Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Independência dos dedos em relação ao antebraço

      Autor Mensagem
      Ata
      Veterano
      # dez/06


      Olá

      Com as mãos postas sobre as teclas, quando baixo um dedo, ocorrem contrações no meu braço. Basicamente três: do tríceps, outra próxima ao cotovelo, mas do lado oposto (o extensor dos dedos, pelo que pesquisei), e outra na parte do braço que fica voltada para baixo, na região do punho em diante em direção ao cotovelo (o flexor dos dedos, pelo que pesquisei).

      Em movimentos lentos e extemamente conscientes, essas contrações passam despercebidas, mas em movimentos rápidos, são notáveis(estudando ao lado de um espelho).

      A contração do tríceps, que me parece totalmente desnecessária, já consegui eliminar em grande parte (pelo menos no seu aspecto visível). As outras, continuam visíveis.

      Acredito que por serem assim visíveis, tratem-se de contrações bastante fortes, talvéz um movimento desnecessário.

      Então me pergunto, se o movimento dos dedos ocorre apenas na mão, ou se nele participam também músculos do antebraço e da região do tríceps.



      Outra dúvida. Segundo o princípio de Ação e Reação (3ª lei de Newton), se eu aperto uma tecla, ela empurra meu dedo para cima. Daí, posso deduzir que quanto aperto a tecla o peso da minha mão diminui (considerando peso grandeza variável, diferente de massa)?. A razão para pensar isso é a resultante das forças. A força com que a tecla empurra meu dedo é em mesma direção e sentido oposto à gravidade.
      Deve haver alguma contração muscular em vista de compensar essa força? Se sim, de onde ela deve partir? Do ombro?

      fernando tecladista
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Outra dúvida. Segundo o princípio de Ação e Reação (3ª lei de Newton), se eu aperto uma tecla, ela empurra meu dedo para cima

      só postei aqui porque lembrei de uma vez que mostraram um astronauta tocando teclado no espaço ele tinha que se amarrar na cadeira porque devido a essa lei + a falta de gravidade o astronalta sairia flutuando pela reação

      Ata
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Outra dúvida que me consome:

      Pianista adora dizer que tem que relaxar todo o braço para tocar. Também é sabido que o pulso não pode ficar abaixo da linha das teclas.

      Mas se relaxar totalmente o braço, e segurar só com o dedo curvado na tecla, o pulso cai abaixo da linha das teclas!

      Então, alguma contração deve haver para segurar o pulso naquela posição. Contrair o pulso eu sei que não é, pois ele tem que estar solto para tocar. Onde é então, é nos ombros?

      harofloww
      Veterano
      # dez/06 · Editado por: harofloww
      · votar


      Ata
      Também é sabido que o pulso não pode ficar abaixo da linha das teclas.

      O Jordan Rudess de vez em quando coloca o pulso abaixo da linha das teclas.. oO mas acho que eh soh pra relaxar... sei lá :P

      Onde é então, é nos ombros?

      no cotovelo...?

      flw
      harofloww

      Ken Himura
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Mas se relaxar totalmente o braço, e segurar só com o dedo curvado na tecla, o pulso cai abaixo da linha das teclas!
      Eu não consigo tocar com o pulso abaixo da linha das teclas, dói pacas.

      A única excessão são acordes muito espaçados, mas nem chego a ficar muito tempo.

      Ata
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      A questão é: não é recomendado tocar com o pulso abaixo das teclas. Mas ao mesmo tempo não é recomendado tensionar o pulso. Porém, sem tensão no pulso, o pulso cai abaixo das teclas. Então, como segurar o pulso no nível adequado, sem tensioná-lo?

      Geralmente o professor fala: "ataca a tecla e relaxa completamente"

      Há duas objeções:
      Se relaxar o pulso, este cai abaixo da linha das teclas.
      Se, além do pulso, relaxar os dedos, a mão escorrega pra fora do teclado.

      Então o "completamente" na verdade não é completamente.
      Quais são as exceções (músculos)?

      froggy
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Ata
      uma coisa q posso te dizer q no inicio eh desconfortavel,mas em algum tempo nao tao distante vc tocara sem problemas com a nova postura

      tente tocar quando vc estiver morrendo de sono
      seus musculos estarao bastantes relaxados com relacao ao sono
      vc vera q sera uma diferenca,pois parece q vc esta tocando melhor ainda

      ou coloque algum peso no braco e toque por 5 minutos
      depois tire o peso e vc vera como vc estara mais agil

      boa sorte:)

      Ken Himura
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Pow, acho melhor você procurar um fisioterapeuta já heheheh

      Kirk_Hammett
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Ata
      Então, alguma contração deve haver para segurar o pulso naquela posição. Contrair o pulso eu sei que não é, pois ele tem que estar solto para tocar. Onde é então, é nos ombros?

      Sim, nos ombros.

      Ei cara, dois músculos fazendo um movimento x, você vai demorar mais pra se cansar do que se estivesse usando só 1, ok?

      Não sei o porquê de querer concentrar tanto o esforço

      Na musculação, num exercício chamado supino, onde você usa o seu peitoral, os ombros e o tríceps você pega aproximadamente o dobro do peso que você aguentaria para fazer um outro chamado cruxifixo, que usa apenas o peito

      Esse é o raciocínio

      Não entendo nada de piano mas achei pertinente fazer esse comentário

      Ata
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Não querendo desfazer a intenção de ninguém, mas era só dizer que não sabia, ao invés de dar um giro em torno da própria auto-suficiência.

      Ata
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Não sei o porquê de querer concentrar tanto o esforço
      uma coisa q posso te dizer q no inicio eh desconfortavel,mas em algum tempo nao tao distante vc tocara sem problemas com a nova postura

      Realmente não sei a que se referiram nesses posts. Ninguém falou em concentrar o esforço, ninguém falou em postura.

      Estava só discutindo quais músculos devem entrar em ação na execução pianística.

      Tigher
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Ata, vou tentar pôr um pouco do meu ponto de vista aqui.

      Bom, quanto ao movimento dos dedos, não há como mexer sem a participação do músculo inferior do braço.
      Com relação ao tríceps, acho que está fazendo contração desnecessária, os músculos que participam da estabilidade acredito q há uma pequena participação do bíceps (para dobrar o braço) e os músculos do braço (q tem ligações com os dedos).

      Quando professores dizem que não se pode tensionar nada, não é no verdadeiro sentido, oq querem dizer é que há muitas contrações que iniciantes e até "medianos" que não tiveram bons professores fazem que são totalmente desnecessárias para tocar, pelo contrário, só servem para atrapalhar... acaba cansando os músculos e não tem agilidade por que prendeu tudo.

      Não conheço sua trajetória no piano, qual seu nível, mas pelo jeito você está sem professor, acertei? Bom o que referem-se a não tensionar é relaxar o máximo possível todos os músculos, de modo que eles realizem um trabalho muito pequeno, o bastante para conseguir tocar sem problemas.

      De qualquer forma, há muito oq se discutir sobre isso, pergunta meio difícil de explicar =]

      Ata
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Tigher
      pelo jeito você está sem professor, acertei?
      Não deixa de ser. Quando um professor não responde às suas perguntas, é mais ou menos isso. Estou pesquisando bastante em livros.

      Não conheço sua trajetória no piano
      Na verdade sou organista, estou querendo estudar piano para algum ganho técnico.

      Quando professores dizem que não se pode tensionar nada, não é no verdadeiro sentido, oq querem dizer é que há muitas contrações que iniciantes e até "medianos" que não tiveram bons professores fazem que são totalmente desnecessárias para tocar, pelo contrário, só servem para atrapalhar
      Pois é, isso está claro, afinal, sem contração nenhuma, a mão cai no colo e você cai do banco.

      Para deixar bem claro: O objetivo desse tópico é buscar uma forma ótima de execução onde haja um gasto energético mínimo, o que só se faz tocando de forma extremamente racional.

      froggy
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Ata
      me desculpe..entendi errado

      Sashsiam_2
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Veja bem, "tocar relaxado" é uma força de expressão. É simplesmente impossível tocar com todos os músculos relaxados. O que se deve fazer é tocar usando apenas os músculos que realmente participam do movimento e evitar, acima de tudo, as fixações musculares.

      Fixação muscular ocorre quando músculos antagonistas se contraem simultaneamente, causando um desperdício de energia e um prejuízom na mobilidade tremendo. Para sentir na pele o que é essa fixação, tente "endurecer" uma junta. Quando uma pessoa contrai os músculos localizados no braço para demonstrar força, está fixando muscularmente o antebraço, contraindo ao mesmo tempo seus flexores e extensores.

      A posição ideal para tocar piano é com o pulso em ligeira extensão e os dedos em posição curva, com o antebraço em pronação e ligeira abdução, e o úmero em ligeira flexão. Para montar essa posição:
      1 - relaxe completamente o braço
      2 - flexione o antebraço até que fique paralelo ao teclado
      3 - dobre o pulso para cima, ficando em extensão de aproximadamente 45º
      4 - coloque a mão sobre o teclado
      5 - coloque os dedos na posição curva
      6 - certifique-se de que que o antebraço esteja em pronação (imagine um lápis nas costas da mão, que deverá estar paralelo ao teclado)

      Durante esses movimentos, os músculos que não estiverem sendo usados devem estar relaxados, e não deve haver fixação muscular. Treine essa posição até saber montá-la corretamente.

      FONTE: "A Técnica Pianística: uma abordagem científica", de Cláudio Richerme.

      Aliás, gostaria de recomendar a leitura desse livro para os que quiserem aprimorar a própria técnica. Ele me foi emprestado pela minha professora, que não o leu por ser "muito descritivo, chato demais". Ela não imagina o que perdeu. O livro é realmente detalhista (não é para menos, pois trata-se de uma tese de doutorado). Sua leitura, porém, vale a pena. Ele aborda inúmeros aspectos da técnica pianística de forma aprofundada, detalhando as coordenações musculares de cada movimento (para entender o livro, é preciso sobreviver ao capítulo 3, com uma verdadeira aula de anatomia). O livro aponta como tirar um bonito som do piano, explica todo o processo do "relaxamento", cada movimento e sugere uma metodologia. Estou começando a aplicar o que aprendi lendo o livro em mim mesmo, e me dei conta de como toco mal.

      Ufa! Falei demais! Fui!

      Ata
      Veterano
      # dez/06
      · votar


      Sashsiam_2
      Aliás, gostaria de recomendar a leitura desse livro para os que quiserem aprimorar a própria técnica
      Estou começando a aplicar o que aprendi lendo o livro em mim mesmo, e me dei conta de como toco mal.

      Factual. Também comecei a pesquisar, e aprendi em outros livros o que tu postou aí.

      Mas a grande questão é: se temos que tocar aplicando o peso do braço sobre as teclas, quais músculos é que sustentam o braço sobre o teclado?

      A resposta que eu mesmo dei para essa pergunta: flexores dos dedos. Causa um endurecimento da parte central inferior do antebraço, mas é a única forma que eu encontrei.

      Ata
      Veterano
      # jan/07
      · votar


      Olá novamente

      Há outra questão que tem me consumido:

      Se ao tocarmos uma nota, usamos o peso do braço para lhe dar intensidade sonora, como fazer para ter a mesma intensidade sonora tocando duas ou mais notas na mesma mão? De outra forma, como aumentar o peso (como força latente) do braço?


      Uma resposta seria: levantando mais o braço. Mas seria uma solução muito lenta e pouco precisa.

      Outra seria: usando o peso do corpo, projetando-o para frente. Acredito mais nessa, embora cause um movimento meio estranho, algo como se atirar sobre o piano.

      Robosnmus
      Membro Novato
      # 31/dez/16 14:50
      · votar


      Olá a todos,
      Concordo plenamente com o nosso amigo que cita Richerne como um livro de apoio sbre determinadas questões e aberrações de técnicas pianisticas, como por exemplo tocar piano relaxado.
      Recomendo também o livro de Kaplan,Jose Alberto , Teoria da Aprendizagem pianisticas 2ed. , Que trás assuntos valiosíssimos sobre a execução pianisticas com premissas de caráter científico.
      Abraço a todos

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Independência dos dedos em relação ao antebraço

      303.026 tópicos 7.842.566 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2017 Studio Sol Comunicação Digital