Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Equalização de Valvulados x Simuladores

      Autor Mensagem
      Bilelo
      Veterano
      # 20/jul/17 02:07


      Fala, galera!
      Estou estudando e testando bastante esse lance de simuladores e me surgiu a seguinte dúvida:
      Os valvulados tbm precisam de cortes nos agudos?
      Sempre que gravo usando simulação(principalmente de amps hi-gain) preciso colocar um low-pass filter em torno de 6khz(algumas vezes 5khz) pra cortar as frequências que deixam o som duro(o famoso "fizz"), e só assim que o som fica mais orgânico. Nos valvulados de verdade tbm é preciso fazer esse corte de agudos ou é um problema exclusivo dos simuladores?

      Abç!

      luckneto
      Membro Novato
      # 20/jul/17 09:48
      · votar


      Bilelo

      Não entendo nada de simuladores, mas tenho alguns valvulados e 2 deles são high gain (mesa boogie mark v e soldano hot rod 25).

      Oque sei é que a geração dessas altas frequências já é esperada quando vem muito ganho das válvulas de preamp. Isso ocorre com mais ou menos intensidade dependendo do modelo do amp.

      As vezes da para corrigir isso com a equalização do amp, mas existem outras coisas que ajudam e acabam atuando como filtro desses agudos...

      Uma delas é o "dust cap" dos falantes (não sei como isso se chama em portugues....mas é aquele domo que fica no meio do cone do falante olhando ele de frente). Falantes mais vintage tendem a ter esse dust cap pequeno. Falantes mais modernos geralmente tem o dust cap maior e isso já filtra agudos...ajuda bastante na minha experiência. Geralmente uso falantes com o dust cap maior em amps high gain.

      Outra coisa q também ajuda é colocar válvula de preamp que ja tem uma equalização com menos agudos...principapmente na posição V1 (mas isso depende do circuito de cada amp). Para isso eu recomendo as NOS Mullard long plate (mc1, f91 e f92) ou short plate I61...pena que elas tem se tornado caras e difíceis de se encontrar.

      Especificamente no Mark V, da pra colocar uma 12at7 em V4 que ajuda bastante também...

      Com certeza existem outras espécies de filtros de alta frequência para valvulados...acho que a galera vai colocar mais coisa ai.

      Abraço!

      Bilelo
      Veterano
      # 20/jul/17 16:55
      · votar


      luckneto
      Então geralmente tbm é necessário fazer corte nas gravações com valvulado de verdade?

      Bilelo
      Veterano
      # 20/jul/17 17:41
      · votar


      luckneto

      Então esse "fizz" é natural de gravação de qualquer amplificador real tbm?

      ogner
      Veterano
      # 20/jul/17 17:56
      · votar


      Bilelo

      Nos meus não.. Equalizo normal..Sem misterio... Mas nao sao higain, sao fender like e Vox like...

      ogner
      Veterano
      # 20/jul/17 18:00
      · votar


      Bilelo
      Cara, apesar da exlicacao do luckneto ter sido bem legal e tecnica, acho que nao tem nada a ver Simuladores e am real, NESSE PONTO ue vc ta tocando..Uma coisa é uma coisa outra é outra. Ja usei VST or muito tempo e timbrando muito bem, sempre na praia low gain, blues rock e nunca precisei cortar nada..Usava o treble, presence, posicao de mic ( sempre usava 2 ) com bastante criterio pro som ficar o mais organico.
      Acho q sua pergunta é meio doida, hehehe!!! Mas nao sou o dono da verdade

      acabaramosnicks
      Membro Novato
      # 20/jul/17 19:07
      · votar


      Normalmente tem um hpf e um lpf no circuito eletrônico do amp. Eu uso um GT-OD de boost no input e um EQ no loop, e percebi que alguns amps aqui em casa soam melhores com o EQ fazendo um corte de leve em 6k4, porém, acredito que esteja relacionado com a horrível acústica do quarto (azulejos nas paredes do chão até 1m, poucos móveis, teto bem alto, etc). Parece que sem o boost não precisa tanto do lpf.
      Isso pra tocar, se for microronar é de praxe: hpf e lpf obrigatórios

      luckneto
      Membro Novato
      # 20/jul/17 20:19
      · votar


      Bilelo

      Não manjo muito de gravação...deixo para quem sabe.

      Isso que eu falei vale mais para escutar o amp ao vivo mesmo.

      Ismah
      Veterano
      # 20/jul/17 23:41
      · votar


      Então... A relação não é diretamente assim simples...
      Isso acontece porque tem excesso de agudos, não porque é simulação...

      No universo real...

      Por questões ainda desconhecidas um AF emite agudo ao centro e grave nas bordas. SUSPEITO que tenha a ver com o comprimento de onda (λ) de cada frequência... Fico a justificar isso, mas peço que aceitem (ou constatem por si mesmos na base da orelhada), e para isso deixo o pensamento do Chicó: " Num sei, só sei que foi assim ". rsrs

      Um AF emite direcionalmente em ondas cilíndricas (tenho um pouco de incerteza sobre isso), toda onda que tenha até λ = raio do cone. Um AF de 12" é nominal, isso varia um pouco, mas sempre fica por volta de 305mm ou 30,5cm... Para λ > raio do cone, as ondas se propagam "esfericamente" em todas as direções. Em frequência, cerca de 1128 Hz

      Coloque 2 AF's "colados" lado a lado, e eles tem a irradiar horizontalmente (ou verticalmente, se um sobre o outro) ondas com 2λ < raio de um cone, e em sentido contrário, ainda λ < raio do cone...

      Em frequência, cerca de 564Hz, aproximadamente metade do que em sentido transversal. Talvez seja por isso a pouca popularidade de 2x12" dispostos na vertical...

      O mesmo vale pra 4, 6, 8... Mais que isso tá raro de se ver... Só mesmo em arranjos compostos de PA, e alguns guitarristas old school (o resto é só enfeite mesmo)...

      Algumas coisas:

      - Claro que isso é só uma interação, existem outras, principalmente se a caixa for fechada, e agora de maior volume...
      - Se os AF não ficarem colados, a soma é prejudicada, mas não a ponto extremo...
      - Existe realmente uma diferença muito baixa quando próximo a um AF se são 2, 3, 4, ou 50... Isso é mais notado em near field (campo próximo)...

      O que isso tem a ver?

      Tem a ver que o "fizz" surge se microfonar praticamente qualquer AF no centro, posicionando mais para a borda o mic, devido a direcionalidade das ondas acima de X Hz, tende-se a ter uma pronúncia maior de médios e graves, e menos dos agudos...

      Além disso, o mic NUNCA capta o espectro todo, sempre rola uma deficiência em um ponto.

      NOTA: Isso é um dos motivos para provar que review de u2b é uma vaga referência do que o equipo é capaz... Ou seja, ele mostra o som final, que pouca gente presta a atenção.

      Nos dinâmicos, mais populares em palcos, a maioria não capta bem acima de 15~16 KHz, mas em compensação de 5 a 10 KHz tem uma acentuação (possivelmente é a Fs / frequência de ressonância do diafragma)... Então, agudo vem valendo, e praticamente não varia com a distância...
      Mas o grave (por volta de 100Hz)... Xiiii! A maioria a 5cm já não capta com a mesma intensidade só até uns 200Hz... O SM57 coringa pra guitarra, a 1cm já responde assim, então imagina a 5cm!

      Tá aí porque em grande maioria das vezes AO VIVO, se microfona guitarra na borda, as vezes pendendo para o meio. Mas raramente microfonar no centro do cone, dá um bom resultado... Só vi até hoje uns raros casos, e ainda assim tenho quase certeza que rolou um HPF de 6dB/oitava em 1kHz. rs

      De modo geral, Fender e Mesa tem um mid scoop gigante, dá para microfonar direto no meio do cone (meio não é centro), e Marshall, Orange e Vox que tem médio-agudo de sobra, dá para ir direto na borda... Mas não é regra, é só um começo que a estrada me ensinou...

      Bilelo
      Veterano
      # 21/jul/17 00:57
      · votar


      Ismah

      Interessante, cara! Então quando a gente ouve aquelas guitarras high-gain bonitonas nesses discos de metal moderno, muito provavelmente eles usaram LPF pra cortar esses agudos que são naturais da microfonação?

      Ismah
      Veterano
      # 21/jul/17 02:43
      · votar


      Não necessariamente! Existem técnicas de posicionamento que limam o agudo naturalmente, como disse mais pra borda, mais longe, entre dois AF's, sala, cancelamento, mics diversos - o SM7 por exemplo, eu ouço muitos recomendando,pra captar amps hi-gain...!

      Mas também tem que lembrar que a guitarra barítona, é afinada uma quinta a baixo, então ela emite uma quinta abaixo os harmônicos também... Ou seja, ela naturalmente é mais grave, e isso se aplica a tudo...!

      Isso nada tem a ver com mixagem, que é onde entra pós-edição, e processamento... Raras vezes se capta algo tão bem que não se usa nada de equalização, tanto corretiva, como criativa. Geralmente tem que puxar uma e outra frequência, ou tirar uma terceira que sobra...
      Até talvez aqui entre equalizador dinâmico!

      Então, talvez aquele som animal na hora do solo, veio da pós-edição, e não do dedo do cara...
      Na guitarra como por outros lados também! Ozzy por exemplo, tem sérios problemas de afinação ao vivo, mas não tem nada fora no disco...!

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Equalização de Valvulados x Simuladores

      303.521 tópicos 7.854.309 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital