acústicos assim é complicado... Um extra para os braço e um para o cavalete... O cavalete vai pro lado do side que aponta pro cavalete, habitualmente L, e o do braço para o lado do side que aponta o braço, obviamente oposto ao outro, que deve
      Já temos 4 mic's, ajustar a fase deles.

      Ao menos uma dobra pra harmonia...

      Compressão lenta, pra não matar os transientes, e trazer o corpo do instrumento a tona.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Gravação de Sertanejo Raiz

      305.752 tópicos 7.895.517 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital