Preciso de ajuda, quero voltar para a música mas não sei como.

    Autor Mensagem
    Miroh
    Membro Novato
    # 10/jan/22 16:09


    Recentemente meu interesse em relação a música voltou a ser relevante, então decidi voltara tocar algum instrumento.
    Tenho vontade de tocar um dos três, violino, violoncelo ou baixo acústico, mas tenho algumas dúvidas e não tenho com quem consultar.

    Tenho alguma, mas não muita, experiência com música. Quando jovem frequentei aulas de violão por alguns anos, mas nunca fui além de ler algumas cifras e tocar músicas simples. Na adolescência tive um baixo elétrico e tocava com alguns amigos, mas tudo que sabia fazer era ler as tablaturas. Também nessa época tive quase um ano de aulas de baixo acústico, mas elas tiveram que ser interrompidas quando minha professora se mudou. Não tenho conhecimento algum de teoria musical.

    Estes instrumentos que mencionei sempre me fascinaram, por isso queria tocar algum deles, mas não sei se eles tem alguma limitação.
    Sou apenas um pouco mais alto que a média, mas tenho mãos e dedos particularmente grandes. Quando tocava violão nunca consegui tocar aqueles violões de corda de aço que tem o braço mais fino pois a proximidade das cordas tornava impossível pressionar uma delas sem encostar nas outras, até por isso que quando comprei meu primeiro violão escolhi um "folk", não sei se este é o termo certo mas me refiro aqueles te tem o corpo consideravelmente maior que os demais e o braço é grosso como os de corda de nylon.

    A princípio queria voltar tocando violino, mas essa questão do tamanho da mão e dos dedos me preocupa, como leigo o vejo como um instrumento delicado e não sei se será possível tocá-lo.
    Minha segunda opção era o baixo acústico, já que já tive contato com ele e sei que tem um som que me agrada, mas por uma busca rápida na internet vi que são bem caros e não consegui encontrar nada por menos de 4.000.
    Com estes fatores em vista, pensei no violoncelo como "meio termo", com preços acessíveis e um tamanho considerável, mas não tenho certeza se é o que realmente quero.

    Venho aqui perguntar algumas coisas pra vocês para conseguir me decidir, e também aceito sugestões e conselhos.

    - É possível tocar o violino com mãos grandes?
    - Existe algum site que eu possa comprar um baixo por um preço acessível?(Mais a baixo eu vou falar sobre quanto posso gastar)
    - Independente do instrumento, devo ter algo em mente quando for comprar ou só escolho o mais barato?
    - Também preciso de algum recurso online que eu possa aprender a tocar do zero, vocês têm alguma sugestão? Também pode ser em inglês
    - Devo antes de comprar o instrumento estudar apenas teoria musical e comprá-lo só após ter aprendido?


    Sobre comprar o instrumento, ví em diversos lugares a sugestão de ir a uma loja de música e "experimentá-lo". Na região onde moro não existe nenhuma loja de música, e mesmo se existesse não saberia como avilia-lo, nem mesmo comoo segurar o mesmo.
    A loja mais próxima fica em uma cidade vizinha que está a aproximadamente uma hora e meia de viagem, e mesmo assim duvido muito que estes vendam estes intrumentos, muito menos por um preço que eu possa pagar.
    Também me lembro de já ter escutado de alguém que o ideal após a compra de um intrumento novo é leva-lo para um luthier para ser regulado, o que é impossível pra mim.

    - É possível comprar um destes intrumentos pela internet e tocá-lo sem axílio externo?
    - Será eu posso eu mesmo fazer a manutenção do intrumento?
    - O clima de onde moro é bem úmido, isso pode danificar o instrumento?


    Como quero apenas começar a estudar, não queria gastar muito dinheiro no intrumento, visto que existe a possibilidade de desistir caso não mantenha meu interesse.
    O que estava disposto a gastar seria o seguinte:

    200 ou menos caso escolha um violino.
    400 ou menos caso escolha o violoncelo.
    800 ou menos caso seja o baixo acústico.


    Acho que pra resumir um pouco de tudo que está aqui é:
    Quero aprender música mas não tenho acesso a nunhuma loja ou professor presencial. É possível?


    Gotaria além de que respondessem minhas perguntas me dessem suas opiniões sobre qual intrumento escolher e como caminhar na minha situação. Conselhos de músicos com mais experiência que eu e de pessoas com vicências diferentes são sempre bem-vindos

    muito obrigado.
    Agradeço a atenção e tenham uma boa tarde.

    Schelb
    Veterano
    # 10/jan/22 18:40
    · votar


    Cara, eu não toco nenhum dos instrumentos que você mencionou, sou guitarrista, com experiências gerais em outros instrumentos. Mas vou te responder porque sei la se vai aparecer alguém aqui.
    Os três instrumentos que você citou são instrumentos não temperados, ou seja, as notas não estão definidas por casas como num violão ou por teclas como num teclado. Então, pra você acertar as notas precisa de técnicas e referências específicas e ter um bom ouvido pra saber se acertou .. e acho bastante difícil alguém sem experiência com música conseguir discernir se está tocando uma nota certa ou não. Nesse sentido, são instrumentos particularmente difíceis de aprender a tocar sozinho. Fora isso, pra qualquer instrumento que seja, no início do aprendizado é muito importante um professor, pelo menos pra te botar no caminho certo e evitar criação de vícios. Agora, tirando isso, tem muita gente que aprende a tocar instrumentos sozinhos, desenvolve suas técnicas e percepção .. mas isso é difícil. Um meio termo talvez fosse fazer aulas online. Sobre a manutenção do instrumento meio que cai num lugar parecido, já que pra saber se o instrumento está ou não bem regulado você precisa conhecer bem o instrumento, então fazer manutenção sozinho a princípio também não me parece uma boa. De toda forma, luthier não é algo tão caro e sempre compensa.

    Agora, se você for comprar um instrumento com esse orçamento limitado e nas condições citadas, penso que a melhor saída seja pesquisar por instrumentos usados na olx, facebook marketplace e outros, em que você possa ir até a casa da pessoa e dar uma olhada geral no instrumento .. pelo menos pra garantir que não tem problemas graves de estrutura como rachaduras e empenamentos. E de preferência levar algum conhecido que tenha algum conhecimento pra ajudar. Comprar instrumentos muito baratos muitas vezes não compensa pela dificuldade que eles podem te impor na tocabilidade .. então comprar o mais barato geralmente é furada. De todo jeito, luthier é gasto importante como eu disse e costuma dar bom retorno em qualidade pro instrumento.

    Sobre teoria musical, relaxa .. é importante, é complementar, vale a pena mas não é necessária, tem muita gente que não estuda. E quando há o interesse de estudar, é algo que tem que vir junto com a prática do instrumento.

    Por fim, a questão do tamanho da mão eu não sei te falar .. mas arrisco dizer que deve dar sim pra tocar mesmo com mãos grandes .. em todo caso, tem a viola também .. que é um pouco maior que o violino e quem sabe poderia ser uma saída pra você .. sei la. Tenho mais de um amigo que toca guitarra e tem dedos bem grossos e eles se viram pra desenvolver suas formas de fazer as coisas. A guitarra pode ser bem maior que o violino, mas as cordas são bem próximas e nas regiões mais agudas as casas são bem pequenas, por isso acho que vale a comparação.

    Enfim, espero não ter falado bobeira aí e que te sirva de alguma coisa!

    Lelo Mig
    Membro
    # 10/jan/22 19:07
    · votar


    Miroh

    Cara, penso mais ou menos como nosso amigo Schelb.

    Aprender sozinho já não é muito fácil (nem aconselhável) em muitos casos. No caso de instrumentos não temperados, a coisa é bem mais complexa.

    Para que você entenda de forma simples, num violão (afinado no padrão), se você pressionar a primeira corda na quinta casa você emite uma nota Lá. Num violino ou violoncelo não é bem assim. Primeiro que eles não possuem casas, mas não é só a referência do posicionamento, envolve questões bem mais complexas. O mesmo acontece com alguns instrumentos de sopro, não basta "soprar e abrir as chaves da nota Lá", têm que soprar corretamente, se não o "Lá" não é um "Lá". São questões bastante complexas para um aprendizado autodidata.

    Um autodidata pode até compensar alguns obstáculos quando possui um ouvido acima da média, mas vai pagar o preço, mais tarde, pelas incorreções e deficiências técnicas. (Falo com experiência , sou autodidata).

    Para instrumentos como violão, guitarra, baixo, bateria, teclado, flauta doce e etc., hoje em dia, com dedicação e disciplina dá prá aprender pelo Youtube se for esforçado e disciplinado.

    Mas, não aconselho para instrumentos não temperados, sejam de corda, como um violino, ou de sopro, como um trumpete.

    Outro agravante é o seu orçamento. Violões, por exemplo, são instrumentos muito populares, o que derruba o preço por conta da demanda. Você até acha um violão usado decente por 200 reais. Mas um violino? Duvido! Porém, para comprar um instrumento usado decente, seja qual for, vai precisar da ajuda de alguém que toque e tenha pelo menos um conhecimento mediano.

    Fico imaginando um violino ruim, com a escala imprecisa por exemplo... fica quase impossível para um "não violinista" perceber esta imprecisão, já que o instrumento é impreciso por natureza na mão de qualquer um que não saiba toca-lo. Entende?

    makumbator
    Moderador
    # 10/jan/22 20:18
    · votar


    Miroh

    Eu toco o contrabaixo acústico, o elétrico e guitarra. Eu concordo com o pessoal quando diz que o não temperado é mais difícil (principalmente no início), mas como você já teve aula do acústico, imagino que conheça as dificuldades dele.

    A maior dificuldade da família do violino nem é a afinação, e sim o arco. Isso sim demanda uma vida (e mais 3 meses...heheh) pra dominar de maneira musical.

    Você falou dos preços, e realmente um contrabaixo acústico mediano não é barato (até os ruins estão caros), mas não pense que no cello vai ser mais fácil pelo fato dele ser menor. 400 reais para um cello? Não dá nem pra saída. Mesma coisa de 200 reais para violino e 800 para contrabaixo acústico.

    Recomendo que você procure talvez um baixo elétrico usado no OLX e afins, mas mesmo assim, tem que colocar pelo menos uns 1.200 pra ter acesso a coisa melhor.

    Tiagolafre
    Membro Novato
    # 11/jan/22 05:01
    · votar


    Amigo, desculpa me intrometer assim, desconstruindo tudo o que vc quer, mas eu considero como o melhor instrumento para um iniciante autodidata o teclado. Está sempre afinado, a escala é linear, dá para tocar bem tanto harmonia quanto melodia, e tem tutoriais a perder de vista na internet, para qualquer estilo de música. Além de ter alguns com preços bem acessíveis.
    Pelo menos no início do seu aprendizado, enquanto você junta uma grana para comprar o instrumento que você realmente quer, acho que aprender teclado é a melhor maneira de treinar o ouvido e entrar de vez no mundo da música.
    Boa sorte!

    Delson
    Veterano
    # 11/jan/22 08:32 · Editado por: Delson
    · votar


    Miroh
    É possível tocar o violino com mãos grandes?
    Eu conheço várias pessoas que conseguem. Eu toco violão e guitarra, tenho dois metros de altura, dedos longos e grossos, e consigo (se é bem ou mal aí eu já não sei kkkkkk)

    - Existe algum site que eu possa comprar um baixo por um preço acessível?(Mais a baixo eu vou falar sobre quanto posso gastar)
    Sempre tem. Basta pesquisar.

    - Independente do instrumento, devo ter algo em mente quando for comprar ou só escolho o mais barato?
    A princípio, o que você achar mais bonito.

    - Também preciso de algum recurso online que eu possa aprender a tocar do zero, vocês têm alguma sugestão? Também pode ser em inglês
    Tem um site massa: www.cifraclub.com.br

    - Devo antes de comprar o instrumento estudar apenas teoria musical e comprá-lo só após ter aprendido?
    Eu compraria o instrumento primeiro. Até hoje eu não sei muita teoria, mas gosto de comprar instrumentos kkkkkkkkkk)

    - É possível comprar um destes intrumentos pela internet e tocá-lo sem axílio externo?
    Possível até que é. Mas exige muita dedicação, tempo e paciência. Eu procuraria aulas online, como já foi dito.

    - Será eu posso eu mesmo fazer a manutenção do intrumento?
    Claro que sim. Basta saber o quê está fazendo e qual resultado deseja. E isso também exige dedicação, tempo e paciência.

    - O clima de onde moro é bem úmido, isso pode danificar o instrumento?
    Não digo danificar, mas o instrumento pode sofrer muito com o clima, demandando visitas mais periódicas ao luthier (ou manutenções, se você desejar seguir por esse caminho sozinho).

    No mais, meu conselho é: Não deixe de tocar. Tá sentado no vaso: toque. Tá de boa em casa: toque. Toque enquanto eles dormem (só tenha cuidado para não acordar eles). Faça do instrumento seu melhor amigo. E tão importante quanto tocar, é TOCAR JUNTO. procure pessoas com o mesmo objetivo que você, amplie sua gama de amigos. Importantíssimo também é: ouça de tudo, até música ruim, pra poder saber por quê é ruim.

    E eu já falei sobre praticar?

    Miroh
    Membro Novato
    # 11/jan/22 09:44
    · votar


    Schelb
    Enfim, espero não ter falado bobeira aí e que te sirva de alguma coisa!

    De forma alguma, qualquer opinião é válida! Adorei a sugestão da viola, com certeza é algo que vou levar em consideração na minha escolha!



    Lelo Mig
    para comprar um instrumento usado decente, seja qual for, vai precisar da ajuda de alguém que toque e tenha pelo menos um conhecimento mediano.

    fico imaginando um violino ruim, com a escala imprecisa por exemplo... fica quase impossível para um "não violinista" perceber esta imprecisão, já que o instrumento é impreciso por natureza na mão de qualquer um que não saiba toca-lo. Entende?


    Esse é um dos grandes agravadores da minha situação, moro em uma cidade muito pequena. Encontrar algum músico aqui já deve ser muito difícil, quem dirá algum que toque e entenda dos instrumentos citados. Aqui depois das 20h nem farmácia e posto de gasolina abertos você encontra! kkk



    makumbator
    Eu concordo com o pessoal quando diz que o não temperado é mais difícil (principalmente no início), mas como você já teve aula do acústico, imagino que conheça as dificuldades dele.
    A maior dificuldade da família do violino nem é a afinação, e sim o arco. Isso sim demanda uma vida (e mais 3 meses...heheh) pra dominar de maneira musical.
    Você falou dos preços, e realmente um contrabaixo acústico mediano não é barato (até os ruins estão caros), mas não pense que no cello vai ser mais fácil pelo fato dele ser menor. 400 reais para um cello? Não dá nem pra saída. Mesma coisa de 200 reais para violino e 800 para contrabaixo acústico.

    Sim, conheço as dificuldades até certo ponto. Me lembro de minha professora cuidar com muito carinho do instrumento dela, me parecia que ele precisava de muito cuidado e constante atenção para manutenções. Até por isso que que fico sem saber se consigo manter o instrumento sem ter essa experiência.

    Quando tive que parar com as aulas naquela época me lembro que já conseguia "tirar" um som doo instrumento, no inicio só saia um som incomodo e abafado. hahaha

    Sobre os preços, acredito que seja até possível gastar um pouco além do que eu tinha descrito, mas tenho medo de investir ema grana em um instrumento bom e acabar desistindo, estragando por falta de conhecimento ou não conseguindo aprender por falta de acesso a profissionais mesmo.


    Tiagolafre
    Amigo, desculpa me intrometer assim, desconstruindo tudo o que vc quer, mas eu considero como o melhor instrumento para um iniciante autodidata o teclado.

    Eu não tinha considerado o teclado quando tive vontade de voltar a estudar música nessas últimas semanas, mas é uma ótima sugestão. Por um tempo fiquei com um teclado em casa que uma tia emprestou, consegui até aprender uma música assistindo uns vídeos na internet, ou algumas partes pelo menos, se me lembro o nome corretamente acho que era "Feeling Good", a versão do Michael Bublé.
    Não tinha noção alguma do que estava fazendo, aprendi os movimentos dos dedos e era isso, mas foi divertido. haha


    Delson
    Importantíssimo também é: ouça de tudo, até música ruim, pra poder saber por quê é ruim.
    Sei que falou muita coisa na sua resposta mas essa foi a parte que mais me surpreendeu, não tinha parado pra pensar por este lado. hahaha





    De toda forma, agradeço pela atenção. Vocês me deram bastante material pra pensar sobre, agora tenho mais coisas pra levar em consideração antes de tomar minha decisão.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Preciso de ajuda, quero voltar para a música mas não sei como.