Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Para quem acha que "cientistas deviam pesquisar algo útil"

      Autor Mensagem
      J. S. Coltrane
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      Julia.

      blablabla para você também

      The Root Of All Evil
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      Julia.
      blablabla

      Não falei?
      ó o pessoal de humanas já chegando postando blablabla!

      Konrad
      Calço 42 também. ;)

      Mesmo número que eu :O
      E eu só tenho 1,69
      Mas sou negão.

      J. S. Coltrane
      com certeza. Gerador de lero lero cult mode

      auahuahuahuahuahua
      Não dá pra te entender.

      Konrad
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      The Root Of All Evil
      Mas sou negão.

      Flawless victory.

      J. S. Coltrane
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      tudo foi culpa do Devil boy e seu manifesto motivado pela minha crítica deturpante do tópico

      Excelion
      Veterano
      # jun/10 · Editado por: Excelion
      · votar


      Pergunta: O que é a China?

      Resposta de quem é de exatas: Um país no leste da Ásia.

      Resposta de quem é de humanas: Evidentemente, a adoção de políticas descentralizadoras agrega valor ao estabelecimento dos métodos utilizados na avaliação de resultados. Nunca é demais lembrar o peso e o significado destes problemas, uma vez que o surgimento do comércio virtual promove a alavancagem de alternativas às soluções ortodoxas. É claro que o início da atividade geral de formação de atitudes afeta positivamente a correta previsão do retorno esperado a longo prazo. A certificação de metodologias que nos auxiliam a lidar com o desafiador cenário globalizado desafia a capacidade de equalização das regras de conduta normativas.

      O incentivo ao avanço tecnológico, assim como o novo modelo estrutural aqui preconizado faz parte de um processo de gerenciamento do remanejamento dos quadros funcionais. Assim mesmo, a consulta aos diversos militantes é uma das consequências de todos os recursos funcionais envolvidos. Caros amigos, a determinação clara de objetivos deve passar por modificações independentemente das posturas dos órgãos dirigentes com relação às suas atribuições. Logo, é um país no leste da Ásia.

      Benjamin_the_Linus
      Veterano
      # jun/10 · Editado por: Benjamin_the_Linus
      · votar


      DevilBoy
      Muito ao contrário: o capital escraviza almas. Só um tolo como Benjamin não vê que a cultura de massas é um regime ditatorial dos mais autoritários.
      Hei

      J. S. Coltrane
      Veterano
      # jun/10 · Editado por: J. S. Coltrane
      · votar


      Aí vai um exemplo com algum rigor sócio-histórico

      Em vez de dizer: Rapadura é doce, mas não é mole não!

      Diga:

      O produto da exploração na primeira fase da colonização ocidental no Brasil pela grande empresa monopolista portuguesa, instalada em terras tão longinquas chamadas por Claude Levi-Strauss (o inventor da calça jeans) de "tristes trópicos", ou como diria Caio Prado Jr, o fruto do nosso "sentido profundo da colonização", é muito adocicado. Os escravos, sem poderem sentir o dulçor desse produto, tendo sido criados por diciplinas muito severas, se aproveitavam de um sub produto da casa-grande, que ficou muito conhecido por sua rigidez.

      Devil Boy
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      Calma, gente...

      Se não ficou suficientemente evidente, eu estava só emulando o marxismo heterodoxo comum a quase todos os "cientistas" sociais da Escola de Frankfurt (mãe no coração de boa parte dos DCEs que vocês vêem no Brasil), com pequenas pitadas do pedantismo linguístico dos hermeneuticistas seguidores de Martin Heidegger e Hans-Georg Gadamer.

      O pastiche é parte do meu treinamento para me tornar o novo Alan Sokal das Humanas (pode-se dizer que este é um de meus sonhos acadêmicos).

      Assim que estiver convencendo perfeitamente com o papel de "intelectual" esquerdóide enrolador pseudo-erudito formado na USP, tentarei publicar alguns artigos-fake épicos nessas revistas (principalmente latinoamericanas) de Ciências Socialist... ops! Ciências Sociais.

      (para quem não manja inglês: http://pt.wikipedia.org/wiki/Caso_Sokal)

      J. S. Coltrane
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      Devil Boy

      Qual é o porquê dessas aspas em cientistas? Explique-se ou se prepare para mais um duelo hermenêutico.

      Esse caso Sokal ficou famoso, mas é mais culpa do bonde do Foucault do que da Escola de Frankfurt. Também estou preparando minha volta triunfal para os braços da mamãe academia, aqui fora o ar é um tanto quanto seco.

      Avise-nos quando for publicado para eu poder ler e te criticar até a morte. \o/

      Bog
      Veterano
      # jun/10 · Editado por: Bog
      · votar


      J. S. Coltrane
      Qual é o porquê dessas aspas em cientistas?

      Essa eu posso responder: ciências sociais não são ciência.

      Isso não quer dizer necessariamente que são besteira: literatura não é ciência, boa parte da medicina e da computação não são ciência, psicologia não é ciência, engenharia não é ciência... e ciências socials também não são ciência.

      Claro, isso tudo usando a palavra "ciência" no seu contexto atual. Se pegarmos o sentido clássico, que valia muitos séculos atrás, ciências sociais são ciências - mas aí, estudos bíblicos, teologia, astrologia e coisas do tipo também são.

      J. S. Coltrane
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      Bog

      Na verdade muitas delas são ciências "soft", não matematizadas e sem um paradigma dominante [ao contrário das hard science, como a física]. Como ninguém que ser chamado de cientista mole, porque pega mal com as royas, diz-se que não é ciência.

      =D

      Bog
      Veterano
      # jun/10 · Editado por: Bog
      · votar


      J. S. Coltrane
      Como ninguém que ser chamado de cientista mole, porque pega mal com as royas, diz-se que não é ciência.

      O motivo não é esse. E o ponto nem é ter base na matemática ou "paradigma dominante" ou coisa do tipo. Tem a ver com os 3 Rs (repetição independente, refutabilidade, reducionismo) e a capacidade que eles têm de separar as hipóteses boas das ruins com o passar do tempo, após sucessivos testes. É o que está por trás da confiabilidade da base de conhecimentos, e é o que tornou a ciência uma ferramenta bem-sucedida em explicar aquilo que ela consegue explicar - ao ponto de certas pessoas cultivarem um certo culto semi-religioso-e-não-muito-saudável à palavra "ciência", mesmo sem entender o que está por trás de tanto sucesso.

      Enfim, entre ficar com uma "ciência" vasta e que explica tudo, mas de um jeito não-lá-muito-confiável e uma Ciência capaz de explicar com confiabilidade um sub-conjunto dos fenômenos (um sub-conjunto que cresce com o passar do tempo, mas que permanece sendo "sub"), fico com a 2a opção.

      J. S. Coltrane
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      Bog

      Eu fiz a piada tomando por base um artigo do Pérsio Arida sobre a ciência econômica, que alterna entre os pólos soft e hard. Mas pelo o que você coloca, nada que estuda a sociedade pode ser considerado ciência, pois é impossível a repetição independente.

      Bog
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      J. S. Coltrane
      Mas pelo o que você coloca, nada que estuda a sociedade pode ser considerado ciência, pois é impossível a repetição independente.

      Se não é possível repetição independente, não é ciência MESMO.

      Leucocieetus
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      Deveria ser regra, só abre a boca se tiver um conhecimento minimo!

      Medida que pode evitar o pedantismo, mas também pode levar ao "só o mestre tem voz". Cria hierarquias e elitiza o conhecimento.

      Leucocieetus
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      Se não ficou suficientemente evidente, eu estava só emulando o marxismo heterodoxo comum a quase todos os "cientistas" sociais da Escola de Frankfurt (mãe no coração de boa parte dos DCEs que vocês vêem no Brasil), com pequenas pitadas do pedantismo linguístico dos hermeneuticistas seguidores de Martin Heidegger e Hans-Georg Gadamer.

      /Sheldon

      Ahhh tá, bem mais claro agora!

      Atomic
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      Bog
      E o ponto nem é ter base na matemática ou "paradigma dominante" ou coisa do tipo. Tem a ver com os 3 Rs (repetição independente, refutabilidade, reducionismo) e a capacidade que eles têm de separar as hipóteses boas das ruins com o passar do tempo, após sucessivos testes.

      por essa definiçao de ciencia uma area de estudo que usa dados estatisticos como a economia pode ser considerada ciencia?

      e a historia? os 3 r's se aplicam mas somente sobre dados ja existentes..

      e a matematica? acho que pra ela se aplicam os 3 r's mas eu particularmente nao considero ciencia por ser uma coisa baseada em axiomas arbitrarios

      marcus c. f.
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      Nunca vi ninguém reclamando das pesquisas dos cientistas...

      lucassouza
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      Eu acho inutil aquele bagulho que acelera as particulas.Qual a utilidade daquela porcaria? (eu sei que acelera particulas,mas pra que?)

      brunohardrocker
      Veterano
      # jun/10 · Editado por: brunohardrocker
      · votar


      lucassouza

      Se não sabe pra que serve, porque diz que é inútil?
      Só pesquisar.

      Andy TheCatSp
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      mimimimimimimi

      J. S. Coltrane
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      marcus c. f.

      se você ler esse tópico inteiro, pode até achar reclamações

      Atomic

      Essa definição do Bog exclui quase tudo mesmo. Prefiro o Edgar Morin ou o Pérsio Arida mesmo.

      Bog
      Veterano
      # jun/10 · Editado por: Bog
      · votar


      Atomic
      por essa definiçao de ciencia uma area de estudo que usa dados estatisticos como a economia pode ser considerada ciencia?

      Parte dela sim. Mas isso não tem a ver com os dados estatísticos - estatísticas também podem se repetir, afinal de contas. Veja, por exemplo, as pesquisas na área médica, e mesmo na inteligência artificial. Se você cria um modelo capaz de realizar previsões, mesmo que com uma margem de erro (computável), está entrando no Reino dos Rs.

      e a historia?

      No sentido moderno, História não é uma ciência. História é História.

      No sentido "clássico", História é ciência. Mas neste caso, Direito, Astrologia, Filosofia, Política, Teoria Musical e Crítica de Arte também são. No sentido "clássico" de ciência, até a discussão deste tópico poderia ser considerada ciência.

      Do jeito que eu estou falando pode até parecer que eu estou descartando tudo o que não é ciência como sendo besteira. Mas é exatamente o oposto. Estou falando que para ser importante/fundamentado/racional, não é preciso ser ciência.

      e a matematica?

      Alguns enxergam a matemática como uma ciência "pura", visto que é uma das poucas disciplinas onde uma prova é realmente uma Prova. De certa forma, é uma ciência que se fecha sobre si própria, mas poderia sim ser considerada como tal.

      lucassouza
      Eu acho inutil

      Se você tivesse lido o tópico, saberia que ele fala exatamente contra essa exigência de haver uma utilidade prática óbvia para toda pesquisa científica.

      J. S. Coltrane
      Essa definição do Bog exclui quase tudo mesmo.

      Essa definição não é minha. E nem exclui quase tudo. Ela só exclui aquilo que não pode ser verificado independentemente, que não pode ser descartado a partir de experimentos feitos por outras pessoas, e em última instância, aquilo que está para sempre atrelado ao viés do observador.

      O objetivo principal do método científico é selecionar, entre os zilhões de hipóteses que podemos formular, quais estão corretas. É separar o "mundo como ele é" do "mundo como eu acho que ele é", ou pior, o "mundo como eu quero que ele seja". E para isso, é essencial que o viés do observador seja jogado de lado. Sem repetição independente e a possibilidade de refutação, isso é simplesmente impossível.

      Bizet
      Veterano
      # jun/10 · Editado por: Bizet
      · votar


      Bog
      Alguns enxergam a matemática como uma ciência "pura", visto que é uma das poucas disciplinas onde uma prova é realmente uma Prova.

      Se a matemática não permite refutação, então não poderia ser considerada ciência, não? Ou eu entendi errado a história da refutabilidade?

      Bog
      Veterano
      # jun/10 · Editado por: Bog
      · votar


      Bizet
      Se a matemática não permite refutação

      Dentro dela, permite sim. Aliás, na matemática um único contra-exemplo é capaz de eliminar completamente uma hipótese. Claro, os axiomas por definição não são refutáveis. Mas as hipóteses construídas sobre eles são. Então, em uma prova matemática, sempre está implicito que "se os axiomas valem, então".

      Exemplo:
      Hipótese:
      [Se os axiomas valem, então] para todo X e Y, se X^2 = Y^2, então X = Y.

      (a refutação é facílima)

      Os axiomas podem ser irrefutáveis porque se fecham sobre si próprios. Se os axiomas falassem sobre fenômenos exteriores, a história seria diferente.

      MauricioBahia
      Moderador
      # jun/10 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      Bog

      O que vc acha da matemática? Ela responde à realidade?

      Abs

      ps. pergunta filosófica. :-)

      Bog
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      MauricioBahia
      O que vc acha da matemática? Ela responde à realidade?

      Realmente, é filosófico, hehe.

      Não sei bem o que você quis dizer com "responde à realidade", mas ela em si não fala do mundo físico. Assim como a lógica, eu acho na verdade que ela começou com observações meio intuitivas a respeito do mundo físico, que viraram generalizações, que viraram abstrações, que acabaram virando os axiomas mais básicos. Depois, fez-se o caminho contrário: usar a matemática para falar do mundo. Mas aí, já não é mais matemática, é alguma ciência, ou alguma outra modalidade de estudar o mundo.

      Aced
      Veterano
      # jun/10
      · votar



      O que vc acha da matemática? Ela responde à realidade?


      Matemática é uma linguagem, não uma ciência.

      É o que eu penso, deixando os meus conceitos cristãos da Idade Média de lado.

      Aced
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      Só lamento algumas pessoas dizerem que Ciências Sociais não são ciência, posso ter um pensamento medíocre, mas tudo aquilo que envolve observação e experimentação é ciência, na minha opinião.


      O próprio caso Sokal pode ser visto como um experimento. Outro exemplo é a do professor de história Ron Jones, a terceira onda: http://en.wikipedia.org/wiki/The_Third_Wave

      J. S. Coltrane
      Veterano
      # jun/10
      · votar


      Bog

      Essa objetividade que a ciência quer obter é um problema muito complexo, uma vez que a verdade reside no sujeito e não nos objetos. Mesmo a física, querendo expurgar os resquícios subjetivos, caiu na problemática da física quântica e da interação sujeito-objeto.

      A matemática não permite refutação e nem validação empírica, é uma construção lógico-formal pura. Ela se quer bela, mas esquece que lida com aquele conceito de beleza que é somente o da ordem [uma concepção castrada de beleza, ao meu ver].

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Para quem acha que "cientistas deviam pesquisar algo útil"

      304.165 tópicos 7.868.695 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital